Print Friendly

Como treinar o seu ouvido

Um ouvido "afinado" é dom mas também treino

Um ouvido “afinado” é dom, mas também treino

Pois é, quem nunca ficou admirado com aquele músico mais experiente que rapidamente consegue tirar aquela música ali na sua frente, ou aquele cantor que mesmo sem uma base instrumental favorável consegue entrar em um tom certinho?! O que muitos não sabem, é que este tipo de situação não é apenas para alguns músicos e outros não, através do estudo e de um treinamento auditivo você pode chegar também a esse grau de percepção. Continue lendo…

Print Friendly
Cantar tudo na missa?

O Canto gregoriano foi uma das primeiras formas de canto da Igreja

A música tem uma função própria na liturgia, que deve ser respeitada.

Estudando a história da prática do canto litúrgico, observamos que o canto da assembléia, sofreu oscilações que vão desde o extremo de não cantar nada, até o extremo de cantar tudo. O canto litúrgico sempre foi ou sempre deveria ter sido o canto da assembléia que celebra. Continue lendo…

Print Friendly

É normal sentir dor quando toco? Não!

como evitar dores ao tocar

Com alguns cuidados tudo se resolve

Pois é gente, parece obvio, mas tem bastante gente que já se habituou a sentir dor quando toca, ou nas mãos ou no braço ou até mesmo na coluna. Mas digo para você: não é normal. E se não é normal, o que fazer?

Bem, primeiro você precisa saber qual é o motivo da sua dor, pois como todo mundo sabe: dor não é doença, mas sintoma. Então vamos lá, cou descrever para você três motivos: Continue lendo…

Print Friendly

Músico Católico Comunicador de Deus“E Deus viu tudo quanto havia feito, e era muito bom.” (Gn 1,31).

Foram com essas palavras que no ano de 1999, o nosso saudoso papa, João Paulo II, iniciava sua Cartas aos Artistas, um grande contributo moderno para entender e valorizar o papel do artista, seja ele músico, pintor, arquiteto, etc, dentro da ação da Igreja em nossos tempos.

Ainda no cabeçalho desta ele explica a quem se destina seu escrito:

A todos aqueles que apaixonadamente procuram novas « epifanias » da beleza para oferecê-las ao mundo como criação artística.

Destaco destas palavras quatro em especial: Continue lendo…

Print Friendly

As figuras de valor são o que dá ritmo a melodia

figuras de valor

Basicamente é isso mesmo que são as figuras de valor. Na escrita musical, elas são responsáveis por simbolizar a parte rítmica da música, elas determinam o som e quanto tempo este dura e o silêncio e quanto tempo ele dura. A melodia é a parte principal e fundamental da música, basicamente a melodia é formada por esse conjunto de alturas (notas) e durações (tempos).

Continue lendo…