A Páscoa encontra seu ápice em Pentecostes. Entre as duas  vivemos 50 dias de festa pascal. A Igreja se revestiu de branco para professar que acredita na vida. Jesus ressuscitado volta para o Pai, mas não nos deixa órfãos… deixa o seu Espírito. NO dia de pentecostes todos se entendiam, apesar das diferentes raças, povos, culturas e nações. É o contrário de Babel, aonde as línguas foram confundidas. Agora tudo é comunhão. Quem vive pentecostes pratica a solidariedade e promove a unidade. Veja o que disse o saudoso João Paulo II a respeito:

Encíclica «Ut unum sint», § 22

«Que todos sejam um»

Quando os cristãos rezam juntos, a meta da unidade fica mais próxima. A longa história dos cristãos, marcada por múltiplas fragmentações, parece recompor-se tendendo para a fonte da sua unidade, que é Jesus Cristo. Ele «é sempre o mesmo ontem, hoje e por toda a eternidade» (Heb 13, 8). Na comunhão de oração, Cristo está realmente presente; reza «em nós», «connosco» e «por nós». É Ele que guia a nossa oração no Espírito Consolador, que prometeu e deu à sua Igreja no Cenáculo de Jerusalém, quando a constituiu na sua unidade original.

No caminho ecuménico para a unidade, a primazia pertence, sem dúvida, à oração comum, à união orante daqueles que se congregam à volta do próprio Cristo. Se os cristãos, apesar das suas divisões, souberem unir-se cada vez mais em oração comum ao redor de Cristo, crescerá a sua consciência de como é reduzido o que os divide em comparação com aquilo que os une. Se se encontrarem sempre mais assiduamente diante de Cristo na oração, os cristãos poderão ganhar coragem para enfrentar toda a dolorosa realidade humana das divisões, e reencontrar-se-ão juntos naquela comunidade da Igreja que Cristo forma incessantemente no Espírito Santo, apesar de todas as debilidades e limitações humanas.

10 Comentários

  1. Pingback: Pe. Joãozinho, SCJ

  2. De fato na oração encontramos a unidade necessária para superar aquilo que separa. Sempre defendo que unidade não quer dizer uniformidade.
    A uniformidade destrói, já a unidade constrói, pois pressupõe uma abertura para o diálogo, abertura de coração e um consciência de que o próximo precisa e deve ser respeitado como imagem e semelhança de Deus.
    A uniformidade destrói, pois normalmente é imposta, pois não permite o diálogo e sempre está ligada a um pensamento ideólogico.

  3. O grande desejo do Pai é a UNIDADE. Todos somos filhos d´Ele. Algum pai que realmente ama gostaria de ver seus filhos desunidos? Claro que não! Como é bom quando os irmãos estão juntos, partilhando tudo, sem máscaras, distribuindo o amor gratuíto.

    Que o Espírito Santo venha sobre todos nós e toque o coração da humanidade, para que possamos aprendar a amar de verdade!

    Excelente sua visão sobre a unidade em Pentecostes.

    Grande abraço fraterno!

    Rogério Aquino

  4. Pingback: Ecclesis

  5. Belo post. Muito bonito.

  6. Pingback: mioco gomes

  7. Pingback: Amanda

  8. ELE é o mesmo sempre e por toda a eternidade. Percebo que a fragmentação entre cristãos nunca foi o Caminho traçado por Jesus.
    Não bastasse o mundo corrompido pelo ódio, discórdia e ganância exarcebada. A unidade, a mensagem de Cristo é o acalento de minha alma. Minhas orações são para que haja unidade entre os cristãos. Que o Espírito Santo emane sua luz e que possamos transmití-la , seja com um sorriso, um afeto, um abraço. Parece singelo, mas penso que é singelo mesmo. A mensagem de Cristo, o Consolador que Ele nos enviou transformam-nos. Deixamos de ser e querer a complexidade para deleitar-nos com a paz e a alegria de viver em sintonia com Deus. Estou aprendendo… Venho ao seu blog Pe. Joãozinho, para apreciar , aprender e partilhar. Obrigada por vivificar nossa fé!!

  9. Pingback: Twitter Trackbacks for Nova postagem no blog:: Pentecostes: festa da unidade!!! [cancaonova.com] on Topsy.com

  10. Pingback: Mônica Neves

  11. Pingback: Nelcilda

  12. Pingback: Alice

  13. Pingback: Sandra Prado

  14. Simone Teixeira

    Sinto que o Espírito Santo age em todo ser humano e não somente nos cristãos… É como se toda a humanidade tivesse dentro de si sementes de bondade, solidariedade, amor e uma grande sede de infinito, mesmo que não saiba que essa sede é a sede de Deus!
    Rezo pela unidade dos Cristãos, mas também pelo respeito a todo ser humano que foi feito à imagem e semelhança de Deus. Jesus, ao assumir nossa humanidade, veio nos mostrar que devemos ser mais humanos para chegarmos ao reino de Deus! A trindade está no meio de nós e o Espírito Santo sopra aonde quer e tem paciência para esperar o processo de conversão de cada um de nós. Deus não se impõe, mas nos propõe um caminho de unidade e felicidade.
    Grande abraço,

    Simone.

  15. Boa tarde padre
    A união é realmente tudo que o mundo precisa. Sempre que nos unimos em torno de alguma causa, logo observamos os bons resultados, tudo que nos separa, divide, nos torna mais fracos.Mais que nunca o mundo precisa se unir em oração, juntos somos mais, em oração então tudo podemos.Paz e bem.

  16. Pe. Joãozinho, o que é de fato ressurreição? è voltar a vida em matéria? Uns dizem que é, como conteceu com Jesus. Então, se abrirmos os túmulos dos mortes, veríamos que não existe ressurreição de fato. Pra mim, ressurreição é o retorno à vida, mas em espírito. É ir ao encontro do Pai, mas em espírito. Sou católica, mas me confundo com algumas questões. Não acredito na ressurreição da carne, salvo a de Jesus. Estou pecando?

  17. Em meio à discussão entre espíritas e católicos, sobre a incompatibilidade entre reencarnação e ressurreição, ficou claro pra mim que a unidade somente acontecerá quando tais conceitos forem esclarecidos à pessoas. Em missas, em templos, em reuniões. No meu entendimento, tanto o conceito de ressurreição quanto ao de reencarnação tem como causa a salvação. A salvação vem pela misericórdia. Misericória é unidade. Unidade é Cristo. E só. O que vem depois disso, é secundário, é divergente, é desunião, não é unidade. Mas, me deixou aquela dúvida (acima). Obrigada. E se puder me responder, agradeço novamente.

  18. Boa noite padre!
    Que maravilhoso seria viver esta unidade com tds os irmãos…tenho certeza que a Humanidade ficaria mt mais bonita, mt mais responsavel,mt mais solidária ,e menos atéia.
    São lindas as palavras do nosso saudoso e inesquecivel, Papa João Paulo II.
    Homem sábio,que viveu sua vida td ela sob essa luz vinda do Espirito Santo de Deus, ficará para sempre eternizado em nosso coração.
    Que esse mesmo Epirito Santo venha sobre tds nós,colocando em nosso coração o desejo,de viver conduzido por ele,e de nunca nos separarmos do amor de Deus.
    Que o Espirito Santo seja sempre essa luz na sua vida para iluminar os seus caminhos para Deus.
    abraços,sua bênção!!

  19. Pingback: Paróq. N.S. Remédios

  20. Pingback: Aline Cardoso

  21. Pingback: Aline Cardoso

  22. Elaine Mendes

    O Espírito Santo nos surpreendem mesmo. Ele consegue unir o que antes era impensável. Me lembro quando Jesus recebeu a visita dos magos. Sim, magos, isto quer dizer que eles não eram judeus, portanto, tinham outra religião, porém isto não foi empecilho para eles reconhecerem o messias.

    Fico pensando, Deus é amor, sendo Espírito, não podemos ver com olhos da carne, mas com olhos do coração. Por isso, creio que independente de religião se a pessoa crê que todos tem lugar neste mundo porque reconhece no outro um semelhante, é comprovado a ação do Espírito Santo nesta pessoa, mesmo não tendo consciência.

    Gostei desta idéia da união através da oração, me lembro de algumas cerimônicas ecumênicas e inter-religiosas o papa João Paulo II e demais autoridades religiosos estarem rezando em silêncio, cada um a seu modo. Que visão linda, Meu Deus! Daí penso que o Espírito Santo trabalha na unidade muito mais no silêncio que no grito ou palavras. Por isso, prefiro muito mais demonstrar minha religiosidade em atos do que em palavras, pois com fatos não há argumentos. Penso que todos têm capacidade de reconhecer os bons frutos de uma ação quando se dá tempo e atenção devida. Se a pessoa reconhece a bondade no ato, é muito mais fácil a pessoa acredital que aquele ato se deve ao Cristo que há em mim.

    Neste sábado estaremos rezando o rosário do Espírito Santo e depois faremos uma adoração para que sejam reavivados os dons recebidos no batismo.

    Sua benção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.