Evangelho segundo S. Lucas 3,1-6.

No décimo quinto ano do reinado do imperador Tibério, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes, tetrarca da Galileia, seu irmão Filipe, tetrarca da Itureia e da Traconítide, e Lisânias, tetrarca de Abilena, sob o pontificado de Anás e Caifás, a palavra de Deus foi dirigida a João, filho de Zacarias, no deserto. Começou a percorrer toda a região do Jordão, pregando um batismo de penitência para remissão dos pecados, como está escrito no livro dos oráculos do profeta Isaías: «Uma voz clama no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor e endireitai as suas veredas. Toda a ravina será preenchida, todo o monte e colina serão abatidos; os caminhos tortuosos ficarão direitos e os escabrosos tornar-se-ão planos. E toda a criatura verá a salvação de Deus.’»

Advento é tempo de preparar caminhos. Sempre que entro em São Paulo e vejo as grandes obras de alargamento das avenidas marginais fico pensando como pe complexa esta tarefa de preparar o caminho. Há lugares em que prefeitos em véspera de eleição fazem sua campanha passando uma fina capa de asfalto sobre os eternos buracos das ruas. Três meses depois de eleito o buraco já voltou… para mais três anos… até a próxima eleição. Nas avenidas marginais de SP vejo que as demoradas obras exigem cavar fundo e colocar diversas camadas de pedras, cimento, asfalto etc. Orecisamos deste tipo de reparação em nossas vidas. Precisamos cavar fundo e arrancar aquelas raízes de pecado que fazem nossa vida ficar insegura… cheia de buracos… intransitável. Para isso, é necessário desviar o trânsito, parar um pouco, refletir, visitar o mais profundo de si mesmo e fazer uma confissão antes do natal. Pode causar um certo transtorno, mas vale a pena. Vamos preparar o caminho: o Rei irá passar!

10 Comentários

  1. ligia esteves

    Padre, sua sensibilidade e Sabedoria faz-lhe escrever acertadamente sobre a reflexão que precisamos para orientar os caminhos pela vida afora. Estou nessa parada, nessa busca por viver a santidade a cada dia, nas pequenas coisas, e creio que a \obra\ estará pronta ou pelo menos bem adiantada até a chegada do Rei, pq somos vitoriosos quando colocamos o objetivo como final do caminho. Que o Menino Jesus, possa mesmo fazer renascer em nossos corações a consciência cristã de compaixão, misericórdia e nos inunde de Sabedoria e Coragem! Paz a Saúde a vc padre. Sua benção!

  2. Pingback: João Carlos Almeida

  3. Pingback: anna

  4. Olá Padre!!
    Corretíssimo o seu comentário de hoje,mais uma vez é hora de refletirmos.
    As pessoas em primeiro lugar,lembram das coisas terrenas,raramente fazem aquilo que a Sagrada Escritura nos diz: “Buscai primeiro as coisas que vem do alto e as demais coisas serão acrescentadas”.
    Infelizmente as pessoas dedicam tanto tempo com os projetos materialistas, chegando a tornar-se escravos deste mundo de consumo, que Deus não cabe em determinados assuntos ou acontecimentos.
    Quem dera se tanta dedicação fosse para o Senhor…com certeza os Ministros de Deus aqui na terra”sacerdotes”, teriam um grande resultado ao endireiar os caminhos do Senhor!!

    Não perca o ânimo padre!! Continue endireitando o caminho do Rei por mais duro que seja!

    Abraços
    Cecília Barros…agora,graças a Deus fazendo parte da Congregação Franciscana!

  5. É isso padre! Ouvi na homilia de hoje que precisamos ser como João Batista para os nossos. Primeiro, preparando o terreno do nosso coração para receber o Senhor. Depois, com a vida, fazê-lo conhecido e amado. Na presença das relíquias de Dom Bosco, pude renovar esse compromisso. Meu domingo começou muito bem! Sua bênção, Deus o abençoe!

  6. Padre Joãozinho,
    Perfeita a metáfora…é preciso entrar em reforma,fazer uma faxina geral pra preparar a casa para a chegada do menino Jesus,que irá nascer novamente…recomeçar… abrir as portas da casa para o novo que vem!!!de maneira limpa,renovada…
    Vivamos então essa preparação através do advento!!
    Lembrando:”Deus me ama!Eu não estou só!Deus cuida de mim quando fala pela tua voz e me diz CORAGEM!!!!!!!!!
    Coragem enfrentar o novo que virá!
    Obrigada por despertar em nós mais esse momento de reflexão!
    Saúde!!
    Symoni Florentino Mossoró-RN
    @symoniflorentRN

  7. Renata leal soares

    Parabéns Padre,pelas suas pelas palavras ,admiro muito seu trabalho,continue sempre seguindo o caminho de Jesus.
    Precisamos de servos de Deus como o Senhor.
    Sua benção.

  8. Danielle Piscitelli de Oliveira

    Padre:

    Somos tão frágeis! fazemos enorme esforço para desenvolver alguma virtude e, num pequeno momento de distração, colocamos tudo a perder. Nessa hora nos sentimos tão pequenos, tão sem conserto. O importante é não desistir e contar com a graça de Deus, que nunca nos falta.

    Que esse período do Advento nos traga força e coragem para arrumarmos as estradas para o nosso amado Jesus passar e construir seu reino de paz e amor entre nós.

    Um abraço afetuoso,

    Danielle.

  9. Sergio Rodrigues

    Padre Joãozinho,

    Abençoa-me?

    Veja o que penso.

    Uma mulher ao receber a notícia de sua gravidez, toma para si um tempo do advento.

    Começa a preocupar-se com o enxoval, em pintar ou bordar as fraldinhas de boca, babadores, escolhe um tema alegre e festivo.

    Passado alguns dias o seu médico, quase um Anjo Gabriel, pois já anuncia a vinda, agora anuncia o seu sexo. Olha só Grabriel não tinha Ultrassom e de primeira anuncio um menino!!!

    A partir daí, as cores estão definidas, será azul ou rosa? a Então podemos pintar o quarto, comprar as roupinhas para o berço, e os salvaguardas para protejê-lo na sua manjedoura.

    A partir daí tudo é uma profusão de alegrias do papai, que fica bobo, e da mamãe, muito mais cuidadosa.

    Ah não vamos nos esquecer. Em muitos casos já existe um irmãozinho mais velho, que passa a ser tratado com muito mais cuidado e carinho, para que não se sinta excluido ou preterido.

    Com as semanas se sucedendo, os cuidados estão cada vez maiores, não o com o novo bebe, mas com todos que compõe aquela célula que partilhará de uma graça divina.

    A mamãe se priva de coisas que esta acostumada, pintar cabelos, até de fumar ou beber.

    O papai cerca a esposa de cuidado e carinho, não bebe mais antes de ir para casa, não fuma na sala, enxuga o banheiro após o banho e até faz xixi com mais cuidado para não pingar onde não pode.

    Este clima todo, maravilhoso, contagia a todos da família, até a sogra passa a ser “melhor” tratada.

    Tudo por que chegará um novo reizinho.

    Imaginemos isto tudo, com a chegada todo dia 25 de dezembro do Nosso Rei, Senhor e Salvador.

    Jesus Menino, nasce dentro de dias entre nós, em nossas casas, vamos prepará-la.

    Vamos limpar e pintar nossas almas, vamos colorir nossas vidas, vamos vestir e revestir nosso espirito de bem e de bom, pois nascerá Jesus, Nosso Salvador, Filho de Deus Pai, Dono de Todas as Cousas.

    A Maior Graça que podemos receber, se repete todos os anos para renovar a nossa fé.

    Renovemo-nos no nascimento de Cristo Menino, que vem com as bençãos do Pai para nos ensinar a amar.

    Lembremo-nos de cantar-lhe Parebéns, e convidá-lo para ceia em sua homenagem. Abram seus presentes antes, ou deixemo-os para depois. Louvemos a Ele acima de toda prioridade.

    Que nos abençõe a todos.

  10. Renata Prado

    Sua benção Pe. Joãozinho.

    Quando penso em advento, antes mesmo de pensar em renovação, em promessas futuras, em preparação para um reencontro com o renascimento de Jesus em mim, eu sempre penso em avaliação de tudo o que se passou.
    Na analogia do texto acima, minhas avaliações sempre passam pelos caminhos…caminhos por onde andei, aqueles a quem encontrei, aqueles que chegaram, aqueles que foram embora, aquilo que foi conquista, aquilo que foi derrota, enfim, tudo o que compôs os caminhos que escolhi.
    Então fico me perguntando até quando farei remendos grossos nos meus caminhos interiores? Como é tão difícil fazer uma reforma defitiva, bem feita, planejada!!! Me questiono como conseguir parar de remendar buracos vazios nos caminhos íntimos? Como fazer melhores escolhas para reformar o senso íntimo de certo e errado, de forma mais profunda ao invés de fazer reparos superficiais? Como preparar uma nova estrada, um novo caminho? Como buscar recursos em Deus, o verdadeiro e perfeito provedor de materiais, para realizar uma obra grandiosa, sólida e duradoura nas minhas estruturas mais íntimas, mais profundas?
    E para que qualquer obra se realize, que qualquer caminho seja reconstruído ou reformado, há que se fazer primeiro uma grande destruição! Porque sempre há o que ser retirado de danoso do caminho atual, para que se possa retirar os entulhos e refazer tudo novo…
    Estou preparando meus novos caminhos e peço a Jesus, agora mais que nunca, olhe e interceda por mim!
    Renata Prado.

  11. Elaine Mendes

    É… precisamos receber Jesus com o coração limpo. Espero realizar uma boa confissão para este natal.
    Sua benção

  12. Beatriz Lobo

    Olá, Pe Joãzinho!
    A sua benção,
    No início do mês escrevi esse texto, meditando sobre a renovação, sobre a preparação do nosso coração para receber Jesus.
    Um grande abraço,
    Beatriz Lobo
    Vitória, ES

    Vitória, ES – 03 de dezembro de 2009.

    Como está o seu Coração?

    Desde criancinha o Pai nos atrai com laços de amor. Chama-nos pelo nome, nos ensina e nos mostra o caminho certo a seguir. Ama-nos tanto que enviou seu filho para viver entre nós. Jesus foi e é o Pastor dos Pastores. Antes de subir aos céus, Ele escolheu e preparou pastores para representá-Lo aqui na terra. E mesmo depois continuou a escolher e a preparar novos pastores que movidos pelo Espírito de Deus e seguindo as instruções de Jesus, eles semeiam as palavras e as atitudes de Deus.
    Nem sempre somos ovelhas, somos pastores quando nos tornamos pai, mãe, professores, chefes, amigos, etc. Então, eu pergunto?
    _ Como pastores como estamos agindo? As palavras que brotam de nosso coração são benditas ou malditas? Servem para soerguer o nosso irmão, ou estão sendo motivo de queda para eles? Que tipo de coração estamos abrigando em nosso peito?

    O coração que descarta as palavras de vida eterna perde a oportunidade de se tornar santo, fica frágil e se torna morada fácil do maligno.
    O coração de pedra, duro pelo pecado e a falta de perdão. Acolhe a palavra, ela brota e logo é queimada pelo fogo da ira.
    O coração envolvido em espinhos, envolvido na matéria, nos conceitos do mundo, acolhe a palavra, mas à medida que ela cresce o mundo a sufoca e a reprime. O mundo não crê no que não se pode tocar, o amor e a felicidade para o mundo são simplesmente mercadorias à venda por aí.
    O coração fértil acolhe as palavras de salvação, guarda-as e produz frutos. As palavras que brotam desse coração são palavras de vida, de amor, de alegria, de esperança e são acolhedoras. Os olhos desse coração são lanternas acessas iluminando o caminho que nos leva em direção ao Pai.
    O nosso Pai, nosso Deus, está sempre a nos esperar de braços abertos, e Ele nos quer de qualquer jeito. Se o seu coração é auto suficiente, é de pedra ou está coberto de espinhos, largue tudo, se arrependa, faça como o filho pródigo, volte, peça perdão e se envolva nos braços amorosos de Deus.
    Se o seu coração é fértil, então, ponha um sorriso neste rosto que reflete Jesus, viva as delícias da vida, nas tribulações tenha fé, não se isole, cuide de seu corpo e de sua mente, faça deles morada do Espírito Santo e não se canse de falar do imenso amor de Deus, ajude ao seu próximo a descobrir este maravilhoso tesouro.

    A este Deus de amor, toda honra e toda glória, agora e para sempre,

    Amem!

    Beatriz Lobo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.