Saiba o que Jesus espera da pessoa que tem a Imagem da Misericórdia em sua casa.

Uma pessoa que acompanha nosso blog escreveu este comentário que acho vale a pena comentar, pois serce para todos: “Padre eu comprei o quadro da divina misericórdia e coloquei na primeira sala de minha casa, deixo uma vela noite e dia acesa e rezo mais a noite o terço? Está certo?  Me oriente por favor.”

A resposta sobre o que mais agrada a Jesus e o que ele espera das pessoas que possuem sua Imagem em sua casa está no D. 742:

“A Imagem deve lembrar as exigências da Minha Misericórdia, porque mesmo a fé mais forte de nada serve sem as obras”.

Aí está. Ela não espera que você mantenha acesa uma vela noite e dia diante de sua Imagem, mas espera sim, que você faça as obras de misericórdia. Claro que você deve rezar o Terço da Misericórdia diante da Imagem, mas, ao fazer isso, você já está praticando uma obra de misericórdia que é a de rezar pelos vivos e pelos mortos.

De fato, quando você diz: “Pela sua dolorosa paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro”. Nesse “nós”, estão incluídas: a pessoa que reza (tende misericórdia de mim), e as almas do purgatório, e “do mundo inteiro”, as pessoas que estão vivas no mundo inteiro. È isso o que mais agrada a misericórdia e o que Jesus Misericordioso espera que você faça.

Pe. Antônio Aguiar

Saiba o que fazer para organizar o Terço da Misericórdia na sua Paróquia.

Uma leitora do nosso Blog deixou a seguinte pergunta?

Como faço para organizar o Terço da Misericórdia?

Será difícil? Não. Em primeiro lugar você deve procurar o pároco de sua Paróquia.

Deve conversar com ele sobre o que Deus coloca em seu coração e deve pedir a ele autorização para rezar o Terço da Misericórdia vendo com ele qual o melhor dia e qual o melhor horário para isso.

Alguém pode se perguntar se seria ás 15 horas, a Hora da Misericórdia. A resposta é que é um excelente horário, mas que não pensemos que só devamos rezar o Terço da Misericórdia nessa hora. Para as três da tarde a Oração preferida segundo o diário de Santa Faustina é a Via Sacra, senão uma visita ao Santíssimo Sacramento, senão, onde a pessoa estiver ela deve se unir a Misericórdia suplicando a mesma pela dolorosa paixão de Jesus.

Por isso, o Terço da Misericórdia se encaixou maravilhosamente nesse horário. Ver dia, horário e local. A partir daí começar a rezar o Terço da Misericórdia convidando as pessoas da comunidade paroquial para o mesmo.

Pe. Antônio Aguiar

28. maio 2013 · 1 comment · Categories: Diversos

Veja em quem Jesus pensava quando estava na cruz.

Quando eu agonizava na cruz, não pensava em mim mesmo, mas nos pobres pecadores, e rezava por eles. (D. 325)

Jesus quando agonizava na cruz, pensava em você  e não nele mesmo. Pensava em você e rezava por você, rezava pela sua salvação.

É consolador pensar que desde quando o Pai pensou na vinda de Jesus aqui na terra com a Missão de salvar os homens (Mt 1), o Pai havia colocado no coração do filho um único pensamento: você, a sua salvação.

De modo, que Jesus viveu desde os primeiros momentos da encarnação até a sua Paixão pensando em você. Devemos agradecer muito a Jesus por se dignar pensar em mim, pensar em você num momento tão importante de sua vida. Mas, ele havia dito: “O Pai não quer que eu perca nenhum dos que me confiou”. Aí está. Quer maior prova de que Deus te ama?

Pe. Antônio Aguiar

21. maio 2013 · 1 comment · Categories: Diversos

Saiba a importância dos pais intercederem pelos filhos.

Essa passagem do Evangelho de São Marcos nos mostra a importância da intercessão familiar: “Naquele tempo, 14descendo Jesus do monte com Pedro, Tiago e João e chegando perto dos outros discípulos, viram que estavam rodeados por uma grande multidão. Alguns mestres da Lei estavam discutindo com eles.
15Logo que a multidão viu Jesus, ficou surpresa e correu para saudá-lo. 16Jesus perguntou aos discípulos: “Que discutis com eles?” 17Alguém na multidão respondeu: “Mestre, eu trouxe a ti meu filho que tem um espírito mudo. 18Cada vez que o espírito o ataca, joga-o no chão e ele começa a espumar, range os dentes e fica completamente rijo. Eu pedi aos teus discípulos para expulsarem o espírito, mas eles não conseguiram”.

19Jesus disse: Ó geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando terei de suportar-vos? Trazei aqui o menino”. 20E levaram-lhe o menino. Quando o espírito viu Jesus, sacudiu violentamente o menino, que caiu no chão e começou a rolar e a espumar pela boca.
21Jesus perguntou ao pai: “Desde quando ele está assim?” O pai respondeu: “Desde criança. 22E muitas vezes, o espírito já o lançou no fogo e na água para matá-lo. Se podes fazer alguma coisa, tem piedade de nós e ajuda-nos”.
23Jesus disse: “Se podes!… Tudo é possível para quem tem fé”. 24O pai do menino disse em alta voz: “Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé”. 25Jesus viu que a multidão acorria para junto dele. Então ordenou ao espírito impuro: “Espírito mudo e surdo, eu te ordeno que saias do menino e nunca mais entres nele”.
26O espírito sacudiu o menino com violência, deu um grito e saiu. O menino ficou como morto, e por isso todos diziam: “Ele morreu!” 27Mas Jesus pegou a mão do menino, levantou-o e o menino ficou de pé.”

Aqui, vemos um pai intercedendo junto a Jesus pela libertação do filho. E Jesus atende à intercessão do pai: liberta seu filho do poder do maligno. Santo Afonso diz: “Quem reza se salva, quem não reza se condena”. Parafraseando esse pensamento do santo podemos dizer que o pai que reza por seu filho se salva e quem não reza pelo filho o condena. Vejam o que conseguiu Santa Mônica que intercedeu durante anos a Jesus pelo filho Agostinho e conseguiu.

Então pais, não desistam de seus filhos. Intercedam por eles.

Pe. Antonio Aguiar

Saiba que o Espírito Santo é derramado da Chaga do Coração de Jesus.

De todas as minhas chagas, como de torrentes, corre a misericórdia para as almas, mas a Chaga do meu Coração é uma fonte de insondável misericórdia. Dessa fonte jorram grandes graças para as almas. Queimam-me as chamas da compaixão, desejo derramá-las nas almas humanas. (D. 1190)

O grande presente do Coração Traspassado de Jesus na Cruz é o Espírito Santo. (Pe. Francisco Sehnem SCJ – Especialista na Espiritualidade do Coração de Jesus)

É esse presente que Jesus quer derramar sobre nós da fonte da Misericórdia que é a Chaga do seu Coração. Queiramos pedir, queiramos receber, queiramos suplicar a vinda do Espírito Santo. Dele precisamos, sem ele não tem como vivermos. Então, abramo-nos e recebamos o Espírito Santo nesse Pentecostes.

Pe. Antonio Aguiar

Saiba o que fazer para não se deixar levar pela aparência.

Aprendam a olhar o coração.Quando o profeta chegou em Belém à casa do pai de Davi para escolher em nome de Deus o sucessor de Saul, este ficou entusiasmado com o primeiro filho de Eliseu que viu. Deus disse a ele: “O homem olha a aparência, mas Deus olha o coração”.

Como Deus nos conhece. Ele sabe que nos deixamos levar pela aparência. Mesmo sabendo que as aparências enganam, como é difícil romper com isso, superar este limite de nossa natureza. Mas como é bom saber que Deus não se deixa levar pela aparência, mas que ele olha o nosso coração.

Por isso, ele nos aponta na Imagem da Misericórdia seu coração. Ali está uma mão a nos indicar o lugar de onde sai sangue e água conforme Jo 19,34. Venho sentindo que ali Jesus parece nos dizer: Aprendam a olhar o coração, o que está dentro do coração das pessoas. Aprendam que se vocês se deixarem levar por aquilo que vocês vêem, vocês podem acabar julgando e cometendo injustiças.

Mas quando vocês aprenderem a buscar conhecer o coração da pessoa, vocês poderão se surpreender. E se Deus fosse se deixar levar pela aparência o que seria de mim e de você? Aproximemo-nos então do Coração aberto de Jesus pela lança na cruz na Imagem da Misericórdia e peçamos a ele que nos liberte da tentação de julgarmos pela aparência.

11. maio 2013 · 1 comment · Categories: Diversos

Saiba por que o soldado abriu com a lança o Coração de Jesus

Há pelo menos vinte e três anos conheço e venero a Imagem da Misericórdia e o que sempre me chamou atenção foram os raios que saem do Coração de Jesus. Sempre me perguntei o que Jesus poderia estar querendo me dizer a mim pessoalmente através dessa imagem?

Somente agora, vinte e dois anos depois, num momento de oração tive o entendimento de que quando o soldado traspassou o Coração de Jesus, ele nos revelou o que Jesus tinha de mais íntimo e que estava guardado dentro do seu Coração: a Misericórdia.

Pude entender que Jesus deseja que conheçamos a sua intimidade, o que está dentro do seu Coração. Mas como não temos condições de conhecê-lo por nosso próprio esforço, ele em Ap 3 nos convida a abrirmos as portas do nosso coração para que ele nos revele a intimidade do seu Coração.

Está disposto a fazer isso todos os dias – desde que todos os dias eu queira por meio da oração, bater na porta do seu coração como fez o soldado. Queiramos conhecer a Misericórdia, a intimidade do Coração de Jesus.

Padre Antônio Aguiar

06. maio 2013 · 1 comment · Categories: Diversos

Saiba porque é importante rezar

Tenho visto quantos pedidos de oração aparecem aqui no comentário do blog, e quero garantir a todos que estou orando por suas intenções. Creio firmemente com Santa Faustina que “Toda graça provêm da oração”.

Desse modo, percebo quanto o maligno tem dificultado a vida das pessoas nos dias de hoje para que elas não encontrem tempo para a oração.

Infelizmente em determinados lugares passou a se pensar que oração é perda de tempo. Dizem que tempo é dinheiro, e, por isso o tempo dedicado à oração é tempo perdido pois a pessoa não produz. É exatamente neste clima que se torna mais do que nunca necessária a oração, para sermos testemunhas de que Deus é o único necessário.

Cresci ouvindo: “O pouco com Deus é muito, mas o muito sem Deus é nada”. A palavra nos alerta: “É inútil levantar de madrugada ou a noite retardar vosso repouso, se a seus amados Deus concede o alimento enquanto dormem”.

Que Maria, Mãe e Modelo do Orante nos auxilie.

Pe. Antônio Aguiar

Saiba o que a Igreja diz da Mãe da Misericórdia

O Beato João Paulo II assim escreveu na Encíclica Dives in Misericordia sobre a Mãe da Misericórdia:

“9.Maria é, pois, aquela que, de modo particular e excepcional — como ninguém mais —, experimentou a misericórdia e, também de modo excepcional, tornou possível com o sacrifício do coração a sua participação na revelação da misericórdia divina. Este seu sacrifício está intimamente ligado à cruz do seu Filho, aos pés da qual ela haveria de encontrar-se no Calvário. Tal sacrifício de Maria é uma singular participação na revelação da misericórdia, isto é, da fidelidade absoluta de Deus ao próprio amor, à Aliança que ele quis desde toda a eternidade e que no tempo realizou com o homem, com o seu Povo e com a humanidade. É a participação na revelação que se realizou definitivamente mediante a Cruz. Ninguém jamais experimentou, como a Mãe do Crucificado, o mistério da Cruz, o impressionante encontro da transcendente justiça divina com o amor, o «ósculo» dado pela misericórdia à justiça.

Ninguém como Maria acolheu tão profundamente no seu coração tal mistério, no qual se verifica a dimensão verdadeiramente divina da Redenção, que se realizou no Calvário mediante a morte do seu Filho, acompanhada com o sacrifício do seu coração de mãe, com o seu «fiat» definitivo.

Maria, portanto, é aquela que conhece mais profundamente o mistério da misericórdia divina. Conhece o seu preço e sabe quanto é elevado. Neste sentido chamamos-lhe Mãe da misericórdia, Nossa Senhora da Misericórdia, ou Mãe da divina misericórdia. Em cada um destes títulos há um profundo significado teológico, porque exprimem a particular preparação da sua alma e de toda a sua pessoa, para torná-la capaz de descobrir, primeiro, através dos complexos acontecimentos de Israel e, depois, daqueles que dizem respeito a cada um dos homens e à humanidade inteira, a misericórdia da qual todos se tornam participantes, segundo o eterno desígnio da Santíssima Trindade, «de geração em geração».”

Peçamos sua intercessão para que também nós sejamos capazes de aprender com ela a viver a Misericórdia pelo sacrifício do nosso coração.

Pe. Antônio Aguiar

Saiba até onde te leva a vontade de Deus.

“A vontade de Deus só me leva até aonde a misericórdia dele pode me proteger.” (Salmo 23)

É um consolo para o coração essa verdade contida no salmo 23. A vontade de Deus só me leva até aonde a misericórdia dele pode me atingir.

Conversado uma vez com um bispo ele me disse: “Padre Antônio, peça somente a vontade de Deus”.

A partir desse versículo do salmo 23 entendi o que ele estava me dizendo. “Padre Antônio, peça somente até aonde a misericórdia de Deus pode te proteger”.

Como o conselho foi bom para mim transmito a você.

Pe. Antônio Aguiar