Tenho muito carinho e respeito por todas as pessoas que dedicam algum tempo a ler e comentar este BLOG. Porém, algumas vezes alguns fazem deste espaço um BLOG dentro do BLOG. Normalmente a motivação é manter aceso algum debate apologético que pode ser interessante, mas se torna repetitiva disputa de forças. Acredito no debate propositivo. Não acredito na apologética desrespeitosa e do conflito. Somos da paz. Nosso mundo precisa de paz. Se as pessoas religiosas não forem de paz, que testemunho damos para o mundo para que creia??? Daqui para frente deletarei os comentários com algum teor de conflito. Quem vier, de onde vier… venha em PAZ!

20 Comentários

  1. claudia de freitas gomes

    Sempre leio…nem sempre comento, mas esse post preciso dizer:
    APOIADÍSSIMO!!! Sábia e prudente decisão!
    Deus abençõe seu dia e viagens,
    Abraço,
    Claudia.

  2. Pe. Joãozinho, seja “quem vier, de onde vier…” que a sua paz mobilize as pessoas a seu nível de excelência: o amor.

  3. É isso aí padre Joãozinho, gostei mesmo da sua decisão.
    Penso que algumas pessoas estão usando esse espaço educativo e esclarecedor para chamar a atenção sobre si. Como já disse para o senhor, acompanho o leio o seu blog cotidianamente… Mas, por exemplo, aquelas manifestações pré-conciliares já tinham passado do limite no meu ponto de vista… Ainda bem que se elas aparecerem por aqui, não serão vistas pelos nossos olhos, porque quando os seus as avistarem, se encarregarão de mandar um aviso para o seu cérebro… DELETE!
    Iluminada decisão… Nós, seus leitores, agradecemos!
    Até semana que vem!

  4. Vanessa Freire da Silva

    pe.Joãozinho o senhor está certissimo em tomar essa descisão pois as pessoas hoje em dia não estão respeitando nen a Deus e nen os sacerdotes Deus te abençõe Vanessa Freire da Silva de Maringá Paraná.

  5. Padre Joãozinho
    o blog está recomeçando a ter a cara que tinha(acompanho-o desde o começo) Leve, fraterno e ainda podemos participar da sua agenda(bem lotada, né padre rsrrsrrsrs……)Parabéns!

  6. Ariadne Faria

    Parabéns Padre, pela sua decisão.
    Respeito é bom e todos nós gostamos.
    Pelo menos tenho certeza de que agora, só apareceram comentários que nós elevem para Deus.
    Bom final de semana e ótima viagem de retorno.
    Sua benção.

    Ariadne Faria

  7. Sergio Souza

    Querido padre Joãozinho,

    Sua bênção!

    Admiro-lhe pela sábia decisão.

    Aproveito a oportunidade e mais uma vez pedir perdão por ter sido um dos que abusaram deste blog da Canção Nova e que lhe foi confiado!

    Reconheço aqui que não respeitei esse espaço como devia, principalmente porque o tema TEMPO DE CALAR, não tinha nenhuma conexão com os posts enviados. E um blog, quem acessa internet, sabe muito bem que há um objetivo e que não se deve desviar dele. Não foi inteligente de quem postou comentários sem conexão com o assunto, dos quais me incluo e peço-lhe perdão.

    Porém faço aqui algumas ressalvas. Não justifico minha atitude de sair em defesa da Canção Nova e também do senhor, mas o que lhe escrevo, serve para o senhor refletir também.

    1º) Esse blog pertence a Canção Nova e foi muito bem confiado ao senhor. Logo, não é lícito que pessoas de outras correntes religiosas ou de outras correntes católicas, se achem no direito de postar comentários chamando “padre Joãozinho é um padre herege”, “Monsenhor Jonas é herege”, “A Canção Nova é herege”, “Bispo tal é herege”, “A missa da Canção Nova é pagã”.
    Não é lícito, por quê? Porque esse espaço é mantido pela contribuição dos sócios e árduo trabalho dos missionários. Mensalmente é uma luta fechar a Campanha Dai-me Almas, campanha essa que sustenta esse espaço. O senhor conhece a Comunidade e sabe o quanto joelho se dobra para se fechar essa campanha. O senhor sabe quem é o Monsenhor Jonas e sabe o quanto esse homem sofreu e ainda sofre pela Comunidade.

    Pergunto: E como é que um espaço conquistado e mantido a base de muito trabalho de evangelização, pode ser palco para que pessoas digam que a Canção Nova é uma heresia? É justo com a Canção Nova? É justo a Canção Nova ser exposta assim? É justo com o Eto e a Luzia Santiago? Uma comunidade que anda em comunhão com a Igreja, precisa ser exposta como herética em seu próprio portal?

    REFLITAMOS:

    E como ficam os sócios? A Canção Nova vem a TV, pede nossa contribuição, faz intensas orações para fechar a campanha, irmãos vendem tortas e picolés nas suas paróquias e mandam para a Comunidade, e ao mesmo tempo, esse mesmo sócio lê no próprio blog da Canção Nova alguém que diz: A missa pagã da Canção Nova, e a própria Canção Nova faz questão de publicar isso. Não é estranho?

    Então padre, olhe para o Monsenhor, e reveja essa atitude de postar esses tipos de comentários tradicionalistas novamente.

    Creio que a Comunidade não partilhe dos pensamentos tradicionalistas. Basta vermos os programas Escola da Fé onde esse tema já foi inúmeras vezes tratados. A Canção Nova compartilha com as opiniões dos tradicionalistas? Acho que não!

    Outra coisa, os tradicionalistas têm sites próprios para postarem e emitirem suas opiniões, que utilizem seus espaços.

    2º) Já li muitos livros seus. Já ouvi canções suas. Estive no Recifeliz no seu show com o padre João Carlos. Já vi muitas entrevistas suas. Será que o que tenho aprendido do senhor são heresias? Será que temos que ler esse tipo de post? Amo o senhor, o padre Fabio de Melo, o Monsenhor Jonas e os Bispos com vocês em comunhão. Questiono, por que, eu como sócio, tenho que olhar para o blog da Comunidade da qual sou sócio evangelizador, portanto a minha casa, e ver essas pessoas lhes ofenderem? Isso é democracia? Isso é dar vez a todos? Acho que não! Estamos portal da Canção Nova e não no portal da Rede Globo, Rede TV ou qualquer outro veículo de comunicação que dê espaço livre a todos. Calma! O senhor mesmo disse: A CASA TEM DONO. E a dona da casa é a Canção Nova!

    3º) De minha parte, eu prometo em não postar comentário ofensivos contra os tradicionalistas. Repito, acho que não foi inteligente de minha parte e da parte dos tradicionalistas, que usamos o blog para rivalizarem suas posições. Entretanto, caso os tradicionalistas queiram esperar um resposta do senhor para Fedeli, que realmente esperem. Não fiquem postando em lugares inadequados, links ou textos da montfort. Realmente esperem.

    Outra coisas, ainda que queiram postar, lembro, se o sócio da Canção Nova quiser ler textos da montfort, ele deve saber que existe um site da montfort e lá poderá ler, se quiser, os textos de Fedeli. Mas no site da Canção Nova não é lugar para se dar espaço, ou estou enganado padre?

    E por último, ainda que postem comentários inadequados, temos a liberdade de aceitá-los ou não. E infelizmente se aceitarmos damos brecha para que o próprio sócio se questione até onde vale a pena contribuir com uma Comunidade que não faz questão de se preservar.
    Eu não vejo esse tipo de ataque tradicionalista no blog do Professor Felipe Aquino. A casa tem ou não tem dono? Creio que tenha! Então façamos valer a nossa autoridade de donos da casa e valorizarmos os débitos automáticos, boletos, porta-a-porta que ajudam a sustentar esses espaço.

    Espero que tenha sido a última vez esse tipo de conflito. Lembro-me que o senhor chegou a se queixar de um e-mail de um tal de “Leite”.

    Deus abençoe o senhor,

    Com admiração,

    Sergio

  8. Simone Teixeira

    Também só posso lhe dar meu total apoio. O mundo está carente de paz e de compromisso com o Evangelho que é sempre atual. Temos que viver, como você diz: “com um pé na terra e outro no céu… O jornal numa das mãos e a Bíblia na outra!” A palavra de Deus é sempre atual e leva a um compromisso com todo o povo. Não é justo fixarmos nossos olhares a apenas um grupinho que quer criar polêmica, mas não acrescenta nada de positivo à nossa fé! Parabéns por sua coragem e sabedoria, agradecemos mesmo!
    Um grande abraço e a que paz de Jesus esteja com todos que acessarem o blog ou virem esse comentário.

    Simone.

  9. Padre Joãozinho, a sua benção!

    Concordo com sua postura de apagar comentários ofensivos.
    O que gosto aqui no seu blog é que é gostoso de ler.
    Tem uns blogs católicos tradicionalistas que só escrevem para falar mal…seja da Canção Nova, do Pe. Fábio, da Renovação Carismática, de cantores católicos.
    Nem passo nesses blogs, pq o que me interessa e ler coisas que tragam um pouco de paz e amor nesse cotidiano muitas vezes difícil que enfrentamos. E vcs da Canção Nova fazem isso muito bem.

    Que este espaço esteja sempre cheio de amor, para espalhar a palavra de Jesus.

    Ótimo domingo!

  10. Padre Joãozinho, sua benção.
    Padre, não sou católica. Ou melhor, poderia até dizer que sou, pq fui batizada na Igreja Católica.
    Não sei nada de teologia, a não ser o que aprendi com suas aulas.
    Quando leio blogs ou comentários em blogs que atacam, ofendem linhas ou mebros da Igreja Católica, diferentes daquela a que pertence o dono do blog ou do comentário, só consigo pensar em “onde é está a misericórdia e compreensão de Jesus aí?”
    Pelo que entendi o sr. é de uma congregação chamada dehoniana e tem um pessoal de outras congragações ou correntes (desculpe se não uso o termo correto pq não entendo como funciona a divisão em congragações) que não gosta do sr. e de suas posições.
    O que me interessa aqui é ler as msgs do sr., que acho sempre tão lindas. E os posts sobre teologia são um show mesmo!
    Eu não leio esses blogs que só se preocupam em falar mal uns dos outros, pq o que me interessa é ler coisas boas, que falem de Jesus, e que não fiquem tacando “tomates” uns nos outros.

    Fique com Deus. Ótimo domingo.

  11. PARA A SIMONE:

    gostei do: “O jornal numa das mãos e Biblia na outra”
    rsrsrrsrrss……..Òtimo!
    Bjs.

  12. Edson L. Sampel

    Sobre a paz e o diálogo propositivo, concordo plenamente com você, pe. Joãozinho, SCJ. Infelizmente, há certo sítio cibernético integrista e ultra-conservador que, por carecer de argumentos teológicos, não consegue debater no plano das ideias, e parte para a ofensa pessoal, tentando desabonar a pessoa que pensa diferente.

    Um grande abraço.

    Edson Luiz Sampel
    Membro da Sociedade Brasileira de Canonistas (SBC)

  13. Sergio Souza

    Querido padre Joãozinho,

    Concordo plenamente com o comentário do Edson L. Sampel, é também a minha visão sobre o citado sítio cibernético, mas receio que do outro lado, dependendo de quem o leia, poderá querer reiniciar a disputa “blogal”. E sabemos que isso é batstante factível, uma vez que, esse blog, assim como o portal da Canção Nova são campeões de acessos na internet e se ficam navegando alertas a espera para sairem em defesa de suas idéias, já tivemos demonstração disso.

    Peço-lhe a máxima atenção para podar comentários, como o senhor mesmo disse, que não venham em missão de paz.

    Deus lhe abençoe!

  14. Dino Brustolin

    São Lucas (12,51)Julgais que vim trazer paz à terra? Não, digo-vos, mas separação.

    Certo Padre, agora eu entendi porque não foi postada o Sermão de São Gregório Magno, que foi Papa no final do século VI.

  15. Rafael Teófilo

    É uma pena que o sr. Edson Luiz Sampel se refira à Montfort de maneira tão pouco caridosa.

    Esse senhor escreveu que a Montfort 1) Carece de argumentos teológicos. 2) Não consegue debater no plano das idéias. 3) Parte para a ofensa pessoal tentando desabonar a pessoa que pensa diferente.

    Sr. Edson, no link abaixo pode-se encontrar diversas correspondências entre o senhor e a Montfort. Todas as respostas que o senhor obteve desse site católico desmentem suas afirmações pouco caridosas: 1) Contiveram argumentos teológicos. 2) Debateu no plano das idéias 3)Tratou-o de maneira extremamente respeitosa, sem qualquer desabono ou ofensa.

    http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&safe=images&num=100&q=%22Edson+Luiz+Sampel%22+site%3Awww.montfort.org.br&meta=

    Peço que o senhor reveja o que escreveu a respeito da Montfort.

  16. Elaine Carlos

    Boa noite Pe. Joaozinho,

    Coloco na intenção de missa a saúde, paz e proteção de minha família.

    Sua bênção.

    Obrigada

    Elaine Carlos

  17. Ronie Diniz

    Concordo plenamente em deletar comentários desrespeitosos, mas deletar comentários por serem contrários as idéias do mantenedor do site é não ser “ecumênico”. Da mesma forma as pessoas que seguem a RCC e escrevem no site da Montfort estariam erradas, porque estão contrariando as idéias dos mantenedores.

    Se não querem contra argumentação façam como o blog do Padre Fábio de Melo que não permite comentários.

    Quem busca a verdade não tem medo de críticas. Ainda mais quando expoe sua idéia num meio de comunicação tão grande como a internet.

  18. Ronie Diniz

    Padre Joãozinho, eu sei que o senhor tem uma agenda muito cheia, mas poderia escrever sobre o batismo no Espírito Santo. Em uma participação num programa apresentado pelo padre Fábio de Melo, o senhor afirma que o batismo no Espírito é um desdobramento do batismo sacramental e que o batismo é um processo, de forma que uma pessoa não é batizada, e sim “batizanda”. Que o batismo é dinâmico e que somente seremos totalmente batizados no Céu. Que enquanto estivermos aqui nesta vida estamos passando por um processo batismal.

    Essas afirmações estão de acordo com a doutrina católica?

    Paz e bem!!!
    Um abraço.

  19. Edson Luiz Sampel

    Esse sr. de nome ou pseudônimo sugestivo, Rafael Teófilo, vivia poluindo minha caixa postal cibernética, defendendo a indefensável causa fedeliana: rejeitar e hostilizar o Concílio Vaticano II, contrariamente à postura do papa e da quase totalidade dos sucessores dos apóstolos hodiernos. Basta entrar no sítio internáutico Montfort, para constatar como se tratam as pessoas que ousam discordar do prof. Fedeli.
    Não é falta de caridade e educação proferir frases deste tipo contra nosso amigo pe. Joãzinho, SCJ:
    “(…)não ama a Deus(…), julgando a consciência do opositor; “(…) nunca ouviu falar de Berengário de Tours”, taxando-o de ignorante; (…)o senhor faz tanto mal, ao difundir os erros que o senhor espalha (…)”; “(…)doutores como o senhor estudam pouco”, novamente ofendendo a honra de pe. Joãozinho, SCJ, chamando-o diretamente de néscio; “(…)duvido que o senhor tenha lido os documentos do Concílio Vaticano II (…)” e, por aí, vai (vide http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cadernos&subsecao=apologetica&artigo=duelo-subsistit&lang=bra.
    Isto não é ofender? Se esse sítio observasse uma postura de urbanidade, então, o debade seria até gostoso, interessante e, quem sabe, construtivo. Mas, quando se parte para a agressão e se chama o adversário de herege, não há mais diálogo. Como diz o adágio: contra a força, não há argumentos.
    Com certeza, muitas das pessoas já referidas no sítio em apreço, como Lenoardo Boff, se quisessem, poderiam apresentar queixa-crime por injúria contra os signatários dos artigos, pois a materialidade do delito é de fácil comprovação (está escrito).
    Esse sr. Teófilo (amigo de Deus) afirma que já escrevi para o sítio em comento. Fi-lo duas vezes: uma, com muito cuidado, tentava ver a posição de Fedeli com relação à teologia da libertação (não conhecia muito esse sítio). Da outra vez, sugeri que ele escrevesse um artigo sobre a televisão. Ele próprio, Fedeli, publicou parte de meu artigo. Nas outras vezes, apenas encaminhei artigos. É claro que ele me tratou bem, pois, não ousei discordar dele.

    Abraços.

    Edson L. Sampel

  20. Sergio Souza

    Bom dia Sr Edson!

    Alguém vem a esse blog e diz: “Se não querem contra argumentação façam como o blog do Padre Fábio de Melo que não permite comentários”.

    Porém, não observam uma contra argumentação do outro lado, gera uma enorme celeuma e ofensas. Tanto é que você diz:
    “É claro que ele me tratou bem, pois, não ousei discordar dele”.

    Aqui exigem que se aceite contra argumentação, já do outro lado, ouse…

    Pimenta nos olhos dos outros é refresco!

    Jesus alerta… Observem a trave que está nos seus olhos. O problema é que é mais fácil para o ser humano ver a palha no olho do irmão!

    Deus nos abençoe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.