Posts Tagged ‘santos’

Você conhece a Historia de Dom Bosco e Nossa Senhora da Bomba?

segunda-feira, janeiro 31st, 2011

Quero contar para você um acontecimento de fé que ocorreu em meio à revolução constituciolista de 1932 em São Paulo, Brasil. Começa do outro do mundo na Itália em meio à outra grande revolução, a revolução industrial: A linda História da imagem de Nossa Senhora que “sobreviveu” ao ataque de uma bomba.

São João Bosco, santo e pai da juventude no tempo da revolução industrial que se expandiu por toda a Europa do século XVIII.  Em Turim na Itália Dom Bosco ajudava os jovens sem perspectiva de vida e de futuro a crescer e alargar seus horizontes através do trabalho e da fé. Ele revolucionou e mostrou para o mundo e para os jovens que era possível se formar bons cristãos, formando bons cidadãos. Dom Bosco homem de visão e de muito trabalho chegou a profetizar a vinda dos seus filhos, os missionários Salesiano para nossa pátria brasileira: “Dia Virá em que no Brasil haverá duzentos colégios salesianos”.

“Um destes meninos que Dom Bosco revolucionou é o nosso querido Monsenhor Jonas Abib, que aos 12 anos, passou a estudar no Liceu Coração de Jesus na capital paulista e a trabalhar nas oficinas de artes gráficas, no setor de encadernação. Aos 13 anos, foi transferido para o Colégio São Manoel, de Lavrinhas (SP), com o objetivo de integrar-se no seminário salesiano, fecha aspas”.

O Colégio São Manuel, onde hoje a Canção Nova está instalada como casa de formação, nasceu da antiga “Fazenda Santo Antônio” de Lavrinhas, uma fazenda de café com uma área de 315.119 metros quadrados e que prosperou até 1914, foi então cedida aos Salesianos pelo cooperador Coronel Horta. E foi aqui que os Salesianos do Brasil no dia 19 de março de 1914 inauguraram o Seminário Menor com o nome de “Colégio São Manuel” em homenagem ao santo de devoção do então benfeitor Coronel Horta. O Colégio foi edificado exclusivamente para a formação.

A Revolução Constitucionalista de 1932 atinge o Colégio São Manuel que na ocasião servira de hospital para as tropas de São Paulo que lutavam bravamente contra as tropas federais no Vale do Paraíba. Chega então uma ordem por parte das tropas federais para que derrubassem o colégio. Mas o São Manuel já tinha a sua Mãe Protetora! Podemos entender o ocorrido pelos escritos do pe. Antonio Corso:

“Uma bomba de canhão cai certeira sobre o alvo!” Deixando intacto o casarão do Colégio, busca a capelinha, o antigo engenho da fazenda, e vai explodir em meio ao presbitério, bem diante da maravilhosa imagem de Nossa Senhora Auxiliadora. O efeito da explosão foi um grande rombo no chão e a lembrança da passagem da bomba pelo teto e… nada mais!

No dia seguinte um jornal de São Paulo se perguntava em grande manchete: ‘Ainda existem milagres?’. E “narrava a proteção celeste de Nossa Senhora àquele colégio salesiano na fronteira do Estado de São Paulo”. Ou seja, a Imagem ficou intacta depois de uma bala de canhão cair muito próximo a ela.

Trata-se de uma imagem vinda da Espanha em 1917 com um metro e oitenta centímetros artisticamente esculpidos em madeira, em Sarriá, Barcelona. O escultor, irmão Salesiano, Mestre Cristóvão, esculpiu-a de joelhos, pois para ele esculpir aquela imagem não era um trabalho e sim uma oração.

Se o providente amor de Deus foi capaz de proteger o colégio de refugiados e uma imagem de Sua Mãe Santíssima, que nós contemplamos todos os dias na capela de nossa casa, o que Ele não poderá fazer em nossos corações? Uma verdadeira revolução, de amor, de paz, abrir os nossos olhos para enxergar no meio de tantas revoluções que o mundo tem passado à verdadeira mudança que nós precisamos: construir ao invés de destruir, formar homens bons cristãos e verdadeiros cidadãos capazes de sobreviver aos grandes desafios da vida.

Necessitando de especial auxílio, com grande confiança recorro a vós, ó São João Bosco. Preciso não só de graças espirituais, mas também de graças temporais, e principalmente… (pequena pausa para pedir a graça que se deseja) Vós, que tivestes tanta devoção a Jesus Sacramentado e a Maria Auxiliadora, e que tanto vos compadecestes das desventuras humanas, alcançai-me de Jesus e de sua celeste Mãe a graça que vos peço, e mais: resignação inteira à vontade de Deus.

Deixe em comentários sua súplica e orações a Dom Bosco e Nossa Senhora Auxiliadora.

“Mãe me deixa ficar um pouco nos teus braços no lugar de Jesus!” Virgem Auxiliadora rogai por nós!

Oração: Ó Maria, Virgem poderosa, Tu, grande e ilustre defensora da Igreja, Tu, auxilio maravilhoso dos cristãos, Tu, terrível como exercito ordenado em batalha, Tu, que, só, destruístes toda heresia em todo o mundo: nas nossas angustias, nas nossas lutas, nas nossas aflições, defende-nos do inimigo; e na hora da morte, acolhe a nossa alma no paraíso. Amém (Composta por São João Bosco). São João Bosco rogai por nós!

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Padre Luizinho
Formador na casa de Pré-discipulado da Canção Nova.
http://podcast.cancaonova.com/canal/Padre-Luizinho

Na cruz não falta nenhum exemplo de virtude

sexta-feira, janeiro 28th, 2011

Hoje a Igreja celebra a memória deste grande sábio Santo Tomás de Aquino, clique aqui e conheça mais sobre a sua historia. Trago para você um texto do oficio das Leituras da Liturgia das Horas, vamos ler e rezar com este grande santo e doutor da Igreja.

Que necessidade havia para que o Filho de Deus sofresse por nós? Uma necessidade grande e, por assim dizer, dupla: para ser remédio contra o pecado e para exemplo do que devemos praticar. Foi em primeiro lugar um remédio, porque na paixão de Cristo encontramos remédio contra todos os males que nos sobrevêm por causa dos nossos pecados.

Mas não é menor a utilidade em relação ao exemplo. Na verdade, a paixão de Cristo é suficiente para orientar nossa vida inteira. Quem quiser viver na perfeição, nada mais tema fazer do que desprezar aquilo que Cristo desprezou na cruz e desejar o que ele desejou. Na cruz, pois, não falta nenhum exemplo de virtude.

Se procuras um exemplo de caridade: Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos (Jo 15,13). Assim fez Cristo na cruz. E se ele deu sua vida por nós, não devemos considerar penoso qualquer mal que tenhamos de sofrer por causa dele.

Se procuras um exemplo de paciência, encontras na cruz o mais excelente! Podemos reconhecer uma grande paciência em duas circunstâncias: quando alguém suporta com serenidade grandes sofrimentos, ou quando pode evitar os sofrimentos e não os evita. Ora, Cristo suportou na cruz grandes sofrimentos, e com grande serenidade, porque atormentado, não ameaçava (1Pd 2,23); foi levado como ovelha ao matadouro e não abriu a boca (cf. Is 53,7; At. 8,32).

É grande, portanto, a paciência de Cristo na cruz. Corramos com paciência ao combate que nos é proposto, com os olhos fixos em Jesus, que em nós começa e completa a obra da fé. Em vista da alegria que lhe foi proposta, suportou a cruz, não se importando com a infâmia (cf. Hb 12,1-2).

Se procuras um exemplo de humildade, contempla o crucificado: Deus quis ser julgado sob Pôncio Pilatos e morrer. Se procuras um exemplo de obediência, segue aquele que se fez obediente ao Pai até à morte: Como pela desobediência de um só homem, isto é, de Adão, a humanidade toda foi estabelecida numa condição de pecado, assim também pela obediência de um só, toda a humanidade passará para uma situação de justiça (Rm 5,19).

Se procuras um exemplo de desprezo pelas coisas da terra, segue aquele que é Rei dos reis e Senhor dos senhores, no qual estão encerrados todos os tesouros da sabedoria e da ciência (Cl 2,3), e que na cruz está despojado de suas vestes, escarnecido, cuspido, espancado, coroado de espinhos e, por fim, tendo vinagre e fel como bebida para matar a sede.

Não te preocupes com as vestes e riquezas, porque repartiram entre si as minhas vestes (Jo 19,24); nem com honras, porque fui ultrajado e flagelado; nem com a dignidade, porque tecendo uma coroa de espinhos, puseram-na em minha cabeça (cf. Mc 15,17); nem com os prazeres, porque em minha sede ofereceram-me vinagre (Sl 68,22).

Das Conferências de Santo Tomás de Aquino, presbítero
(Colatio 6 super Credoin Deum) (Séc.XIII).

Pedi e foi-me dada inteligência, roguei e recebi sabedoria.
Aos tronos e ao poder a preferi; a ela comparadas, as riquezas perderam para mim todo o valor. Quem pode conhecer vossos desígnios se vós não lhe doais sabedoria, enviando, das alturas celestiais, o vosso Santo Espírito, Senhor?

Oração: Ó Deus, que tornastes Santo Tomás de Aquino um modelo admirável, pela procura da santidade e amor à ciência sagrada, dai-nos compreender seus ensinamentos e seguir seus exemplos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Clique em comentários e deixe seus pedidos de orações.

Santo Tomás de Aquino rogai por nós!

Conte com as minhas orações.
Padre Luizinho,
Missionário Canção Nova.

Por amor de Cristo tudo suportou.

terça-feira, janeiro 25th, 2011

O que é o homem, quão grande é a dignidade da nossa natureza e de quanta virtude é capaz a criatura humana, Paulo o mostrou mais do que qualquer outro. Cada dia ele subia mais alto e aparecia mais ardente, cada dia lutava com energia sempre nova contra os perigos que lhe surgiam pela frente, de acordo com o que ele próprio afirmava: Esqueço-me do que já passou e avanço para as coisas que estão à minha frente (cf. Fl 3,13). Sentindo a morte já iminente, incitava os outros a comungarem da sua alegria, dizendo: Alegrai-vos e congratulai-vos comigo (Fl 2,18). Frente aos perigos, às injúrias e aos insultos, igualmente se alegra, e escreve aos Coríntios: Sinto complacência nas minhas enfermidades, nos ultrajes, nas perseguições (2Cor 12,10); porque sendo estas, segundo afirmava as armas da justiça, mostrava que disto lhe vinha um grande proveito.

No meio das insídias dos inimigos, conquistava contínuas vitórias, triunfando de todos os seus assaltos. E, em todo o lado, sofrendo pancadas, injúrias e maldições, como se fosse conduzido em cortejo triunfal, cumulado de troféus, nelas se gloriava e dava graças a Deus, dizendo: Sejam dadas graças a Deus, que sempre triunfa em nós (2Cor 2,14). Avançava ao encontro da humilhação e das ofensas que tinha de suportar por causa da pregação, com mais entusiasmo do que o que pomos nós em alcançar o prazer das honras; punha mais empenho na morte do que nós na vida; ansiava mais pela pobreza do que nós pelas riquezas; e desejava sempre mais o trabalho sem descanso do que nós o descanso depois do trabalho. Uma única coisa o assustava e lhe metia medo: ofender a Deus; e uma única coisa desejava: agradar sempre a Deus.

Só se alegrava no amor de Cristo, que era para ele o maior de todos os bens; com isto considerava-se o mais feliz de todos os homens; sem isto para nada lhe servia a amizade dos senhores e dos poderosos. Preferia ser o último com este amor, isto é, ser do número dos réprobos, do que encontrar-se no meio dos homens famosos pela consideração e pela honra, mas privado do amor de Cristo.

Para ele, o maior e único tormento era separar-se deste amor; esta era a sua geena, o seu único castigo, este o infinito e intolerável suplício.

Gozar do amor de Cristo era para ele a vida, o mundo, o anjo, o presente, o futuro, o reino, a promessa, enfim, todos os bens; e fora disto, em nada punha tristeza ou alegria. De tudo o que se pode ter neste mundo, nada lhe era agradável ou desagradável. Desprezava todas as coisas que admiramos, como se despreza a erva apodrecida. Para ele, tanto os tiranos como as multidões enfurecidas eram como mosquitos.

Considerava como jogos de crianças os mil suplícios, os tormentos e a própria morte, contanto que pudesse sofrer alguma coisa por Cristo.

Das Homilias de São João Crisóstomo, bispo.
(Hom. 2 sobre os louvores de S. Paulo: PG 50, 477-480) (Séc. IV).

Clique em Santo do Dia e veja: Conversão de São Paulo

Oração de São Paulo:

“Por causa disso, me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome, para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior; para que Cristo habite, pela fé, no vosso coração; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera a ele glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre”. Amém (cf. Efésios 3, 14-21).

“Tudo posso Naquele que me dá forças!” Fl 4,13 esse era o segredo de São Paulo.


Clique em comentários e digam quais tem sido suas grandes batalhas? E deixe também seus pedidos de orações.


Minha benção fraterna.

Padre Luizinho, Com. Canção Nova.

Você conhece o Milagre do Manto de Nossa Senhora de Guadalupe?

domingo, dezembro 12th, 2010

Em 1531 uma “Senhora do Céu” apareceu a um pobre índio juan Diego de Tepeyac, em uma montanha a noroeste da Cidade do México; Ela identificou-se como a Mãe do Verdadeiro Deus, instrui-o a dizer ao Bispo que construísse um templo no lugar, e deixou Sua própria imagem impressa milagrosamente em sua Tilma, um tecido de pouca qualidade (feito a partir do cacto), que deveria se deteriorar em 20 anos, mas não mostra sinais de deteriorização depois de 474 anos, desafiando qualquer explicação científica sobre sua origem.

Aparentemente parece refletir em seus olhos o que estava a Sua frente em 1531! A Virgem Maria quer olhar para você e para sua vida.

Anualmente, Ela é visitada por 10 milhões de fiéis, fazendo de Sua Basílica no México, O Santuário Católico mais popular do mundo depois do Vaticano. Ao todo 24 Papas tem honrado, oficialmente, à Nossa Senhora de Guadalupe. O servo de Deus o Papa  João Paulo II,  visitou seu Santuário por 3 vezes: Em sua primeira viagem como Papa em 1979 e novamente em 1990 e 1999. Ele ajoelhou-se diante de Sua imagem, invocou Sua assistência maternal e dirigiu-se a Ela como a Mãe das Américas.

A figura no manto é cheia de sinais, entre palavras, imagens e símbolos. Aqui destacamos apenas alguns:

* Nossa Senhora está diante de uma Luz Brilhante: os índios veneravam o deus sol. Ela está vestida de sol, o que mostra que Seu Deus é mais poderoso.

* Manto Azul: azul era sinal de realeza, virgindade e a cor que as deusas vestiam. As estrelas no manto estão como no céu da noite de 12 de dezembro de 1531. Os índios viviam sob as estrelas e aqui Ela as veste, mostrando que Seu Deus é mais poderoso que as estrelas. Cabeça curvada: na cultura indígena, os deuses e deusas olhavam diretamente nos olhos para mostrar seu poder e eram representados com olhos grandes. Maria, com Sua cabeça abaixada, mostra que não é um deus ou uma deusa, mas que há um poder maior acima dela.

* Lua: os índios veneravam Quetzalcoatl (serpente de pedra), representado por uma lua encrespada. Os pés de Maria estão firmemente apoiados sobre a lua, simbolizando que Ela está esmagando o deus deles.

* Coração nas costas da mão: o Coração Imaculado de Maria, como representamos, com chamas. Somente nas aparições de Guadalupe e Fátima esse sinal apareceu, o que mostra que são eventos relacionados.

* Chave entre as mãos postas: a oração é a chave para o Céu Outros sinais representam: o Espírito Santo; Abraão; os Reis Davi e Salomão; o profeta Daniel; a maternidade de Maria; Maria, Mãe de Deus; Natividade de Jesus; apresentação do Menino Jesus no Templo; a Última Ceia; um rosto de duas caras: Judas e o demônio; agonia de Jesus no Horto; flagelação de Jesus; a Cruz; a Sagrada Face.

Hoje a Virgem Maria diz para você, como disse a Juan Diego:

“Escuta-Me e entende bem, meu caçula, nada deve te amedrontar ou te afligir. Não deixes teu coração perturbado. Não temas esta ou qualquer outra enfermidade, ou angústia. Eu não estou aqui? Quem é tua Mãe? Não estás debaixo de minha proteção? Eu não sou tua saúde? Não estás feliz com o meu abraço? O que mais podes querer? Não temas nem te perturbes com qualquer outra coisa. Não te aflijas por esta enfermidade de teu tio, por causa disso, ele não morrerá agora. Tem a certeza de que ele já está curado”.

Oração: Perfeita, sempre Virgem Santa Maria, Mãe do Verdadeiro Deus, por quem se vive. Tu que na verdade és nossa Mãe Compassiva,te buscamos e te clamamos. Escutam com piedade nosso pranto, nossas tristezas. Cura nossas penas, nossas misérias e dores. Tu que és nossa doce e amorosa Mãe. Acolhe-nos no aconchego do teu manto,no carinho de teus braços.

Que nada nos aflija nem perturbe nosso coração. Mostra-nos e manifesta-nos a teu amado Filho, para que Nele e com Ele encontremos Nossa salvação e a salvação do mundo. Santíssima Virgem Maria de Guadalupe, faz-nos mensageiros teus, mensageiros da Palavra e da vontade de Deus. Amém.

Nossa Senhora de Guadalupe rogai por nós!

Acesse e conheça também: O Índio que viu a Virgem Maria

Clique em comentários e deixe seus pedidos de orações.

Conte com as minhas orações.

Pe Luizinho,
Com. Canção Nova.

Celebrar ou não celebrar Halloween?

sexta-feira, outubro 29th, 2010

O QUE É A FESTA DE HALLOWEEN?

O Halloween é uma festa muito comum nos EUA e Europa e é celebrada no dia 31 de Outubro. A comemoração veio dos antigos povos bárbaros Celtas, que habitava a Grã-Bretanha há mais de 2000 anos.

Os Celtas realizavam a colheita nessa época do ano, e, segundo um antigo ritual, para eles os espíritos das pessoas mortas voltariam a Terra durante a noite, e queriam, entre outras coisas, se alimentar e assustar as pessoas. Então os Celtas costumavam se vestir com máscaras assustadoras para afastar estes espíritos.

Esse episódio era conhecido como o “Samhaim”. Com o passar do tempo, os cristãos chegaram à Grã-Bretanha, converteram os Celtas e outros povos da Ilha, especialmente através de São Patrício no século IV e V; e com o grande São Columbano no século VI. Com isso, a Igreja Católica transformou este ritual pagão, em uma festa religiosa. Esta estratégia religiosa foi ensinada por São Leão Magno e São Gregório Magno. Ela passou a ser celebrada nesta mesma época e, ao invés de honrar espíritos e forças ocultas, o povo recém catequizado, deveria honrar os santos, daí veio o “All Hallows Day”: o Dia de Todos os Santos.

Mas, a tradição entre estes povos continuou, e além de celebrarem o Dia de Todos os Santos, os não convertidos ao Cristianismo celebravam também a noite da véspera do Dia de Todos os Santos com as máscaras assustadoras e com comida. A noite era chamada de “All Hallows Evening”, abreviando-se, veio o Halloween.

Vemos assim que a tradição de comemorar as bruxas ou outros espíritos, não é cristã e deve ser evitada, ainda que tenha apenas uma conotação folclórica. Devemos, sim, celebrar  o dia de todos os Santos.  Esses são reais e verdadeiros, são modelos de vida para nós e, diante de Deus intercedem por nós sem cessar.

É bom lembrar a recomendação de São Paulo: “As coisas que os pagãos sacrificam, sacrificam-nas a demônios e não a Deus. E eu não quero que tenhais comunhão com os demônios. Não podeis beber ao mesmo tempo o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis participar ao mesmo tempo da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.  Ou queremos provocar a ira do Senhor? Acaso somos mais fortes do que ele?” (1 Cor 10,19-22).

Do livro “Falsas Doutrinas – seitas e religiões”
Prof. Felipe Aquino.

Halloween não é uma simples festa à fantasia!
Muitas pessoas confundem a festa de Halloween, que é comemorada no dia 31 de outubro, com uma simples festa à fantasia, mas na verdade, o dia das bruxas não passa de uma festa pagã e que não tem nada de cristão. Em alguns países, as crianças se fantasiam e saem em grupos batendo de porta em porta dizendo, em coro, a frase: “doces ou travessuras?”, mas na verdade elas estão dizendo “Ou você me dá um doce, ou te amaldiçôo”. Jesus quer que sejamos bons e que não nos identifiquemos nem com as bruxas nem com os monstros, pois nós somos filhos de Deus.

Para ser um sinal de vida e santidade os cristãos sempre tem a oportunidade de celebrar e ser diferente. No Instituto Canção Nova celebramos a Festa de Todos os Santos, principalmente com as nossas crianças nos vestindo de nosso santo de devoção, conhecendo a sua vida e vivendo a alegria da santidade e a intercessão daqueles que viveram antes de nós e hoje se encontram na Vida eterna. Celebre os santos e não as bruxas!

Acredito que devamos celebrar sim o Dia de Todos os Santos, enfatizando o verdadeiro sentido da morte, da santidade e da Vida dada a nós por Jesus Cristo nosso Senhor.

Participe do Acampamento de Cura e Libertação com Padre Rufus Pereira

Clique em comentários e deixe a sua opinião, como você celebra o dia de Todos os Santos e Finados?

“Deus, dá-me a sabedoria para mudar as coisas que eu posso mudar; paciência para aceitar as coisas que eu não posso mudar e discernimento para saber a diferença”.

Minha benção Fraterna.
Padre Luizinho,
Comunidade Canção Nova.

Reze com São Judas Tadeu: o santo das causas impossíveis

quinta-feira, outubro 28th, 2010

São Judas, designado por Tadeu (que significa o corajoso), é um dos Doze Apóstolos escolhidos por Jesus para o acompanhar na Sua vida pública. Irmão de S. Tiago Menor, primo de Jesus, seguiu o Divino Mestre de perto e depois do dia de Pentecostes dedicou-se à pregação do Evangelho na Judéia, Samaria, Mesopotâmia (hoje região do Iraque) e na Pérsia, aonde viria a morrer martirizado juntamente com o Apostolo São Simão.

Por causa da traição de Judas Iscariotes, o nome de Judas (que significa Deus seja louvado) veio a cair no opróbrio, votando os cristãos tal horror e desprezo por aquela designação que o termo Judas passou a ter, usavam como equivalente de traidor, criminoso, assassino, homem desprezível ou diabólico. Narra Santa Brígida que Nosso Senhor quis reparar tal estado de coisas e fazer justiça a nome tão belo e sublimemente usada por Seu primo materno. Numa aparição àquela famosa santa sueca, Jesus, num momento difícil, disse-Ihe: “para recorrer a São Judas Tadeu, pois ele queria ajudar os seus irmãos neste mundo”. Tornou-se conhecido na tradição cristã como o advogado das causas consideradas perdidas, desesperadas, angustiosas ou muito difíceis de resolver satisfatoriamente. Clique em Santo do Dia e conheça mais sobre a vida deste grande Apóstolo de Jesus.

“Mas vós, caríssimos, edificai-vos mutuamente sobre o fundamento da vossa santíssima fé. Orai no Espírito Santo”. (Carta de São Judas 1,20)

Oração para se rezar nas situações difíceis:

Glorioso S. Judas, ilustre Apostolo e mártir de Jesus Cristo, resplandecente de virtudes e de milagres, fiel e pronto advogado dos que vos veneram e tem confiança em vós, vós sois o patrono e o poderoso auxílio nas situações difíceis. Por isso, eu recorro e recomendo-me a vós. Vinde em meu auxilio, eu vos suplico, com a vossa poderosa intercessão, pois obtivestes de Deus o privilegio de ajudar os que perderam toda a esperança. Dignai-vos baixar os vossos olhos sobre mim; a minha vida é uma vida de cruz, os meus dias, dias de angústia, e o meu coração um mar de amargura. Todos os meus caminhos estão cobertos de espinhos e quase não tenho um lugar de repouso. Não me abandoneis nesta triste situação. Não vos deixarei enquanto não me tiverdes atendido. Apressai-vos a socorrer-me. Ficar-vos-ei reconhecido o resto da minha vida, reverenciar-vos-ei sempre como meu patrono especial e prometo-vos espalhar o vosso culto e a força do vosso nome. Assim seja.

Louvor e Agradecimento:

Ó dulcíssimo Senhor Jesus, em união com o louvor celeste, inefável, com o qual a Santíssima Trindade se louva a si mesma e que se repercute sobre a vossa Humanidade bendita, sobre Maria, os Anjos e os Santos, eu Vos louvo, Vos exalto e Vos bendigo por todos os favores e por todos os privilégios que concedestes a S. Judas Tadeu, escolhendo‑o para vosso Apóstolo. Pelos seus méritos, peço-Vos que me concedais a Vossa graça e que, por sua intercessão, me fortifiqueis e me defendais da ação dos meus inimigos e na hora da morte. Assim seja. (3 Pai Nossos, 3 Ave Marias, 3 Glórias ao Pai).

Oração diária a S. Judas Tadeu:

Ó São Judas Tadeu, recordo-vos a felicidade que sentistes quando o bom Mestre vos ensinou, a vós e aos outros Apóstolos, a oração do Pai Nosso. Por essa alegria, peço-vos que me obtenha a graça de ser, até ao fim, um fiel discípulo do Salvador. (Pai Nosso).

Oração em honra de S. Judas Tadeu, Apóstolo:

Senhor Jesus, Tu escolheste S. Judas entre os teus Apóstolos e fizeste dele, para o nosso tempo, o Apóstolo das causas desesperadas. Agradeço-Te por todos os benefícios que me concedeste por sua intercessão e peço-Te que me concedas a Tua graça nesta vida para que possa participar um dia, na Tua glória, na alegria eterna.  Amém

Proclamemos as vitórias de Deus em nossa vida!!! Clique em comentários e deixe seus pedidos, sua ação de graças.

Conte com as minhas orações.

Padre Luizinho,
Com. Canção Nova.

São Lucas, médico dos corpos e das almas.

segunda-feira, outubro 18th, 2010

Estamos em festa na liturgia da Igreja, pois lembramos a vida e o testemunho do evangelista São Lucas. Uma figura simpática do cristianismo primitivo, homem de posição e qualidades, de formação literária e de profundo sentido artístico divino. Nasceu em Antioquia da Síria, médico de profissão foi convertido pelo apóstolo São Paulo, do qual se tornou inseparável e fiel companheiro de missão. Colaborador no apostolado, o grande apóstolo dos gentios em diversos lugares externa a alta consideração que tinha por Lucas, como portador de zelo e fidelidade no coração.

Ambos fazem várias viagens apostólicas, tornando-se um dos primeiros missionários do mundo greco-romano.

Tornou-se excepcional para a vida da Igreja por ter sido dócil ao Espírito Santo, que o capacitou com o carisma da inspiração e da vivência comunitária, resultando no Evangelho segundo Lucas e na primeira história da Igreja, conhecida como Atos dos Apóstolos. No Evangelho, encontramos o Cristo, amor universal, que se revela a todos e chama Zaqueu, Maria Madalena, garante o Céu para o “bom” ladrão e conta as lindas parábolas do filho pródigo, do pai misericordioso e do bom samaritano. Nos Atos dos Apóstolos, que poderia também se chamar Atos do Espírito Santo, deparamos com a ascensão do Cristo, que promete o batismo no Espírito Santo, fato que se cumpre no dia de Pentecostes, e é inaugurada a Igreja, que desde então vem evangelizando com coragem, ousadia e amor incansável todos os povos.

O historiador São Jerônimo afirma que Lucas viveu a missão até a idade de 84 anos, terminando sua vida com o martírio. Por isso, no hino das Laudes rezamos: “Cantamos hoje, Lucas, teu martírio, teu sangue derramado por Jesus, os dois livros que trazes nos teus braços e o teu halo de luz”.

Oração a São Lucas Evangelista

Ó São Lucas, glorioso apóstolo e evangelista, eu vos saúdo pelo Coração de Jesus; e pela alegria e doçura que o vosso coração sentiu ao ensinar, do Divino Mestre, o Pai Nosso aos apóstolos, alcançai-me a graça de seguir com fidelidade a Jesus, pelo seu caminho, com a sua verdade em favor da vida.
Ó meu bom São Lucas, médico, que com vossas santas mãos, invocando o nome de Deus, curastes tantos enfermos de tão graves enfermidades, rogai ao bom Jesus que me livre das enfermidades do corpo e do espírito, se for do agrado de Deus. E para maior glória por toda a eternidade. Amém.

Segundo Lucas Jesus rezava sempre:

No começo do seu ministério: “Ao raiar do dia, saiu e foi para um lugar deserto” (Lc 4,42a).

Diante do entusiasmo popular após o milagre: “Ele, porém, permanecia retirado em lugares desertos e orava”. (Lc 5,16).

Antes de escolher os doze: “Naqueles dias ele foi à montanha para orar e passou a noite inteira em oração a Deus” (Lc 6,12).

Antes de revelar sua identidade: “Certo dia, ele orava em particular, cercado dos discípulos, aos quais perguntou: Quem sou eu?” (Lc 9,12).

No momento da transfiguração: “… ele subiu à montanha para orar. Enquanto orava, o aspecto do seu rosto se alterou…” (Lc 9,28-29).

No cotidiano da vida: “Estando num certo lugar, orando, ao terminar, um de seus discípulos pediu-lhe: Senhor ensina-nos a orar…” (Lc 11,1).

Na hora da decisão: “Ele saiu e, como de costume, dirigiu-se ao monte das oliveiras. Os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar, disse-lhes: Orardes para não entrardes em tentação. E afastou-se deles mais ou menos a um tiro de pedra, e, dobrando os joelhos, orava: Pai, se queres, afasta de mim este cálice! Contudo, não a minha vontade, mas a tua seja feita! E, cheio de angústia, orava com mais insistência ainda, e o suor se lhe tornou semelhante a espessas gotas de sangue que caíam por terra. Erguendo-se após a oração, veio para junto dos discípulos e encontrou-os adormecidos de tristeza. E disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação!” (Lc 22,39-42.44-45).

Na cruz: “Pai, perdoa-lhes…” (Lc 23,34) “Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito!” (Lc 23,46).

Oração do Médico

Ó Mestre, eu te agradeço porque me entregaste a
missão de exercer a medicina, restituir a alegria de
viver às pessoas que me são confiadas a qualquer
hora, momento e lugar.
Ofereço-te a minha vocação de servir a
sociedade como instrumento de tua providência
como instrumento de tua providência.
Grandes são os avanços da ciência, mas também
são inúmeros os desafios à limitação humana
que exige de mim seriedade, equilíbrio, sabedoria
e fidelidade ao juramento que fiz.
Ó Deus da vida! Ilumina-me e faça de mim um
mensageiro de misericórdia e esperança.
Que no final de cada jornada eu possa celebrar
o renascer da vida, fruto do trabalho e entregar-te
às situações da minha limitação quando não tiver êxito.
Senhor, que vieste trazer vida e vida em abundância,
tornar-me um instrumento de tua misericórdia. Amém

São Lucas médico dos corpos e das almas rogai por nós!

Clique em comentários e deixe os seus pedidos de orações.Minha benção fraterna.

Padre Luizinho,
Com. Canção Nova.

Madre Tereza: Quando o Amor faz a diferença

sábado, setembro 4th, 2010

“Qualquer ato de amor, por menor que seja, é um trabalho pela paz.” Amanhã por ser Domingo a liturgia não celebrará a memória desta mulher que fez a diferença vivendo o amor e a paz num país que não era cristão e que não sabia o que era o amor aos irmãos. Mais do que falar e escrever, Madre Teresa vivenciou este seu pensamento. Nascida a 27 de agosto de 1910 em Skoplje (Albânia), foi batizada um dia depois de nascer. A sua família pertencia à minoria albanesa que vivia no sul da antiga Iugoslávia. Seu verdadeiro nome era Agnes Gonxha Bojaxhiu. Clique em Especial madre Tereza de Calcutá ou em Santo do Dia para saber mais sobre essa mulher extraordinária dos nossos tempos, que ganhou o Nobel da Paz por amar como Jesus amou. Vamos ler essa meditação que ela fez sobre o amor de Deus:

E Deus amou o mundo tanto, que Ele deu seu Filho – era uma dádiva. Deus deu o Filho dele à Virgem Maria, e o que ela fez com ele? Assim que Jesus veio à vida de Maria, imediatamente ela apressou-se para dar aquelas boas novas. E quando ela entrou na casa da prima dela, Isabel, a escritura conta – a criança no útero de Isabel – pulou de alegria. Enquanto ainda no útero de Maria – Jesus trouxe paz para João Batista, que pulou de alegria no útero de Isabel.

E como se isso não fosse bastante, como se não fosse bastante Deus, o Filho, deveria se tornar um de nós e trazer paz e alegria, enquanto que ainda estava no útero de Maria; Jesus também morreu na cruz para mostrar aquele amor maior. Ele morreu por você e por mim, e para o leproso e para aquele homem que morre de fome e aquela pessoa desnuda que está na rua, não só em Calcutá, mas na África, e em todos os lugares. Nossas irmãs servem estas pessoas pobres em 105 países ao redor do mundo. Jesus insistiu que nós amemos uns aos outros, da mesma forma que Ele ama cada um de nós. Jesus nos deu a vida dele para nos amar, e Ele nos diz que nós também temos que fazer de tudo para fazer o bem uns aos outros. No evangelho, Jesus nos fala muito claramente: “ame como eu vos amei”.

Jesus morreu na cruz porque isso foi necessário para Ele trazer o bem para nós – nos salvar de nosso egoísmo e pecado. Ele deixou tudo, para fazer a vontade do Pai – mostrar-nos que nós também devemos estar dispostos a deixar tudo para fazer a vontade de Deus – amar uns aos outros como Ele ama cada de nós. Se nós não estivermos preparados para fazer todo o possível para trazer o bem uns aos outros, o pecado ainda estará em nós. Isso é porque nós também temos que dar a uns aos outros o nosso máximo.

Não é bastante para nós dizer: “eu amo Deus”, mas eu também tenho que amar meu próximo. O apóstolo São João diz que você é um mentiroso, se disser que ama Deus e não ama seu próximo. Como você pode amar a Deus que você não vê, se você não ama seu próximo a quem você vê a quem você toca com quem você convive? E assim é muito importante para nós que entendamos que para aquele amor ser verdade, tem que doer. Eu devo estar disposto a dar tudo para não machucar outras pessoas e, de fato, fazer bem a elas. Isto requer que eu esteja disposto a dar até que doa. Caso contrário, não há nenhum verdadeiro amor em mim e eu trago injustiça, e não paz, para todos ao meu redor.

Ser amado. Nós temos que “vestir o Cristo” como a escritura nos diz. E assim, nós fomos criados para amar como Ele nos ama. O próprio Jesus se faz o faminto, o desnudo, o sem-teto, o não desejado, e Ele diz: “você fez isto a mim”. No último dia, Ele dirá a esses à sua direita: “tudo o que você fez ao menor destes, você fez a mim, e Ele também dirá a esses à sua esquerda, tudo o que você negligenciou fazer para o menor destes, você negligenciou fazer isto para mim”.

Madre Teresa de Calcutá

Oração de Madre Teresa de Calcutá

Mantenha seus olhos puros para que Jesus possa olhar através deles.
Mantenha sua língua pura para que Jesus possa falar por sua boca.
Mantenha suas mãos puras para que Jesus possa trabalhar com suas mãos.
Mantenha sua mente pura para que Jesus possa pensar seus pensamentos em sua mente.
Mantenha seu coração puro para que Jesus possa amar com seu coração.

Peça a Jesus para viver sua própria vida em você porque:

Ele é a Verdade da humildade.
Ele é a Luz da caridade.
Ele é a Vida da santidade.

“Temos medo da guerra nuclear e dessa nova enfermidade que chamamos Aids, mas matar crianças inocentes não nos assusta”.

Clique aqui e: Reze a Quaresma de São Miguel Arcanjo

“Prestemos honra a esta pequena mulher apaixonada por Deus, humilde mensageira do Evangelho e infatigável benfeitora da nossa época. Aceitemos a sua mensagem e sigamos o seu exemplo”. Servo de Deus João Paulo II

Bem-aventurada Madre Tereza de Calcutá rogai por nós!

Padre Luizinho,
Com. Canção Nova.