Padre Antonio Lima estudou  filosofia e teologia em Roma, mestrado em Comunicação Social e institucional pela Pontificia Universidade da Santa Cruz, estagiando no PCCS (Pontificio Conselho das Comunicações Sociais) no Vaticano, especialização em Praxe Canônica pela Sagrada Congregação para o Clero concluido em 2013.

Estudou música com técnica de execução coral e canto solo na Escola Nancy Miranda em S. Paulo (2004-2006); presente na mídia desde 2006, com o primeiro trabalho de evangelização, o CD “Vinde e manifestemos” onde participaram Walmir Alencar na canção “Quando Deus me fez” e Nelsinho Correa em “A vontade do Pai”, o CD teve sua versão em italiano “Venite, esultiamo” pela Gravadora e Editora Pongo Edizioni da cidade de Como; e é membro do Conselho nacional da Associação musical italiana “O meu Deus Canta Jovem”.

Canta em suas canções a experiência quotidiana com Deus em uma linguagem musical pop-rock, voltada principalmente aos jovens; Ja foi entrevistado pela mídia católica, no Brasil, (canção Nova, Rádio 9 de julho, Imaculada, entre outras; na Itália, pela Tele-rádio Padre Pio, Rádio Vaticana no programa “Orizzonti Cristiani”, Rádio Maria; nos Estados Unidos em Boston.

Gravou em 2006 a Canção “Brezza dell’alto” arranjada e dirigida nos estúdios de Loppiano com os backing vocals de alguns membros do conjunto Gen Rosso, foi umas entre as músicas que concorreram para os 40 anos da Renovação Carismática italiana.

Foram publicados em 2006 o livro de bolso “Passos para amar”, (Ed. Comdeus) com o intuito de que os que o levam consigo, possam dar os passos da vida quotidiana, acompanhados por aqueles do espirito. Em 2010, o livro do titulo “La Bibbia per te” Ed. Stella del mattino) e recentemente “Por uma cultura de pentecostes, (produção independente 2014).

Padre Antonio Lima Tem seu lema sacerdotal com a seguinte frase “In manus Tuas” e diz: Sou padre e canto por amor! é por Cristo que disse: “Ide e anunciai”… e por isso escolhi também cantar fazendo tesouro dos conselhos dos últimos papas sobre a Nova Evangelização:

“Ninguém melhor que voces artistas, construtores geniais da beleza, para intuir algo do pathos com o qual Deus, à aurora da criação, olhou a obra de suas mãos”… (S. João Paulo II, Carta aos artistas)

E ainda a propósito de evangelização dizia o Papa Bento XVI: “Esta é a nossa missão, a missão que a Igreja não pode renunciar: a tarefa de cada fiel que trabalha nos meios mediáticos é de “preparar a estrada a novos encontros, mirando na qualidade dos contatos humanos e a atenção às pessoas e suas verdadeiras necessidades espirituais; oferecendo aos homens que vivem neste tempo digital, os sinais necessários para reconhecer o Senhor” (Mensagem pela 44 jornada mundial das comunicações sociais”, (16 de maio de 2010).

“Gosto de estar lado a lado com as pessoas onde poder partilhar aquele tesouro de humanidade que carregamos todos e que podemos com ele ser um dom. Sou ao mesmo tempo certo de que a presença virtual e palco-scenica fisica, transforma-se em estrelismo se não canalizadas para Deus, onde automaticamente nos escondemos por traz dos camarins da vida, ao invés de sermos instrumentos do Reino de Deus, dizia também o Mons. jonas Abib em seu “Musicos em ordem de batalha”, – o que não é mais comunicação e anúncio do Cristo mas comunicação e anúncio de sí mesmo.”

“In manus Tuas…”

– Siga o link abaixo para ir a: “Mensagens e Reflexões

https://blog.cancaonova.com/padreantoniolima/

 

 

banner_prodotti4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *