«

abr
13

Considerações sobre o Papa Francisco

Minhas considerações ao Papa Francisco

Algumas linhas sobre minhas considerações ao Papa Francisco

A primeira vez que vi o Papa Francisco foi em 2013, na Jornada Mundial da Juventude, Rio de Janeiro. Era de tardezinha, naquela explosão de beleza que é a orla de Copa Cabana. Eu estava caminhando, sentindo a suavidade da brisa, de repende, escutei um barulho de helicóptero sobrevoando a praia e vi aquela multidão de pessoas correndo para beira da estrada. Era o papa que iria passar.

 E daquele momento em diante tudo mudou. O clima ficou melhor, as águas se moviam mais fortes e o vento nos apontava algo. Uma alegria, um anseio, um impulso vital vigoroso e um entusiasmo diferente nos invadia. Muitos não continham o silêncio e o grito saia da garganta: “Viva o papa, viva o papa…”, em um refrão feito por milhões de vozes uníssonas e envolvidas pelo amor. Amor a um homem que nos ensina a amar toda a humanidade: um homem chamado Francisco.

O que digo do papa Francisco? É um servo do Senhor, mensageiro da alegria e da ternura que tanto precisamos nos dias de hoje; homem que atingiu nossos corações com a marca da simplicidade: uma graça que nos toca a alma; virtude que nos encanta, que possibilita a aproximação entre as pessoas, não importando suas diferenças. Francisco nos mostra que devemos usar nossos talentos para fazer bem ao outro, investir na solidariedade, melhorar o mundo. Mostra que a humildade é uma virtude libertadora, uma atitude corajosa, magnânima, decidida e perseverante no ato de servir; que está profundamente ligada à consciência da efemeridade do poder: que é passageiro, transitório. Ensina que não se deve medir o valor de ninguém pelo cargo que exerce e os bens que possui; que é bonita a consciência de poder servir e compreender que o ser é infinitamente maior que o ter. É essa a missão e o lema dos humildes.

Como não recordar o verso do salmista: “Senhor meu coração não é orgulhoso, nem se eleva arrogante o meu olhar.” (Sl 130,1).

O que digo mais? Francisco assumiu muito bem a missão de sucessor do Apóstolo Pedro, o humilde pescador da Galiléia que recebeu de Jesus a missão de apascentar o rebanho, de ser fundamento da unidade, de confirmar a fé dos irmãos e conduzir a Igreja povo de Deus. Estando com Francisco nos sentimos mais acolhidos na Igreja, amados por Deus e encorajados a sermos bons. Isso confirma a nossa fé, renova o nosso amor por Cristo. É um homem de Deus, portador de uma palavra de fé, de força e esperança para todos. Que levanta sua voz a favor dos valores, das pessoas mais pobres, da dignidade humana, da família, da vida e da esperança; traz uma palavra ecumênica e de diálogo. Homem que convida os seus contemporâneos a dedicar um tempo à meditação, à oração, a voltar-se para Deus.

Ele porta acima de tudo a Palavra de Deus. Palavra de Deus: “lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho.” (Sl 118,105).

Com os pés na areia, respiração profunda, coração emocionado, vendo milhões chorando, entendi sua obra, sua imensa importância. Emocionado, senti minha alma tremer, com olhos cheios d’água. Saí com o coração alegria, com a fé renovada e com um animo novo para dar continuidade à minha missão, para servir ao Senhor na sua Igreja alegremente.

 

 

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/padregeraldinho/2018/04/13/minhas-consideracoes-sobre-o-papa-francisco/

1 comentário

  1. Elizio Brites disse:

    Vejo o Santo Papa, como um verdadeiro “Santo” pela suas atitudes e forma de agir em relação aos problemas que devem ser enfrentados pelas autoridades que representam interesses da humanidade.

    Não o vejo apenas como um Líder religioso e sim como o maior de todos os Estadistas que já estudei através das histórias, digo o maior porque ele tem um jeito especial de tratar questões fora da religião, ou das normas postas pelo Vaticano há séculos desde o surgimento do Cristianismo.

    Enquanto Presidente e Autoridades de muito menor expressão se blindam e se revestem de seguranças para ostentar poder, o Papa se despe e se iguala a pessoas comuns em todo o planeta, dando provas de que com simplicidade e humildade a verdadeira Autoridade de um Estadista é muito mais eficiente e dispensa bilhões de dinheiro gastos que poderiam serem fastos para combater as desigualdades sociais e as injustiças cometidas no mundo todo.

    Advogados e Empresário.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>