«

»

ago
02

O que é a Pastoral da Liturgia?

pegeraldinho, liturgiaA Pastoral Litúrgica e suas atribuições

“Uma liturgia bem celebrada santifica o povo”.

Pastoral Litúrgica é a ação de preparar a comunidade para bem celebrar suas litúrgicas.

Entendemos “pastoral” como atividade do pastor, que leva seu rebanho a verdes pastagens, a águas frescas, que defende as ovelhas contra os perigos, contra lobos e ladrões, assim como fez Jesus, o “Bom Pastor”. Ter esse espírito “pastoral”, ou seja, de “pastor” que dá a vida por suas ovelhas, é próprio de todos os seguidores e seguidoras de Jesus, principalmente de quem está servindo em uma pastoral.

 A primeira função da Pastoral Litúrgica é organizar a Liturgia que acontece na comunidade. Para isso é preciso saber que ela anda sempre junta com: ministros, coroinhas e músicos.

Quem trabalha com liturgia precisa ter boa formação litúrgica: todos os que fazem parte da pastoral litúrgica devem encontrar um tempo para estudar, refletir e rezar. Estudar o que é liturgia, o que é útil fazer ou omitir, o que a Igreja entende com cada uma das celebrações e ritos. Junte-se a isso a reflexão e a oração, o crescimento espiritual necessário para quem trabalha na pastoral litúrgica. Não basta ler bem ou falar bonito; o membro da pastoral litúrgica precisa de espiritualidade para ajudar a comunidade a fazer experiência de Deus por meio das celebrações.

Outro tipo de formação necessária diz respeito ao modo de comunicar-se durante a celebração. Por isso, cursos que ensinem técnicas para leitores, cantores, instrumentistas se fazem necessários. Noções básicas de postura, tais como o modo de usar o microfone, de andar, de vestir-se, de animar uma comunidade celebrante, são imprescindíveis na formação litúrgica.

Uma das principais tarefas da pastoral litúrgica é a preparação das celebrações. A improvisação não deveria ter espaço em nenhuma celebração da comunidade, nem da parte do padre nem da parte das equipes.

A celebração é o espelho da comunidade: quer dizer, uma comunidade organizada, funcional e acolhedora é refletida nas liturgias. Quando, durante as celebrações, ninguém sabe ao certo o que deve fazer, como deve fazer, e isso transparece em forma de desorganização, pode ter certeza que alguma coisa não está bem na comunidade.

Funções e modo de atuação 

O Concílio Vaticano II propôs uma volta às origens, redefinindo a liturgia como cume e fonte e como lugar privilegiado da experiência de salvação realizada por Cristo Senhor, centro e mediador da liturgia. Uma liturgia celebrada de forma ativa, plena, consciente é frutuosa pra todo o povo de Deus.

Por exemplo, sendo a Igreja todo o povo de Deus, nas celebrações todos devem participar. O concílio pede: “Nas celebrações litúrgicas, cada qual faça tudo e só aquilo que pela natureza da coisa ou pelas normas litúrgicas lhe compete” (SC 28). Ninguém deve acumular funções na liturgia (SC 28-29). Cada membro é sujeito e tem a sua função específica em favor do bem comum da comunidade.

Resumindo

Podemos afirmar que os principais serviços de uma pastoral de liturgia são: animação da vida litúrgica, formação e planejamento, coordenação e preparação; assessoria, realização e avaliação das celebrações.

Deve ser constituída por pessoas que de fato amam e vivem a liturgia. Exige carisma e dom. Exige ainda conhecimento, uma formação básica ou mais aprofundada e espiritualidade.

Link permanente para este artigo: https://blog.cancaonova.com/padregeraldinho/2020/08/02/o-que-e-pastoral-da-liturgia/

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>