11. maio 2007 · 5 comments · Categories: Jovem

É considerada uma doença física e moral, que produz uma espécie de loucura na consciência e lhe faz recear, por motivos fúteis ter ofendido a Deus. O escrúpulo vem do latim que significa “pedrinha”, mas em sentido moral designa uma razão insignificante, porém, podem exprimir a inquietação excessiva, que exprimem as consciências pelos motivos fúteis de haverem ofendido a Deus.

O escrúpulo pode ser de aspecto natural (doença física e moral), produz uma desordem na vida da pessoa levando-a a uma espécie de depressão nervosa e a pensamentos de obsessão em relação ao pecado cometido. E no aspecto moral a pessoa fica afogada em coisas ridículas que desejaria ter certezas absolutas das coisas, um espírito mal esclarecido, vendo Deus sempre com um juiz, um espírito obstinado.
Contudo existe uma gravidade quando uma pessoa escrupulosa vive tanto a causa física como moral, fica difícil a cura, precisa de ajuda psicológica e acima de tudo espiritual.

Porém nem tudo é doença ou o diabo, Deus pode permitir que uma pessoa passe pelo escrúpulo para provar, expiar as faltas cometidas e levar a um grau de santidade. Também para libertar da soberba e principalmente da vã complacência.
Por outro lado, não podemos esquecer que muitas vezes provém do demônio querendo lançar perturbações na alma, persuadindo para a pessoa se achar em pecado mortal, assim , impedi-la de comungar ou embaraçar-se sobre a gravidade do estado de pecado que a pessoa esteja vivendo.

Como identificar o escrúpulo?
Parte da pessoa vê pecado onde não existe. Contudo, o escrúpulo tenaz vem acompanhado de obstinação. Entretanto precisamos fazer uma distinção entre a consciência delicada e a escrupulosa.
A consciência delicada ama a Deus com fervor, para Lhe agradar evita por menor que seja pecar; tem horror ao pecado, conhece sua própria fraqueza, tem temor a Deus. Tem consciência de pecado grave e venial.

O escrupuloso é guiado pro um certo egoísmo, que lhe faz desejar com excessiva ansiedade a segurança de estar em graça. Ele ainda depois de ter feito muitas confissões, fica olhando para o passado achando que não foi perdoado e fica confessando os mesmos pecados sempre. O escrupuloso teme muito quando tem maus pensamentos, imagens, principalmente perigosas e obscenas fica se martirizando por haver consentido e entra em desespero mortal e se confessou acha que não foi perdoado.
O remédio para se curar do escrúpulo é buscar um bom confessor e um diretor espiritual.

( texto baseado no compendio de teologia ascética e mistica de Ad. Tanquerey)

5 Comentários

  1. Bom dia grande amigo santão!!!

    Esse temo sobre “Escrúpulo” com certeza é um assunto no qual todos os jovens deveriam ler e saber. Obrigado por mais um meio de evangelização. Fica com Deus grande amigo!!!

  2. EDNA PALMAS

    BOM DIA SANTINHO!!!
    CADA MATERIA QUE LEIO SUA FAZ COM QUE EU O ADMIRE CADA VEZ MAIS,EU NAO TINHA NOÇAO O QUE ERA ESCRUPULO, PASSAMOS POR ISSO AS VEZES E NEM TOMAMOS CONHECIMENTO. SABE QUE PODEMOS PASSAR A VIDA TODA SEM NOS CONHECER INTIMAMENTE! E A CADA DESCOBERTA ASSUSTAMOS COM NOS MESMOS COMO AGORA QDO LI FIQUEI ASSUSTADA PORQUE E DIFICIL SABER QDO DEUS PERMITE PARA NOS PROVAR E QDO NAO E DE DEUS! VOCE ESTA AJUDANDO MESMO TAO LONGE A NOS ENCONTRARMOS SABIA? DEUS FAZ MARAVILHAS NA VIDA DA GENTE E VC E UMA DELAS! ABRAÇOS PARABENS SAUDADES!!!!

  3. Marcus Machado Mérida

    Pe. Reinaldo, gostei muito de ter lido este texto.
    Porque acho que me enquadrei durante um tempo nesta situação. Tenho 22 anos e voltei a estudar este ano. Eu tive TOC (Transtorno obsessivo compulssivo) durante muitos anos. Na infãncia, adolescência..E a gora entendo além do fato da doença, o porquê de certa auto-acusação quando me aproximava de Deus. De 2 anos pra cá melhorei muito. A melhora começou quando tive um profundo encontro com Deus naquela época. A leitura me ajudou a me entender melhor, e tb me dá forças pra seguir em frente.Um abraço! E que Deus te guarde.

  4. Olá, Padre Reinaldo.

    Tenho plena certeza que Deus é amor e nos ama acima de tudo, e quao carinhoso é nosso Pai. Mas muitas vezes, tenho esse sentimento de condenação, acho que Deus nao tá falando pra mim e perco a graça da libertação. Sinto também essa ansiedade excessiva de segurança de estar em graça e temo muito os maus pensamentos de perigo principalmente com meus familiares. Muitas vezes já entreguei isso a Deus, e consegui viver a graça de me libertar, mas isso sempre me alfineta. Quero estar livre dessa condenação de uma vez por todas, para poder louvar e glorificar a Deus como Ele merece, pois eu O amo mais que tudo, e nao quero estar presa nisso pra me guiar, visto que muitas vezes acabo me centrando em meus medos. Nao quero mais viver isso. Liberta-me Senhor, Liberta-me Senhor.

    Quero buscar o remédio pra esse sentimento,mas tenho um pouco de dificuldade agora, pois estou fora do Brasil e a religião predominante aqui é o protestante, mas quero trabalhar nisso pra poder Louvar a Deus verdadeiramente. O Senhor tem algum conselho sobre o que posso fazer? Pois realmente quero essa libertação.

    Obrigada pela suas palavras que realmente me ajudaram e quao iluminado é o Senhor.
    Que Deus sempre o abençoe.

    Um grande abraço.

  5. estou vivendo todo este relato …por amor…me ajudem…no aguardo sincero e esperançoso…carlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *