A HIPOCRISIA NO CASAMENTO!

 

casal.jpg

  

A  palavra  hipocrisia é  traduzida como a “incoerência” entre a prática de vida , através de condutas e atitudes ,  com o discurso que se prega, que se propaga.

Jesus utilizava  esta expressão, todas as vezes que Ele percebia a incoerência dos homens de sua época!.

O artigo quer  mostrar a diferença entre a finalidade  do casamento e o que se pode fazer com ele, quando a hipocrisia passa a ser conduta do casal.

O casamento para a nossa Igreja Católica (Apostólica Romana)  tem a ordem de Deus para ser Sacramento! Ser Sagrado!

Porém, com a liberdade que Deus nos oferece,  o casal pode  tornar o  seu   casamento uma grande Hipocrisia!?!. É só lembar o que Adão e Eva escolheram  no paraíso chamado Jardim do Éden. Tinham tudo para serem felizes, mas…usaram indevidamente a sua liberdade .

 A  foto acima,  é a expressão do que acontece  com o casamento, quando se sustenta as atitudes hipócritas. Fica o casal  dividido  e   “desfocado ” do Projeto de Deus . 

Vamos recordar algumas condutas incoerentes  que acontecem no  seio familiar para termos a certeza desta triste constatação:

1.0 – Tentar convencer os filhos a não serem violentos com os colegas na escola, porém a violência  verbal e física está presente no dia a dia no ambiente familiar no trato , na correção dos erros e nos momentos de conflitos;

2.0 – Exigir que os filhos participem da catequese e o casal não participam das atividades da  comunidade religiosa ( e nem nas missas dominicais) ;

3.0 – Fazer discurso para os filhos que eles não podem se envolver com droga e álcool e no lazer de  final de semana ou em festas com os amigos ( também nas festas religiosas) o pai ou ambos os pais  “enchem a cara” de cerveja ou vinho.

E tantas outras hipocrisias que você sabe muito bem que acontecessem no dia a dia e que muitas vezes o casal não se dá conta do tamanho estrago que fazem na vida emocional e espiritual  dos filhos!

Diante da cruz, o casal pode superar esta hipocrisia,  como “uma ressureição” constante, das contradições que geram sofrimento para  novas atitudes e comportamentos mais coerentes  no seio familiar.

 A  oração diária em família, o diálogo entre o casal (indentificando os pontos de divergências  entre ambos e construindo projeto de educação para os filhos, segundo os valores cristãos)  e o apoio  da comunidade religiosa através da pastoral familiar , dos movimentos ou mesmo de conselhamento espiritual  com o sacerdote ou  as irmãzinhas religiosas podem ser importantes contribuições para a qualidade de vida familiar  do casal .

Eu e meu marido Gerson,  escolhemos de estar  unidos na Comunidade Canção Nova , pois sentimos que esta unidade vem gerando no nosso seio familiar atitudes e condutas mais coerente entre a fé e a vida!Sugiro  que você e sua família faça o mesmo e temos a certeza que vocês colherão muitas bençãos  .

 Afinal, filhos aprendem mais com o nosso testemunho de vida do que com o nosso discurso! Façamos de cada atitude diária  familiar uma caminho à Santidade!

Celina  – Instituto Pensamento / São Mateus – ES e Família Sócia da Comunidade Canção Nova

sexta-feira, junho 29th, 2007 religiao-e-familia

No comments yet.

Leave a comment