Agradeço por esse testemunho recebido:

Padre João, quero aproveitar a oportunidade para duas coisas:
1ª) Testemunho – Conheço o padre João desde os tempos que era estudante de Teologia em nossa cidade de Taubaté/SP. Desde jovem, sempre foi atuante na missão de propagar a fé por meio de canções, pregações, retiros, na animação da juventude, e até na formação litúrgica e musical dos fiéis. Sempre foi coerente em seus posicionamentos teológicos, espirituais e até políticos. Tem história e competência para se expor nos meios de comunicação. Merece respeito, como já foi dito em outra ocasião, pela sua pessoa, sua história e pelo seu sacerdócio, principalmente, afinal está no Salmo 105/104, 15 (TEB): “Não toqueis nos meus messias, não façais mal aos meus profetas!”
Dou este testemunho com a maior liberdade, pois não tenho amizade com o padre João, apenas conheço-o e acompanho o seu trabalho.
2ª) Pergunta – afinal, não é sempre que temos um teólogo com tanta disposição para atender-nos: Padre, sou apenas um fiel leigo em busca de sua salvação. Muitas vezes não me satisfaço com o que ouço e vejo a respeito da fé, creio que tenho que fazer uma experiência para entender o que estão anunciando. Concordo quando se fala que a Eucaristia vai além do Corpo e Sangue de Cristo consagrado no altar, no Pão e no Vinho. Creio na Eucaristia da vida de Nosso Senhor Jesus descrita nos Evangelhos. A Santa Missa retrata bem isto, a meu ver, afinal seria apenas necessário o momento da consagração e comunhão dos fiéis. Creio na missa toda eucarística, quando se é acolhido na casa de oração, no perdão, na partilha da Palavra, na partilha do que se tem nas oferendas, na saudação do abraço aos irmão, quando oramos junto o Pai Nosso, na partilha do Corpo e Sangue e também na despedida, quando o sacerdote nos diz para o Senhor nos acompanhar. Se a missa toda não fosse eucarística, quem não pode comungar naquele dia não precisaria ir à Santa Missa. É a simples visão de um fiel leigo. Este é o sentido ou preciso de um novo conceito? Deus lhe pague pela atenção.

1 comentário

  1. Boa tarde!!
    Parabéns pelo seu testemunho e até sanou uma dúvida que eu tinha
    “Se a missa toda não fosse eucarística, quem não pode comungar naquele dia não precisaria ir à Santa Missa.”
    obrigada!!
    um abraço fraterno
    ANA VALEKSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.