A solidariedade na rotina familiar

images1.jpg

Uma  das queixas que os casais fazem, durante as nossas palestras, é de que seus filhos não ajudam nas atividades de casa e querem “tudo na mão”. Então, perguntamos aos casais de quem é esta responsabilidade de ter criado filhos tão exigentes e egoístas?

Nós pais e adultos  responsáveis , temos uma responsabilidade de garantir no dia a dia da rotina familiar, a experiência do Amor  que se faz Solidário!

Nossos filhos   precisam crescer num ambiente onde , o hábito da cooperação mútua é parte da rotina  diária. Então, respeitando a faixa etária de cada filho e filha, deve haver entre os membros da família,  pequenos acordos de ajuda e contribuição.Isto vale também para outros membros da família que convivem conosco, como vovó , vovô e outros, respeitando sempre a faixa etária e a condição física.

A nossa casa tem que se tornar um espaço contínuo  de formação dos valores que garantam uma relação humana digna e respeitosa, como Imagem e Semelhança de Deus!

Por exemplo, os meninos precisam  fazer a sua contribuição na manutenção da higiene da cozinha, do banheiro, aprendendo assim a pegar numa vassoura , na buchinha e detergente para lavar os pratos, arrumar a mesa da refeição,  ajudar em alguns momentos no cuidado do irmão ou irmã mais novo e outras atividades que são consideradas normalmente “para as meninas”. Cuidado criarmos pequenos “machinhos” ou “princesinhas” dentro das nossas casas!.

Uma experiência muito positiva que estamos fazendo em casa é o lixo reciclado. Desde pequenos, os nossos filhos precisam aprender o valor da contribuição de cada um ao meio ambiente. Não adianta aprenderem teoricamente na escola e não viverem na prática diária em seu ambiente familiar. Os pais preciam estar atentos para proporcionarem estas experiências.

Mesmo que em casa tenha uma pessoa para contribuir nos serviços gerais, em função de uma rotina familiar  intensa durante a semana, é necessário motivarmos nossos filhos para esta cooperação, pois uma forma de valorizarmos esta pessoa que contribui para a manutenção do nosso ambiente familiar é manter o que foi limpo e organizado. E não podemos esquecer dos finais de semana e feriado que proporciona momentos mais juntos entre os seus membros , o que facilita as atividades comuns.

Mas, para que aconteça de fato  esta experiência do Amor Solidário no ambiente familiar, o casal  precisa garantir que cada um será testemunho também para os seus filhos e que ambos estão em acordo sobre a importância desta ajuda mútua. E isto é um desafio na vida a dois! Pois, os hábitos pessoais herdados de suas famílias podem gerar conflitos e desacordos sobre a quetão da educação dos filhos.

Porém, não há outro caminho além do diálogo respeitoso, da capacidade de renunciar os seus maus hábitos para gerar novas atitudes e condutas e muita oração a dois para que o Espírito Santo possa fazer brotar no coração de ambos a sabedoria, o discernimento e a perseverança de superarem as suas diferenças prol a família.

Que a Sagrada Família de Nazaré abençoe você e a sua família , ajudando para que  se tornem um Santuário de Amor e Vida!

Casal Celina e Gerson – pais de Samuel (15 anos), Davi (10 anos) e Hélder (5 anos) – Família Sócia da Comunidade Canção Nova

  

domingo, julho 8th, 2007 qualidade-de-vida-familiar

No comments yet.

Leave a comment