Dia Internacional do Amigo, celebrado a 20 de julho, foi primeiramente adotado em Buenos Aires, na Argentina, com o Decreto nº 235/79, sendo que foi gradualmente adotado em outras partes do mundo.

A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. Ele se inspirou na chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do universo. Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema “Meu amigo é meu mestre, meu discípulo é meu companheiro”.

Aos poucos a data foi sendo adotada em outros países e hoje, em quase todo o mundo, o dia 20 de julho é o Dia do Amigo, é quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras, na teoria. [1][2][3]

No Brasil, o dia do amigo é comemorado oficialmente em 18 de abril. Em 20 de julho é comemorado o dia da amizade, mas atualmente o país também vem adotando a data internacional. [4]

Notas e referências

  1. JB Online. “Lei institui 20 de julho como o Dia do Amigo“. . (página da notícia visitada em 14 de abril de 2009)
  2. Diário de Cuiabá. ““Amanhã dia 20 comemora-se o dia do Amigo, portanto, beije e abrace, festeje e curta seus amigos! Pois, saber fazer e conservar amigos é um dom.”“. . (página da notícia visitada em 14 de abril de 2009)
  3. Vale Paraibano. Quanto vale um amigo?. Página visitada em 14 de abril de 2009.
  4. Bete (17 de abril de 2010). 18 de Abril: Dia do Amigo. Vilamulher. Página visitada em 29 de julho de 2010.

COMO LIDERAR PESSOAS DIFÍCEIS

A arte de administrar conflitos

SUMÁRIO

Apresentação · xx

Saberes fundamentais · xx

A Última Ceia · xx

Capítulo um

» Pedro, o impulsivo · xx

Capítulo dois

» André, o irmão do gerente · xx

Capítulo três

» Tiago Maior, o ambicioso · xx

Capítulo quatro

» Tiago Menor, o parente do “chefe” · xx

Capítulo cinco

» João, o amigo do diretor · xx

Capítulo seis

» Mateus, o diferente · xxx

Capítulo sete

» Felipe, o desligado · xxx

Capítulo oito

» Tomé, o descrente · xxx

Capítulo nove

» Bartolomeu, o irônico · xxx

Capítulo dez

» Simão, o “zeloso” · xxx

Capítulo onze

» Judas Tadeu, o contemporizador · xxx

Capítulo doze

» Judas Iscariotes, o traidor · xxx

Cento e oitenta dicas práticas · xxx

Bibliografia · xxx

Notas · xxx