Após a desproporcional inspeção ao arcebispado e à catedral de Mechelen-Bruxelas

CIDADE DO VATICANO, domingo, 27 de junho de 2010 (ZENIT.org) – Bento XVI enviou hoje uma mensagem de solidariedade ao arcebispo de Mechelen-Bruxelas, Dom André Joseph Léonard, após a brutal inspeção das autoridades belgas ao arcebispado e à catedral da diocese primaz belga na última quinta-feira, dentro de uma investigação por abusos sexuais por parte do clero.

O Papa expressou a todos os bispos da Bélgica sua “proximidade” e “solidariedade neste momento de tristeza, no qual, com certas maneiras surpreendentes e deploráveis, foram realizadas as investigações inclusive na catedral e Mechelen e nos locais onde o episcopado belga estava reunido em sessão plenária”.

Em sua mensagem, o Pontífice recordou que, durante essa reunião interrompida pelas autoridades, “seriam tratados, entre outros, aspectos relacionados ao abuso de menores por parte de membros do clero”.

Também pediu respeito à autonomia da ordem canônica, destacando: “Eu mesmo repeti em diversas ocasiões que estes graves fatos devem ser tratados pela ordem civil e pela ordem canônica, no respeito recíproco da especificidade e da autonomia de cada um”.

“Neste sentido – continuou -, desejo que a justiça siga seu curso garantindo o direito das pessoas e das instituições, no respeito às vítimas, no reconhecimento sem preconceitos dos que se comprometem a colaborar com ela e na rejeição de tudo o que puder obscurecer os nobres deveres que lhe são designados.”

Bento XVI concluiu sua mensagem garantindo que acompanha “cada dia, na oração, o caminho da Igreja na Bélgica” e enviou a Dom Léonard “uma cordial bênção apostólica”.

A Secretaria de Estado da Santa Sé já havia expressado seu “vivo estupor” pela maneira como a justiça belga levou a cabo algumas investigações (cf. Zenit, 25 de junho de 2010).

Entre outras coisas, manifestou sua indignação pela irrespeitosa inspeção feita no arcebispado e na catedral de Mechelen-Bruxelas na última quinta-feira, que incluiu a profanação de dois túmulos de antigos bispos da diocese.

2 Comentários

  1. Pingback: Pe. Joãozinho, SCJ

  2. Pingback: Marcia Teixeira

  3. Querido Padre Joãozinho,

    Que Deus tenha misericórdia das pessoas q executam esse tipo de ação.

    Vivas à liberdade religiosa!

    E-beijocas brasileiras com saudades virtuais.

    Sua santa benção hj e sempre!

  4. Pingback: mioco gomes

  5. Pingback: Amanda

  6. Sua bênção padre!!

    Ao nosso querido Santo Padre o Papa…nosso maior carinho e apoio na sua luta incansável diante de tudo isto!!

    Saudades, fique com Deus!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.