Pecados Capitais: Inveja, a tristeza da alma sem Deus

Por no dia mar 16th, 2012 sobre Espiritualidade, Quaresma.

O tempo da Quaresma é uma grande revisão de vida para os cristãos, por isso, é necessário meditarmos sobre os pecados e suas conseqüências em nossas vidas. Sempre a luz da Palavra de Deus e da Doutrina de nossa Igreja. A semana passada vimos um artigo e um vídeo com o Padre Paulo Ricardo sobre O Pecado Capital da IRA e os seus danos para a nossa vida. Ao tomarmos consciência do pecado peçamos ao Espírito Santo a graça de um coração arrependido e busquemos o Sacramento da CONFISSÃO, pois buscamos a conversão e a nossa meta é a criatura nova renascida em cristo na Ressurreição.

A Inveja

Diz o livro da Sabedoria que é por causa da inveja que o demônio levou a pecar os nossos primeiros pais no início da história da humanidade. “É por inveja do demônio que a morte entrou no mundo, e os que pertencem ao demônio prová-la-ão” (Sb 2,23-24). Santo Agostinho dizia que “a inveja é o pecado diabólico por excelência”. E se referia a ela como “o caruncho da alma, que tudo rói e reduz a pó”.

A inveja é companheira daquele que não suporta o sucesso dos outros, e que não se conforma em ver alguém melhor do que ele mesmo. Fica torcendo pelo mal do outro; e quando este fracassa, diz no interior “bem feito!”. No fundo quem é sempre acometido pelo pecado da inveja deve trabalhar o complexo de inferioridade, baixa auto-estima, insatisfação pessoal e falta de amor próprio, confiança em si mesmo. Estes sentimentos não podem nos dominar, eles estão indicando um estado de nossa alma que pela Graça pode mudar.

O primeiro pecado dos filhos de Adão e Eva foi cometido por inveja: Caim matou o irmão Abel (cf. Gn 4). Pior do que um homicídio (assassinato de um homem), o crime de Caim, movido pela inveja, foi um fratricídio (assassinato de um irmão). Também por causa da inveja os filhos do patriarca Jacó venderam o seu filho caçula, José, para os mercadores Do Egito. Também por causa da inveja, vimos o rei Saul odiar a Davi e caçá-lo como se fosse um animal a ser morto. (cf. 1Sm 18,8; 19,1).

O caso mais triste que as Escrituras nos relatam, por causa da inveja, é o da morte de Jesus. O evangelista São Mateus deixa claro: “Pilatos dirigiu-se ao povo reunido: Qual quereis que eu vos solte: Barrabás ou Jesus, que se chama Cristo? Ele sabia que tinham entregado Jesus por inveja” (Mt 27, 18).

Diante disto temos que nos acautelar diante dela; uma vez que movidos por ela somos levados a praticar muitas injustiças. Quantas fofocas, maledicências, intrigas, brigas, rivalidades, calúnias, ódios, etc., acontecem por causa de uma inveja. O pior de tudo para nós cristãos, é constatar que ela se entranha até mesmo nas obras e nos filhos de Deus. Podemos dizer seguramente que muitas rivalidades e disputas que surgem também no coração da Igreja, tristemente, são causadas pela inveja, ciúme e despeito.

Ao invés de se alegrar com o sucesso do irmão, no seu trabalho para o reino de Deus, muitas vezes se fica remoendo a inveja porque não se consegue o mesmo sucesso. O que importa afinal é o meu sucesso, o sucesso do outro, ou o crescimento do reino de Deus e a salvação das almas? Precisamos aprender a fazer com que a felicidade do próximo seja um motivo a mais para sermos felizes, e não o contrário. A inveja é uma perversão. Santo Agostinho nos ajuda a entender a gravidade da inveja:

“Terrível mal da alma, vírus da mente e fulminante corrosivo do coração, é invejar os dons de Deus que o irmão possui sentir-se desafortunado por causa da fortuna dos outros, atormentar-se com o êxito dos demais, cometer um crime no segredo do coração, entregando o espírito e os sentidos à tortura da ansiedade; destroçar-se com a própria fúria!”

Oração: À medida que se aproxima a festa da salvação, nós vos pedimos ó Deus, que nos preparemos com maior empenho para celebrar o mistério da Páscoa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Clique em comentários e deixe sua opinião e pedidos de orações.


Clique e assista este vídeo com o Padre Paulo Ricardo:


“A alegria exorciza o demônio”. São Francisco de Assis. Então nossa verdadeira alegria por nós e pelo dom dos outros será um antídoto contra a inveja.

Medite a Via-sacra durante a Quaresma

Como você lida com a inveja? Clique em comentários e deixe sua opinião.

Minha benção fraterna+

Padre Luizinho, Com. Canção Nova.
Diretor Espiritual e Formador do pré-discípulado.


Matéria relacionada: O Pecado Capital da IRA e os seus danos para a nossa vida.

8 Responses to “Pecados Capitais: Inveja, a tristeza da alma sem Deus”

  1. Cristiane Carvalho Barros says:

    Acho a inveja o pior pecado que se pode cometer. Sempre que posso, eu elogio as pessoas, mas sei que ás vezes sinto inveja das pessoas por seus atos e qualidades. O melhor a fazer é pedir a graça de Deus para que eu possa enxergar as minhas qualidades também e perceber que as qualidades do outro é sinal da graça de Deus no irmão. Obrigada e fiquem com Deus. Amém.

  2. Ana Paula Novaes says:

    Olá… gostei muito do artigo… mas gostaria que escrevessem algo sobre como devemos lidar com a inveja que os outros tem de nós.
    Tenho dificuldade nesse campo, pois tenho muitas pessoas que sei que invjam minha vida, embora ela seja simples.
    Aguardo retorno… Muito obrigada!

  3. José Caetano says:

    Só agora sei o quão malígna é a inveja, e que por trás desse malefício está tantos desagravos cometidos contra tantos cristãos, como calúnias, fofocas, mentiras.

  4. peço que ore mim jovilde cervieri e por ANDRE
    CERVIERI E POR CATIANE CERVIERI,

  5. Maria Aparecida Nascimento says:

    Peço a Deus nesta quaresma que lave o meu coração com o seu SANGUE REDENTOR e tire toda e qualquer INVEJA,etc..de mim e de todos os meus irmãos de sangue que está só deixando – nos uns longe dos outros e cada vez com alma mais tristes….OBRIGADA SENHOR PELAS PALAVRAS DESTE PADRE LUIZINHO…..amém

  6. Cícero says:

    Que Deus se faça presente nos corações de quem tem esse mal os perturbando para que seja expurgado de dentro de si!!
    Peço também orações pra Paroquia São Pedro Pescador em Marechal Deodoro-AL

  7. Ivete says:

    Parabéns pe Luizinho,, grande reflexão a inveja é um vírus maligno mesmo.

  8. Stefannia Sena Sant´Anna says:

    PADRE LUIZINHO HOJE MEDITO SOBRE A VIRTUDE DA CARIDADE E DA HUMILDADE

    PARA FUGIR DA INVEJA

    O que hoje penso…

    Padre meu querido,

    Por volta das 14:00h comecei a sentir um apertozinho estranho em meu peito…fui para meu quarto e me coloquei a ouvir a Ave Maria em latim, cantada por Cleidimar da Comunidade CN. Disse a Jesus e a Nossa Senhora: “Me colocarei aqui a ouvir a saudação de Gabriel à minha Senhora até que o Senhor me livre desse aperto estranho…”, padre me coloquei na janela do meu quarto, junto à grade dela e contemplava minha cidade. O canto do Cleidimar parecia sair do meu peito..Padre eu creio na comunhão dos Santos.

    Pensei na Virgem Maria, em como ela é bela…subitamente veio à minha mente a imagem de uma pessoa que pareceu-me enfrentar problemas com a inveja…eu não sei padre, foi apenas o que senti que lhe compartilho…doeu pensar que ela poderia estar sofrendo com esse tipo de luta…porém olhei para Jesus e Maria e lembrei-me de meus propósitos…

    Sim Jesus, meu único interesse é fazer a Vossa Vontade e nela não sairei frustrada…Padre estou num lugar tão profundo que penso ser difícil que alguém queira escolher o meu lugar, RSS, Padre desde muito jovem escolhi ser a última…e Deus viu que meu desejo era bom.

    Padre querido vou escrever aqui pro senhor sobre algumas das coisas que meu João me ensinou, com seus escritos sobre a inveja: SUBIDA III, cap IV, 1:

    O segundo dano positivo que a alma pode encontrar nas notícia’s da memória vem da parte do demônio; e neste ponto tem o inimigo grande entrada: pode acumular, nessa potencia, formas, notícias e discursos imaginários; e por tais meios provocar movimentos de orgulho, avareza, inveja, cólera etc e também ódio injusto, amor vão e, enfim, de muitas maneiras enganar a alma. Além disso, costuma ele fixar tão fortemente os objetos na fantasia, que o falso parece verdadeiro e vive-versa. Em uma palavra, todas as ilusões e todos os males causados pelo demônio entram na alma pela porta das notícias e formas apreendidas pela memória. Se esta potência, pois, se obscurece em todas as apreensões, e se aniquila em completo esquecimento, fecha completamente a porta aos enganos do inimigo, livrando-se de todos os inconvenientes, o que é grande bem.

    E ainda Padre querido, Misericórdia Celeste! veja isso que ele falou em: Cântico Espiritual XV, 2:

    Conhecendo o demônio esta prosperidade da alma (pois, com a grande malícia que lhe é própria, tem inveja de todo o bem que nela vê), usa, a esse tempo, de toda a sua habilidade, e põe em jogo todas as suas astúcias para conseguir perturbar, nessa alma, seja embora em grau mínimo, tão grande bem. Efetivamente, mais estima o inimigo a privação de um só quilate daquela riqueza e glorioso deleite a ela dado, do que a queda de muitas outras almas em numerosos e gravíssimos pecados. Estas últimas, pouca coisa ou nada tem a perder; mas a que chegou à união divina, tendo recebido tantas graças valiosas, sofreria na verdade grandíssimo prejuízo, como seria a perda de uma pequena quantidade de ouro finíssimo em comparação a outra de metais inferiores. Aproveita-se aqui o demônio dos apetites sensitivos, embora a maior parte das vezes consiga pouca coisa ou nada em relação às almas chegadas a esse estado, porque já os tem mortificados; e vendo ele que nada pode, representa-lhes à imaginação muitas fantasias. Ocasiões há em que levanta muitos movimentos na parte sensitiva, conforme se dirá depois, causando aí outras perturbações, espirituais ou sensíveis, das quais a alma não tem possibilidade de libertar-se até que o Senhor envie seu anjo (segundo diz o salmo) em socorro dos que o temem, e ele próprio os liberte (Sl 33, 8), produzindo, então, paz e tranqüilidade tanto na parte sensitiva como na espiritual…

    Padre querido invejar o meu João? Claro que não, sou-lhe é muito grata! Quanto a mim, inveja de mim? Que bobagem! O que há que eu faça que a pessoa mais “limitada” desse mundo não o possa fazer? Sim Padre é verdade! Nada há de extraordinário em minhas ações, porém numa coisa me determinei…a descer…na humildade o demônio é derrotado. Ele nada pode fazer à alma humilde…Valei-me Virgem Maria!

    Padre termino expondo aqui um poema que gosto muito de minha Mãe Teresa de Jesus para vencer a inveja: “Ante a formosura de Deus”

    FORMOSURA QUE EXCEDEIS

    A TODAS AS FORMOSURAS,

    SEM FERIR, QUE DOR FAZEIS!

    E SEM MAGOAR DESFAZEIS

    O AMOR PELAS CRIATURAS!

    Ó LAÇO QUE ASSIM JUNTAIS

    DOIS SERES TÃO DESIGUAIS,

    POR QUE É QUE VOS DESATAIS

    SE, ATANDO, EM GOZO TROCAIS

    AS DORES AS MAIS PUNGENTES?

    AO QUE NÃO TEM SER, JUNTAIS

    COM QUEM É SER POR ESSÊNCIA;

    SEM ACABAR, ACABAIS;

    SEM TER O QUE AMAR, AMAIS;

    E NOS ERGUEIS DA INDIGÊNCIA.

    Sua pequena Stefannia

    04/04/2012

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.