Print Friendly

Um roteiro turístico narrado para quem não sabe o que fazer no feriadão

Eu sabia que muita gente estava se programando sobre o que fazer no feriadão, nesses dias que o povo chama de “Semana Santa”, mas eu, bem… Eu não sabia direito o que fazer… Ouvia uns dizendo: “vou ficar em casa mesmo preciso descansar”, outros irião viajar, tipo: praia, ou casa de campo, hotel, houve até quem quisesse “acampar”.

Estava confuso… até que uma pessoa me disse: “O que você acha de passar o feriadão na Terra Santa?” Eu falei”Ficou maluco!” e depois “É impossível, não tenho dinheiro pra isso além do mais acho que não dá tempo!” Então ele respondeu: “Não se preocupe com nada disso, a agência de viagens ‘Santa Fé’ que nos levará é bem diferente, viajaremos nos aviões da ‘Mysteries airlines’, os mais velozes do mundo e o melhor já ‘tá’ tudo pago! É só arrumar as malas…” E assim começava os 7 (sete) dias mais importantes da minha vida.

Nossa viagem, duraria uma semana, me dizia que aquela semana era chamada de “semana maior”, porque era capaz de nos fazer “grandes”, maior do que você imaginávamos ser. Estando na Terra Santa, disse também que precisaríamos de alguém para nos conduzir, uma espécie de guia… deveríamos seguir os “Seus Passos”, o nosso guia na Terra Santa era um tal Jesus, eu só tinha ouvido falar d’Ele, mas naquele momento era diferente “eu o via”.

Primeiro fomos com Ele à Betfagé, antigo vilarejo que ficava no caminho para Jeruslém, era Domingo, Ele vinha montado em um jumentinho, tinham me dito que Ele era Rei, mas vindo assim parecia que seu reino era “O Reino dos Simples”; o povo com ramos nas mãos em procissão cantava: “Hosana! Bendito o Rei, que vem em nome do Senhor” (Lc 19,38).

Na segunda-feira Jesus nos levou à Betânia, disse que iríamos à casa de uns amigos seus, lá uma mulher colocou perfume nEle, era o melhor que ela tinha, fiquei pensando “gostaria de ter uma amigo assim…” Daí quando saímos da casa, perguntei se eu poderia ser seu amigo, tipo conversar mais com Ele (Oração)… e Ele disse “é claro” (cf. Jo 15,15), nossa fiquei muito feliz.

Na terça-feira conhecemos dois dos que andavam com Ele eram Judas e Pedro (cf. Mt 26,14-25), descobrimos como eles eram frágeis e pecadores, assim como eu… Percebi que a viagem que precisava fazer naquele momento era pra dentro de mim, decidi então confessar todos os meus erros (pecados) diante dAquele Novo Amigo, Ele me acolheu com compaixão e me perdou.

Na quarta fomos à uma Igreja na IV Estação; em Jerusalém, lembrei que em muitos lugares do Brasil temos a tradicional “procissão do encontro” em que Ele encontrava sua Mãe, olhando aquela cena lembrei da minha mãe, meu pai, cada um da minha família, fui percebendo que precisava valorizá-los mais, ser mais presente e quem sabe tentar rezar juntos uma oração que aprendi naqueles dias chamada de “Terço“.

Na quinta-feira fomos ao Cenáculo no Monte Sião, lá participamos da uma “última ceia“, descobri depois que era e é também primeira e única (SC 47), e Ele disse: “Isto é o meu Corpo” e depois “Isto é o meu Sangue”, comi o Pão e bebi o Vinho, senti que de alguma forma o Céu estava dentro de mim, porém no final tiraram as toalhas da Mesa, Jesus dirigia-se ao Monte Getsêmani pelo vale do Cedron, Igreja da Agonia, ali o prenderam, nos tiraram o Senhor, sentimos a dor de perder quem nos guiava, sinto-me um pouco perdido… não há gritos de alegria nem festa, o coração chora…

sextafeira soubemos que ele havia sido levado para a Casa de Caifás (Mt 26,57), fomos lá e chegamos bem na hora que Ele estava sendo levado à Pilatos, depois à Herodes e novamente à Pilatos, acompanhamos tudo, desde a condenação (Mc 15,15) e flagelação na igreja do Ecce Homo até o Calvário, e “o crucificaram” (Jo 19,23)… era por volta das 3 (três) horas da tarde, não imaginávamos isso na nossa viagem, mas aconteceu… neste dia ficamos mudos… Não comemos carne e ficamos em jejum, nem Missa houve, ficamos tristes e voltaríamos pra casa sentindo que algo nos faltava… Mas lembrei-me que quando O olhei na Cruz experimentei o Amor que nunca tive… “foi por mim”.

Chamamos o dia seguinte de Sábado da Esperança, porque nos lembrávamos que Ele havia dito “ao terceiro dia ressuscitarei” (cf. Mt 20,19), por isso naquela mesma noite fomos à Vigília (Pascal) no (Santo) Sepulcro, estava muito escuro lá, mas de repente surgiu um “fogo novo” que começou a iluminar toda treva pouco a pouco tudo ficou claro, vimos uma Luz e sabíamos “Ele ressucitou”, começamos a cantar bem alto “ALELUIA” e “GLÓRIA A DEUS” era Páscoa (=Passagem), Ele voltou, está vivo! E me dava vida nova também, quando chegou a hora de ir para casa vi que já não era mais o mesmo… e quando perguntaram “por que você está assim?” eu dizia: “Eu vi o Senhor”(Jo 20,18).

Ah… acabei esquecendo de contar uma coisa… depois que tinha arrumado as “malas da disposição“, a pessoa que tinha me convidado disse: “Quero primeiramente lhe dizer que a Terra Santa esta muito mais perto de você, do que você imagina.

Certa vez perguntaram para Dom Helder: ‘Dom Helder, o sr. já foi a Terra Santa?’ Ele respondeu: ‘Todos os dias na Eucaristia’. Quando ouvi isso entendi que aquela igreja… próxima da nossa casa seria o nosso “aeroporto” onde eu seria “transportado” para àquela Terra Santa de longe que ficara tão próxima, foi lá onde vivi tudo o que lhe contei aqui, porque a Eucaristia “não fica no passado, (…) transcende todos os tempos e em todos se torna presente” (EE 11).

É por isso que a partir de agora todas as semanas santas que ainda tiver na vida não quero descansar em casa, não quero praia, não quero hotel ou qualquer outro lugar, quero é Terra Santa, quero Jerusalém, quero ir à “IGREJA” e ali ressuscitar.

Ass.: Um Verdadeiro Cristão

Pe. Sóstenes Vieira

2 Comentários

  1. Meu Deus e meu Deus estava eu aqui triste quando resolvi sem mais nem menos entrar no blog..tremi n esperava ver este Texto aqui meu Deus que surpresa boa ..maravilhosaaa era tudo o que eu precisava neste momento nein estou acreditando que lindo..que riqueza de texto eu tbm estou fazendo esta viagem e amanhã quero confessar com este amigo e continuar com este tour e que tour em padre??? Só o Senhor para fazer uma coisa dessas comigo que alegria Obrigado..obrigado n tenho palavras para agradecer tava msm querendo ler um texto mais n imagina que seria tão bom assim ameiiiiiiii Há padre Deus te Abençoe mtão e reza por mim ok tenho passando por momentos difíceis..brigadão pai espiritual e acabei inaugurando nos comentários rs
    Grande Abraço e Obrigado pela viajem não perco ela por nada neste mundoooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *