FAMÍLIA DE JESUS - SINAL DE CONTRADIÇÃO

* Gerson Abarca
Neste natal, refletimos intensamente sobre o nascimento de Jesus. As famílias se reuniram, trocaram presentes e desejaram-se feliz natal. Muitas famílias convidaram a parentada e festejaram.
Mas a pergunta que não nos deixa calar é: – Qual é o modelo de família que Deus escolheu para se fazer Carne?
Pensamos esta resposta a partir dos nossos filhos, pais e parentes…alguns amigos. Mas sabemos que a vida em família na época de Jesus era a vivência do coletivo. A família era pela comunidade, num sistema tribal. Com o emergente do modelo familiar após a revolução industrial do século 18, e com a necessidade do processo de produtividade industrial, a família ocidental passa a ter uma formatação – papai, mamãe, e filhinhos – . E para todo e sempre, parece que vamos percebendo os núcleos familiares fechados entre os seus.
A Família de Nazaré, nos trás a lembrança de um modelo de família que existe no coletivo, gera filho para um projeto coletivo e só têm sentido dentro da contextualização sócio cultural.
Ela é uma contradição ao modelo de família que nossa sociedade ocidentalizada à partir do modelo Europeu se estruturou.
Que saibamos observar com mais transparência nas entrelinhas do nascimento de Jesus, para que possamos viver um Cristianismo com poucas aparências e superficialidades. Nossas famílias só sobreviverão na Fé Cristã se estiverem verdadeiramente envolvidas na construção da Civilização do Amor – um projeto eminentemente coletivo – .

*É Psicólogo

quarta-feira, dezembro 26th, 2007 religiao-e-familia

No comments yet.

Leave a comment