No programa de TV que fiz com Pe. Fábio ontem, na Canção Nova, choveram comentários. Escolhi um deles que toca em um ponto que tratamos no programa e voltaremos a tratar em 15 dias: o diálogo entre as religiões. Uma irmão fez um longo comentário que coloco para a apreciação dos blogueiros de plantão:

Caríssimo Padre Joãozinho,
Adorei suas músicas no programa,bem como seus inspirados comentários.
Gostaria de fazer apenas uma crítica que,espero,seja de alguma forma construtiva.
Trabalho como assistente de um padre exorcista de 89 anos no Rio de Janeiro.Acompanho também os boletins do padre Fortea na Espanha e os trabalhos do padre Grabriele Amorth de Roma.
Todos os Sábados atendemos cerca de 100 pessoas, das quais muitas apresentam casos de infestação diabólica ou até mesmo possessão completa.
Recentemente atendemos uma família de imigrantes muçulmanos que durante a oração apresentaram manifestações diabólicas das mais variadas.Impressionados com aquilo,buscamos saber como uma família que reza cinco vezes por dia e nunca havia praticado o espiritismo estava tão infestada.Contactei um padre exorcista muito sábio,de origem árabe,que vive hoje em Jerusalém.Ele me revelou que isto é tão comum no Oriente Médio porque Allah não é Yahuweh, mas uma divindade cananéia babilônica,cujo nome começou a ser usado pelos árabes politeístas convertidos por Maomé para designar o Deus do monoteísmo nascente pregado pelo “profeta”!!!A força da invocação de um nome é tremenda.Afinal é assim ao pronunciarmos o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo pois “todo joelho se dobra na Terra, no Céu e no Inferno”.De fato:quando recitamos esta passagem a pessoa possessa se ajoelha.
Chocada ao saber que uma religião inteira e milhões de pessoas no mundo são escravizadas e reverenciam tão famigerado demônio, mas ainda relutante em acreditar, resolvi seguir seus conselhos e empregar suas orações(muitas em latim, algumas em hebraico e uma versão do pai-nosso em aramaico.
Após meses de batalha,as várias “Chaiot Hara”,como ele as chama,sucumbiram e deixaram a família, que se converteu ao cristianismo.
Portanto,na minha humilde opinião, enaltecer e comparar a disciplina religiosa de um muçulmano com as omissões na reza diária do breviário dos padres é o mesmo que comparar um macumbeiro que lava um terreiro todos os dias como “obrigação pru santu” aos fiéis que deixaram por um ano de lavar a escadaria da Igreja de Nossa Senhora da Penha.
Demônios não têm filhos amados, só tem escravos.Todo excesso provem deles.Neste caso transformam a tendência de uma pessoa à devoção religiosa num fanatismo cego.Devemos lembrar que o demônio é o macaco de Deus e ninguém mais do que ele quer adoração.Não foi isto que ele propôs a Jesus? Entregar-Lhe o mundo se Nosso Senhor o adorasse?
Deus quer nossa oração livre espontânea e não uma obrigação social passível de punição, como acontece por exemplo na Arábia Saudita.Quando isto acontece devemos suspeitar que não é o Espirito Santo(Ruach HaKodesh)que está conduzindo aquela oração até Yahuweh, nosso Deus, pai de Jesus Cristo.
Devemos ainda ter cuidado em classificar esta ou aquela seita como “sementes do Espírito Santo”,lembrando ainda que uma boa semente pode germinar também num solo não muito santo e ser usada como chamariz para propósitos que não estão inteiramente alinhados com os propósitos de nosso Deus e de Nosso Senhor Jesus Cristo.Muito menos com o tipo de vida que Cristo viveu na Terra:”Dai de graça o que de graça recebeste.”
Falo isso porque recentemente visitei a Igreja Assembléia de Deus dos Últimos Dias do pastor “exorcista” Marcos Pereira a pedido e em companhia de uma moça cuja possessão demoníaca vem se arrastando por anos, tendo sido inclusive marcada por sinais nas costas.Um caso triste que agora finalmente será tratado em Roma.
Após um culto televisionado com muita pregação a todo volume, chegamos finalmente ao “exorcismo” coletivo que consistia em soprar o Espírito Santo sobre as pessoas.Muitas cairam visivelmente endemoniadas, menos é claro minha pobre amiga.Os demônios nela gargalhavam e quando um dos pastores impôs as mãos sobre ela, eles começaram a recitar uma litania de pecados do mesmo, afirmando que ele não tinha autoridade espiritual sobre eles.Rapidamente ele lhe deu um leve tapa em seu rosto, a conduziu até a porta de saída dizendo a todos que estava liberta.O povo gritava dando “Glória à Deus”.
Entramos no carro e alguns minutos depois as manifestações começaram.
Resultado:Ela acabou contribuindo com $150,00 e eu com $50,00.
A pregação foi tão envolvente e o pastor afirmava que até seu carro usado foi praticamente leiloado porque havia inúmeros interessados, pois as coisas de um “homem de Deus ungido” são também ungidas e nada acontecerá com aquele que as usa pois você fica cheio do Espírito Santo.Será Osmose?
Também quando você dá o seu dízimo ou contribuição no envelopinho, você pode pedir o que você quizer que Deus dará.Um fiel perguntou:”Posso pedir um carro?”.Um pastor baiano respondeu:”Pode.Outro perguntou:”Posso pedir uma casa nova?”O pastor respondeu:”Pode”.
Bem eu pedi uma Ferrari,escrevi meu nome e telefone e joguei meu dinheiro no saquinho.
Saindo de lá a única coisa que me vinha na cabeça era:
“João disse-lhe: Mestre, vimos alguém, que não nos segue, expulsar demônios em teu nome, e lho proibimos. Jesus, porém, disse-lhe: Não lho proibais, porque não há ninguém que faça um prodígio em meu nome e em seguida possa falar mal de mim.
Pois quem não é contra nós, é a nosso favor.”
“Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não pregamos nós em vosso nome, e não foi em vosso nome que expulsamos os demônios e fizemos muitos milagres?
E, no entanto, eu lhes direi: Nunca vos conheci. Retirai-vos de mim, operários maus!”
Acaso Jesus em sua passagem pela Palestina saiu realizando milagres de distribuição de fazendas,jumentos e empregos,recuperando maridos etc…Da onde estes pastores tiraram esta teologia?
Sobre o dízimo:Este era pago em farinha e carneiros,pombos e cabras, nunca em dinheiro aos sacerdotes do Templo de Jerusalem que pertenciam a tribo dos Levitas que não recebeu terras como as outras tribos e não podiam tocar em dinheiro para não ficar impuros.Será que Deus já não sabia que pequenas igrejas podem virar grandes negócios?
Jesus expulsa os cambistas da porta do Templo que estavam cobrandouma espécie de imposto para que os fiéis usassem o mesmo, já que os novos sacerdotes impostos por Roma não eram levitas e portanto ilegítimos pela Lei Mosaica.Nesta época os mesmos enriqueceram e o Templo foi destruído.
Precisamos nós que trabalhamos com fiéis católicos sermos muito cautelosos com o ecumenismo pois poderemos estar influenciando pessoas que vêem em nós conselheiros e estarmos, sem querer, dando nossa aprovação à obras não muito santas e até demoníacas por não conhecermos profundamente o outro lado.
Recomendo apenas o que conheço profundamente através de meus anos de vivência na Igreja Católica. Conheço seus pontos fortes e fracos, suas virtudes e seus defeitos.Vale a pena!
Sejam católicos, recomendem a seus irmãos evangélicos, espíritas etc…Vivam o Evangelho e consagrem-se A Nossa Mãe Santíssima.É seguro e gratificante!Procurem salvar todas as almas que puderem.

Acabou a palestra em Jaboticabal. Estavam presentes muitos padres da diocese, presididos pelo bispo, Dom Fernando, todos os seminaristas e alguns leigos. Foi muito bom.

Hoje darei a palestra do Líder Amoroso para o clero e alguns leigos da Diocese de Jaboticabal. O padre deve ser um líder na comunidade. Sua principal missão é congregar o povo na unidade. É para isso que ele dá a sua vida, como bom pastor.

Palestrante(s):

João Carlos de Almeida (Pe. Joãozinho): É dehoniano, teólogo, músico e educador. Publicou, por Edições Loyola, nove livros e dois audiolivros. Realiza assessorias, palestras e retiros por todo o país. Atualmente, é diretor-geral da Faculdade Dehoniana de Taubaté.

Objetivos:
Programa:
Público Alvo:
Observações:
Local:
Prazo para Inscrição:
Investimento:

Seminário Pastoral

MISSIO CORDIS

Um coração para escutar, aprender e anunciar

 

 

 

 

Data: 07 a 14 de abril

50 pessoas

Um Seminário Pastoral

A espiritualidade do Coração de Jesus é kerigmática

 

Objetivo Geral: Refletir e partilhar experiências, para responder aos desafios da missão, a partir de um coração dehoniano que escuta, aprende e anuncia, centrado no amor do Coração de Jesus que nos impulsiona.

 

1.     UM CORAÇÃO PARA ESCUTAR

a)      Motivação Inicial – Quinto (Apresentação da tese central e transversal do Seminário que será retomada no final)

b)      A escuta dos desafios do mundo de hoje a partir de Aparecida – Nestor (Retomar a análise de Aparecida verificando pertinências e relevâncias a partir do lugar dehoniano)

c)      A disponibilidade dehoniana para escutar – Carlos Luis (Verificar na vida de Padre Dehon e na espiritualidade dehoniana o significado da oblação como disponibilidade para escutar a realidade e o próximo, de modo especial o clamor dos pobres; como isto se verifica na Sagrada Escritura – Jesus foi um mestre com ouvidos de discípulo).

 

2.     UM CORAÇÃO PARA APRENDER

a)      A solidariedade dehoniana entre os pobres – Eduardo Aguero (Retomar o Seminário de Lujan e atualizar para a nossa missão hoje)

b)      Leitura dehoniana da Caritas in Veritate – Carlos Alberto (Resgatar a dimensão social do carisma dehoniano)

c)      Aprender inter gentes – Marcial (Passagem do conceito de missio ad gentes para missio inter gentes; impacto disso no diálogo interreligioso e ecumênico; retomar debate do CAM – Castro – Quinto manda material)

 

3.     UM CORAÇÃO PARA ANUNCIAR

a)      O rosto dehoniano da paróquia à luz de Aparecida – João Carlos Almeida

b)      Novas formas de anúncio entre os jovens – Jose Luiz Domingues

c)      O anúncio do Kerigma na Missão Continental – Quinto

 

 

Coordenador: Pe. Léo Heck

Moderador: Pe. João Carlos Almeida

Liturgia: Pe. Tito

Dinâmicas de Recursos Pastorais: Pe. Quinto

Mídia e Comunicação e Secretaria: Giorgio, Jairson, Diomar

 

 

 

PROGRAMA

 

07/04

qua

MISSIO CORDIS

12h – Início com o almoço

1a – Motivação Inicial

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

08/04

qui

MISSIO CORDIS

1b – A escuta dos desafios…

1c – A disponibilidade dehoniana para escutar

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

09/04

sex

MISSIO CORDIS

2a – A solidariedade dehoniana entre os pobres

2b – Leitura dehoniana da Caritas in Veritate

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

10/04

sab

MISSIO CORDIS

2c – Aprender inter gentes

Visita às Paróquias

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

11/04

dom

MISSIO CORDIS

Passeio Comunitário

Visitar Bethania

Missa No Santuário Santa Paulina 9h

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

12/04

seg

MISSIO CORDIS

3 a – O rosto dehoniano da paróquia à luz de Aparecida

3b – Novas formas de anúncio entre os jovens

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

13/04

ter

MISSIO CORDIS

3c – O anúncio do Kerigma na Missão Continental

Final: 18h – Encerra com o jantar

CASA PADRE DEHON

BRUSQUE

 

Aviso aos navegantes: Vai ao ar hoje, pela Canção Nova o programa Direção Espiritual que gravei com Pe. Fábio de Melo ontem.

Cheguei em Curitiba com um frio de 11º. Avançamos bem com nossa reunião. Estamos preparando um encontro latino-americano de espiritualidade dehoniana: MISSIO CORDIS, UM CORAÇÃO PARA ESCUTAR, APRENDER E ANUNCIAR!