Meus queridos, aqui esta a partilha de um grande irmão de comunidade, que amo muito. Pedi a permissão a ele para divulgar, é algo bem sagrado. Deus abençoe, Pe. Reinaldo

Chegou, pois, a uma localidade da Samaria, chamada Sicar, juntos da terra que Jacó dera a seu filho José. Ali havia o poço de Jaco. E Jesus fatigado da viagem, sentou – se a beira do poço … Veio a mulher da Samaria tirar água … (Jo 4, 5-7)”

Medito já algum tempo a vida dessa mulher, a pagina de minha bíblia esta até destacada, mas confesso que fiquei nos detalhes traumáticos de seus relacionamentos afetivos.

Mas tendo a oportunidade de encara – la com outros olhos, vi que sua vida fala de minha vida, mesmo não sendo casado, pois um dia a obrigatoriedade da passagem me encontrou (ora, devia passar por Samaria – v. 4). Entrando na lucidez de seu silêncio percebo que sou pior do que ela.

Os maridos que já passaram, repito, passaram, por sua vida mostram realidades passadas que agem em seu presente de dor. O marido não pertencido, nessa ótica se torna insignificante; uma vez que vejo um. Sou pior do que ela!

Sei que o que simboliza a vida velha daquela samaritana é o cântaro deixado. Mas penso nos meus maridos; estranho não!? Um homem ter marido; pois é, tenho vários que ainda não passaram. Sou pior do que ela!

Os cinco que teve, e o adultério contraído passam despercebidos perto da poligamia de pecados que vivo. Constato uma atitude necessária a ser tomada: preciso me divorciar!

Dentro do âmbito jurídico sabemos que o divórcio é o rompimento legal e definitivo do casamento. Mas ao mesmo tempo sabe!? Faço questão de não ficar preso as atribuições própria como pensão alimentícia, regulamentação do poder paternal, relação ou partilha de bens, regulação de casa de família… ah em fim … acho melhor matar esses caras.

O Mons. Jonas nos ensina: “estamos na reserva, a qualquer momento o Senhor pode nos convocar para a batalha. Precisamos ser inimigo do inimigo; não podemos brincar em serviço. Devemos ser os primeiros a viver o PHN”.

Diante da verdade: sou pior do que ela! Não me resta outra saída a não ser, a ruptura definitiva com os maridos que tenho.

Deus abençoe.

Vitor Leal

Comunidade Canção Nova.

1 comentário

  1. Padre Reinaldo
  2. Pingback: danielacn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *