Já estou a caminho da cidade de Divino de São Lourenço, no estado do Espírito Santo, onde hoje acontece show de evangelização na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, do Pe. Gelson de Sousa.

15h – CHEGAMOS – A viagem foi longa, mas a paisagem no Estado do Espírito Santo sempre vale a pena. Passamos aos pés do Pico da Bandeira, o terceiro mais alto do Brasil. Aqui a temperatura é sempre agradável. A cidade tem 5.000 habitantes, aliás, o município. Se mandar uma carta, não precisa colocar o nome da rua. O carteiro conhece a todos. Existem lugares assim no Brasil, escondidos entre as montanhas.

13 Comentários

  1. Pingback: RCC Brasil

  2. Bom diaaa Pe.!!!
    O dia aqui está lindo…Deus lhe abençoe em mais uma missão e eu vou nos meus alfazeres tbm.
    Um abraço fraterno!!

    Ahhhh Bianca chegou agora e está muito feliz com as novidades….heheheheeh já tava aqui cantando o Hino logo após envio.
    Um abraço fraterno
    ANA VALESKA

  3. Bom dia, pe. João Carlos
    Entrei no blog e li essas frases imaturas:
    “…fabetes e joãozetes,defendem o homem sem ao menos saber da verdade,só confia cegamente na irresponsabilidade desses padres pop,demonstre inteligência…”
    Inicialmente,gostaria de esclarecer aos seguidores de Montfort que vocês não sabem absolutamente nada da vida de quem posta comentários nesse blog para emitirem essas declarações.
    Não sou nenhuma menininha,tenho 39 anos,bonita,solteira porque quero,não me faltam opções,porém não tenho paciência para imaturidade e limitação intelectual típicas do sexo masculino,
    há exceções,obviamente.
    Sou formada em Letras,Português-Literatura, pós-graduada em Língua Portuguesa,leciono há 18 anos,sem falsa modéstia,sou inteligente.Fui convidada para fazer parte de um grupo de pesquisa de uma universidade e recusei porque faço o que quero,
    “aparecer” não é minha prioridade.
    Afastei-me da igreja por 20 anos não por falta de entendimento, mas pelas atitudes de pessoas como vocês,extremamente teóricos, mas prática,zero.E durante esse tempo soube do comportamento de alguns padres da minha cidade,esses que vocês apreciam,vestiam-se como santos,”seguiam a tradição” ,todavia cometeram barbaridades.
    Durante o “exílio”,nas escolas onde trabalho e trabalhei convivi com violência e alcoolismo familiar,dependentes químicos,pessoas que não tinham o que comer em casa,a miséria humana.E o discurso da igreja?Extremamente distante dessa dolorosa realidade.
    Há 4 anos um aluno foi esquartejado,degolado,obrigado a “cavar a própria cova” antes de ser assassinado.
    Cheguei em casa e fui ao quarto de minha irmã desabafar.Essa assitia ao programa do padre Fábio.
    Perguntei quem era,ela não me disse,pois se assim o fizesse,não assistiria e só permaneci em frente a tv pelo fato de não trajar as vestes sacerdotais e não pela sua beleza,estou muito acima disso.
    No final,minha irmã revelou-me que era padre,surpreendi-me,
    afinal não são todos os sacerdotes que unem conhecimento e espiritualidade,afinal que Jesus cura,salva e liberta não é nenhuma novidade.
    Comecei a acompanhar o seu programa e a minha conversão não se limitou às palavras do padre,foi um longo processo,retornei à leitura bíblica.
    E após a leitura do evangelho de João onde constatei todos os meus defeitos e o amor de Jesus retornei à igreja,em 2008.
    A minha conversão passou pelo racional,a evangelização do padre foi apenas a “seta”,mas Deus,o motivo.
    E assim conheci o ministério do pe. João Carlos por quem também tenho admiração.
    Alguns postam frases em latim a fim de mostrar conhecimento,
    a “fabete e joaozete” Luciana poderia não só escrever em latim,mas também lecionar,estudei essa língua na faculdade.
    Um cidadão disse “Talvez o problema esteja em usar demais metáfora…”
    Pensei essa pessoa não pode ler a bíblia ou vocês acham que o “mar se abriu, Paulo ficou cego…”,não vou aprofundar para alguns não perderem “fé”,olha que não estudei Teologia,mas sou especialista em Semântica.
    “Evitem linguagem poética pode significar muita coisa..”,alguém escreveu. Gente,e o livro dos Cânticos?
    “TU ÉS BELA,MINHA QUERIDA,
    TU ÉS FORMOSA!…OS SEUS OLHOS SÃO COMO POMBAS…” (4)
    Caríssimos,o problema não está apenas na linguagem poética;as palavras são polissêmicas.O que determina o sentido de uma palavra palavra é o Contexto e não apenas a linguagem ou gênero literário.EXEMPLO BEM SIMPLES:
    “Ninguém consegue explicar os SONHOS”
    “Os doces mais vendidos na padaria são os SONHOS.”
    As frases acima são denotativas,não pertencem à poética,porém
    a palavra sonho assumiu sentidos diferentes.
    Quando iniciamos a leitura de um pensador,religioso ou não,não se deve usá-lo como referência se você não fez a leitura de todos os seus escritos,pois é muito comum, o autor desenvolver uma ideia, à medida que vai “aprofundando” a questão,pode contrariar algumas afirmações feitas na obra inicial.Já li a obra de alguns “doutores” da igreja na totalidade, mas não faço referência porque a falta de humildade,como vocês perceberam, é um dos meus maiores defeitos que tenho procurado equacioná-lo.
    Finalizando,não tenho necessidade de que alguém me diga que determinado livro contraria a doutrina da igreja,sou capaz de perceber isso sozinha.
    Nunca li Dan Brown porque não me interesso por este estilo literário,superficial demais.
    Entretanto,já li obras filosóficas(estudei Filosofia)
    de autores “pagãos”,os clássicos,literaturas portuguesa,alemã,
    norueguesa,francesa,russa,americana,brasileira,etc. Perdi a fé?
    Questionei os dogmas da igreja? Não,possuo uma fé amadurecida.
    Citaram uma passagem de João “Quem come a minha carne…”,mas esqueceram de completar “O espírito é que vivifica, a carne de nada serve.A palavra que vos tenho dito são espírito e vida.” (O espírito ou sentido espiritual,designa a Eucaristia, ao passo que a CARNE,ou sentido carnal, interpretaria as palavras de Jesus como se ele nos devesse dar de comer pedaços sangrentos de sua carne)
    Não são palavras minhas,mas bíblicas como não sou “seguidora” de ninguém, além dos ensinamentos de Deus e orientações da igreja,resolvi colocá-las.
    PS.Eu sei o significado de Eucaristia e ENTENDI o que o padre escreveu no livro,agora quem não conseguiu,leia,estude mais…
    Desculpe a minha arrogância os outros visitantes do blog,mas não aceito ofensas e reducionismos desses seguidores de Montfort.
    Respeitosamente,um abraço,pe.João Carlos

  4. Michelli Brainer

    “Se mandar uma carta, não precisa colocar o nome da rua. O carteiro conhece a todos.”

    Ah, que paraíso! (rs)
    Lembro-me das histórias contadas por meu vô sobre a cidadezinha em q morou aqui no interior de PE.
    Ah, vontade de ir embora para o passado! Onde o índice de criminalidade era praticamente zero, a religião era importante para todos e o respeito aos sacerdotes era unanimidade…

    Sua bênção!

  5. Boa noitee!!!
    Pe. sua benção!
    Estou indo para faculdade mas não poderia deixar agradecer a Deus pela sabedoria de Luciana!!
    Deus te abençoe minha irmã. Um bj na sua alma!!
    Abraço fraterno em todos!!!
    ANA VALESKA

  6. Eu fico estupefato com a falta de lógica de algumas pessoas. No lugar de questionarem argumentos ficam enrolando, típico de adoradores do Padre Fábio de Melo.

    Luciana,

    Minha cara, o blog do Padre Joãozinho, desde que comecei a acompanhá-lo, até onde sei não é lugar pra preencher ficha de encontro amoroso. Seu Curriculo Lattes nos é dispensável, seus atributos físicos e (falta de) relacionamento mais ainda. Há inúmeros sites melhores para se fazer isso.

    Não há nem o que lhe responder porque simplesmente você não levantou questão nenhuma, aliás, se eu tivesse que responder algo pra você (em defesa da Montfort) eu teria que primeiro reorganizar suas colocações de modo a fazê-las significar algo que se possa questionar, porque da forma como foram apresentadas, simplesmente versam nada sobre coisa nenhuma. Mesmo assim quero comentar algumas coisas.

    Sejamos breves: “…pessoas como vocês,extremamente teóricos, mas prática,zero”

    Olha só que coisa interessante, observem caros leitores (e você Padre Joãozinho), a Luciana nos critica por questionarmos as PALAVRAS de Padre Fábio de Melo, ao mesmo tempo que julga nossa CONSCIÊNCIA. Em nenhum momento alguém aqui (pelo menos que eu saiba), disse que Padre Fábio era insolente, que não praticava religião, ou algo parecido, simplesmente porque criticar a PRÁTICA RELIGIOSA de outrem é algo totalmente obscuro. Você condena o julgamento OBJETIVO que fazemos das PALAVRAS ESCRITAS E FALADAS de Pe Fábio de Melo, ao mesmo tempo que julga a sinceridade com que praticamos nossa religião? Se acha o julgamento imoral, qual o motivo de nos julgar? Pra defender o Pe Fábio vale até entrar em contradição consigo mesmo, reclamando que alguns julgaram as afirmações estranhíssimas de Pe Fábio, e concomitantemente julgando a nossa FÉ, a nossa CONSCIÊNCIA, a nossa INDIVIDUALIDADE? Dizem que somos “católicos teóricos”… que absurdo é esse?

    Depois de uma enrolação… volta falando sobre “interpretação da Bíblia”. Ora, toda interpretação passa primeiro pela literal, tal é o método de quem entende do assunto, como Dante Alighieri, Aristóteles, Tomás de Aquino, etc. Como dissera Dante: “Ademais é impossível porque em qualquer coisa, natural e artificial, é impossível proceder se não se estabelece primeiro o fundamento, como em uma casa ou como no estudo: portanto, dado que o demonstrar é edificação de ciência, e a demonstração literal é o fundamento das outras, principalmente da alegórica, é impossível chegar às outras sem primeiro passar por ela. Ademais, ainda que fosse possível, seria irracional, quer dizer, fora da ordem, e portanto proceder-se-ia com muita fadiga e com muitos erros. Daí que, se como diz o Filósofo no primeiro livro da Física a natureza quer que o nosso conhecimento se faça ordenadamente, indo daquilo que conhecemos melhor para aquilo que não conhecemos tão bem: digo que a natureza quer na medida em que essa via de conhecer é em nós naturalmente inata. E se os outros sentidos são menos compreendidos que o literal – como de fato é manifesto – seria irracional proceder à sua demonstração se o literal não fosse demonstrado.” (Convivio, II, 1)

    Tente salvar teu querido Padre Fábio porque o Padre Joãozinho saltou fora nas perguntas feitas pelo Mauro: “O que é a presença real? A matéria consagrada? O pão e o vinho somente? Não. Juntamente com as duas substâncias está o bonito e sugestivo significado da ausência.”

    Que DUAS SUBSTÂNCIAS? Que AUSÊNCIA?

    Nem cito outras passagens pra não ficar repetitivo, na Montfort isto está melhor explicado e todos já sabem das afirmações de Padre.

    E por fim: “Eu sei o significado de Eucaristia e ENTENDI o que o padre escreveu no livro,agora quem não conseguiu,leia,estude mais…
    Desculpe a minha arrogância os outros visitantes do blog,mas não aceito ofensas e reducionismos desses seguidores de Montfort.”

    Cade o argumento? LEIA MAIS é argumento?! ONDE?!

    Aliás, tem textos novos na Montfort.

    Ah… humildade vai bem de vez em quando.

    Att!

  7. Rosane Ferreira Mendonça

    Pe Joãozinho, O Estado do Espírito Santo é tudo de bom, tem praias lindas, cidades pequenas, mas de grande beleza, é um lugar lindo para se viver. Tenho muito orgulho de ser capixaba e viver na terra que recebe benção de Deus até no nome. Bom evento para o senhor e que seja bem acolhido pelo povo de Divino São Lourenço. Abraço de Rosane- Vitória -ES.

  8. Maria Célia - Rib Preto

    Luciana,
    Adorei seu desabafo. Situei-me nele, pois também senti-me ofendida com os termos “fabetes e joãozetes”. Quero dizer que sou uma pessoa com bastante discernimento, entendo o que leio, estudo muito (sou médica, tenho Mestrado, Doutorado, leciono Ginecologia e Obstetrícia e Saúde da Família na Faculdade de Medicina-USP). Mas, muito mais importante que isto, sou Ministra da Eucarítia e Pregadora do GO São José. Para pregar, eu estudo muito, oro muito e reflito muito. (Apresentei-me assim, pois manifestar é preciso!)
    Tenho aprendido DEMAIS com Pe Fábio e Pe Joãozinho. Peço a Deus que lhes dê força para continuar, que lhes dê mais inteligência, mais ânimo para estudar, mais clareza no raciocínio e, acima de tudo, mais Fé.
    Um abraço para todos.
    Para Pe Joãozinho, quero a bênção.
    Maria Célia – Rib Preto

  9. Guilherme Nazário Ribeiro

    A sua benção Pe.

    Paz e Bem a todos.!

    bom, sou do Ministerio de musica de Divino de São Lourenço, e estou passsando para agradecer a mensagem de Paz, que foi deixada em nossos corações na noite do dia 10 de agosto.

    O show foi muito bom, e com certeza aconteceram milagres e prodigios na vida de muitas possoas que estavam naquela praça de eventos.!

    Um abraço.

  10. Luciana, Ana e Maria Cecília o que estes “Cruzados” querem quando ofendem as mulheres “Fabetes ou Joaozetes” porque postam comentários para o padre Joãozinho, é simplesmente manifestar o “Machismo deles” eles não deveriam ser chamados de “Cruzados” mas adeptos do Taliban (no mínimo) mulheres para eles tem calar a boca, não se manifestar, e de preferência só tomar conta da cozinha, pois” inteligência teológica “só fica ao cargo deles, pois” SÃO HOMENS “e como homens se acham superiores a nós.
    A frase mais celebre de Socrates diz tudo ” Só sei que nada sei” então NINGUEM é senhor absoluto da verdade….
    Eles esquecem que muitas mulheres conviveram com Jesus, e até no pior momento dele (a sua prisão e crucificação) os apóstolos não o acompanharam( só depois) Pedro até o negou três vezes, mas quem permaneceu do lado dele até o final e o viram também em primeiro lugar não foram às mulheres ? porque será?
    Por isso, não liga, porque a única coisa que eles conseguiram provar até agora para mim além da extrema ignorância, e não falo de ignorância intelectual, ignorância como seres humanos mesmo, é que no fim todos eles são uns tremendos de uns” Crianções “que não devem nem respeitar a mãe, as irmãs, esposas etc da convivência deles… mas graças a Deus vivemos em um país democrático onde este tipo de discriminação religiosa, racial ou de gênero não tem vez…”.
    Padre Joaozinho não liga mais para estas pessoas…o que eles querem mesmo é tumultuar… é perda de tempo… um beijo e um abraço.

  11. Oi Marilene tudo bem: :)
    Prazer lhe responder!
    Pois é irmã já dizia minha bisavó p/ minh avó:

    “O perfume que sai da sua boca minha filha, lava o mau cheiro da boca dos caluniadores”….rrsrsrssr

    Um abraço fraterno!Boa noite o sono já domina…hehehehe
    Ana Valeska

  12. Maria Inês

    Padre,

    alguém escreveu que gostaria de voltar ao passado…pois eu conheço muitos desses ” oasis” onde se vive dessa forma ou ainda melhor… cidadezinhas, escolas, empresas,um frupo de jovem, de adolescentes, uma rua…uma prefeitura uma Paróquia.., no Brasil e além… só depende de cada um de nós construir ao seu redor essa “nova civilização…”se já há dois anos estou aqui participando dos comentários… mas o bem parece não ser ibope porque ainda somos tão habituados a só ver o negativo….

    e aqui no Brasil faz 50 anos que começou…no começo de julho 5.000 pessoas do norte/nordeste comemoram contando experiências dessa vida em Recife. No final de julho em Sumaré SP outras 4000 do sul/sudeste/centrooeste fizeram a mesma experiência…
    você pode conferir:
    Site: http://www.50anos.focolares.org.br

    Twitter: http://www.twitter.com/focolares

  13. Maria Inês

    No comentário anterior eu disse só depende de nós…. porque é o que Deus espera de nós!
    Se nos lançamos a viver como Jesus, colocar em prática seus ensinamentos, a nossa parte mesmo que tudo é 1% as outras 99 % é Deus que faz!!!!!
    falo da Unidade na diversidade!!!!
    e para isto Jesus pediu ao Pai ” Pai para que todos sejam Um!!!

    Sim já existe esta pequena semente… uma árvore já com frutos!!!!!!!!

    Maria Inês

  14. Boa tarde,pe.
    Respondendo ao amigo Fernando,caríssimo, não preciso de sites para preencher fichas de encontros amorosos, diferentemente de você levo a religião e as orientações da igreja a sério.
    Além disso, não estava a fim de levantar questão alguma,mas apenas respondendo aos seguidores de Montfort que as pessoas que possuem admiração pelo ministério dos padres em questão não “tietes”,”cabecinhas de vento”.
    Logo, quem “escreve” o que quer deve estar preparado para “ler”
    o que não quer.E houve pessoas que utilizaram termos depreciativos aqui, basta consultar as postagens anteriores.
    Todos os autores que você citou, eu já li,mas vou avisando que não foi de forma fragmentada.
    Não preciso “salvar” ninguém,muito menos dois padres que estudaram mais de vinte anos e certamente sabem como se defenderem sozinhos.Não carecem do nosso respaldo,meu filho.
    Aliás, você acha que o pe. João Carlos já não sabe tudo o que vocês andaram postando? Faz-me rir…
    Como voc~e vai entender o que é Eucaristia se não sabe nem o que significa o termo ausência?
    Terminando,não sou seguidora de Montfort,dispenso o seu conselho, aquele cidadão para mim não significa absolutamente nada…Prefiro ler a bíblia e pensadores mais qualificados…
    Um abraço e estude sempre mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.