«

»

mar
24

Quaresma, um itinerário

Caminhemos rumo à Páscoa do Senhor 

Hoje acordei pensando em quaresma, me veio  à lembrança as práticas próprias desse tempo: o jejum, a oração, a caridade, etc,. Pedindo ao Senhor força, serenidade e disposição para viver bem esse tempo, me veio a mente um pouco do passado, recordei minha quaresma de antigamente, as coisas de criança, as experiências no aconchego da família e da casa simples.

Lembrei que vivia esse tempo com entusiasmo e alegria, pois a nossa Páscoa era marcada por muitos encontros: íamos para casa dos nossos parentes do interior, no aconchego do outro lugar, das brincadeiras (jogo de pião, biloquete, cai no poço, bandeirinha, etc,) e não me esqueço as recomendações: “não se pode dizer que esta jejuando menino”.

Vivia a quaresma na serenidade e na leveza da criança. Hoje já fiquei padre e observando meu conhecimento teórico das práticas quaresmais, peço ao Senhor a serenidade e a disposição da criança para pratica-las e vive-las bem, como preparação para encontrar alguém que se ama; assim, eu sei, que esse tempo não será um peso a mais para a minha existência, ou uma angustia para o minha consciência, mas tempo de buscar a força, de preparar-se para o novo. Assim, adquirir a consciência que a quaresma é tempo de busca, de aprofundamento e novo impulso na vida; tempo de buscar voos mais altos  na grande experiência de ser cristão.

Nesse tempo devemos começar a sentir a força da vitória pascal, mesmo em preparação, ter a emoção do vencedor mesmo a caminho da vitória. Pois só aqueles que tem coragem de caminhar poderão contar por experiência própria  como é chegar. Vivamos essa quaresma como alguém que quer vencer, que não se deixa escravizar pelas forças contrarias, pela falta de amor, pelo ódio e o pecado. Usemos das práticas desse tempo nos preparando para fazer a experiência do encontro com o Senhor da Páscoa, Jesus Cristo: Ele que faz “Eis que faço novas todas as coisas” (Ap 21,5).

Perceba que não vale a pena sofrer com a magoa ao invés de dar o perdão, pois como nos diz a canção: “o ódio vai matando quem sente”. Que as cinzas dessa quaresma seja para nós cinzas de ressurreição e se apague do coração as marcas dos desencontros com Deus e com nosso irmão. Façamos a experiência do bem, desde um sorriso, um olhar, acolhida, companhia, etc,. Pois aprendemos com o nosso querida Dom Alberto que: “a vida se torna mais bela quando se torna um dom para os outros”.

Quaresma espera do Bem Maior, itinerário de amor, caminho que nos leva a outra margem que o Pai nos inspirou; via que a Igreja nos apresenta em quarenta dias, para a Páscoa nos preparar porque de Cristo precisamos e queremos com Ele estar. A quaresma quer nos ensinar a ser um só com o Amor e vencer os vícios de uma vida irregular. Vida nova nós buscamos seu sentido é nos mostra. ……..

Leia mais sobre a Quaresma

…………

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/padregeraldinho/2020/03/24/quaresma-um-itinerario/

7 comentários

  1. Santos disse:

    Uma boa quaresma para todos nós….que possamos vive-la bem para encontrarmos o Senhor da Páscoa….

    abc

    1. Welcton disse:

      Meu amigo Geraldinho belas recordações, eu também sou de um tempo em que quaresma era levada ao pé da letra, ai de nós se pisassemos na bola, quando chegava o sábado de aleluia teriamos dívidas a acertar, rsrsrs mas era um tempo de maior contrição. Dessa experiencia que você bem relator no seu texto. Deu até saudade! abraços e parebéns pelo texto

  2. Janaina Coimbra disse:

    Que mensagem linda, isto é coisa de Deus..

  3. felipe disse:

    deus abençoes a rayssa a fernanda o felipe meu marido jaime meus familias amem ass neuza domingues de fazenda primavera

  4. Cristina disse:

    Seus textos são sempre maravilhosos. Vc escreve muito bem .

  5. Ervin T. Bishop disse:

    VOCÊ PODE CONHECER DEUS: Existe um poder maior que nós mesmos, que se manifesta igualmente dentro de todos nós e em todo o universo. A isto, eu chamo Deus. Você sabe o que é conhecer Deus, ter Deus como seu guia constante, sentir a constante presença de Deus? Conhecer Deus é refletir amor em todas as pessoas, em toda a criação. Conhecer Deus é sentir paz interior, calma, serenidade e uma firmeza que lhe permite enfrentar qualquer situação. Conhecer Deus é estar tão pleno de alegria que esta transbordará e derramará bençãos no mundo. Eu tenho apenas um desejo, fazer a vontade de Deus, não há conflito algum. Quando Deus me guia a fazer outras coisas, eu também faço de boa vontade. Se sou criticado pelo que eu faço, aceito isto de cabeça erguida. Se sou apreciada, imediatamente, transfiro a Deus o reconhecimento, pois sou apenas um pequeno instrumento através do qual Deus faz suas obras. Quando Deus me guia a fazer algo, Ele me dá a força, Ele me dá os meios, Ele me mostra o caminho, Ele me dá as palavras que devo pronunciar. Seja o caminho fácil ou difícil, eu o percorro à luz do amor, de paz e de alegria divina e eu dirijo-me a Deus com salmos de graças. Isto é conhecer Deus.E conhecer Deus não está reservado aos grandes, é para pessoas pequeninas como eu e você. Deus está sempre em busca de você, cada um de vocês. Você pode encontrar Deus se apenas o busca, obedecendo às leis divinas, amando as pessoas, renunciando a si, aos seus apegos, pensamentos e sentimentos negativos. E quando você encontrar Deus, será na quietude. Você encontrará Deus dentro de você.

  6. Heriberto Valdez disse:

    • A alegria, constitutiva da experiência cristã, deve estar especialmente presente neste tempo de espera do Senhor. Não é uma alegria que resulta dos êxitos desportivos da nossa equipa, nem do nosso êxito profissional, nem do aumento da nossa conta bancária, mas é uma alegria pela presença iminente do Senhor nas nossas vidas, como proposta libertadora. É a certeza da presença libertadora do Senhor que a nossa alegria deve anunciar aos homens nossos irmãos.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>