Rio-Vocação

Pe. Joãozinho, scj

 

Em 1983 fiz meu noviciado, em Jaraguá do Sul. No início do ano seguinte deveria tomar a decisão mais importante da minha vida: fazer a consagração religiosa, professando os votos de castidade, pobreza e obediência. Tinha somente 19 anos de idade. Sentei na beira do rio que cortava o nosso noviciado e fiquei olhando para aquelas águas que venciam as pedras e um dia chegariam ao mar. Imaginei minha vida correndo como um rio em direção à Deus.  Vi claramente que haveriam pedras, obstáculos e dificuldades. Não seria um caminho fácil. Teria que vencer barreiras e encontrar caminhos entre as montanhas. Hoje ainda este rio caminha dentro de mim. Foi a torrente da fé que me fez dizer sim!

 

 

 

Não nasceu, brotou da terra

Da terra mãe do homem

Águas límpidas, inocentes

Vindas da fonte

 

Rolando por duras pedrasAbrindo seu leito no tempoVencendo as barreiras da vidaRolando, quebrando, crescendo 

Aos poucos, devagarinho

O regato foi aumentando

Até tornar-se um rio

De muitos regatos rolando

 

Não faltou quem tentasse

Poluir este rio

Inutilizar-lhe as águas

Tirar-lhe o sabor sadio

 

Mas um dia, de repente

Surgiu o desafio

Enfrentar o precipício

Ou juntar-se a outro rio

 

E o rio topou a parada

E deixou-se cair confiante

Formou a cachoeira do SIM

Pr’alcançar o mar distante

 

Hoje ainda este rio

Caminha dentro de mim

Foi a torrente da fé

Que me fez dizer SIM

 

Sempre almejei e almejoChegar ao distante marJuntar minhas águas às deleE em suas águas amar! 

3 Comentários

  1. olá Pe. Joãozinho
    já dizia pe.Zezinho:”como um riacho que vai se unir ao mar…” somos como um rio que passa…
    gostei muito desta sua letra e já estou orando para que chegue logo nas lojas… Deus abençõe seu sacerdócio…

    aprendi com sua vida a ser a cada dia Kênosys…
    e como muitas vezes doi se deixar amar por Deus…

    paz e bem

  2. Maria Inês

    Pe. Joãzinho!

    Que Maravilha! Agradeço a Deus pela coragem do seu SIM.
    É o canto do “Magnificat” que me vem ao coração!

    Maria Inês

  3. Simone Teixeira

    Pe. Joãozinho, um dia as águas do rio Jordão serviram para que João Batista batizasse o povo, pedindo-lhe conversão. As águas eram sinal do renascer e do se lavar… Penso que, quando Jesus foi batizado naquelas águas, as águas foram purificadas e santificadas porque Ele contagiou as águas com sua presença…
    No nosso mundo de hoje, é difícil encontrar rios não poluídos. Estamos comprando água para beber!
    Peço a Jesus que continue purificando e santificando as águas de sua vida e de seu ministério para que possamos continuar a beber dessas águas que matam a sede da alma e restauram os desanimados e elameados pela vida!
    Só posso agradecer pela sua coragem de cair confiante e formar cachoeira… È preciso muita fé e confiança no amor de Deus para se lançar num precipício, mas são as quedas dágua que se transformam em energia nas hidrelétricas e iluminam e movem o mundo moderno.
    Deus o abençoe sempre!
    Um grande abraço,

    Simone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.