O tempo é uma invenção humana. A natureza tem seu ritmo de noites e dias. Não contentes com esta lei natural dividimos o dia em manhã e tarde… em horas… minutos e segundos. O tempo se tornou como que grades de nossa prisão. Sempre temos a sensação de que estamos atrasados e que não vai dar tempo. Se estamos em um momento agradável o tempo passa rápido. Na cadeira de um dentista um minuto é uma eternidade (nada contra os dentistas… um deles me disse o mesmo em relação ao sermão de certo sacerdote… rs).    A sabedoria está em viver bem o tempo presente. É o único que nos pertence. O ontem já foi. O amanhã ainda não chegou… nem sabemos com certeza se chegará. Jesus ensinou: não se pré-ocupe com o dia de amanhã. Mas também não podemos viver ao “Deus dará”. É preciso preparar as coisas sem se pré-ocupar… Consegue entender a diferença?

18 Comentários

  1. obrigada é assim mesmo

  2. Que viva o Kairós- tempo de Deus, Senhor de Nosso Psicológico. E viva os momentos nossos presentes de cada dia Amém. Gostei d reflexão

  3. Entendi Pe… Obrigada…
    Até mais!
    Vou me pré-ocupar menos e viver mais o hoje, :)

  4. Com certeza padre é preciso preparar o que vem, mesmo que não venha para nós, não temos o direito de deixar a casa bagunçada pois esta casa chamada Terra não nos petence,por isso viver bem o momento e preparar o futuro com amor é nosso dever.

  5. Pingback: João Carlos Almeida

  6. Pingback: Alice

  7. Pingback: Cristiana Passinato

  8. Pingback: Gemma

  9. Sua bênção padre Joãozinho!

    Confesso que nem sempre eu entendo,mas como não tem outro jeito, vou me organizando como posso .
    E concordo com o sr, certas situações nos deixam tão pré-ocupados que parecem mesmo uma eternidade.
    Acho que nós somos impacientes demais,e queremos as coisas para ontem,ainda não aprendemos a esperar pelo tempo de Deus.
    Deus continue te inspirando para as coisas certas, nas horas certas,para os lugares certos , e para as pessoas certas, que ainda não sabem que para tudo tem seu o seu tempo,e o seu cuidado.
    Por falar em tempo…o meu acabou de acabar…chegou o tempo de preparar o almoço! Vida de dona de casa é assim,tudo de acordo com o relógio da familia…mas no tempo que Deus me dá!
    fique com Deus!

  10. Pingback: João Carlos

  11. Pingback: Malu Martins

  12. Malu Martinss

    Boa tarde, Padre Joãozinho
    É verdade, muitas vezes parece que o dia não cabe nas 24 horas. A vida moderna está muito corrida, muitos afazeres,obrigações, compromissos. Antes isso era exclusivo às pessoas muito importantes, mas hoje essa sensação atinge a quase todos. Eu mesma vivo esta questão. Sou dona de casa, mãe de três filhos, viúva, estudante universitária, estagiária, dividida entre a educação de meus filhos, os estudos, o sofrimento humano que acompanho em meu local de estágio (trabalho com situações de violência e violação de direitos) e estou iniciando o TCC. Mas penso que há de valer a pena! Amo meus filhos e sou amada por eles, graças à Deus! Estou conseguindo criá-los com muita luta e sabedoria que sempre peço a Deus. É n’Ele que deposito toda minha confiança e esperança de dias melhores. E, neste processo, o senhor, Padre Joãozinho e o Padre Fábio tem sido muito importantes, pois em muitos momentos fortalecem minha fé e não me deixam desistir. Amo os senhores em Cristo. Peço uma bênção especial, pois amanhã prestarei concurso para Assistente Social da Fundação Casa. Mas não conto só com a bênção, também estou estudando muito! rsrs Um grande abraço. Deus esteja conosco!

  13. Pingback: Amanda

  14. Boa tarde,padre João Carlos( a sua bênção)
    Acabei de escrever sobre isso,ou melhor,”delirei” um pouco.
    Penso que também não se deve misturar tempo psicológico e cronológico;são fatos distintos.
    A passagem bíblica é clara “Há um tempo para cada coisa…”
    Triste de quem vive em função do cronos,já vivi e posso afirmar, não se chega a lugar algum…
    Viver em função de um ou de outro é prejudicial,pois seguindo a ordem cronológica estaremos nos pré-ocupando com algo que estar por vir,consequentemente,perderemos o agora e a vida é feita de momentos…
    E se vivermos baseado no tempo psicológico,seremos imaturos o resto da vida uma vez que aquilo que nos dá prazer parece ser de curta duração,assim não saberemos também extrair o que de bom existe em atividades que não nos são prazerozas,por exemplo,os meu alunos “não suportam o Classicismo”,sempre perguntam quando vai “acabar”,”Camões era louco”,etc.
    Adorei esse aforismo “O tempo se tornou como que grades de nossa prisão”.
    O tempo não só nos aprisiona,mas também elimina a essência,a qualidade, muitas vezes,tornamo-nos seu escravo…
    Já entoava o poeta “É preciso amar,as pessoas como se houvesse amanhã,porque se você parar,pra pensar,na verdade não há…”
    Isso não quer dizer viver de maneira irresponsável,mas apenas ocupar-nos com o essencial,aquilo que realmente importa.
    Há uma escrita de Rubem Alves que sintetiza bem essa história:
    ” Vida? O que é a vida?Cada dia é um dia.E a gente fica esperando que ela haverá de chegar depois da formatura, do casamento, da viagem,da promoção,da casa nova…
    E ela não chega porque a alegria não mora no futuro,mas só no agora.Ela está lá,modesta e fiel,no espaço da casa,da rua.Se não a encontramos não é culpa dela.É culpa nossa. Nossos pensamentos andam muito longe dos lugares onde ela mora e,por isso,nossos olhos não a podem ver,’quantas vezes a gente,em busca da ventura, procede tal e qual o avozinho infeliz:em vão,em toda parte,os óculos procura,tendo-os na ponta do nariz!'”
    Um ótimo fim de semana, fique com Deus e na paz.

  15. Simone Teixeira

    Por isso não gosto do horário de verão! Quando eu era criança, meu avô nos ensinava a ver às horas através da sombra de nosso corpo no chão… Era o horário da terra girando em torno do sol. Pode parecer absurdo, mas os animais são bem mais sábios que os homens: eles respeitam o dia, a noie e as estações e se escondem das chuvas, preveem fenômenos meteriológicos e não lutam contra sua natureza por causa da luz elétrica, televisão, computadores e escalas de serviços 24 h…

  16. Entender eu entendo, mas vivenciar no cotidiano a sabedoria da parábola dos lírios é difícil…

    Padre, ñ consigo ler os comentários. Consigo ver q tem sete, fora o meu, mas eles não aparecem qdo abro no link, o q será?

    ps- Mandei um e-mail para o sr., se puder ver, agradeço.

    Boa noite, sua benção, Deus te guie sempre.

  17. Renata Prado

    Pe. Joãozinho, boa noite. Sua benção.

    Se fôssemos filosofar sobre o tempo, eu diria que o futuro não existe, que é um espaço de transição entre o presente e o passado; transição esta, que nunca chega a ser futuro, pois no segundo exato em que se tornaria futuro, o tempo a transforma, tornando o presente em passado e o suposto futuro em presente…
    Sempre pensei na pre-ocupação, como nada mais do que a ação perniciosa do descontrole emocional, naqueles que não conseguem planejar nada na vida e acabam sofrendo com a própria limitação, de não conseguir controlar o que acontece e nem controlar suas reações sobre o que já aconteceu.
    Acho que pre-ocupação às vezes vem disfarçada de planejamento, de precaução, de antecipação dos fatos, mas na verdade, penso que é um sintoma da ausência do auto-conhecimento, da ausência da perspectiva, do objetivo, da meta, do ato de considerar ou projetar todas as possibilidades diante dos fatos da vida.
    Acredito que somos todos comedidos demais, reativos demais, quando deveríamos ser ousados, dentro de um senso de riscos presumidos. Deveríamos ser proativos, ao invés de sermos reativos e constantemente surpreendidos com os acontecimentos e com nossas próprias reações. Deveríamos assumir as rédeas das nossas vidas e definir a direção, já que não podemos decidir o lugar onde chegar!
    Quanto à administração do tempo, isso é fáci! Alguém um dia me disse, que falta de tempo é a representação da ausência da prioridade.
    Precisamos sim, é aprender a estabelecer prioridades nas nossas vidas, a assumir nossas responsabilidades e nossa inabilidade de controlar o tempo, mas também reconhecer nosso poder, ainda que limitado, de fazer escolhas!

    Fique com Deus e por favor, quando estiver lendo esta mensagem, ore por mim e abençoe minha vida.

    Obrigada,

    Renata Prado.

  18. Renata Prado

    Ah! Claro, me esqueci de completar aí em cima, que devíamos também, parar de sofrer ou de nos deixarmos paralisar, com essa tal pre-ocupação, muito maléfica e que adotamos todos os dias das nossas vidas, irracionalmente, como uma ação normal dos nossos comportamentos!

    Renata Prado.

  19. Pingback: Lorena Avelino

  20. luizasmma

    Tempo rei o Tempo Rei o tempo rei…..

    O homem quer a todo preço, sem pena e piedade mudar a ondem das coisas de Deus .Temhamos paciencia, afinal tudo se resolve no momento certo se é que existe tempo .Se ficarmos parado no tempo!

  21. Ver todo um Mundo num grão
    E um Céu em ramo que enflora
    É ter o Infinito na palma da mão
    E a Eternidade numa hora

    Hehehehe… Sir. Wiliam Blake

    Estava googleando para “passar o tempo” rsrsrsrs… e cai aqui.
    O legal é que o senhor não me é desconhecido :)

    Saudações Fraternas!

  22. Oi Padre Joaozinho , como vai ?

    Achei interessante o Luiz Felipe Pondé hoje no Café Filosófico o homem é uma cabeça pensante em cima de um corpo que apodrece, será que a nossa Imagem e Semelhança de Deus é saber que somos transcendência no pensamento e na alma através dos sentimentos ?acho mais honesto perceber que tanto homens e mulheres não são na realidade absolutamente nada… insistimos em caminhar…só que sabemos que todos nos teremos o mesmo final… A morte?

    Qual é na verdade o sentido da vida? Porque estamos aqui? Acho que tanto faz separarmos homens e mulheres (em gêneros)todos são animais racionais (como o Pondé colocou) – temos consciência que sabemos, mas na verdade não sabemos de nada… Tentamos encontrar significado para as coisas… Utopias… Agarramo-nos nelas para viver… Tudo é uma realidade que na verdade não é realidade nenhuma…

    Acho que como mulher a única coisa de mais interessante( e importante) que fiz na minha vida foi gerar outra vida no meu ventre!

    Sentir outro ser crescendo dentro de nós faz com que a mulher mais do que o homem se aproxime de Deus! Hoje estão tentando fazer com células-tronco espermatozóides em laboratório, mas nenhum cientista conseguiu desenvolver um útero para gerar uma Vida!

    Talvez diferente dos homens a mulher tenha um sentido a mais… Ela é a insurgência da morte …

  23. Há um tempo para cada coisa, há um momento debaixo do céu.
    Tempo para chorar e tempo para sorrir…
    Tempo para as tradições deixadas de lado pela “pastoralidade” serem restabelecidas.
    Entendes o que falo?
    Um abraço.A.J

  24. LEO MOREIRA

    Esta é minha motivação na meditação diária:
    Também é meu refúgio e tormento:
    A idéia de deus
    Tempo e eternidade
    Os seres humano e a possibilidade da ausência do tempo
    O tempo e o movimento
    O tempo e o espaço!
    O tempo do homem
    O tempo de Deus
    Eternidade comparada: Vida Eterna e morte eterna
    Instante eterno e eternidade de cada instante
    Sabedoria de deus ao criar o tempo
    A inexistência do passado e do futuro
    A contemporaneidade do passado presente e futuro em deus.
    Deus atemporal
    Jesus: Deus que entra no tempo: Encarnação

    Tempo de Deus não se pode entender como sucessão de momentos como aqui na terra e sim, como a Plenitude de um instante de felicidade junto da Verdade, momento Eterno, dinâmico, mas imutável. Tempo de Deus é a plenitude de todas as possibilidades Boas e Belas. É o máximo de cada instante e num instante cada máximo.

  25. LEO MOREIRA

    Recomendo o livro “No ritmo dos Monges” de Anselm Grun.

    Onde há mudança de estado aí há o tempo. Onde há consciência live e pensamentos aí está o tempo, logo de alguma forma haverá uma transfiguração do tempo quando estivermos em Deus. O tempo é a criatura que possibilita as criaturas, ele é o irmão mais velho entre elas.
    Sem movimento Não há Plenitude e, sem tempo não há movimento.
    Penso no estado do purgatório, é a prova do tempo após o espaço…
    complicado pra que eu entenda tempo sem espaço. Espero não ser um pensamento contra doutrina católica, mas esses pensamentos não saem de mim, mesmo que eu queira…

    Paz e bem!

  26. LEO MOREIRA

    É Padre,sua Bênção, estava repassando algumas coisas e não resisti… rs r sr

    Vício mental: O TEMPO

    Meditei, li, reli, pesquisei, o que é o tempo?
    Descobri que o tempo é a duração da mudança.
    E o que muda?
    Tudo o que é criatura muda.
    E o que não muda?
    Só Deus não muda.
    Quando eu morrer serei eterno?
    Não. Serei infinito. Não terei fim, mas sempre haverá o meu começo e eterno não tem início nem fim.
    Se só Deus não muda quer dizer que as criaturas mudarão sempre. E se o tempo é a duração da mudança, logo haverá uma forma de tempo mesmo depois desse agora chamado vida.

    Ai que luta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.