Explicando A Medalha Milagrosa de Nossa Senhora das Graças

Por no dia nov 27th, 2012 sobre Maria, mãe de Jesus.

Hoje a Igreja celebra uma Aparição de Nossa Senhora em Paris: Nossa Senhora das Graças. A Virgem Maria disse a Santa Catarina: “Este globo que vês representam o mundo inteiro e especialmente a França, e cada pessoa em particular. Os raios são os símbolos das Graças que derramo sobre as pessoas que me pedem”.

Enquanto Maria estava rodeada duma luz brilhante, o globo desaparece de suas mãos. Forma-se então um quadro de forma oval em que havia em letras de ouro as seguintes palavras:

Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!”

Então Nossa Senhora revelou: “Faze cunhar uma medalha conforme este modelo. As pessoas que a trouxerem ao pescoço receberão grandes graças. As graças serão abundantes para os que a trouxerem com inteira confiança”.

“A medalha milagrosa é a compilação gráfica das grandezas de Maria e de sua história no plano de Salvação de Deus.”

M:
A letra M que sustém uma Cruz sobre uma barra horizontal entrelaçada nos braços do M. Eme de Maria, Mãe de Deus, altar da encarnação divina e participante das dores de Jesus na cruz; Mãe de todos nós.

A Cruz sobre a barra:
Altar da redenção, sinal da Salvação.

Dois corações:
O de Jesus, coroado de espinhos; O de Maria atravessado por uma espada, pela sua participação ativa e eminente na obra da Redenção, junto de seu Filho.

Doze estrelas:
Recordam o texto do Apocalipse:(cf. Ap 12,1)  … e na sua cabeça uma coroa de doze estrelas Y, simbolizam as doze tribos de Israel, os doze apóstolos, os doze pilares da Fé.

Uma mulher Vestida de Luz:
Resplandecente, envolvida por luz e graças, significa a glória total.

A inscrição:
Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

Mãos abertas:
Derramados rios de Graças pelo mundo, maternidade solicitada e operante.

Raios:
É específico da Virgem Milagrosa “Os raios que vês são símbolo das Graças que derramo sobre quem, mas pede”. É a expressão da sua mediação eficaz, intercede e distribui.

Globo branco sobre os pés que pisam a serpente:
Maria e o pecado são opostos. Vitória de Maria sobre o pecado e sobre o auto do pecado.

Ó Maria Concebida sem pecado rogai por nós que recorremos a vós!

Clique em comentários e deixe os seus pedidos e testemunhos de orações.

Conheça e Reze com a Santa que viu Nossa Senhora das Graças

Obs.: Por favor, evite escrever nomes completos e situações pessoas aqui no blog, seja discreto e lembre-se que muitas pessoas lêem seus comentários. Muito obrigado pela compreensão.

Minha benção fraterna+

Padre Luizinho, Com. Canção Nova.
twitter.com/padreluizinho

3 Responses to “Explicando A Medalha Milagrosa de Nossa Senhora das Graças”

  1. E.U. says:

    Caro irmão Luizinho,
    quero primeiramente pedir desculpas sobre qualquer ofensa que o meu irmão tenha sentido aquando do meu comentário (que não publicou)no post sobre o Ano da Fé. Quero que saiba também que o mesmo comentário foi produzido sob a profunda revolta que sinto a forma como por vezes assisto a “evolução” da Igreja e na Igreja, e o mesmo não tinha qualquer intenção de ferir sua sensibilidade, pelo contrário, pretendia alertar.
    Pretendo referir-lhe, e Deus é testemunha do que afirmo, que, conforme pedido de nossa Mãe em Medjugorje, todos os dias oro pelos sacerdotes, e por este desalento que sinto em relação a esta nossa Igreja. Em certa medida sinto-me traído por ela, ainda que a ame.
    Clarifico melhor meu pensamento: Vejo uma grande ansiedade por parte de um certo clero, e não só, em defender a Igreja. Pois bem, é aqui que reside o erro. Para melhor explicar isto socorro-me da postura do então cardeal da arquidiocese de Cracovia (posteriormente João Paulo II) relativamente a atitude do seu colega o primaz da Polônia sobre a defesa da Igreja. Entendia ele, e bem, no contexto da vivência de um mundo que apregoava e impunha o ateísmo, que quem devia ser «defendido era o Homem»; e é aqui que eu entendo que a Igreja só será coesa quando souber entrar pelo coração do Homem e não de si mesma. Neste sentido, considero inútil qualquer decreto sobre um Ano de Fé, ou de qualquer outra celebração, se na realidade a face de Jesus e do Deus de Jesus, n´Ele expresso, não estiver impressa na forma como o clero, em particular, e a instituição, em geral, atua (evangeliza).
    Permita o meu irmão que eu partilhe uma notícia para que compreenda em concreto ao que me refiro. O sentido reside nas declarações deste bispo, que não se aplica somente a realidade deste país e ou diocese, mas de todos os países onde a Igreja está:

    http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=29&did=81935

    Para que a fé seja vivida num mundo esgotado de sentido é necessário que se recue na clericalização, sem que se entenda neste recuo a laicização do clero. Não, ambos têm o seu lugar e função, mas é necessário compreender que a Igreja não é do Papa, nem dos bispos nem dos sacerdotes. A eles, com os outros, lhes é dado construir essa Igreja, a Igreja de Cristo, e não sê-la ou possui-la. Com esta Igreja, a nossa Mãe sairá vencedora.

    Peço-lhe que me tenha em suas orações.

    PAX+++

  2. Vanessa says:

    A Paz de Jesus e o Amor de Maria. Que a Santa Mãe de Deus interceda por mim junto ao Pai. Que seja minha advogada nas inúmeras causas e adversidades. Me sinto só, sem expectativa, sem motivação por variados motivos. Peço que orem por mim. Obrigada

  3. Oi, Preciso de uma medalha dessas de nossa senhra das Graças, ficarei muuito grata se receber.

    Uruburetama-ce, numero: 546

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.