«

»

jul
14

O sangue dos mártires

Homilia da minha primeira Missa na Comunidade Canção Nova

Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito” (Sal 30).

Estevão rezou a oração do salmo 30. Hoje, a Igreja está de vestimenta vermelha por causa de santo Estevão, que sofreu o martírio. Por volta de 40 anos depois de Cristo, Estevão rezou este salmo e então entregou o seu espírito. Diz a Palavra que os doutores da lei não suportaram a sabedoria de Estevão. Na hora de sua morte, quando estava sendo apedrejado, no momento mais difícil de sua vida, ele não negou a Jesus, ele não desistiu de sua fé.

Eu não sei o que você está passando neste momento, meu irmão e minha irmã. Eu não sei se é enfermidade, se é sua situação financeira, sua família que vão mal. Mas, hoje, o convido a rezar como são Estevão rezou. ‘Senhor, eu entrego para vós o meu Espírito’. No século II, a Igreja disse que ‘mártires são aqueles que deram testemunho de sua fé, doando sua vida, até o seu sangue’. O martírio renova a fé da Igreja e a fortalece, e o mais bonito, quantos papas que morreram dando a vida pela Igreja. Você está aqui porque outros deram a vida por você. Muitos morreram para que você tivesse acesso à Palavra de Deus. Por isso, não podemos levar a vida de qualquer jeito, não dá para ser cristão de qualquer jeito, mas precisamos ser cristãos que dão a vida pela Igreja, mesmo que não seja o ‘sangue’, mas que dêem o seu testemunho!

A Igreja percebeu depois, que há outro tipo de martírio: o ‘incruento’, chamado de martírio branco, o de doar a vida inteira pelo Evangelho, sem passar pelo martírio de sangue. O nosso grande exemplo foi o nosso saudoso papa João Paulo II, que foi o grande sinal de entrega e doação desse tempo. No seu último discurso, na dor, ele queria falar, mas as palavras não saíam mais. No entanto, as palavras que não conseguimos ouvir dele, foi o momento que mais nos marcou!

O padre Jonas nos diz algo belíssimo a respeito: ‘Nós somos continuadores da voz de João Paulo II’. E assim, como de santo Estevão, de João Paulo II, e tantos outros santos, seremos continuadores de suas vozes.

Deus abençoe

………….

Veja mais homilias

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/padregeraldinho/2009/07/14/minha-primeira-missa-na-cancao-nova/

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>