Saiba a importância do Diário de Santa Faustina

Sabemos quanto é importante na devoção à Divina Misericórdia conhecer os documentos da Igreja que falam acerca desse Mistério. A Encíclica Dives in Misericordia é de leitura obrigatória.
Mas, um instrumento importantíssimo e insubstituível é o Diário de Santa Faustina. O que é o Diário de Santa Faustina? Foi um livro escrito por Santa Faustina?
E a resposta é não. O Diário são as anotações espirituais que a Santa fazia a pedido do seu diretor espiritual e que ele depois lia e dava-lhe a orientação espiritual a partir dos mesmos. Após a morte da santa, essas anotações foram estudadas pela Igreja e a mesma autorizou sua publicação com o nome Diário de Santa Faustina.
Os escritos tratam dos encontros de Jesus Misericordioso com Santa Faustina e do que esse lhe pedia. O próprio Jesus Misericordioso disse acerca do Diário incentivando Santa Faustina a escreve-lo:A TUA TAREFA É ESCREVER TUDO O QUE TE DOU A CONHECER SOBRE A MINHA MISERICÓRDIA PARA O PROVEITO DAS ALMAS, QUE LENDO ESSES ESCRITOS EXPERIMENTARÃO CONSOLO NA ALMA E TERÃO CORAGEM DE SE APROXIMAREM DE MIM. (D. 1396)

3 Comentários

  1. Bom dia padre Antônio, a passagem do Diário acima, não coincide com o numero 1396.

    Att. Marita

  2. O numero da passagem acima é: 1693.

    Att. Marita

  3. Padre, bom dia, o senhor pode por favor explicar o que está escrito acima, onde diz” que o Diário não foi escrito por Santa Faustina” ?
    Claro que foi pura inspiração do Espírito Santo. Por sua pouca escolaridade, ela não teria condições intelectuais de relatar o que relata, e de nos enriquecer espiritualmente, como acontece a quem o lê. Mas Jesus pede: “Tua tarefa é escrever”.
    Aguardo sua resposta,
    att. Marita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *