«

»

ago
10

MEU ABC E OUTROS MAIS

As paisagens eram raras e incomparáveis; horizontes crivados de palmeiras envergadas pelo mover dos ventos, e a mulher era bela; uma beleza rara, com o rosto marcado pelos efeitos do sol e da brisa das manhãs. Era minha primeira pedagoga, minha primeira mestra na arte da educação. Ela mesma não sabia muito, mal soletrava alguns nomes e fazia sua assinatura, mas isso lhe servia de motivação, e lhe alimentava o desejo pujante de passar para os filhos mais do que aprendera ao longo da vida.

Era minha mãe, grande mulher que continua me ensinando. Naquela época, ela era, dentre muitas, quebradeira de coco no norte do maranhão e, me querendo sempre perto de si, me levava para seu trabalho; e ao sentar debaixo das arvores para quebrar coco, me deixava ao seu lado quebrando a cabeço no ABC e, quando eu me distraia com os cantos dos pássaros, o barulho dos ventos ou as distrações naturais da mente, ela olhava e gritava: – volta menino, vem estudar. Você tem que aprender esse ABC todinho. E assim eu voltava a estudar novamente. Esse foi meu primeiro curso, a faculdade dos meus primeiros sonhos.

Ao mudarmos para o Tocantins em 1983, na época Norte de Goiás, tinha que andar, como Abraão a procura da terra prometida, uma distancia de mais de três quilômetros para chegar à minha primeira escola; muitas vezes era debaixo de sol, ventos e chuvas que eu chegava. A vida não era fácil, mas isso forjou em mim o potente desejo de vencer, pois como nos diz a canção: “cada ser, em si, carrega do dom de ser capaz”.

E assim como um rio, a vida vai tomando o seu curso. Após o primeiro e o segundo grau, já como seminarista no Instituto Canção Nova em Cachoeira Paulista-SP, sendo de escola de cidade pequena, com um estudo um pouco debilitado, precisava de muito esforço, me recordo que só o nome filosofia já me assustava. Nunca quis desisti dos meus estudos, mas passei um pouco de medo e insegurança, ainda mais que a minha primeira nota em filosofia foi 2,5, isso me deixou muito pra baixo, e desanimado. Mas o fracasso, muitas vezes, é a oportunidade de um recomeço de maneira mais inteligente. Aprendemos nas aulas de latim a bela expressão: “repeticio mater studiorum est” (a repetição é a mãe dos estudantes), e assim fui repetindo os exercícios, os bons atos de atenção e de leitura. Também pedi ajuda para alguns amigos da classe, que me foi de muita valia. Vivi esse tempo sempre na perspectiva de que devemos fazer de cada lágrima uma oportunidade de crescimento.

Um outro fato muito marcante na minha vida foi com a Luzia Santiago da Com. Canção Nova.  Nós estávamos em um dos retiros de seminaristas na cidade de Queluz, na nossa casa de missão. Estávamos no início do retiro nos apresentando, quando chegou a minha vez. Depois que me apresentei, a Luzia disse: – Geraldo, você é um exemplo, um modelo de superação para todos aqui: você conseguiu superar os seus limites, não ficou em suas dificuldades mas enfrentou com coragem cada uma delas, na avaliação final todos os professores de forma unânime te elogiaram e reconheceram a tua superação e esforço. Que você continue se esforçando sempre, pois você um exemplo para todos do Instituto.

Essas coisas marcam a gente e nos dão força e incentivo para continuar o curso da vida e navegando os mares que encontramos. Após ter cursado o Bacharelado em Teologia, na Faculdade Dehoniana, em Taubaté-SP, Dom Alberto me ordenou padre no dia 08 de Dezembro de 2005 na cidade de Xambioá-TO, e hoje estou descobrindo novas terras na educação, estou cursando o mestrado em Teologia na Europa.

O motivo de ter escrito estas linhas é para dizer que Deus está conosco e é um Deus que nos potencializa, que está sempre contribuindo com a nossa vida. Seu amor não nos diminui, ele nos potencializa para sermos mais. Não me considero uma pessoa inteligente, capaz de boas notas com facilidade, de captar o conteúdo com rapidez, mas eu tenho duas qualidades – digo isso com todo modesta – que é o esforço e o amor à sabedoria. Sou uma pessoa muito esforçada para conquistar meus objetivos na vontade de Deus e, estou sempre buscando a sabedoria nossa de cada dia, pois a Igreja nos orienta que: “o futuro do mundo está ameaçado se na nossa época não surgiram sábios” (GS 15).

Há uma sabedoria dentro de cada um de nós, precisamos fazer da arte de aprender e ensinar uma aventura agradável, um caminho de transformação.

 

……………

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/padregeraldinho/2009/08/10/minha-historia-educacional/

5 comentários

  1. OLIVIA J.S.RIBEIRO disse:

    Bom dia.
    Li a sua história e entre muitas, a sua vocação é bela e verdadeira. Parabéns.
    Deus o abenções sempre.
    Olivia.

  2. luciano disse:

    parabéns moço, muitas felicidades. e uma boa viagem para o senhor( O SENHOR VAI VIAJAR? KKKKKKK) é isso ai jamais esquecerei das suas grasas e brincadeias aqui comigo, aqui no nosso meio. Parabéns Pe. que Deus lhe proteja e nâo esqueça de rezar por mim que eu também estou aqui rezando pelo meu querido padre. um forte abraço. e quero te vê antes do senho viaja, viu?

  3. Ana Maria disse:

    Parabens! vc e um exemplo pr nossos jovens. Q JESUS O ABENÇOE.

  4. Diná disse:

    Oi padre, o senhor me emocionana muito com suas lindas palavras. A sua força de vontede é grandiosa seria bom que hovesse muitos geraldinhos por aí andando de cabeça erguida e acreditando em si mesmo e no pai. Estou rezando pelo o senhor.
    Fique com Deus. Sua bênção. Saudadess!!!

  5. REGINA disse:

    PE GERALDINHO.

    A VITÓRIA É CERTA EM CRISTO JESUS,SEJA SEMPRE FIEL, POIS DEUS É FIEL A TI.

    ÉS UM PRESENTE DE DEUS EM NOSSAS VIDAS!!!

    SAUDADES, SEMPRE LEMBRE EM SUAS ORAÇÕES DO
    RINCÃO DO SENHOR EM SG – RJ – BRASIL. AMÉM….

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>