blog corpo O que é Teologia do Corpo?

Em termos mais técnicos Teologia do corpo é um titulo dado por João Paulo II a um dos primeiros projetos do seu pontificado, são cento e vinte nove catequeses, feitas entre 1979 á 1984, o Papa nos oferece reflexões  bíblica riquíssimas, sobre o significado do corpo humano, o respeito a sexualidade é os desejos humanos, pensamentos do nosso querido Beato João Paulo II que explora  as ligações entre sexo e o corpo.

Quem nunca se questionou sobre questões profundas da existência humana:

Qual o significado da vida?

Por que Deus nos criou homem e mulher?

Por que temos desejos carnais?

O que nós espera no céu?

Como podemos verdadeiramente experimentar o amor?

Realidades atuais como Famílias desfeitas, aborto, pornografia na internet, “casamento”  homossexual, prostituição.

A teologia do corpo é a resposta  para a nossa época.

 

Trecho do livro: (Teologia do corpo para principiantes, autor: Christopher West)

Quer saber mais? Acompanhe o nosso blog.

 

 

Textos Relacionados:

Meu corpo expressão de amor.

 

Com tua Mão Senhor…

mulherMetas, planos, sonhos, o que eu desejo para o ano de 2014? Você já parou para pensar?

Convido você a essa revisão do ano de 2013, e com o coração grato a Deus colocar o ano de 2014 nas mãos de Deus.

Traçar metas e planos de conversão:

No ano de 2014 quero, Veja Mais…

Atos de Gentileza

tumblr_lew9x4JgQq1qfs2kko1_500_large1

Esses dias encontrei no face de uma irmã de comunidade a frase:

“Atos de gentileza revelam a grandeza de um coração.”

Esta frase traduz a beleza de muitas pessoas que convivemos. Perceber em nosso dia a dia, atos de gentileza de forma espontânea e discreta, faz transparecer a grandeza de um coração.

Isto me faz lembrar  do capitulo 24 de Gêneses que fala da historia de Rebeca, a escritura narra a história de Isaque, filho da promessa, e de sua esposa Rebeca. Uma linda história, cheia de altos e baixos, cheia da misericórdia de Deus. Fala da história de Rebeca, uma linda jovem que chamava a atenção pela sua beleza, simplicidade e disposição de servir, de modo tão hospitaleiro. Ao fazer o estudo me chamou a atenção o caráter de Rebeca, pude destacar algumas características:

 Veja Mais...

Bela (v. 16); simpática (v. 18); enérgica (v.19); trabalhadora (v. 19); paciente (v. 20); hospitaleira (v. 25); obediente (v. 28); verdadeira (v. 28); honesta (v. 47); decisiva (v. 58); discreta (v. 65).

Ao ler você vai perceber a atitude de Rebeca quando acolhia o servo de Abraão, ela expressava amor, atenção, acolhimento e, sobretudo, GENTILEZA. Rebeca não tratava bem as pessoas por interesse, mas sim por amor um ato gratuito de generosidade, que fez com que fosse revelada a grandeza do coração daquela mulher.

Quando fazemos à leitura deste capítulo, podemos perceber a grandeza dos atos de gentileza nas coisas simples da vida de Rebeca, ela que se antecipava para servi até mesmo as pessoas que ela não conhecia.

No dicionário a palavra Gentileza significa: capacidade de perceber uma necessidade de alguém, sem ser pedido ou comportamento distinto; em que há nobreza ou elegância.

A gentileza revela o amor nas pequenas coisas, e é fruto de um coração atento ao outro.

Com a História de Rebeca aprendemos a receita para sermos mulheres Segundo o coração de Deus:

Amar sem esperar nada em troca.

Dar o que temos de melhor para as pessoas.

Ser trabalhadora.

Disposta a servi as pessoas.

Ensina-nos a acolher.

Todos os dias precisamos pedir a graça de sermos mulheres capazes de contagiar o mundo com o amor nas pequenas coisas. A palavra de Deus nós diz:

“Não devais nada a ninguém, a não ser o amor mútuo” (Rm 13,8)

Peçamos ao senhor a graça da gentileza, Jesus em todos os lugares por onde andava ele deixava rastros de amor.

Senhor daí-nos a graça de um coração atento e gentil a necessidade das pessoas, e forma-me a cada dia como uma mulher nova, a exemplo de Nossa Senhora.

 

Deyse Lima
Comunidade Canção Nova

Deyse Lima
Comunidade Canção Nova

 Amigos Canção Nova

Não fazemos amigos, reconhecemo-os.” Vinícius de Moraes.

 Amizade é um dom de Deus dado a quem ele quer, Deus revela uma missão particular na vida das pessoas que reconhecemos como amigos.

 Reconhecer um amigo não se faz da noite para o dia, é preciso uma disposição interior, para trilhar um caminho de acolhida, conhecimento do outro e de si mesmo, e assim vai acontecendo, quando aos poucos vamos participando a vida um com o outro.

Santo a Agostinho diz: “A procura de Deus começa pelo mais íntimo do ser do nosso interior que somente abrimos ao amigo”

Só seremos capazes de ser bons amigos, se cultivamos a nossa amizade com Deus, a comunhão e a intimidade são como uma plantinhas que deve ser cultivada a cada dia, da mesma forma que eu me dedico aos meus amigos, e reservo tempo para estar com eles, seja por um e-mail, uma ligação ou mensagem, tenho que buscar cultivar a amizade com o senhor, está com ele, conversa com ele, busca-lo no sacrário, na eucaristia, na confissão, na palavra, aprofundar a amizade com Deus é reconhecer a manifestação do seu amor em nosso dia a dia.

Pois somente o amor de Deus nos dar à graça de cultivar amizade de maneira livre, sem fechamento, e sem dependência.

Santo Agostinho diz que: “Ninguém pode ser verdadeiro amigo de outro, se não for antes amigo da própria Verdade, que é Deus”

Meus amigos (a) são assim, frutos de uma experiência em Deus, eu sou mais livre para amar, ajudar, expressar carinho. Pois o amor que dou aos meus amigos, se torna o transborda do amor de Deus em mim.

A cada tempo reconheço os amigos que o senhor coloca em minha vida, a cada tempo eles vão surgindo, cada um traz uma porção nova do amor de Deus, eles me ensinam a amar, e a ser uma pessoa melhor como nos ensina Santo Agostinho:

“A amizade dilata o horizonte do amor”.

Quer fazer novas amizades?

Comece a cultivar uma amizade com Deus, à intimidade com Deus, nos leva ao acolhimento e a abertura das pessoas que se aproxima de nós, assim fica fácil de aos poucos reconhecer os nossos amigos.

Deyse Lima
Comunidade Canção Nova

 

Primavera tempo das surpresas de Deus!

No final do inverno, no meu 1º ano de comunidade, ouvia as pessoas comentarem, que a primavera está chegando; O tempo das Surpresas de Deus! Na época fiquei pensativa com essa frase:

Na Canção Nova: Primavera é tempo das surpresas de Deus!

Nunca tinha ouvido essa frase antes!

Ficava imaginando como séria essa tempo, tão esperado e cheios de surpresas, ficava imaginando como séria vivenciar a primavera com surpresas de Deus.

Os mais antigos da comunidade falavam desse tempo com sorriso nos lábios, alegrias nas palavras e esperança no olhar. Lembro-me fiquei curiosa para que ela chegasse logo, e no meu coração, eu rezava:  Jesus eu quero vivenciar esse tempo da primavera como o tempo de acolher e perceber as tuas surpresas em minha vida.

Naquele primeiro ano, fiz uma linda experiência de perceber Deus nos pequenos acontecimentos do dia a dia.

Neste tempo único, aos poucos fui percebendo que para vivenciar as surpresas de Deus é preciso oito atitudes importante: Veja Mais…