Em reunião histórica, na tarde deste dia 17 de novembro, o Conselho Superior da Faculdade Dehoniana aprovou a criação de um novo organismo agregado: o Centro de Estudos Léon Dehon (CELD). Sua finalidade será aprofundar e divulgar a Espiritualidade, Educação e Doutrina Social da Igreja, na perspectiva dehoniana. É uma resposta concreta ao recente apelo do 22º Capítulo Geral.  Foi designada uma comissão para elaborar o projeto do CELD para que seja aprovado em todos os níveis acadêmicos e de Congregação. Para isso foram nomeados: Pe. Marcial Maçaneiro, Profª Rosana Manzini e Pe. João Carlos Almeida. Nos dias 27 a 31 de janeiro de 2010, a Profª Rosana Manzini representará o CELD no Encontro de Centros de Doutrina Social da Igreja, na Cidade do México. Contato: dehoniana@uol.com.br

2 Comentários

  1. Lindo comentário sobre arte e fé do nosso Papa:

    Papa faz apelo por reconhecimento dos direitos das crianças

    CIDADE DO VATICANO, 18 NOV (ANSA) – O papa Bento XVI alertou hoje para o reconhecimento da dignidade e dos direitos das crianças e falou sobre a sintonia que existe entre arte e fé, ao afirmar que a primeira é incompreensível sem a segunda.

    O Pontífice se pronunciou perante oito mil pessoas na audiência geral desta manhã, lembrando que 20 de novembro é o Dia Mundial de Ação e Oração pela Criança. A comemoração foi instituída durante o III Fórum Global da Rede Global de Religiões para a Infância, em maio de 2008.

    A data coincide com o Dia Internacional da Infância, celebração em homenagem à Convenção sobre os Direitos da Criança — um acordo adotado pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 20 de novembro de 1989.

    “Meu pensamento vai a todas as crianças do mundo, especialmente as que vivem em condições difíceis e sofrem por causa de violência, abusos, doenças, guerra e fome”, explicou Bento XVI.

    O Papa fez um apelo à comunidade internacional pelo reconhecimento dos direitos dos jovens e o respeito à sua dignidade, “para que se multipliquem os esforços a fim de oferecer uma adequada resposta aos dramáticos problemas da infância”.

    Na audiência de hoje, o Pontífice também recordou o encontro que terá com artistas, programado para o próximo sábado (21) na Capela Sistina.

    Bento XVI afirmou que as obras-primas artísticas não podem ser compreendidas sem que se leve em conta a “alma religiosa” que inspirou sua criação.

    “Quando a fé celebrada na liturgia encontra a arte, dedicando sua catequese à beleza e ao significado das grandes catedrais europeias, se revela uma sintonia profunda porque ambas podem e querem falar de Deus, tornando visível o invisível”, acrescentou.

    Na reunião, o Pontífice pretende dividir com os artistas uma “proposta de amizade entre espiritualidade cristã e arte” — um diálogo já mantido por seus antecessores Paulo VI e João Paulo II.

    “O que é a beleza que escritores, poetas e músicos traduzem na sua linguagem se não o reflexo do esplendor eterno do Verbo feito carne?”, questionou o líder máximo da Igreja Católica. “O Senhor nos ajuda a redescobrir o caminho da beleza como um itinerário, talvez o mais atraente e fascinante, para conhecer e amar Deus”.

  2. EXCELENTE NOTÍCIA PARA A IGREJA! QUERO SABER MAIS DETALHES

Deixe uma resposta para Juliana B Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.