Posts Tagged ‘Grito’

A “Voz que clama” nos liberta de todo deserto

segunda-feira, dezembro 6th, 2010

O Grito que foi ouvido no deserto, na verdade é a Palavra, João é a voz Jesus é a Palavra. Palavra encarnada que nos vem libertar de toda prisão, escravidão. O deserto pode ser o lugar muito temido, pouco conhecido, mas quem faz uma verdadeira experiência no Deserto encontra, ouve, mata sua sede, revigora suas forças. Porque o deserto é o lugar do encontro com Deus, onde Jesus venceu o demônio pelo poder e o homem vence a si mesmo. Preste atenção se você esta vivendo um “deserto” este é o lugar da manifestação de Deus e da vitória do homem.

Uma voz clama no deserto: “Preparai o caminho do Senhor, aplainai a estrada de nosso Deus” (Is. 40,3). O profeta afirma claramente que não será em Jerusalém, mas no deserto que se realizará esta profecia, isto é, a manifestação da glória do Senhor e o anúncio da salvação de Deus para toda a humanidade.

Na verdade, tudo isto se realizou literalmente na história, quando João Batista anunciou no deserto do Jordão a vinda salvífica de Deus e ali se revelou a salvação de Deus. De fato, Cristo manifestou-se a todos em sua glória quando, depois de seu batismo, os céus se abriram e o Espírito Santo, descendo em forma de pomba, pousou sobre ele; e a voz do Pai se fez ouvir dando testemunho do Filho: “Este; é o meu Filho amado, escutai-O” (Mt. 17,5).

Estas coisas foram ditas por que Deus deveria vir ao deserto, desde sempre fechado e inacessível. Com efeito, todas as nações pagãs estavam privadas do conhecimento de Deus, e os homens justos e os profetas de Deus nunca haviam penetrado nelas.

Por este motivo, a voz ordena que se prepare um caminho para a Palavra de Deus e se aplainem os terrenos escarpados e ásperos, a fim de que nosso Deus possa entrar quando vier. Preparai o caminho do Senhor (Mc. 1,3) é esta a pregação evangélica que traz um novo consolo e deseja ardentemente que o anúncio da salvação de Deus chegue a todos os homens.

Sobe a um alto monte, tu que trazes a boa-nova a Sião. Levanta com força a voz, tu, que trazes a boa-nova a Jerusalém (Is. 40, 9). Depois que sem mencionou a voz que clama no deserto, convêm perfeitamente estas palavras, que se referem aos evangelistas e anunciam a vinda de Deus entre os homens. De fato, a alusão aos evangelistas devia logicamente seguir a profecia sobre João Batista.

Que Sião é esta, senão a que antes se chamava Jerusalém? Era realmente um monte, como declara esta palavra da Escritura: O monte Sião que escolhestes para morada (Sl 73,2). E o Apóstolo: Vós vos aproximastes do monte de Sião (Hb 12,22). Não será uma alusão ao grupo dos apóstolos, escolhidos entro o antigo povo da circuncisão?

Tal é, pois, Sião ou Jerusalém, que recebeu a salvação de Deus, e que foi edificada sobre o monte de Deus, isto é, sobro o Verbo, seu Filho único. A ela, que subiu ao alto monte, é que Deus ordena anunciar a palavra da salvação. Mas quem anuncia a boa-nova, senão o coro dos evangelistas? E o que significa anunciar a boa-nova? É proclamar a todos os homens, e em primeiro lugar às cidades de Judá, a vinda de Cristo à terra.

Dos Comentários sobre o Profeta Isaias, de Eusébio de Cesaréia, bispo séc. IV.

Neste II Domingo do Advento nos foi apresentado um personagem fascinante, “Uma Voz”, um Profeta, o maior, anunciou e testemunhou: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”: João Batista o profeta do Advento. A Igreja é essa Voz e esse Profeta no mundo, unem em sua missão corpo e voz, sendo em Cristo sinal de salvação. Recebemos de João Batista e da Igreja a missão de anunciar e preparar a vinda do Senhor. Seja para nós motivo de arrependimento, conversão, libertação e alegria do Senhor que Vem. A “voz que clama” nos liberta de todo deserto, situação de morte, desespero e nos aponta a libertação, O salvador Jesus Deus conosco.

Prefácio do Advento II (A dupla espera de Cristo):
Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Predito por todos os profetas, esperado com amor de mãe pela virgem Maria, Jesus foi anunciado e mostrado presente no mundo por são João Batista. O próprio Senhor nos dá a alegria de entrarmos agora no mistério do seu Natal, para que sua chegada nos encontre vigilantes na oração e celebrando os seus louvores. Por essa razão, agora e sempre, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos, cantando (dizendo) a uma só voz…

Oração: Ó Deus todo-poderoso e cheio de misericórdia, nós vos pedimos que nenhuma atividade terrena nos impeça de correr ao encontro do vosso Filho, mas, instruídos pela vossa sabedoria, participemos da plenitude de sua vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém

Clique em comentários quais são os teus desertos? Deixe seus pedidos de orações.

Preparemos O caminho do Senhor eis a nossa tarefa dada pelo Profeta do Advento!

Minha benção fraterna.

Padre Luizinho,
Com. Canção Nova.