Um dos comentários inteligentes que li em meu BLOG hoje diz que meus livros são bastante simples e que minhas postagens denotam uma cultura maior. Pergunta se tenho projeto de livro mais denso e completo. Na verdade que leu os livros do Pe. Joãozinho não leu todos os meus livros. Em alguns livors mais densos coloco o nome que recebi no batismo: João Carlos Almeida. É o caso de “Livres para amar” e “Teologia da Solidaridade”, ambos por Edições Loyola. Este último é minha primeira tese de doutorado (As outras duas, em Roma e na USP ainda pretendo publicar). São livros chatos de assuntos importantes que só daria como penitênica para pecadores realmente grandes (rs).

9 Comentários

  1. Nossa, Padre!
    Agora em 2007 pedi nas Paulinas livros de sua autoria e só me apresentaram um. Não me lembro do nome. Não comprei. E falei para o vendedor que aquele livro não era para qualquer um. Ele disse que seria mais para estudiosos da teologia. Agora com o comentário “meus livros” acho que voltarei lá para rever o seu livro. Busquei no link ao lado os livros de sua autoria, mas não achei!

  2. “São livros chatos de assuntos importantes que só daria como penitênica para pecadores realmente grandes (rs).” (sic) É bom ver que o brilhante teólogo, é antes de tudo, um homem de bem com a vida, e com um profundo senso de humor… quem sabe alguns de seus leitores gostem de “livros chatos”? Nem todos somos iguais, correto? Afetuosamente, e com um sorriso no rosto. Seu leitor e grande pecador, Roberto de Três Rios-RJ

  3. Padre joãozinho, sem bajulação mais acho dificil o senhor fazer alguma coisa sem graça com sua inteligencia imagine!

  4. Simone Teixeira

    Pe. Joãozinho,
    Há pessoas que gostam de livros “chatos” e muito profundos… Muitas vezes nossas meditações são sobre textos dos padres do quarto século e não acho nem um pouco “chato”. Se consideramos o contexto e entendemos o vocabulário, são lições belíssimas!
    Vou aceitar o desafio e encomendar seus livros. Os que já li são simples, mas nem por isso deixam de ter mensagens profundas. Tudo depende da interpretação e da geografia espiritual de cada um.
    Grande abraço,

    Simone.

  5. Padre Joaozinho o senhor é ótimo em suas piadas. Que otimismo, parabéns

  6. Padre Joaozinho,
    Concordo com ZILDEMIR… mais acho dificil o senhor fazer alguma coisa sem graça com sua inteligencia imagine!
    Ja li varios livros seu e e simplesmente PADRE JOAOZINHO ou JOAO CARLOS DE ALMEIDA, no meu conceito e a uniao da inteligencia e a Graca de Deus.
    Deus te Abencoe.
    Fabiana

  7. CIDA BRAVO

    Padre Joãozinho, a paz

    Há dois anos atrás mais ou menos eu comprei seu livro “Livres para amar” e realmente não era o que eu imaginava, pois tinha colocações de difícil entendimento, pelo menos para mim. Confesso que deixei-o pela metade, pois precisava ter um dicionário do lado para entender o sentido. Fico com sua música e evangelização.
    Acho que Deus deve ter orgulho de seu filho que transformou seus talentos em grande tesouro.
    Deus o abençõe
    Cida

  8. Como é a historia “sao livros chatos…” Conheço uma de suas tese de doutorado, nao tem nada de chato, mas de muito denso,que faz pensar! E meu caro hoje precisamos è resgatar o patrimonio Espiritual e Educacional deixados por grandes homens e mulheres, que sao baseado no Amor doado sem reservas, e de total confiança e entrega ao “Deus Amor”,e mais que isso ter coragem de assumi-lo como nosso projeto. E quem le a sua tese fica com esse gostinho ainda mais se vive a missao de Educador! Obrigada por me educar no caminho para o encontro com Deus amor!

  9. Maria Inês

    Pe. Joãozinho,

    Ainda conheço pouco pe. Joáozinho,preciso conhecer músicas, livros… mais foi muito bom a colocação da Ir. Nice.
    Inês

Deixe uma resposta para Maria Inês Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.