Aproxima-se o segundo turno. Agora é Dilma X Serra. Os dois deverão mostrar claramente seu projeto para o Brasil. Serra já sabe que Dilma aprendeu a se expressar. Dilma já sabe que o país quer opinar. Não aceita uma candidata simplesmente porque foi proposta pelo presidente de maior apoio público da história “desse país”. O povo disse nas urnas que admira e ama Luiz Inácio Lula da Silva. Nos próximos 300 anos os alunos terão que estudar este nome nas escolas do país. Ele já entrou para a história. Dilma ainda não. Mas pode entrar como a primeira mulher presidente do Brasil. Mas antes terá que passar pela prova de “segunda época”.

Uma das primeiras questões na “prova do segundo turno” será clarear a visão de cada candidato sobre o aborto. Não é uma questão marginal. A vida está no centro das atenções. Marina relegava estrategicamente a questão a um plebiscito. Já foi. Serra e Dilma têm história nesta questão. Ambos já tiveram inclinação favorável à tese abortista. Digo mais. PT e PSDB terão que se pronunciar. Qual a posição do partido nesta questão? PT é acusado de ter assumido compromissos internacionais em favor da legalização do aborto no Brasil. É verdade? O Ex-ministro José Serra é apontado como um ativo defensor de algumas teses abortistas quando ministro da Saúde. É verdade? Com a palavra, os candidatos e seus partidos! Queremos saber. O aborto não é uma questão marginal, pois a vida vem em primeiro lugar!!!

40 Comentários

  1. Pingback: Rita Machado

  2. Pingback: Rodrigo Maximo

  3. Pingback: 4 October, 2010 19:34 « Blog da Coordenação da RCC TO

  4. Pingback: ♥ROSANE♥الكثير من ال

  5. Padre Joãozinho
    Admiro bastante sua forma de expressar-se.Sempre com simplici-
    dade e sabedoria.Abç fraterno…
    Waleska Frota-Fortaleza-ce.

  6. Maria Inês

    Uma notícia que vem da Eslovênia envolvendo os “Movimentos da Igreja” s/ a Família” certamente poderiamos copiar…

    Eslovênia: os Movimentos pela família fonte http://www.focolare.org

    “Family Day”, coleta de assinaturas, sensibilização dos cidadãos, entrevistas e assembléias no Parlamento. A ação dos Movimentos para modificar a nova proposta de lei sobre a família.

    04/10/2010

    Um projeto mais amplo, que deseja dar um espírito à sociedade atual, a partir do nosso país, a Eslovênia. O novo arcebispo metropolita de Liubliana e presidente da Conferência Episcopal eslovena, d. Anton Stres, impulsionou assim os Movimentos a prosseguirem no trabalho iniciado pela família. “O que vocês estão fazendo é precioso para a Igreja”, tinha afirmado em outra ocasião. Ele conta com todos os Movimentos neste importante projeto, e até aqueles mais dedicados à oração desejam aderir.

    Mas de que projeto se trata? Façamos uma retrospectiva de dois anos. Era o momento no qual o parlamento esloveno tomava em consideração a lei sobre a redefinição da família, como núcleo formado por dois adultos com filhos. Desencadeou-se uma reação imediata nos Movimentos, que promoveram uma iniciativa civil: “Pela família e os direitos das crianças” – “Za družino in pravice otrok!” .

    “A Bíblia, dia e noite”, manifestação realizada no outono de 2008 na Eslovênia, permitiu que os Movimentos católicos se conhecessem mais de perto, e posteriormente, no encontro “Juntos pela…”, em Logatec, no dia 14 de abril de 2009, deu-se um maior feeling, para um testemunho na vida social e civil.
    Um encorajamento ainda maior foi dado pelo encontro “Juntos pela Europa”, realizado em Roma, em novembro de 2009, que reuniu 100 responsáveis de 50 movimentos cristãos, de 13 países europeus, com o objetivo de dar uma contribuição efetiva aos valores fundamentais da vida no velho continente, começando pelo próprio país.

    A mobilização aconteceu com “Family Day”, coleta de assinaturas, sensibilização dos cidadãos, entrevistas na mídia, assembléias no Parlamento. A comunidade muçulmana e algumas associações leigas (Academia das Ciências e das Artes; associações de médicos) também colocaram-se ao lado dos Movimentos.

    Um caminho que começou há um ano e meio. Percebe-se quanto os novos carismas possuem uma riqueza de recursos capazes de indicar um caminho para a solução das graves problemáticas atuais, compondo, ao mesmo tempo, histórias de unidade e de fraternidade.
    Um primeiro resultado: o texto da nova lei, que ia contra a família, até agora não foi aprovado, devido à iniciativa

  7. Padre Joãozinho,

    Eu acho que o Chalita precisa ler os seus posts. Acabei de ler uma entrevista dele à Folha, onde ele vem com aquela lenga lenga mole de intelectual de fala mansa dizendo que não é bem assim, que estão demonizando o PT e a Dilma, que antes diziam que iam fechar escolas, e bla bla bla bla.
    É claro que ele apóia até o Tiririca e o Netinho se ele quiser, mas isso enquanto cidadão. Mas quando ele se pronuncia, lá de cima dos votos que recebeu (o meu inclusive) para se declarar a favor da Dilma e do PT !!!!!
    De novo não !!!! Que se declare isento e entregue a cada pessoa e seu juízo próprio a escolha do candidato. Ou será que o que se ouve à boca pequena é que ele está de olho no ministério da Educação? Olha, tenho um amigo que costuma dizer que toda radio peão tem um locutor que é gerente.

  8. Maria Inês

    Bom Dia !!

    Os critérios de escolha variam de pessoa a pessoa. Há quem escolhe sempre o mais fácil. Outros preferem os desafios e outros o mais complicado e mais difícil. Outros ainda escolhem duas ou mais alternativas ao mesmo tempo.
    O ideal seria ter o discernimento para escolher sempre o melhor, sem importar se é fácil, difícil, com desafios ou não.
    O teste múltipla escolha da vida tem uma só resposta, mesmo se muitas alternativas parecem boas, a resposta correta é uma só.
    Devemos escolher o melhor, a melhor parte, mas esta não é sempre a mais fácil e mais cômoda. É simplesmente aquela que a vida nos reserva no momento presente.
    Para hoje, dia 05 de Outubro 2010:

    ” PREFERIR A VONTADE DE DEUS DO MOMENTO PRESENTE ”

    Abraços,
    Apolonio

  9. Sônia Maria

    PE Joãozinho, como o senhor quer tanto participar dessa discussão algumas contribuições: Pois é, a igreja não poderá falar que o Serra não apoia o aborto porque ele JÁ ASSINOU….veja abaixo. Outra coisa não marginal é a questão da pedofilia. É preciso punir todos os pedófilos que destruíram lares, engravidaram crianças, inclusive os padres que estão sob o manto da igreja, que nunca quis falar claramente sobre isso… contra gays? e os meninos que sofreram abusos desses padres? pedofilia também não vai contra os dogmas da igreja? Ou é uma questão que não interessa, que é marginal? abaixo as assinaturas do Serra!!!! se quer saber a verdade!!! Ser cristão é estar do lado da verdade e não ficar usando a inserção que tem para manipular voto para a direita, para o Serra com campanhas difamatórias na porta da igreja. A diocese de São Paulo foi uma vergonha nessas eleições!!!

    É para usar o aborto na campanha ? Ministro Serra autorizou muito aborto
    Publicado em 05/10/2010 Compartilhe | Imprima | Vote (+12)
    Usar o aborto na campanha pode ser um perigo
    Saiu no Blog Amigos do Presidente Lula, que a dra Cureau quis calar:

    terça-feira, 5 de outubro de 2010
    Serra é o único candidato que já assinou medidas para fazer ABORTOS no SUS, quando ministro da saúde

    Isso não é boato, é fato, está documentado abaixo. Repasse essa verdade adiante, em suas listas de email, nas redes sociais, responda a quem criticar Dilma sobre o assunto, imprima e mostre a amigos, na igreja, para recolocar esse assunto no seu devido lugar.

    Para o eleitor votar consciente (seja a favor ou contra) e não ser enganado, a primeira verdade que precisa saber é:

    O único candidato a presidente nestas eleições que já assinou medidas para fazer abortos foi José Serra (PSDB), quando foi Ministro da Saúde, em 1998.

    Ele assinou norma técnica para o SUS (Sistema Único de Saúde), ordenando regras para fazer abortos previstos em lei, até o 5º mês de gravidez.

    A íntegra da norma pode ser lida aqui: http://www.cfemea.org.br/pdf/normatecnicams.pdf

    Abaixo, alguns trechos da Norma:

    “A garantia de atendimento a mulheres que sofreram violência sexual nos serviços de saúde representa, por conseguinte, apenas uma das medidas a serem adotadas com vistas à redução dos agravos decorrentes deste tipo de violência. A oferta desses serviços, entretanto, permite a adolescentes e mulheres o acesso imediato a cuidados de saúde, à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e à gravidez indesejada.“

    “As equipes envolvidas diretamente na assistência deverão receber treinamento sobre o atendimento humanizado às mulheres que poderão ser submetidas à interrupção da gravidez. Os médicos deverão, além disso, ser treinados para a utilização das diferentes técnicas recomendadas para a interrupção da gestação.“

    “Esse atendimento deverá ser iniciado por ocasião da primeira consulta, devendo estender-se a todo o período de atendimento à mulher e após a interrupção da gravidez“

    “…se a mulher estiver grávida ou suspeitando de gravidez, deve-se identificar claramente a demanda trazida por ela, focalizada nos seguintes aspectos: identificação do desejo de interrupção da gravidez ou não, discussão a respeito dos direitos legais já garantidos à mulher, existência de valores morais e religiosos que possam determinar ou influenciar a decisão da mulher e a discussão de alternativas à interrupção da gravidez, como a entrega da criança para adoção, a realização de pré-natal etc.“

    “VI. ATENDIMENTO À MULHER COM GRAVIDEZ DECORRENTE DE ESTUPRO
    Esse atendimento deverá ser dado a mulheres que foram estupradas, engravidaram e solicitam a interrupção da gravidez aos serviços públicos de saúde.“

    “Procedimentos para a interrupção da gravidez
    O procedimento deverá ser diferenciado, de acordo com a idade gestacional.
    I. Até 12 semanas, podem ser utilizados, para o esvaziamento da cavidade uterina, os dois métodos identificados a seguir.
    1. Dilatação do colo uterino e curetagem
    2. Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)“

  10. Pingback: Olga Silva de Souza

  11. Sergio Souza

    Aliados do governo estão pondo a culpa em na questão do aborto para explicar a não vitória de Dilma no 1º turno.

    Ué? Esqueceçaram da TRUCULENTA ação de quebra de sigilo aos dados da receita de opositores do governo?

    Ué? Dilma tinha que ter de todo o jeito ter vencido no 1º turno?

    Ué? O PT não está preparado para aceitar o jogo da democracia e a soberania do eleitor?

    Ué? Esqueceçaram-se que Dilma não é Lula?

    O PODER SUBIU E COMO TEM SUBIDO À CABEÇA DO GOVERNO E ALIADOS!

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/809978-aliados-veem-campanha-fascista-contra-dilma-por-causa-do-tema-aborto.shtml

    Aliados veem ‘campanha fascista’ contra Dilma por causa do tema aborto.

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu nesta terça-feira, no Palácio da Alvorada, governadores e senadores eleitos e ministros para discutir a participação no segundo turno.

    A campanha de desestabilização da candidatura de Dilma Rousseff (PT) feita por setores das igrejas católicas e evangélicas por ela ser a favor do aborto foi chamada de “fascista” na reunião. A estratégia agora, segundo o governador reeleito de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), é de responder o que chamou de “calúnias” e partir para um debate mais politizado e de interesse dos eleitores.

    “Há uma campanha fascista, de calúnias, que lembra o século 19. Mas vamos responder com muita tranquilidade”, disse.

    O ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) afirmou que essa discussão não é prioritária e que o segundo turno servirá para diferenciar as candidaturas de Dilma e do tucano José Serra de forma programática.

    O governador reeleito do Ceará, Cid Gomes (PSB), disse que o debate sobre religião e aborto está superestimado. Na avaliação dele, a campanha petista tem que ter como foco outros temas, como pobreza e desemprego.

    “Tudo isso é uma superestimação de questões que não estão no dia-a-dia da população. A Dilma tem posição clara sobre todas essas questões. A Dilma é contra o aborto, é a favor da liberdade religiosa, prega, apoia e defende isso”, disse.

    “Os problemas do Brasil são outros. E o enfoque da campanha é outra questão e é isso que a campanha da Dilma vai fazer”, completou Cid.

    O governador disse que defendeu na reunião que o presidente Lula se licencie do cargo para se dedicar à campanha de Dilma, mas foi voto vencido.

    “A questão mais fundamental para o Brasil, hoje, é a manutenção desse projeto do Lula. Então qualquer coisa, a meu juízo, justificaria. Mas o presidente acha que é razoável fazer a campanha sem tirar licença”, disse.

    LULA PAZ E AMOR

    Lula disse aos governadores, ministros e senadores que não irá se licenciar para fazer campanha para Dilma este mês, mas que vai participar integralmente da campanha.

    Questionado se o presidente vai reduzir o tom agressivo das últimas semanas de campanha, Campos disse que o Brasil verá um “Lula paz, amor e vítória.”

  12. Quando precisamos apelar para a força do Estado pra tentar impedir algo tão hediondo como o aborto, é porque o Evangelho está bem longe do coração das pessoas.

  13. Luciana dos Santos

    Boa tardeeeeeee,pe. João Carlos,a sua bênção
    Inicialmente,quero lembrar o número de vezes que alertei em teu blog para o fato de as pessoas estarem priorizando em excesso as eleições presidenciais e se esquecendo dos deputados e senadores…
    E qual foi o resultado? Sérias distorções, a volta de políticos cassados etc.
    E depois os mesmos que estavam com fanatismo para um ou outro candidato à presidência zombaram do resultado,disseram ser uma vergonha e outras coisas mais.Mas não assumiram as suas culpas…foram omissos…….
    E não posso esquecer a “onda verde” que assolou o país nas últimas semanas…
    Antes,ninguém percebera que a Marina possuía qualidades,mas bastou que ela fizesse uma reunião no Rio com artistas e intelectuais(reunião onde ela mostrou-se favorável a união entre pessoas de mesmo sexo) e saísse na “Veja” para que todos entrassem na “onda”…
    Eu fiquei pensando: onde está o senso crítico das pessoas? Só acreditam no que a Veja escreve? Saiu na Veja torna-se fato incontestável? Mas logo essa revista que desmoraliza os valores cristãos,denigre a imagem da Igreja Católica,bispos,padres e até mesmo o Papa?
    Como os brasileiros possuem memória curta…
    Estão dizendo que o governo atual é corrupto,lembram-se do mensalão e todo o esquema…
    Entretanto se esquecem de que todos os partidos possuíam políticos envolvidos no escândalo e por isso a CPI fora arquivada…
    Uma curiosidade: se o presidente Lula estava envolvido no “esquema” por que ele não foi cassado como aconteceu com o Collor?
    Po que a imprensa não pressionou e aprofundou o assunto como fizera anteriormente?
    Por que a imprensa na época eximiu o presidente de qualquer participação no problema e somente agora diz que ele é “corrupto”,principalmente a nobríssima Veja?
    Será que as pessoas se esqueceram disso?
    Será que se esqueceram de que após o “mensalão” Obama chamou o Lula de ” o cara” e todos ficaram orgulhosos,inclusive a imprensa que fez rasgasdos elogios ao presidente?
    Eu não me esqueci disso…tenho senso crítico e boa memória,graças a Deus…
    Eu sou contra o aborto,sou a favor da vida,mas vejo que estão polemizando a questão para que o Serra seja eleito…
    Quando alguns setores da imprensa perceberam que a representante do atual governo ganharia no primeiro tuno,procuraram váias alternativas para impedir,algumas possuíam mesmo veracidade,mas mesmo assim o segundo turno era improvável…até que descobriram
    que os cristãos poderiam fazer a diferença,principalmente,os católicos,o aborto…
    Até então, a imprensa nem discutia esse assunto,de repente jornalistas ateus tornaram-se cristãos convictos e defensores da vida,os mesmos que nos ridicularizavam e chamavam-nos de retrógrados…
    E assim,veremos mais uma vez no Brasil, a imprensa eleger um presidente…o povo está fazendo papel de marionete e nem percebeu…
    Padre João Carlos,vejo problemas em todos os partidos,por isso não voto em partidos,mas em candidatos…não votei em Dilma no primeiro turno,mas se existe uma coisa que não acontecerá, o Serra jamais terá o meu voto…ele representa tudo o que a Educação combate, corte de verbas para universidades,desvalorização profissional e exclusão social…
    Como disse anteriormente,tenho senso crítico,opinião própria e a Igreja respeita a liberdade de pensamente,caso contrário,seria cural eleitoral que acabou há tempo…
    Uma boa semana a todos…tolerância para a diferença de pensamentos,estou vendo cristãos fazendo o papel de Jesus Cristo,achando-se no direito de julgar e colocando o outro como encarnação do mal…isso não é papel de cristão…

  14. Luciana dos Santos

    Desculpe-me: “…curral eleitoral…”

  15. Victor Grachinski

    Se eu bem li o post sobre o Serra autorizar o aborto, enquanto ministro da sapude, ele definiu as normas de como realizar o aborto no caso de gravidez mediante estupro. Ou seja, ele definiu os procedimentos de algo que já era autorizado. Não foi ele quem autorizou. E quer saber, concordo com o aborto nos casos de risco de vida para a mãe e nos casos de gravidez advinda de estupro. E mais ainda, deve-se liberar o aborto nos casos de féto anencéfalo. A mãe não pode ser obrigada a levar adiante uma gravidez da qual ela sabe não resultará nenhuma vida. Isso é tortura psicológica, e tortura é proibida atá para criminosos no Brasil, de acordo com a Constituição. No mais, agradeço a Deus pelo Brasil não ser mais um país absolutamente católico e pela igreja, católica ou de qualquer credo, não interferir mais nas decisões dos nossos governantes. Imaginem o atraso do Brasil se não fosse um páis laico (ou seja, em que religião e Estado não se confundem)? E quanto aos comentários políticos feitos pelo padre, VERGONHOSO!! Igreja e política não se misturam!! Brasil para os brasileiros e para os Seres Humanos em primeiro lugar, não para essa ou aquela igreja!! Deus não nos colocou no mundo para sofrer, e sim para viver e aproveitar as maravilhas que ele nos deu!!

  16. Padre Joãozinho,

    É muito lamentavel o modo como alguns Bispos escolheram para orientar os fiéis nesta eleições, muito estranho ainda,
    porque foi de um lado só, isso cheirou muito mais participação do jogo político, o que é mais lamentavel ainda. Se transformou numa briga em o bem e o mal, dividiram o país entre céu e inferno. Mas o mais interessante é que Pastores evangélicos sérios, percebendo o clima belical que se criou, estão se manifestando, colocando rumo, direção, e eu não percebo isso por parte da igreja católica. Aliás pelo que vejo,nos comentários do seu blog, é interessante como condenam ao fogo do inferno, com tal facilidade, os que estão do outro lado. Não é esse Jesus, que vejo nos evangelhos.

  17. Luiz Ribeiro

    Gostaria de parabenizar o Pe José Agusto por sua coragem na homilia de hoje de manhã. Segue partes:

    “Podem me processar, não tenho advogado.(…) Estou falando para os cristãos que não se pronunciam, tudo com medo! (…) Quem compactua com pessoas que aderem ao aborto está excomungado”.

  18. Sônia Maria

    PE. Joãozinho, eis algumas razões para a debandada dos católicos da igreja. Eu, por exemplo, fiquei indignada com o fato de muitas pessoas conhecidas receberem panfletos de padres…por que não se candidataram para defender os seus interesses? Será que o interesse é reeditar a guerra santa? É isso que está acontecendo… o texto abaixo é mais sensato do que o que questiona aqui, a candidatura de Dilma e os comentários a favor de qual família? Daquela que a igreja católica destruiu ao apoiar a ditadura? A igreja já se esqueceu que apoiou a ditadura e que muitos morreram torturados e até hoje estão desaparecidos. Que vida a igreja defende se disseminou o ódio na internet com boataria maldosa só para beneficiar a campanha do Serra? Agora o que farão? Ele assinou autorizando o aborto na gestão do ministério da saúde. O que vão fazer? Apoiar o voto nulo? A abstenção? Assumam que apoiam o Serra! É mais honesto!
    ______________________________________________________________
    A lucidez do pastor no texto abaixo. Ele foi mais honesto, mais cristão!!! Vejam:

    Artigo de pastor presbiteriano sobre boatos
    Enviado por luisnassif, ter, 05/10/2010 – 18:10
    Por Ronaldo Martins

    Nassif,

    esta discussão sobre os evangélicos está mal colocada. Tratam a nós como imbecis. Sugiro a publicação do seguinte artigo de um amigo, pastor presbiteriano e doutor em Ciências Políticas (prof. da Universidade Federal de Alfenas). É um dos melhores textos que li sobre o tema até agora.

    ELEIÇÕES 2010 E OS APROVEITADORES DA BOA FÉ E DA CREDULIDADE EVANGÉLICA

    Rev. Sandro Amadeu Cerveira (02/10/10)

    Talvez eu tenha falhado como pastor nestas eleições. Digo isso porque estou com a impressão de ter feito pouco para desconstruir ou no pelo menos problematizar a onda de boataria e os posicionamentos “ungidos” de alguns caciques evangélicos. [1]

    Talvez o mais grotesco tenham sido os emails e “vídeos” afirmando que votar em Dilma e no PT seria o mesmo que apoiar uma conspiração que mataria Dilma (por meios sobrenaturais) assim que fosse eleita e logo a seguir implantaria no Brasil uma ditadura comunista-luciferiana pelas mãos do filho de Michel Temer. Em outras o próprio Temer seria o satanista mor. Confesso que não respondi publicamente esse tipo de mensagem por acreditar que tamanha absurdo seria rejeitada pelo bom senso de meus irmãos evangélicos. Para além da “viagem” do conteúdo a absoluta falta de fontes e provas para estas “notícias” deveria ter levado (acreditei) as pessoas de boa fé a pelo menos desconfiar destas graves acusações infundadas. [2]

    A candidata Marina Silva, uma evangélica da Assembléia de Deus, até onde se sabe sem qualquer mancha em sua biografia, também não saiu ilesa. Várias denominações evangélicas antes fervorosas defensoras de um “candidato evangélico” a presidência da república simplesmente ignoraram esta assembleiana de longa data.

    Como se não bastasse, Marina foi também acusada pelo pastor Silas Malafaia de ser “dissimulada”, “pior do que o ímpio” e defender, (segundo ele), um plebiscito sobre o aborto. Surpreende como um líder da inteligência de Malafaia declare seu apoio a Marina em um dia, mude de voto três dias depois e à apenas 6 dias das eleições desconheça as proposições de sua irmã na fé.

    De fato Marina Silva afirmou (desde cedo na campanha, diga-se de passagem) que “casos de alta complexidade cultural, moral, social e espiritual como esses, (aborto e maconha) deveriam ser debatidos pela sociedade na forma de plebiscito” [3], mas de fato não disse que uma vez eleita ela convocaria esse plebiscito.

    O mais surpreendentemente, porém foi o absoluto silêncio quanto ao candidato José Serra. O candidato tucano foi curiosamente poupado. Somente a campanha adversária lembrou que foi ele, Serra a trazer o aborto para dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) [4]. Enquanto ministro da saúde o candidato do PSDB assinou em 1998 a norma técnica do SUS ordenando regras para fazer abortos previstos em lei, até o 5º mês de gravidez [5]. Fiquei intrigado que nenhum colega pastor absolutamente contra o aborto tenha se dignado a me avisar desta “barbaridade”.

    Também foi de estranhar que nenhum pastor preocupado com a legalização das drogas tenha disparado uma enxurrada de-mails alertando os evangélicos de que o presidente de honra do PSDB, e ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso defenda a descriminalização da posse de maconha para o consumo pessoal [6].

    Por fim nem Malafaia, nem os boateiros de plantão tiveram interesse em dar visibilidade a noticia veiculada pelo jornal a Folha de São Paulo (Edição eletrônica de 21/06/10) nos alertando para o fato de que “O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou nesta segunda-feira ser a favor da união civil e da adoção de crianças por casais homossexuais.” [7]

    Depois de tudo isso é razoável desconfiar que o problema não esteja realmente na posição que os candidatos tenham sobre o aborto, união civil e adoção de crianças por homossexuais ou ainda a descriminalização da maconha. Se o problema fosse realmente o comprometimento dos candidatos e seus partidos com as questões acima os líderes evangélicos que abominam estas propostas não teriam alternativa.

    A única postura coerente seria então pregar o voto nulo, branco ou ainda a ausência justificada. Se tivessem realmente a coragem que aparentam em suas bravatas televisivas deveriam convocar um boicote às eleições. Um gigantesco protesto a-partidário denunciando o fato de que nenhum dos candidatos com chances de ser eleitos tenha realmente se comprometido de forma clara e inequívoca com os valores evangélicos. Fazer uma denuncia seletiva de quem esta comprometido com a “iniqüidade” é, no mínimo, desonesto.

    Falar mal de candidato A e beneficiar B por tabela (sendo que B está igualmente comprometido com os mesmo “problemas”) é muito fácil. Difícil é se arriscar num ato conseqüente de desobediência civil como fez Luther King quando entendeu que as leis de seu país eram iníquas.

    Termino dizendo que não deixarei de votar nestas eleições.

    Não o farei por ter alguma esperança de que o Estado brasileiro transforme nossos costumes e percepções morais em lei criminalizando o que consideramos pecado. Aliás tenho verdadeiro pavor de abrir esse precedente.

    Não o farei porque acredite que a pessoa em quem votarei seja católica, cristã ou evangélica e isso vá “abençoar” o Brasil. Sei, como lembrou o apóstolo Paulo, que se agisse assim teria de sair do mundo.

    Votarei consciente de que os temas aqui mencionados (união civil de pessoas do mesmo sexo, descriminalização do aborto, descriminalização de algumas drogas entre outras polêmicas) não serão resolvidos pelo presidente ou presidenta da república. Como qualquer pessoa informada sobre o tema, sei que assuntos assim devem ser discutidos pela sociedade civil, pelo legislativo e eventualmente pelo judiciário (como foi o caso da lei de biossegurança) [8] com serenidade e racionalidade.

    Votarei na pessoa que acredito representa o melhor projeto político para o Brasil levando em conta outras questões (aparentemente esquecidas pelos lideres evangélicos presentes na mídia) tais como distribuição de renda, justiça social, direitos humanos, tratamento digno para os profissionais da educação, entre outros temas. (Ver Mateus 25: 31-46) Estas questões até podem não interessar aos líderes evangélicos e cristãos em geral que já ascenderam à classe média alta, mas certamente tem toda a relevância para nossos irmãos mais pobres.

    ______________________

    NOTAS

    [1] As afirmações que faço ao longo deste texto estão baseadas em informações públicas e amplamente divulgadas pelos meios de comunicação. Apresento os links dos jornais e documentos utilizados para verificação.

    [2] http://www.hospitaldalma.com/2010/07/o-cristao-verdadeiro-nao-deve-votar-na.html

    [3]http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/marina+rebate+declaracoes+de+pastor+evangelico+silas+malafaia/n1237789584105.html
    Ver também http://www1.folha.uol.com.br/poder/805644-lider-evangelico-ataca-marina-e-anuncia-apoio-a-serra.shtml

    [4]http://blogdadilma.blog.br/2010/09/serra-e-o-unico-candidato-que-ja-assinou-ordens-para-fazer-abortos-quando-ministro-da-saude-2.html

    [5] http://www.cfemea.org.br/pdf/normatecnicams.pdf

    [6] http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=856843&tit=FHC-e-intelectuais-pedem-legalizacao-da-maconha

    [7] http://www1.folha.uol.com.br/poder/754484-serra-se-diz-a-favor-da-uniao-civil-e-da-adocao-de-criancas-por-gays.shtml

    [8] http://www.eclesia.com.br/revistadet1.asp?cod_artigos=206

    Fonte: Segunda Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte (www.segundaigreja.org.br)

    Compartilhar:

    Select ratingNota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5

  19. Luiz Ribeiro

    Aliás, foi com espanto que verifique que o município de Cachoeira Paulista, sede da Canção Nova e possivelmente o município de mais alto índice de católicos por habitante atualmente do Brasil, a Dilma – e o PT – tenham ficado em 1º lugar neste turno das eleições. Isso a despeito do apelo de seu bispo e pastor Dom Benedito Beni dos Santos.

  20. Camila C. R.

    Sou católica e curso o último ano da faculdade pública de Direito da minha cidade.
    Cursar direito é um grande fardo que se carrega desde o momento em que se entra para a universidade, são piadas maldosas e acusações ofensivas em razão desta profissão tão desgastada. Tenho plena convicção de que, em virtude dos meus sólidos princípios cristãos, não me entregarei à desonestidade que muitos de meus colegas de profissão optaram. Nestes cinco anos de faculdade aprendi a ampliar meus conhecimentos e visões sobre os mais variados assuntos.
    Quanto ao aborto, usando das palavras da Dilma, é inegável que se trata de uma questão de saúde pública.
    Não sou nenhum pouco a favor desta candidata, e jamais faria o aborto, acontece que é ignorância, no mais puro sentido da palavra, continuar com um discurso falacioso a fim de tentar impor uma opinião religiosa numa questão de saúde pública. O Brasil (ainda bem!) é um país laico e não é governado por nenhum segmento religioso, seja ele qual for.

    Pensemos todos:
    Quem aborta continuará fazendo independentemente de ser legal ou não, acontece que em virtude da ilegalidade, milhares de mulheres sofrem em clínicas clandestinas imundas.
    Quem discorda desta prática, simplesmente nunca fará se o aborto for legalizado.
    Não fechemos nossos olhos para esta questão!

  21. Boa noite Padre!

    Há alguns dias atrás recebemos uma carta da CNBB nos orientando para não votar em Dilma, gostaria de saber como a igreja se posiciona nesse momento de decisão para o segundo turno. Gabriel Chalita diz que apoiará Dilma, a igreja nos pede isso? Em quem devemos votar para sermos obedientes a igreja?

    Carta da CNBB:

    CNBB pede que fiéis não votem em Dilma

    RIO – A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma carta na última segunda-feira na qual pede que os fiéis não votem na candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Leia a carta na íntegra:

    “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Com esta frase Jesus definiu bem a autonomia e o respeito, que deve haver entre a política (César) e a religião (Deus). Por isto a Igreja não se posiciona nem faz campanha a favor de nenhum partido ou candidato, mas faz parte da sua missão zelar para que o que é de “Deus” não seja manipulado ou usurpado por “César” e vice-versa.

    “Quando acontece essa usurpação ou manipulação é dever da Igreja intervir convidando a não votar em partido ou candidato que torne perigosa a liberdade religiosa e de consciência ou desrespeito à vida humana e aos valores da família, pois tudo isso é de Deus e não de César. Vice-versa extrapola da missão da Igreja querer dominar ou substituir-se ao estado, pois neste caso ela estaria usurpando o que é de César e não de Deus.

    “Na atual conjuntura política o Partido dos Trabalhadores (PT) através de seu IIIº e IVº Congressos Nacionais (2007 e 2010 respectivamente), ratificando o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3) através da punição dos deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso, por serem defensores da vida, se posicionou pública e abertamente a favor da legalização do aborto, contra os valores da família e contra a liberdade de consciência.

    “Na condição de Bispo Diocesano, como responsável pela defesa da fé, da moral e dos princípios fundamentais da lei natural que – por serem naturais procedem do próprio Deus e por isso atingem a todos os homens -,denunciamos e condenamos como contrárias às leis de Deus todas as formas de atentado contra a vida, dom de Deus,como o suicídio, o homicídio assim como o aborto pelo qual, criminosa e covardemente, tira-se a vida de um ser humano, completamente incapaz de se defender. A liberação do aborto que vem sendo discutida e aprovada por alguns políticos não pode ser aceita por quem se diz cristão ou católico. Já afirmamos muitas vezes e agora repetimos: não temos partido político, mas não podemos deixar de condenar a legalização do aborto. (confira-se Ex. 20,13; Mt 5,21).

    “Isto posto, recomendamos a todos verdadeiros cristãos e verdadeiros católicos a que não dêem seu voto à Senhora Dilma Rousseff e demais candidatos que aprovam tais “liberações”, independentemente do partido a que pertençam.

    Dom Luiz Gonzaga Bergonzini”

  22. Sou Católico praticante e uma coisa está me chamando a atenção:qual o interesse de algumas igrejas cristãs no Brasil inclusive a Igreja Católica através de alguns de seus representantes, só nas últimas duas semanas antes das eleições em seu primeiro turno,estão levantando estas questões? Não seria oportuno discutir estes temas um ou dois anos antes do pleito eleitoral? Fazer isso só agora parece-me oportunismo e querer defender interesses ocultos. E com certeza disso Deus não compartilha.

  23. Ricardo Zaki Francisco

    Pe. joaozinho, realmente a questão do aborto, os votos dados aos fichas sujas, a entrevista de Gabriel Chalita na Folha, dizendo que vai apoiar Dilma no 2º turno e a carta da CNBB são causas de profunda reflexão. Nunca se viu tanta mobilização em torno das eleições. O povo está opinando, discutindo, pensando na suas responsabilidade cívica. Acredito que nenhum candidato vai reunir todas as qualidades que queremos, contudo, por dever de consciênicia, ética, moral e, se for cristão, por convicção religiosa devemos votar no menos pior.
    Peço que o sr. como uma pessoa acadêmica, que sabe discernir o momento atual possa, através de seu blog, nos orientar e traduzir de maneira simples e clara a melhor maneira de votar e sermos fiéis e coerentes com nossa Igreja e com nossas consciências.
    muito obrigado

  24. Estamos diante de um dilema de fé:
    Devemos mesmo fechar os olhos e se corromper renegando os valores básicos da fé diante do otimismo econômico que clama a permanência do Lula através da sua sucessora Dilma Roussef?

    Não podemos negar o fato de que o Brasil melhorou nos últimos anos e hoje vivemos o crescimento econômico. Muitos creditam este esplendor a Lula, mas esquecem que se outros presidentes não tivessem feito o dever de casa não estariamos colhendo estes frutos(crescimento econômico) agora durante o governo Lula, que manteve o que os outros presidentes fizeram de bom(como o plano Real). Mas qual o preço que o PT de Lula está cobrando para dar continuidade a tudo o que está “dando certo”? A destruição dos valores morais e cristãos!

    A inversão de valores que o PT agora quer dar continuidade através da Dilma Roussef, será mais um golpe na instituição “Família”, que já sofre constantemente ataques através da mídia que implantam novos costumes e modas do tudo normal, tudo é certo, e com isso abala o alicerce da família colocado por Deus através dos bons costumes e valores morais ensinados nas religiões desde a criação da humanidade. Não vou me aprofundar no assunto, quem tem fé vai entender o que falo, mas basicamente querem nos moldar a acreditar: Se tudo é normal ou permitido, nada esta errado. A partir deste pensamento, o normal e permitido será o casamento gay, fazer constantes abortos, matar, roubar… E quem pensa o contrario será o errado, o cafona, o anti-social. Por exemplo o projeto de lei PLC 122 que o PT quer implantar(iniciado em 2006 no governo Lula), onde não poderemos nos manifestar contrários à união homossexual e seus costumes que poderemos ser processados, algo que a própria biblia prega desde o início da humanidade, logo, a biblia se tornará um livro proibido por incitar a dita “homofobia”. Percebe onde querem chegar?

    Diante destes e de tantas outras iniciativas do PT para a destruição da fé, pergunto: Vamos vender nossa alma e renegar Deus em troca de tudo o que o PT esta fazendo? Eu não vou! E não vou porque acredito que podemos crescer e se desenvolver sem destruir a fé em nosso Deus. Podemos e devemos exigir de nossos governantes que trabalhem pelo crescimento de nosso país, mas sem atrair a maldição de sermos um país que promove o aborto, o casamento gay… a dissolução da família, a falta de fé em Deus!

    Quem tem fé em Deus e ouve sua voz, não vota na Dilma e em nenhum canditado do PT ou outro partido que partilha os mesmos ideais.

  25. “”PT é acusado de ter assumido compromissos internacionais em favor da legalização do aborto no Brasil. É verdade?””

    O senhor sabe tão bem que é verdade; então por que o tom de pergunta dificilima de ser respondida?

  26. Querido padre Joãozinho,

    Obrigada pelas suas palavras que nos conduzem a sermos cristãos todos os dias.
    Estes dias em minha comunidade comentavamos q o mundo esta retrocedendo a ponto de talves precisarmos derramar nosso sangue por Jesus como muitos martires o fizeram em outros tempos, pois as pessoas para nao sofrerem a democratização que esta sendo imposta, estão indo a favor de partidos que são contra a etica e aquilo que aprendemos em nossa religião:Deus é o unico que pode tirar a nossa vida.
    Amo esse grande meio de evangelização, mas aqui quero expressar todo o meu apoio ao Pe. José Augusto por sua grande coragem, estou contigo Padre faço da suas as minhas palavras, Deus lhe abençoe.
    “Conheço as tuas obras: não és nem frio e nem quente. Oxalá fôsses frio ou quente! Mas como és morno, nem frio e nem quente, vou vomitar-te” Apo 3:15-16
    Estamos assustados por tudo o que anda circulando na internet.
    Segue o ultimo e-mail que recebi.
    A COISA ESTÁ FICANDO PRETA.

    O primeiro jornalista a sofrer cerceamento do direito de bem informar, em consequência dos seus verdadeiros, contundentes e procedentes comentários contra os desmandos do atual governo, foi o
    Boris Casoy. De acordo com o noticiário da época, ele foi demitido a pedido do próprio Lula.
    Entretanto aos olhos dos menos atentos, a coisa vem se agravando de maneira avassaladora e perigosa, senão vejamos:

    O Programa do Jô tirou do ar (sem dar qualquer satisfação ao público) o quadro “As Meninas do Jô” que era apresentado às quartas feiras onde as jornalistas Lilian Witifibe, Ana Maria Tahan, Cristiana Lobo, Lúcia Hippólito e, por vezes, outras mais, traziam à público e debatiam todas
    as falcatruas perpetradas por essa corja de corruptos que se apossou do país. As entrevistas sobre temas políticos não têm sido mais levadas a efeito atualmente. Virou um programa de amenidades e sem qualquer brilhantismo.

    O jornalista Arnaldo Jabor, considerado desafeto pelo governo atual, vem sofrendo, de forma velada e sistemática, todo tipo retaliação. Já foi processado, condenado, amordaçado e por aí vai. Sua participação diária, às 07:10 na Rádio CBN tem se limitado a assuntos sem a relevância que tinha, haja vista que está impedido de falar sobre assuntos que envolvam a política nacional e o atual governo.

    A jornalista Lúcia Hippólito, que tinha uma participação diária, às 07:55 hs na Rádio CBN, não está mais ocupando o microfone da emissora como fazia e nenhum comunicado foi feito pelo âncora do horário, o jornalista Heródoto Barbeiro. Sorrateiramente, colocaram-na como âncora em outro horário, onde enfocamatérias mais amenas e sem a habitual, verdadeira e procedente contundência.

    Diogo Mainard, da Revista Veja, além de processado, vem sofrendo várias ameaças de morte por parte do jornal do MR-8 (que faz parte da base aliada ao Lula) e de integrantes dos chamados “Movimentos Sociais”.

    O jornal “Estadão” de São Paulo está sob forte censura governamental há pelo menos 200 dias.

    Pelo que se vê, Fidel Castro está fazendo escola na América do Sul.
    O primeiro a colocar em prática estes ensinamentos, aniquilando o direito de imprensa foi Hugo Chaves, e pelo andar da carruagem o nosso PresiMENTE está trilhando pelo mesmo caminho.

    Constitucionalmente:
    Onde está o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO?

    Onde está o
    LIVRE DIREITO DE MANIFESTAÇÃO?

    Onde está a
    LIBERDADE DE EXPRESSÃO?

    Onde está a
    LIBERDADE DE UMA NAÇÃO?

    Este poema diz muito sobre a atualidade:

    Poema DA MENTE
    Affonso Romano de Sant`Anna

    Há um presidente que mente,
    Mente de corpo e alma, completa/mente.

    E mente de maneira tão pungente
    Que a gente acha que ele, mente sincera/mente,
    Mais que mente, sobretudo, impune/mente…

    Indecente/mente.
    E mente tão nacional/mente,
    Que acha que mentindo história afora,
    Vai nos enganar eterna/mente.

    Peço que o senhor me abençõe.

  27. Esperança

    Não entendi pq não fala sobre o PNDH3. Seus fiéis tem o direito de saber. Faça como outros religiosos que instruem corretamente seus rebanhos.

    Homilia Pe. Paulo Ricardo – PNDH3 – Revolução de Veludo – 3 partes
    http://www.youtube.com/watch?v=hA6h1dFgbc8
    http://www.youtube.com/watch?v=lpjYttjds6g
    http://www.youtube.com/watch?v=JYNP8JrDepo

    Silas Malafaia e as Eleições 2010 http://bit.ly/9n4cXE
    http://www.youtube.com/watch?v=qp8lQ6d_mSY

    VÍDEO DO PASTOR PASCHOAL PIRAGINE JR DE CURITIBA ATINGE QUASE 3 MILHÕES DE ACESSOS EM POUCO MAIS DE 30 DIAS! http://www.youtube.com/watch?v=ILwU5GhY9MI

    Dom Luis: Vida, aborto e eleições 2010
    http://www.youtube.com/watch?v=uw-mULyOg-s

    Santa Missa Canção Nova Pe. José Augusto 05/10/2010 2 PARTES IMPORTANTE
    http://www.youtube.com/watch?v=R-ZeM5qvhFo
    http://www.youtube.com/watch?v=9761dYZiyl0

    Não é padre nem pastor, mas explica mto bem:
    Com o video do endereço abaixo, começa uma aula em 4 partes, de compreensão simples, didática, para que a população conheça o que está por trás do poder do PT, por que o Lula quer dona Dilma no poder.
    Muito do que ainda querem transformar em lei, já está sendo posto em prática nas escolas.
    Estes vídeos servirão aos pais, alunos e professores, a todos que prezam a liberdade e as tradições culturais brasileiras.
    PNDH-3 – A NOVA ORDEM MUNDIAL NO BRASIL. 4 partes
    http://www.youtube.com/watch?v=zngZ4RgNQzE
    http://www.youtube.com/watch?v=H2q0b7iCCmM
    http://www.youtube.com/watch?v=9EP_uD3wd0A
    http://www.youtube.com/watch?v=-1meCRu-XDM

    MÃE DO BRASIL: Video sobre a legalização do aborto no Brasil e o programa partidário do PT (com links e documentos)
    http://www.youtube.com/watch?v=RKVwq-3Auu0

  28. Olá.

    Meu nome é Luiz Eduardo Skora, sou curitibano, de formação católica. Fui católico praticante até meus 28 anos, hoje a beira dos 40, sinto que a religião não me fez falta nesses quase 12 anos de “libertação”.

    Apesar disso, acho que uma religião é muito importante para todas as pessoas e que o catolicismo é a que melhor interpreta os ensinamentos divinos.

    Hoje mais cedo, navegando na internet me deparei com um vídeo do sermão do Padre José Augusto (apesar de não ser mais um praticante, ainda gosto dos sermões, sinto muita falta dos sermões do Pe. Felix, falecido pároco aqui de minha paróquia.

    O link é esse: http://www.youtube.com/watch?v=R-ZeM5qvhFo&feature=player_embedded

    O Padre José Augusto me deixou extremamente chocado com suas palavras, sua argumentação foi baseada em e-mails anônimos com conteúdo político, destes que todos nós temos as caixas de entrada repletas.

    Sim, aborto e casamento homosexual, são questões polêmicas e devem ser debatidos até a exaustão, mas não em época eleitoral e muito menos é dever de um religioso tomar partido deste ou aquele candidato durante a celebração da Santa Missa, afinal, parafraseando Nosso Senhor Jesus Cristo: A César o que é de César.

    Se o Padre José Augusto tem preferências políticas e quer expressa-las o faça como cidadão eleitor e não como Padre da Santa Igreja Católica!

    Veja bem, não sou militante de nenhum partido, tenho minhas preferências, mas não vou expô-las aqui, acho que o Padre José Augusto, antes de pregar o ódio ou adoração a um partido político ou outro deveria ao menos conhecer os fatos. No caso essa polêmica liberação do aborto está contida na PNDH3 (Programa nacional de direitos humanos – revisão 3, do ano 2008) está também na PNDH2 e PNDH1 de 1996 e 1998 anos em quê o atual governo era oposição portanto não é um debate de partidos e sim da sociedade toda!

    Se possível, gostaria muito de um meio de contactar o Padre José Augusto, procurei pelo sitio da Canção Nova, mas não encontrei nenhum e-mail para contato com o mesmo!

    Um grande abraço a todos os leitores do blog, saúde e serenidade na hora de depositar o voto na urna.

    Luiz Skora

  29. RosaChiquetto

    Pe Joãozinho,

    De novo o Sr. vem dar seus conselhos sobre a eleição presidencial. Ficar levantando a questão do aborto é de uma leviandade sem tamanho. Quem vai decidir (se for o caso) a questão do aborto é o Congresso Nacional. É para isso que ele é eleito.

    O que verdadeiramente está em jogo nessa eleição é o projeto político para o País. O que está em jogo é o patrimônio brasileiro. Há claramente dois lados: um que se preocupa com os mais pobres, com as populações que vivem em situação de risco e outro lado que, historicamente, defende o Estado mínimo (aquele que o mercado regula tudo e seja o que Deus quiser) e vende nossas empresas para os estrangeiros e somente o Nosso Pai sabe qual a verdadeira finalidade das privatiações.

    Portanto, padre, quando o Sr. for rezar a sua missa no domingo, lembre-se daquele que viveu para os pobres,daquele que pregou o amor e a igualdade entre as pessoas, do nosso Mestre Jesus, mas lembre-se também que se mais pessoas estão comendo neste domingo, é porque existem ainda pessoas que, mesmo sem o rótulo da religião, estão se preocupando com os mais pobres.

    A eleição da Dilma representa a continuidade dos programas sociais e a certeza de que o Brasil continuará crescendo.

    Por falar em privatização, para onde será que foi aquela montanha de dinheiro, hem?

    Fique com Deus!

  30. O tema aborto não é uma questão marginal. Sou contra o aborto e para mim, o PT errou quando deixou o grupo a favor da descriminalização (que são as feministas que tem grande força no partido ) ganharem no fechamento da questão em torno de um tema tão polêmico como este. Fez mal para imagem de partido democrático que pretende ser. No entanto, esta marca não é exclusiva do partido dos Trabalhadores. O tema descriminalização do aborto vem evoluindo no Brasil desde o governo Fernando Henrique Cardoso. Com o PNDH -I (que previu os casos de aborto permitido; com PNDH II (governo FHC)que petendia alargar os permissivos do aborto legal e, foi o próprio Ministro da Saude, o hoje candidato Serra, quem assinou a portaria regulamentando o aborto no caso de estupro (fora aprovado, mas ainda não podia ser feito pelo SUS, pois faltava o regulamento). Por fim,no governo Lula, o PNDH-III que pretendia liberar o aborto até a 4ª semana de gravidez. Paramos aqui. O governo Lula acabou acatando o clamor de grupos interessados e alterou estas e outras partes polêmicas do texto, muito embora este já tivesse sido objeto de conferências publicas antes de ser redigido e a sociedade interessada pudesse opinar. Talvez não houve muita divulgação sobre este assunto… No entanto, o Governo demonstrou ser flexível e ouviu a sociedade, o que é muito positivo. Por isto, acho que o tema é importante e a Dilma e o PT já entendeu o recado das urnas. Acredito nas boas intenções do governo Lula e, por consequência, da candidata Dilma. Este tema pode ser negociado. Acredito que, se havia alguma intenção de aprovar algum projeto no sentido de descriminalização do aborto por iniciativa do governo, este deverá ficar congelado pelo menos por mais algum tempo. Agora, não se enganem, a realidade é que este assunto poderá ir para discussão no congresso e poderá ser aprovado independente de partido que assuma a presidência do país. Lembre-se quem faz a leis e as modifica é o legislativo. Infelizmente, algum setores da Igeja perderam a oportunidade de esclarecer as pessoas sobre a importância do cargo legislativo. Na verdade, acho que confundiu mais as pessoas. Mas, não se enganem, devemos ficar atentos e nos unirmos todos que somos contra o aborto para impedirmos sua legalização, mas isto quando o perigo for real e iminente e com os meios adequados. Sabe como foi feito no ficha limpa? Tem muita gente que é contra a liberação do aborto…
    Feitas as considerações acima, insisto agora que não podemos reduzir a discussão sobre quem merece nosso voto apenas à questão do aborto, pois, se assim fosse, teríamos que anular o voto e, como disse o Secretario nacional da CNBB, Dom Dimas, a vida humana não se resume apenas ao estágio embrionário.
    Assim, teremos que escolher entre dois projetos de governo. Eu, particularmente, acredito que não temos outro caminho viável que não avançar nas conquistas sociais, no crescimento do país com distribuição de renda, na política de valorização deste país interna e externamente, numa construção da paz com os países vizinhos, conforme o Lula tem feito. Acredito que o Serra não pode ganhar esta eleição. Será um retrocesso. Nas questões externas,ele já deu demonstrações do que fará. Disse que vai acabar com o Mercosul, já comprou guerra a Bolívia. Ele não pensa grande. Ainda tem a mentalidade ultrapassada de querer agradar aos Estados Unidos. Não podemos perder a autonomia e importância que adquirimos com o governo Lula. E o pré-sal, na hora da escolha do método de exploração, o quanto que o PSDB lutou para deixar a nossa riqueza na maos da iniciativa privada. Agora temos um fundo nacional soberano que administrará estas riquezas que já tem destino certo, que é saude, educação, segurança, tecnologia e meio ambiente. Graças à Deus que o pré-sal não foi descoberto e regulamentado no governo do PSDB. O Brasil sempre foi rico, mas sempre teve suas riquezas dilapidadas. Agora, Deus nos abençoou novamente com o pré-sal. É a chance do Brasil de ser o pais do presente, como ja está se tornando. Devemos, pois, rejeitar a campanha que, na falta de proposta viáveis, apela para o medo e faz terrorismo e tenta impedir o eleitor de pensar.
    Um grande abraço.

  31. Maria Inês

    Uma notícia em terras Brasileira:

    Por onde começar a resolver os problemas de nossas cidades?
    Sempre a partir das feridas da cidade: a partir dos excluídos, dos “inexistentes” para aquela cidade… Porque, pensando neles, Jesus nos repete hoje: “Tudo o que fizerdes a eles, foi a mim que o fizestes.”

    veja vídeo:

    [http://projetocidades.blogspot.com/2010/10/projeto-do-jardim-margarida-vargem.html?spref=bl]
    PROJETO CIDADES: PROJETO DO JARDIM MARGARIDA – VARGEM GRANDE PAULIS…: “Vídeo de autoria de Charles Chaar”

  32. Pedro de Alcantara

    Padre Joãozinho sua bênção.
    Eu gostaria que o Sr. tivesse acesso e comentasse a homilia do Padre José Augusto da Canção Nova do dia 05/10/2010, e a nota de opinião do Eto no dia 06/10/2010. Eu estõu com o Padre. Ele foi autêntico, prudente e firme. obrigado

  33. JOSÉ CLAUDIO RAMOS RODRIGUES

    PADRE JOAOZINHO, STROU ESTARRECIDO E PROFUNDAMENTE TRISTE COM O “SERMÃO” DO PADRE JOSÉ AUGUSTO DESTA 3ª FEIRA NA MISSA DA MANHÃ DA CANÇÃO NOVA.

    SOU SÓCIO FIEL DESSA OBRA, CATÓLICO OBVIAMENTE, DE FAMÍLIA COM TRADIÇÃO CATÓLICA, SIMPATIZANTE DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA E FILIADO E MILITANTE DO PARTIDO DOS TRABALHADORES DESDE 1988. NÃO ACREDITEI NO QUE LI PELOS SITES DE NOTÍCIA NESTA 4ª FEIRA E FUI CONFERIR NO VÍDEO QUE ESTÁ DISPONÍVEL NO YOOTOBE E QUE MILHÕES DE PESSOAS DEVEM TER ACESSADO, ASSIM COMO EU.

    SOU MILITANTE DO PT ASSIM COMO CENTENAS E MILHÕES DE CATÓLICOS LIGADOS A IGREJA CATÓLICA QUE AJUDARAM NA FUNDAÇÃO DESSE IMPORTANTE PARTIDO NO BRASIL, COMO VOCÊS DEVEM SABER. O PT DEU UMA CONTRIBUIÇÃO FUNDAMENTAL À DEMOCRACIA BRASILEIRA E NO GOVERNO LULA TIROU MILHÕES DE PESSOAS DA FOME E DA MISÉRIA E OUTROS MILHÕES QUE ASCENDERAM À CLASSE MÉDIA. ESSE FATO, PORÉM, PARECE, NÃO TER A MENOR IMPORTÂNCIA PARA O PADRE JOSÉ AUGUSTO. A MORTE, ASSIM COMO OCORRE NO ABORTO, TAMBÉM OCORRE POR FOME E OUTRAS SITUAÇÕES DE POBREZA, MAS PARECE QUE O PADRE JOSÉ AUGUSTO NÃO LEMBROU DESSE “DETALHE”.
    É LÓGICO QUE COMO CATÓLICO, SOU CONTRA O ABORTO, ASSIM COMO MILHÕES DE OUTROS MILITANTES E SIMPATIZANTES DO PT TAMBÉM O SÃO. A PRÓPRIA CANDIDATA DILMA JA SE DISSE CONTRA O ABORTO. SE É VERDADE QUE ALGUNS NO PT DEFENDEM A DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO, ISSO TAMBÉM OCORRE EM OUTROS PARTIDOS E ESSA BANDEIRA ESTÁ LONGE DE SER UNANIMIDADE NO PT. SE FOSSE VERDADE QUE O PT DEFENDE A IMPLANTAÇÃO DO ABORTO, O PRESIDENTE LULA TERIA ENVIADO AO CONGRESSO ALGUMA LEGISLAÇÃO NESTE SENTIDO OU TERIA SE MOVIMENTADO NESSA DIREÇÃO E ISSO, DEFINITIVAMENTE NÃO ACONTECEU. O QUE O PADRE JOSÉ AUGUSTO CONHECE DO PARTIDO DOS TRABALHADORES? CHAMÁ-LO DE PARTIDO MARXISTA OU COMUNISTA É NO MÍNIMO IGNORÂNCIA! AFINAL, O PT NÃO ESTÁ A 8 ANOS NO GOVERNO? ONDE ESTÁ O COMUNISMO? FICA CLARO QUE O PADRE JOSÉ AUGUSTO EMBARCOU NA ONDA FASCISTA ANTI PT E TEM UMA VISÃO COMPLETAMENTE EQUIVOCADA E PRECONCEITUOSA A RESPEITO DO PT. E O QUE DIZER DE DEZENAS E CENTENAS DE PADRES, PASTORES E RELIGIOSOS QUE SÃO POLÍTICOS ELEITOS PELO PT
    OU SÃO MILITANTES? GABRIEL CHALITA, POR EXEMPLO, QUE CONHECE O PT, APÓIA DILMA, POR ACASO É A FAVOR DO ABORTO?

    SEI, PERFEITAMENTE QUE UM PADRE OU QUALQUER LÍDER RELIGIOSO, TEM O DEVER CRISTÃO DE DEFENDER OS VALORES DO EVANGELHO, MAS DAÍ A UTILIZAR DO SEU PODER E PRESTÍGIO DE PADRE, EM PLENA MISSA, CITANDO NOME DE PARTIDO E DE CANDIDATO, NUMA CAMPANHA TERRORISTA E PRECONCEITUOSA, FOI DEMAIS!!! NEM NA ÉPOCA EM QUE OS PADRES DA IGREJA CATÓLICA ERAM CHAMADOS DE “COMUNISTAS” POR DEFENDER A DEMOCRACIA E A JUSTIÇA, OUSARAM CITAR NOMES DE PARTIDOS POLÍTICOS OU DE PESSOAS NO ALTAR.

    O PT E A PRÓPRIA CANDIDATA DILMA, COM CERTEZA NESTE SEGUNDO TURNO VÃO SE PRONUNCIAR CLARAMENTE SOBRE ESSE TEMA E ACREDITO PLENAMENTE, QUE A CANDIDATA DILMA VAI DEIXAR CLARO SUA POSIÇÃO FIRME CONTRA O ABORTO. PORÉM, AGORA O ESTRAGO ESTÁ FEITO! O PADRE JOSÉ AUGUSTO, FOI PRECIPITADO, PRECONCEITUOSO, INJUSTO COM O PT E COM TODOS OS SEUS SIMPATIZANTES E MILITANTES! ESTOU LITERALMENTE INDIGNADO! ELE NÃO DEFENDEU OS VALORES DO EVANGELHO. ELE DISSE INVERDADES, FEZ CAMPANHA PRA UM CANDIDATO, TOMOU PARTIDO E ISSO É INACEITÁVEL!!!

  34. JOSÉ CLAUDIO RAMOS RODRIGUES

    ACREDITO QUE MILHARES DE CATÓLICOS POR ESSE BRASIL AFORA DEVEM ESTAR CHOCADOS COM O COMÍCIO DO PADRE JOSÉ AUGUSTO!

    QUE NÓS CATÓLICOS DEVEMOS PAUTAR NOSSAS VIDAS PELOS VALORES DO EVANGELHO, NINGUÉM QUESTIONA! QUE DEVEMOS VOTAR TAMBÉM OBSERVANDO A COERÊNCIA COM ESSES MESMOS VALORES, TAMBÉM NÃO SE QUESTIONA! AGORA, O QUE O PADRE JOSÉ AUGUSTO FEZ NA MISSA DESSA 3ª FEIRA FOI UMA CAMPANHA DIFAMATÓRIA E TERRORISTA CONTRA UM PARTIDO E UMA CANDIDATA! QUE CONHECIMENTO ELE TEM, DE FATO SOBRE O PT? QUEM DISSE QUE O PT É UM PARTIDO, MARXISTA OU COMUNISTA? POR ACASO O BRASIL GOVERNADO A 8 ANOS PELO PT É UM PAÍS COMUNISTA? QUEM DISSE QUE O PT DEFENDE O ABORTO? POR ACASO O GOVERNO LULA APROVOU ALGUMA LEI NESSES 8 ANOS A FAVOR DESSA PRÁTICA? O “DISCURSO” DO PADRE JOSÉ AUGUSTO FOI OBSCURANTISTA, PRECONCEITUOSO! SO FALTOU ELE DIZER QUE O PT “COME CRIANCINHAS” FRANCAMENTE QUE VERGONHA!

    PARECE QUE O PADRE JOSÉ AUGUSTO DESCONHECE O FATO DE QUE O PT TAMBÉM NASCEU PELA LUTA DE MUITOS LEIGOS, PADRES E RELIGIOSOS DA IGREJA CATÓLICA! MUITOS QUE INCLUSIVE DERAM SUAS VIDAS PELA CAUSA DA JUSTIÇA! É ÓBVIO QUE NÃO É SO O PT QUE LUTA POR JUSTIÇA E TAMBÉM RECONHEÇO QUE MUITOS NO PARTIDO COMETERAM GRAVES FALTAS ÉTICAS! MAS O PT É PARTE DE NOSSA SOCIEDADE E COMO TAL, TAMBÉM EXPRESSA SUAS FRAQUEZAS! TAL COMO A SOCIEDADE, O PT TENTA ACERTAR, SER MELHOR, EVOLUIR A PARTIR DE SEUS ERROS!

    O DISCURSO DO PADRE JOSÉ AUGUSTO DEMONIZOU UM PARTIDO E UMA CANDIDATA! ELE LITERALMENTE FEZ CAMPANHA A FAVOR DE UMA CANDIDATURA!!! ACREDITO QUE EU E MILHARES DE CATÓLICOS SIMPÁTICOS E MILITANTES DO PT ESTAMOS NOS SENTIDO PROFUNDAMENTE OFENDIDOS! A CANÇÃO NOVA NÃO MERECIA ISSO! ESSE FATO É MUITO GRAVE E NÃO PODE FICAR ASSIM!

  35. óla pe jose augusto,boa noite eu sou um catolico apostolico romano grassas a deus,mas preciso falar com você vir seu video na missa falando mau do pt,e usando e usando apalavra de deus para falar de politica,padre você se esqueceu que u altar e lugar sagrado de respeito aDeus nao e um palanque politico,por isto você esta nolugar errado va pra igrejas protestante que lar eles mistura religiao com politica,e muito triste ver padre,como você usando o altar da casa de Deus em palanque do psdb, e por estas e outras que nossa amada igreja de jesus crito vive perdendo os fieis para templos protestante,sao por estas coisa que muitos como você que Deus colocou como saserdote para levar apalavra de vida para ser testemunhas vivas da casa de Deus,você se esquece,e nos cando vamos amissa queremos sentir a presencia de Deus não queremos um palanque politico,por isto que cada dia que passa os catolicos sai da nossa igreja e se apega as outras porque vocês padre foje do sentido da palavra de deus,padre eu nao sou do pt ,sou so um catolico apostolico romano,sim sobre,u casamento gay que você falou,cuidado nao julgue para nao ser julga foi isto foi o propio jesus cristo que falou,mt.cp,7vr,1a3 leia 1 corintioscp 5,vr,9a11cuidado, com as injustiças,eu padre sou casado pai de treis filho pequenos e quando vejo as noticias de pedofelia de padres com crianças da nojo,como e que você tem corajem de falar do pt que você e favor da vida e se esquese dessas babaridades, que acontesse dentro na nossa igreja,olha os homens que vive com outros homem não sao por que escolheram, ja nasseram assim,por que Deus permitio que eles fosse assim, agora abusar de crianças e ser escondido pelos bispo para nao ter escadalo isto voce nao pregou na igreja,qual quer um padre que abusa de criança tinha que ir pra cadeia. nao ser trasferido de uma igreja para outra,por isto padre paulo deixe de falar mau do pt, e dos gays e fale mas de Deus.

  36. Milton teófilo Macieira

    CNBB condena ‘uso eleitoral da fé cristã’ contra candidatos
    http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/cnbb+grupos+religiosos+criam+obstaculos+para+voto+livre/n1237793236067.html
    Sem citar Dilma abertamente, entidade rebate acusações feitas à petista de grupos ultra-conservadores ligados à igreja
    Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo | 06/10/2010 21:30
    A Comissão Brasileira Justiça e Paz, órgão da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) condenou agora a noite o uso eleitoral da fé cristã para espalhar boatos sobre os candidatos à Presidência da República.
    Sem citar o nome de Dilma Rousseff (PT) diretamente, a nota da CNBB diz que grupos religiosos dentro da própria igreja têm “criado dificuldades para o voto livre e consciente”. Segundo a entidade, esses grupos estão usando o nome da CNBB para induzir erroneamente os fiéis a acreditarem que a Igreja Católica tivesse imposto veto a qualquer um dos candidatos nestas eleições.
    A CNBB critica a nota divulgada pela Regional Sul 1, que prega o voto contra Dilma. A instância máxima do catolicismo no Brasil diz que a atitude desses grupos religiosos “constrangem nossa consciência cidadã, como cristãos, atos, gestos e discursos que ferem a maturidade da democracia, desrespeitam o direito de livre decisão”. Leia a seguir a íntegra da nota:
    O MOMENTO POLÍTICO E A RELIGIÃO
    “Amor e Verdade se encontrarão. Justiça e Paz se abraçarão” (Salmo 85)
    A Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP) está preocupada com o momento político na sua relação com a religião. Muitos grupos, em nome da fé cristã, têm criado dificuldades para o voto livre e consciente. Desconsideram a manifestação da presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil de 16 de setembro, “Na proximidade das eleições”, quando reiterou a posição da 48ª Assembléia Geral da entidade, realizada neste ano em Brasília. Esses grupos continuaram, inclusive, usando o nome da CNBB, induzindo erroneamente os fiéis a acreditarem que ela tivesse imposto veto a candidatos nestas eleições.
    Continua sendo instrumentalizada eleitoralmente a nota da presidência do Regional Sul 1 da CNBB, fato que consideramos lamentável, porque tem levado muitos católicos a se afastarem de nossas comunidades e paróquias. Constrangem nossa consciência cidadã, como cristãos, atos, gestos e discursos que ferem a maturidade da democracia, desrespeitam o direito de livre decisão, confundindo os cristãos e comprometendo a comunhão eclesial.
    Os eleitores têm o direito de optar pela candidatura à Presidência da República que sua consciência lhe indicar, como livre escolha, tendo como referencial valores éticos e os princípios da Doutrina Social da Igreja, como promoção e defesa da dignidade da pessoa humana, com a inclusão social de todos os cidadãos e cidadãs, principalmente dos empobrecidos.
    Nesse sentido, a CBJP, em parceria com outras entidades, realizou debate, transmitido por emissoras de inspiração cristã, entre as candidaturas à Presidência da Republica no intento de refletir os desafios postos ao Brasil na perspectiva de favorecer o voto consciente e livre. Igualmente, co-patrocinou um subsídio para formação da cidadania, sob o título: “Eleições 2010: chão e horizonte”.
    A Comissão Brasileira Justiça e Paz, nesse tempo de inquietudes, reafirma os valores e princípios que norteiam seus passos e a herança de pessoas como Dom Helder Câmara, Dom Luciano Mendes, Margarida Alves, Madre Cristina, Tristão de Athayde, Ir. Dorothy, entre tantos outros. Estes, motivados pela fé, defenderam a liberdade, quando vigorava o arbítrio; a defesa e o anúncio da liberdade de expressão, em tempos de censura; a anistia, ampla, geral e irrestrita, quando havia exílios; a defesa da dignidade da pessoa humana, quando se trucidavam e aviltavam pessoas.
    Compartilhamos a alegria da luz, em meio a sombras, com os frutos da Lei da Ficha Limpa como aprimoramento da democracia. Esta Lei de Iniciativa Popular uniu a sociedade e sintonizou toda a igreja com os reclamos de uma política a serviço do bem comum e o zelo pela justiça e paz.
    Brasília, 06 de Outubro de 2010.
    Comissão Brasileira Justiça e Paz, Organismo da CNBB”

  37. Pingback: Giorgio Sinestri scj

  38. Pingback: Portal DEHON Brasil

  39. Marcos Lima

    E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8 : 32). Que tristeza, ver o Pe. José Augusto,“pseudo” sacerdote cristão usando do altar para vomitar suas convicções particulares formadas com base no engano voluntario por pura cegueira ideológica. Ignorando nossa triste história política. Com uma inacreditável insensibilidade do momento do Brasil recheado de mudanças positivas em todas as áreas fruto de um governo voltado ao mais frágil como preconizado em Puebla. Assim como não devemos julgar a igreja pelos ladrões, pedófilos, pederastas e toda mazela inerente ao ser humano que compões sua estrutura, é de se revoltar com tamanha e conveniente desfaçatez desse cura desvairado pelo apoio recebido dos herdeiros da mais nefasta minoria de “nossa” sociedade a bolorenta UDN os atuais DEM e seus fieis escudeiros as vestais do PSDB, de avental ou não, na diáspora do alto de sua Bilderberg sempre achando que a haganá delles é a certa (vide os Madoff de lá e os incólumes de cá) ou não, responsáveis pelo nosso atraso enquanto nação graças aos seus governos ou melhor desgovernos perpetrados durante os 502 que estivemos nas mãos desses famigerados tão queridos por esse inconseqüente vigário. São esses que dão suporte a esse prelado do vale do Paraíba. E como um criminoso inveterado diz que podem me prender, podem me matar, meu Deus sem nenhum amor a vida pior que alguém que pratica um aborto. (São Mateus 24,5)Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu o Cristo. E seduzirão a muitos. (São Lucas 19,43) Virão sobre ti dias em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, te sitiarão e te apertarão de todos os lados.

  40. CICERO MACEDO

    Meu nobre padre,

    Seu pequeno texto tem um tamanho de importância gigantesco.
    De fato, nossos dois candidatos precisam ser claros.
    Se são ou não a favor do aborto.
    Deixarem de tergiversar e irem direto ao assunto.
    Esse negócio de aborto como saúde pública não me convence.
    Quero o preto no branco.
    Quero que aquilo que está escamoteado venha ser revelado.
    Sua benção a mim e todos os católicos para decidirmos com serenidade.

  41. Temos uma situação impar dois candidatos que para ganhar devem conquistar os votos da “ala” religiosa e para tal propetem que são contra o aborto falar é facil se comproteter no papel ninguem em seu programa de governo as claras. Mas nós como cristãos devemos não apenas olhar para um unico ponto apesar de ser importantissimo, mas sem todos os aspectos o que mais estes candidatos realmente tem para oferecer em favor da nação brasileira, pois devemos ver a politica como um istrumento de transformação para o bem comum de uma sociedade e não somente do nossos interesses muitas das vezes ouvimos falar muito bonito mas esquecemos de que o nosso irmão de comunidade faz o contrario e que devemos estar unidos em comunhão com a igreja e suas orientações não podemos apoiar este ou aquele e esquecer das diretrizes da igreja devemos ser obedientes a SANTA IGREJA na pessoa dos nossos pastores (PADRES, BISPOS, ARCEBISPOS E ETC…). Que Deus nos abençõe!

  42. Gostaria de ver os padres católicos agindo com tanta força contra a pedofilia dentro da igreja, que é tão repugnante quanto a idéia do aborto. Quanta hipocrisia!!!!!!!!!!

    Eles deveriam pensar nas pessoas que sairam da miséria, no quanto a desnutrição e mortalidade infantil diminuiram e quanto foi feito por nosso povo tão sofrido.

    Fora isso, quanto alienação política!!!

    Pessoas, leiam… descubram… pesquisem… Formem suas opiniões! Não se deixem levar pelo terrorismo que a igreja está fazendo.

    Acordem pra Jesus!

    Eu sou contra o aborto FORTEMENTE e voto em Dilma.

  43. No dia 31 Votem em Dilma 13! Vamos começar o movimento: Sou Católico e voto em Dilma! Abaixo ao voto de cabresto e viva a democracia!
    Sou Católico fervoroso e Amo minha Igreja, mas não posso me omitir a essa sujeira que a Igreja Católica do Brasil está fazendo, vivemos numa democracia, temos que votar de acordo com nossas afinidades politico/partidários/ideológicas/religiosas, mas impor um voto, isso não existe, a idade média passou a Igreja não manda na minha vida. Sou contra o Aborto e tudo que atente contra a vida, mas defendo o livre arbítrio e a liberdade de expressão.
    Cada vez mais pessoas abandonam o Catolicismo por causa dessas bizarrices. Temos que ser críticos, mas sem deixar de praticarmos nossa fé e de respeitar as individualidades.
    No dia 31 eu votarei em Dilma, pois na história do Brasil, o governo do PT, foi o que mais fez pela população independente da classe social.

    Uma braço fraterno a todo!

    Paz de Cristo e o Amor de Maria!

  44. Santa Madre Igreja, que tanto moralismo e valor a vida é este?
    E OS PADRES PEDÓFILOS, DERAM VALOR AS VIDAS DE SUAS VÍTIMAS?????

  45. A CNBB antes de DESORIENTAR seus católicos para que votem sem reflexão, seria bom analisar se a igreja católica diante de seu passado e presente de acontecimentos vergonhosos, por exemplo a Santa Inquisição, pedofilia etc. e muito mais, tem respaldo para se manifestar diante da sociedade com tanto falso moralismo. E o Sr. Padre Joãozinho, QUE VERGONHA EM?.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.