Até me inscrevi nesta nova moda virtual. Mas sinceramente, to achando sem graça. Do mesmo modo que o Orkut nunca me encantou (nunca fui convidado para participar da dita comunidade oficial do Pe. Joãozinho), não vejo muita vantagem do twitter em relação ao que já faz o BLOG. Pra mim é um mini-blog, ou chat permanente. Mas como disse uma amiga minha, o chat é chato. Em minhas aulas virtuais não funciona. Skype e MSN vieram para ficar. Chat é passa-tempo (para não dizer perda de tempo). Prefiro o skype. Acho mais profissional, rápido e inteligente. O MSN, apesar de tentar imitar o skype, permanece adolescente. Bloqueei o MSN na Faculdade Dehoniana. Todos os colaboradores devem se conectar no skype. Twitter??? Bem… acho que vou ficar no BLOG. Se alguém quiser me dar conselhos, aceito!

8 Comentários

  1. Cicero Júnior de Brasilia

    A sua benção Pe. Joãozinho, é eu acho que para evangelizar o bom mesmo é o skype ou msn, acho que com essas feramentas a comunicação é mais direta. os chats também são legais.

    Fique com Deus

    Cícero Júnior de Brasilia DF

  2. Caro Pe. Joãozinho,

    Sua bênção!

    Achei bacana sua inscrição no Twitter, como já comentei aqui. Mas vc tem razão, ele é sem graça. Tb fiz minha inscrição e ficou parado…
    Ele funcione bem para atualização de informações durante um evento ou para instituições, programas com demanda grande de notícias e podendo ter alguém que possa alimentar com dados constantes. É interessante por formar uma rede, mas precisamos estar o tempo todo conectado para conseguir acompanhar tudo, e nem sempre é possível, no meu caso. É para informação rápida e não para reflexão. Eu particularmente não posso ajudá-lo nesta questão. Mas volto a sugerir um podcast. Seria fantástico poder ouvir suas orientações, reflexões, opiniões, enfim…o podcast poderia fazer parte do blog e do seu novo site…
    Esta é minha sugestão.

    abraço fraterno

    Heloisa

  3. Pingback: RCC Brasil

  4. Querido Pe Joãozinho, concordo plenamente com o senhor, esse tal de Twitter é muito sem graça. Não me classifo como uma ignorante tecnológica, todavia ainda não aprendi manusear esse tal de Twitter, e falando sério, não estou nenhum pouco animada em aprender. Continue com o Skipe do senhor é como disse: “mais profissional, rápido e inteligente”.

    Abraços!!! Marcela – Rondonópolis -Mato Grosso

  5. Simone Teixeira

    Pe. Joãozinho,

    Houve um tempo em que eu entrava no chat, mas esse tempo passou há muito. Recebo mensagens no orkut e gosto dele mais para ver fotos de amigos e parentes distantes. Uso o MSN para conversar com algumas pessoas que não têm skype (principalmente minha madrinha e meu filho).
    Desde que o vi usando o skype em Varginha, concordo que é bem melhor que o MSN, mas nunca tive a oportunidade de lhe encontrar on line no skype ou no MSN… Quanto ao Twitter nem cheguei a me inscrrever, e pelas informações que me deram, não vale muito a pena mesmo.
    Um abraço virtual com carinho real.

    Simone.

  6. Não digo que seja um conselho, porém uma visão diferente sobre o assunto.
    O Twitter na verdade é uma ferramenta super eficaz para divulgação de qualquer atividade estratégica, no seu caso específico a evagelização.
    A questão é, qual o modo correto e estratégico de usar esta ferramenta a seu favor?

    Para isto convido a escutar um episódio do meu podcast onde explico o lado conceitual do Twitter e outros detalhes muito importantes. segue o link : http://migre.me/4aI6 e também tem um video do programa zoom http://migre.me/4aIs
    Grande Abraço
    Paulo Moraes

  7. Para quem tem blog, o melhor jeito de usar o Twitter é configurar o feed para enviar automaticamente as atualizações para lá, assim não há preocupação em manter atualizado. Para fazer isso pode usar o FriendFeed ou o TwitterFeed.

  8. vera lucia kirdeiko

    Padre Joaozinho,
    A sua missao é evangelizar. Assim, o melhor meio de comunicaçao do Sr. se comunicar com aqueles que estao interessados em seus ensinamentos, suas idéias e acompanhar suas atividades seria o podcast.
    O Sr. poderia usar o Blogtalkradio e possibilitar até o contato com aqueles que apreciam sua obra.
    Ainda que tivesse acesso ao seu MSN ou Skipe jamais teria coragem de incomodá-lo, na medida em que sei que seu trabalho envolve o contato com várias pessoas e se o Sr atender a todos irá enlouquecer e não poderá estudar para sua funçao evangelizadora.
    Quanto ao twitter acho bom para eventos ou grupos, tal como exposto pelo colega acima subscrito.

  9. Sobre o Twitter

    Estudo: 40% do fluxo do Twitter é feito de ‘bobagens’

    Um estudo sobre o uso do Twitter revelou que 40,5% das mensagens trocadas através do serviço são “bobagem sem sentido”.
    Realizada pela empresa de pesquisa de mercado americana Pear Analytics, o estudo tinha como objetivo produzir um instantâneo de como os internautas usam o serviço.
    Além de enviar as ditas “bobagens”, usuários usam o serviço também para bater papo em tempo real.
    O estudo concluiu que apenas 8,7% das mensagens enviadas poderiam ser classificadas como tendo “valor”, já que traziam informações interessantes.
    Mensagens
    Para ter uma idéia de como o Twitter é usado, a Pear Analytics avaliou mensagens postadas no serviço de microblog a cada 30 minutos, entre 11h00 e 17h00, em dias de semana, por duas semanas.
    Ao todo, a empresa analisou 2 mil mensagens e as classificou em seis categorias: notícias, spam, auto-promoção, bobagens sem sentido, bate-papo e as que tinham algum valor.
    As conversas pelo Twitter em geral envolviam dois usuários que postavam mensagens respondendo à anterior, enquanto que as classificadas como “bobagem sem sentido” eram do tipo “estou comendo um sanduíche”.
    Quando os analistas da Pear Analytics começaram o estudo, eles esperavam que a maioria das mensagens seria de spam ou auto-promoção. Segundo os analistas, esta crença veio com o crescimento do número de empresas usando o Twitter como ferramenta para aumentar as vendas.
    Em vez disso, o estudo concluiu que 40,5% das mensagens poderiam ser classificadas como bobagem sem sentido, 37,5% como bate-papo e 8,7% como tendo algum valor de informação. Auto-promoção e spam ficaram em 5,85% e 3,75%, respectivamente.
    “Com a nova face do Twitter, será interessante ver se eles assumem um papel mais pesado nas notícias, ou continuam a ser uma fonte para as pessoas dividirem suas atividades correntes que tem pouco a ver com os outros”, disse Ryan Kelly, fundador da Pear Analytics.
    A empresa pretende repetir o estudo a cada trimestre para rastrear tendências de uso da ferramenta.
    Para mais notícias, visite o site da BBC Brasil
    © British Broadcasting Corporation 2006. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização por escrito da BBC BRASIL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.