«

»

set
27

Acampamento de Cura e Libertação - Pregação Sábado

Processo da cura é contínuo

Durante estes dias estamos assumindo o senhorio de Jesus nas nossas vidas. Vamos convidá-Lo a passear na nossa história. Deus quer curar todas as pessoas. Em Romanos 2, 12 diz: “Deus não faz acepção de pessoas”. Deus quer curar você, sua história! Não só seus problemas físicos, mas, seu coração!

Se nós passássemos dois dias de encontro na Canção Nova só suplicando ao Senhor seria pouco porque a perseverança é a fonte fundamental para que a cura aconteça. Não se frustre se você não conseguir ver sua cura! Maior cura não é vista, mas, quando cravamos no nosso coração o nome Jesus.

Palavra de ordem hoje é: “Jesus quer curar a todos”. Estamos num processo contínuo de cura e libertação. Nunca estaremos totalmente curados. Eu sou padre, tenho nove anos de comunidade, mas, vivo um processo de cura diária. Doente só resolve seu problema se ele assumir sua doença. Como um doente vai ser curado se não assume que precisa de cura?

Nosso lugar é o céu! Para chegar ao céu temos que suar bastante e passar por um processo de cura e lapidação. Estamos sendo preparados para chegarmos a estatura do Homem Perfeito. Somos feitos para a santidade, mas, para chegar ao céu é preciso assumir uma cura diária. Não é como eu quero, é na hora do Senhor. E aí está o grande desafio! Pedir é fácil, mas, alcançar o pedido requer de nós esforço, entrega, confiança.

Precisamos compreender: Deus nos fez para a felicidade, Ele nos ama. Alguém duvida? Espero que não! Olhar para cruz é a maior prova. Se Ele nos ama, Ele não vai querer o melhor para nós? Mas, muitas vezes perguntamos: “Por que isso está acontecendo isso comigo?” Não temos que perguntar “por quê”, mas, “para quê”. Quando compreendo que fui feito para o céu vou descobrir que o que vivo aqui é preparação para a grandiosidade eterna.

Muitas pessoas só procuram ao Senhor quando estão sofridas. Saiba que o que está acontecendo é graça não só para uma pessoa, as vezes, para uma família.

Pouco adianta o que nós falarmos. A maior importância é a sua adesão, decisão, na certeza de que Jesus é o Ungido de Deus. “Senhor, muitas vezes sou fraco, mas, se o que estou passando for para nossa salvação, para a salvação de nossas famílias, tenho que permanecer firme!”

Quantas vezes estamos enfermos, deprimidos e Palavra vem nos consolar! Palavra não é poder mágico. Poder da Palavra é duradouro, mas, passa pela promessa. A Palavra tem poder quando proclamada com autoridade.

O Salmo 107, 20 nos diz: “Enviou Sua Palavra e nos sarou”. Você quer ser curado? A Palavra vai te curar. Assuma a Bíblia, a Palavra de Deus na sua vida. Todo o Reino de Deus funciona de acordo com o princípio que é semear primeiro para colher depois.
Não posso querer a cura e ficar estagnado. Temos até mesmo que confessar. A confissão tem poder de cura! Temos que nos dedicar a Palavra! Se quero colher, preciso semear! Se quero colher, preciso plantar. Quando plantamos, cuidamos!

Não posso parar na minha enfermidade porque Deus quer curar a todos. Creia: Todos os sofrimentos deste mundo não são comparados às alegrias eternas. Isso é Palavra, não pode passar.

Vivemos num mundo onde não se fala em santidade. Vivemos no mundo do “eu sou”. Quem quer causar em nós tristezas, doenças. É satanás! Mas, ele não tem poder sobre nós! Ele é um perdido, um derrotado. Precisamos estar alicerçados na Palavra do Senhor! Peça o essencial. No essencial virão todos os acréscimos.

Tudo posso naquele que me fortalece! E é Jesus que me fortalece! Não posso parar! Escutei uma vez o Padre Jonas dizer: “Meus irmãos, posso perder tudo, mas, até o momento que eu tiver forças meu dedo não vai parar de apontar para o alto”. Assim, a cura acontece. Você pode dizer: “Há 30 anos esta doença me acompanha!”. Louve a Deus! Este problema é passageiro! Fomos feitos para a eternidade. Você pode perguntar para Deus para que você está vivendo isso e dar sentido ao seu sofrimento.

Só peço a graça de aguentar firme! Eu não quero desistir! A cura é para todos, porém, no tempo certo, no tempo devido. O que você hoje mais anseia? Quais cura você precisa? Não tenha medo! Basta, que tenhamos fé, ânimo, coragem, decisão!

Em Mateus, 9, 27 a cura dos cegos aconteceu pela fé. Mas, não questione se a graça não acontecer. Não sabemos quanto tempo estes cegos esperaram? Deus é maior que todos seus problemas? É preciso decisão!

Deus abençoe,

Pe. Bruno Costa

Canção Nova

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/padrebruno/2009/09/27/acampamento-de-cura-e-libertacao-pregacao-sabado/

2 comentários

  1. celia renata disse:

    Pe. Bruno
    Assisti a esta sua pregação…Como foram providenciais essas suas palavras!!! E que sei que nao sao suas, pq naquele momento o sr. era apenas um intrumento vivo de Deus para chegar até nós. Agradeço a deus por ter me escolhido para estar ali naquele momento ouvindo a sua pregação e por participar de todos os momentos do acampamento. Quando cheguei aqui na minha cidade(Sao Luis) comentei com meu pai que ninguem passa imune a um encontro desses. Realmente foi uma bênção em minha vida.
    Ah! e na missa da ultima quinta feira, quando o sr. falou sua idade, fiquei ainda mais admirada…somos da mesma idade, e o sr. nesse caminho tão belo…parabens…Ah, e pedirei tbm pela sua conversão, como o sr. pediu.
    Celia Renata (Sao Luis-MA)

  2. Rose disse:

    Prezado Padre,
    Sou uma simples internauta, gosto de sempre passar po aqui, aliás, este site está na minha página inicial de navegação. Apreciei muito ao ler esta pregação. O senhor está confirmando a postura de Deus em relação a nós. É preciso mesmo enxergar a cura que Ele faz em nós, e ela acontece e tem que ser renovada todos os dias através das nossas atitudes. Obrigada pelo bem que estas suas palavras proporciona ou ouvintes ou leitores. Grata! Grata!

    Rose. Resplendor -MG

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>