Hoje estamos vivendo um grande dilema. O mundo, as pessoas,  estão passando por uma grande crise de identidade, principalmente no que diz respeito à essência para qual foi criada, o ser imagem e semelhança de Deus! Mas vamos nos situar, no que  diz  sobre a nossa verdadeira identidade, o para que fomos criados. 

A mensagem fundamental da Sagrada Escritura anuncia que a pessoa humana é criatura de Deus e identifica o elemento que a caracteriza e distingue no seu ser à imagem de Deus: “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher” (Gên 1, 27).

 “Deus põe a criatura humana no centro e no vértice da criação. Portanto, por ser à imagem de Deus, o indivíduo humano tem a dignidade de pessoa: ele não é apenas uma coisa, mas alguém. É capaz de conhecer-se, de possuir-se e de doar-se livremente e entrar em comunhão com outras pessoas, e é chamada, por graça, a uma aliança com o seu Criador, a oferecer-lhe uma resposta de fé e de amor que ninguém mais pode dar em seu lugar” (Compêndio da Doutrina Social).

As pessoas têm se desviado do curso normal da vontade de Deus, do ser criado imagem e semelhança de Deus, do ser criado para um único fim que é a vida eterna, a vida em Deus.  O ser humano tem assumido uma falsa identidade, uma mentira que o mundo tem pregado e conduzido o homem viver uma falsa identidade; por isso,  o ser humano tem entrado em crise na sua identidade.

Com isso, tem se afastado do objetivo pelo qual foram criados, isto é, o ser filhos adotivos e co-herdeiros do reino dos céus. O Problema desta crise de identidade surge quando as pessoas se afastam de Deus, vivem uma vida desenfreada, buscando para si ídolos, outro modo de viver, fazem opção de vida e de sexualidade contrárias a verdade do Evangelho.

Essas pessoas assumem uma coisa que não são por ver a mídia patrocinar, e começam a se configurar a uma coisa irreal, ilusória que por fim só levará a desfiguração de seus corpos, sexos e mentalidade. Longe, assim, totalmente da essência de sua identidade — de ser filhos de Deus —  elas são capazes de modificarem seus corpos, assim perdendo a beleza de ser imagem e semelhança de Deus.

Com isso vão ficando velhas mais cedo, ficam feias por causa da opção que fazem em se transformar naquilo que o mundo determina. “A semelhança com Deus põe em luz o fato de que a essência e a existência do homem são constitucionalmente relacionadas com Deus do modo mais profundo. É uma relação que existe por si mesma, não começa, por assim dizer, num segundo momento e não se acrescenta a partir de fora. Toda a vida do homem é uma pergunta e uma busca de Deus. Esta relação com Deus pode ser tanto ignorada como esquecida ou removida, mas nunca pode ser eliminada. Dentre todas as criaturas, com efeito, somente o homem é “capaz” de Deus. O ser humano é um ser pessoal criado por Deus para a relação com Ele, que somente na relação pode viver e exprimir-se e que tende naturalmente a Ele.”( Compêndio da Doutrina Social).

@padrereinaldocn

Cada um perscrute a consciência e se apresente diante de si mesmo para se autocensurar. E que o intimo de cada um , do coração tenha um encontro com o Cristo.

Que ninguém se iluda em achar que não precisa de está vigilante e confiar em si mesmo, assumindo uma posição que não precisa se purificar, que não está sujeito ao perigo da tentação. Pois o tentador sempre vigilante prepara-te uma armadilha para ti ver cair miseravelmente.

Se o diabo não poupou Jesus Cristo, nosso Senhor de suas seduções, armadilhas e mentiras quanto mais nós, ele ousará invadir nossa fragilidade. Por isso, São Paulo nos chama a atenção: “Portanto, não durmamos, como os outros, mas vigiemos e sejamos sóbrios… estejamos sóbrios e revestidos com a couraça da fé e do amor, tendo a esperança da salvação como capacete” (1 Ts 5, 6;8).

@padrereinaldocn

Para Frankl (1991), o homem só se torna homem e só é completamente ele mesmo quando fica absorvido pela dedicação a uma tarefa, quando se esquece de si mesmo a serviço de uma causa, ou no amor a uma pessoa. É como o olho, que só pode cumprir sua função de ver o mundo enquanto não vê a si próprio. O sentido tem um caráter objetivo de exigência e está no mundo, não no sujeito que o experiência.

Ao falar de sentido, estamos fazendo referência ao significado, à coerência, à busca de propósito e finalidade.

Frankl nos expressa como o homem que perdeu o sentido cai em um vazio existencial e sofre; esta frustração existencial pode desembocar em uma sintomatologia neurótica.

O de que o ser humano realmente precisa não é um estado livre de tensões, mas antes a busca e a luta por um objetivo que valha a pena, uma tarefa escolhida livremente.

Nietzsche: “Quem tem um por que viver pode suportar quase qualquer como”

Levar o homem à consciência do seu ser-responsável, enquanto fundamento vital da existência humana. Essa responsabilidade, todavia, significa sempre responsabilidade perante um sentido. (Frankl)

“O que sacrifica dá ao sacrifício sentido, valor, preço. Dar sentido quer dizer entregar-se. Não é o que eu guardo comigo que retém valor; é o que eu sacrifico que adquire valor” (Frankl, 1978)

“O ser humano é o ser que decide o que vai se tornar” (Silveira, 2007)

Prá você, mais um PODCAST ALIMENTO SÓLIDO… Falando sobre a Pessoa do Espírito Santo !!!

Estamos em Preparação para o grande evento da Igreja que é Pentecostes. Não podemos nos cansar de pedir que o Senhor Jesus derrame sobre nós o Dom do alto que é o Espírito Santo. Vamos pedir como o Beato João XXIII:
Repita-se no povo cristão o espetáculo dos apóstolos reunidos em Jerusalém, depois da ascensão de Jesus ao céu, quando a Igreja nascente se encontrou reunida em comunhão de pensamento e de oração com Pedro e em torno de Pedro, pastor dos cordeiros e das ovelhas.
Digne-se o divino Espírito escutar da forma mais consoladora a oração que sobe a Ele de todas as partes da terra. Que Ele renove em nosso tempo os prodígios como de um novo
Pentecostes e conceda que a santa Igreja, permanecendo unânime na oração, com Maria, a Mãe de Jesus, e sob a direção de Pedro, dilate o reino do divino Salvador, reino de verdade e de justiça, reino de amor e de paz. Amém.

Deus abençoe,

Pe. Reinaldo Cazumbá

Ola meus queridos estive um bom tempo fora do meu blog, mas quero voltar com a graça de Deus com toda força.

Vou poder toda semana passar para vocês algo novo, podcast com o nome alimento sólido. Espero que seja um bom conteúdo de formação para sua vida de maneira particular.

Acompanhe agora: