Esta semana, na Faculdade Dehoniana, respiramos o clima de fim de ano. Aos poucos os alunos vão terminando as provas… alguns terminam o curso de teologia e filosofia; e existem até aqueles que já andam para cima e para baixo com seus convites de ordenação sacerdotarl que será nos próximos dias. Semana que vem os corredores da faculdade já estarão vazios… mas o trabalho não pára, pois será necessário corrigir as provas, organizar diários de classe, publicar as notas e preparar o vestibular… e tudo recomeça!

5 Comentários

  1. PARABENS PELO BONS RESULTADOS …E BOM DESCANSO!!

  2. “Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a
    que se deu o nome de ano,
    foi um indivíduo genial.
    Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no
    limite da exaustão.
    Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e
    entregar os pontos.
    Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
    vez, com outro
    número e outra vontade de acreditar que daqui pra
    diante vai ser diferente”

    Texto atribuído ao genial Drummond e reflete bem a chance que ganhamos de recomeçar. Novo ano, novo tempo, nova vida.

  3. Bom dia Pe,Joaozinho..

    é…o tempo nao para…a vida nao para..o trabalho nao para e tudo recomessa … é um ciclo sem fim…um constante recomeço!!!

    um abraço…
    Deus o abençoe!!!

    Crika do twitter

  4. Pingback: João Carlos Almeida

  5. Pingback: Maria Eugenia Stipp

  6. Pingback: anna

  7. Mari aparecida

    É o tempo não para, que final de ano é esse que começa logo no dia seguinte e muito mais cansada.esse ano decidi que vai ser assim na minha vida.não quero saber de festas nem consumismo.Quero só passa o natal rezando e o ano novo tb e dormindo e no primeiro dia do ano vou rezar tambem.Quero um ano voltado para espiritualidade,quero entender o ser humano,mas não me envolver com ele.quanto mais vivo menos entendo esse ser complicado.Ou eu não sei falar ou eles não sabem ouvir.não consigui neste ano convencer ninguem do amor que cinto por Deus e o quanto ele min faz bem,até perceberam que mudei e não entendem porque.falo o porque da minha mudança mas não acreditam.Falo tudo que sou e me transformei foi por Deus obra do espírito santo.Mudei pedindo ,me confessando,ajudando e na eucaritia pedia que tocasse meu coração e me trasnfomasse com o corpo e sangue de Cristo.Estou tão leve e gostaria que sentisse essa maravilha,mas precisamos deixar os vícios,pecados e tudo que te afasta de Deus.Me divirto ,sou feliz e não preciso de deixar Deus pro proximo ano.Tenha Deus neste ano,no começo,no meio e sempre porque quem é cristão o ano não termina nunca.

  8. Caroline Gioseffi

    Meu querido Pe. Joãozinho, Boa Tarde!
    Gosto muito da mística do Fim de ano, pois ela proporciona o recomeço, a esperança, a fé no novo que está por vir.
    O Tempo é sábio, pois nos recorda que no fim de cada segundo logo vem outro e outro …
    Não temos a possibilidade de voltar para reparar os erros, deles devemos fazer aprendizados, para que nos próximos segundos, que nos são dados, vivamos a busca pelo correto, pelo santo.
    A música do Diego Fernandes, “Folha em Branco” expressa muito bem essa idéia do novo. Nos é entregue diariamente por Deus uma folha em branco, cabe a nós as escolhas para escrevermos nossa história.
    Devemos viver essa realidade do recomeço de um jeito certo, senão ficaremos eternamente esperando o novo para recomeçar, não nos importando com erros já cometidos.
    Sabe, Pe. é uma pena tanta gente desperdiçar as coisas mais simples da vida, como o trocar dos segundos no relógio, não damos a devida importância!
    Muitos desejam a pressa dos ponteiros, outros seu congelamento, mas poucos sabem vivê-los…
    Eis os mistérios: Quem os definiu assim? Porque? Para que?
    Não sei! Só sei que faço dessa certeza pelo desconhecido, uma força a mais para viver.
    Viva o recomeço, e bom FIM DE ANO!
    Com muito carinho e respeito, Carol Gioseffi :-)
    cgioseffi@oi.com.br / tayol_cmg@hotmail.com

Deixe uma resposta para Daniela Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.