A palavra foi utilizada hoje de modo metafórico pelo Senador Pedro Simon, um dos políticos mais sérios deste país. Ele está inconformado com a atual situação. De fato desde o antigo Senado Romano, este forum de debates é reservado à pessoas experientes e de alta reputação. O que vemos pela TV hoje é um debate infantil e de baixíssimo nível, sob a aprovação do presidente da república! Até onde iremos com este “inferno”?

6 Comentários

  1. Michelli Brainer

    Padre, pergunta difícil…

    Acabei de assistir ao noticiário e me sinto terrivelmente desesperançosa com a política em nossa pátria.
    Lamentável!

    O mais triste é ver a grande maioria da população não tomar iniciativa alguma para mudar esse quadro.

  2. Boa noite, padre João Carlos
    “Inferno” é um eufemismo para o que se transformou aquele lugar…
    E o povo? Assiste a tudo passivamente e o que é pior, elegerão esses mesmos corruptos nas próximas eleições…
    Isso só terá fim quando o povo brasileiro aprender a votar em políticos que não sejam adeptos a uma política assistencialista e eleitoreira…
    Será que as pessoas estão sabendo de um projeto que decreta o fim do décimo terceiro e adicional de férias já foi aprovado pelos deputados federais e espera apenas aprovação do senado para entrar em vigor?
    Enquanto os senadores denigrem ainda mais a política e desviam a atenção,os deputados aprovam leis que prejudicam os trabalhadores
    na surdina…
    O país já passou por crises terríveis na política,mas como essa em termos de corrupção, acordos, escândalos,e outras coisas mais
    está insuperável…
    Um abraço.

  3. Pingback: RCC Brasil

  4. Boa noite Pe.!!!
    O povo assiste e com certeza já tem alguma piada!
    é smepre assim ou acaba em pizza ou em piada!
    Um abraço fraterno!
    ANA VALESKA

  5. Elaine Mendes

    Pe Joãozinho,

    sou servidora do poder executivo e fico muito triste quanto à postura dos nossos senadores. Mais ainda quando sei que o executivo deve obedecer às leis de um legislativo que perde cada vez mais a credibilidade. É uma sucessão de escândalos, onde isso irá parar? Será que não sai nada de bom do Senado?

    Fazendo um paralelo com a história da Igreja, penso que o Senador Pedro Simon pode ser um dos homens de bem que poderão ainda salvar essa casa como fizeram inúmeros santos e santas que com coragem e Deus no coração sustetaram a Igreja em momentos de crise aguda da fé.

    Sua benção

  6. Maria Inês

    Padre,

    não sei se chegou este comentário por isto envio novamente.

    …que o momento é de muita escuridão…fundo de poço!

    mas existem muitas iniciativas, uma delas é “Escola de Política para jovens” já funcionando em 10 cidades Brasileiras.

    Para se ter mais notícias http://www.cidadenova.org.br

    http://www.mppu.org

    Veja este Convite publicado também por Zenit -17/08/2009

    Solidariedade, Fraternidade e Política

    A solidariedade e a fraternidade são termos sempre muito falados. Contudo, parecem pertencer muito mais ao mundo das utopias que à prática política concreta. O politicólogo italiano Antonio Maria Baggio, da Pontifícia Universidade Gregoriana e do Instituto Universitário Sophia, aceitou o desafio de discutir essa questão a partir da filosofia e das ciências políticas, descobrindo toda uma riqueza de contribuições concretas para a reflexão política atual. A convite do Núcleo Fé e Cultura, ele estará visitando a PUC-SP para apresentar e debater essa questão em dois momentos:

    Seminário “a investigação e a reflexão sobre a fraternidade como categoria política”

    Voltado, sobretudo, a professores, pesquisadores e estudantes de Ciências Humanas e Sociais. Será dado Atestado de participação [inscrever-se dando nome completo em fecultura2@pucsp.br].

    Data e horário: sexta-feira, 21/agosto das 14h30 às 16h30

    Local: PUC-SP, campus Perdizes, Rua Ministro Godoy 969, sala 134C, 1º andar

    Conferência “Qual a relação entre democracia, fraternidade e solidariedade?”

    Aberto a todos os interessados. Será dado Atestado de participação [inscrever-se dando nome completo em fecultura2@pucsp.br].

    Data e horário: sexta-feira, 21/agosto às 20h

    Local: PUC-SP, campus Perdizes, Rua Ministro Godoy 969, sala 134C, 1º andar

    Na ocasião, serão lançados os livros do Prof. Baggio, “O princípio esquecido”, vols. 1 e 2.

  7. Somos “dirigidos” por um bando de réus…não poderíamos esperar outra coisa, não é mesmo? Ao invés de aguardarmos outra pizza que já está sendo assada, coloquemos a boca no trombone…vamos lá…precisamos ser menos passivos…

    http://www.senado.gov.br

    Disque-Câmara: 0800-619619 e-mail: cidadao@camara.gov.br

    E-mail Presidência da República: pr@planalto.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.