Archive for junho, 2008

Prevenindo as doenças cardiovasculares em família

Morrem anualmente no Brasil, 430 mil pessoas por Doenças Cardiovasculares , segundo O INCOR – Instituto do Coração e de acordo com a colocação do Dr. Luis César, médico do Instituto .
“Se as pessoas mudassem seus hábitos de vida, estas mortes seriam reduzidas em 50%”.
Lembrando que entre A década de 50 A 80 , os maiores óbitos no país eram decorrentes de doenças infecto¬contagiosas e apenas um número mais reduzido de óbitos decorrentes de doenças cardiovasculares,
Porém, a partir da década de 90, os índices tornaram-se menores para as moléstias infecto¬contagiosas e iniciou-se UM AUMENTO para as doenças cardiovasculares, tornando aparente a inversão de suas proporções Dentre estas últimas, a cardiopatia isquêmica, o acidente vascular cerebral, a insuficiência cardíaca e a hipertensão arterial sistêmica, são as mais significativas
Conforme dados do DATASUS, as doenças cardiovasculares constituem a maior causa de mortalidade no Brasil atualmente, superando as causas externas como acidentes de trãnsito e outros( as neoplasias e as doenças pulmonares).
Enfim, A grande prevalência de moléstias cardiovasculares e morbimortalidade em nosso meio, justificam a identificação de fatores de risco para procurar reverter este problema de saúde pública.

ENTÃO SE FAZ NECESSÁRIO FAZERMOS COMO ROTINA, além da Alimentação saudável e adequada, da Atividade física regular , do Sono saudável, do Combate ao Estresse , deve-se realizar periodicamente as Medidas de prevenção: clínica e laboratorial

A medida clínica para controle de sinais e sintomas relacionado a doenças cardiovasculares e outras. E a medida laboratorial através de exames que estarão sinalizando para cada um de nós como está a nossa condição fisiológica e consequentemente nossa saúde física

As Medidas de prevenção: clínica e laboratorial SÃO NECESSÁRIAS PARA EVITARMOS AS DOENÇAS CARDIOVASCULARES consideradas crônicas isto é que requer um acompanhamento pelo resto de sua vida e degenerativa isto é , que se não bem controlado estará interferindo de forma significativa em seu organismo e saúde .Visitas periódicas ao médico para controle dos exames laboratoriais é regra fundamental para quem tem histórico na família de doenças cardio vasculares , para quem já tem um diagnóstico feito pelo profissional médico e para quem tem estes hábitos que são considerados como VILÕES para a vida saudável, como:Tabagismo; excesso do padrão de drinque alcoólico; o Alcoolismo; a Obesidade; a Inatividade Física e a Alimentação inadequada ( em especial com o uso constante de gordura saturada)

Procure ajuda com o seu médico de confiança ou na Unidade de Saúde da Família mais próxima. Agende uma consulta e se organize para combater o seu mau hábito e com certeza estará colhendo no futuro frutos de boa saúde física e mental e maior expectativa de vida.
Pense nisto e tome atitude a favor de sua vida e de sua família!

terça-feira, junho 24th, 2008 qualidade-de-vida-familiar Nenhum Comentário

Educação de filhos: E os seus amigos....

No último feriado religioso (Corpus Christi) recebemos em casa dois colegas do meu filho mais velho que moram na cidade de Vitória.
O primeiro que chegou, havia sido colega de escola porém os pais em função do trabalho ,se mudaram para a Capital. O outro fez um intercâmbio escolar em casa no ano passado, acabou gostando muito de nossa família e quando surge uma oportunidade, pede para retornar.
Sem problema nenhum em recebe-los, mas com um detalhe que para nós é fundamental: nos acompanham em toda atividade religiosa tanto dentro de casa, como nas celebrações e outras atividades, se coincidir com a chegada deles.
E foi o que aconteceu neste feriado. Ambos tiveram que fazer tapete, participar da Santa Missa e da procissão.
Também rezar antes das refeições e antes de dormir e com a nossa benção.
Como pais, não podemos abrir mão de continuar com as práticas religiossas dentro de casa, em função de amigos de filhos que se hospedam e os mesmos não possuem estas práticas. Vejo como uma grande oportunidade de experimentarem o valor das orações , da participação da vida de Igreja e desta forma contribuir para que os mesmos possam refletir a sua própria vida e de sua família.
O primeiro ( 15 anos) que chegou disse assim para nós, ao despedirmos dele no domingo: “Tia, acho que virei todo Corpus Christi, pois assim participo de alguma missa, pois em casa meus pais não se importam”.
O outro ( 15 anos), mais tarde e também em sua despedida nos disse: “Em casa precisamos rezar !Meus pais brigam muito e quando venho aqui na casa de vocês não vejo nenhum briga e estão sempre rezando”.
Estas falas foram expontâneas, sem cobranças e questionamentos..simplesmente mantivemos a nossa rotina proposta com os nossos filhos…fazer do dia a dia uma oportunidade maravilhosa para louvarmos a Deus e vivermos o nossos discipulado.
Ao primeiro afirmei que em casa a prática da religião não é somente “tradição”, mas tentamos vivenciar de forma prazerosa e com alegria e quem sabe ele poderia começar a “cutucar” os pais e incentivá-los a manterem esta prática essencial na nossa vida, como filhos de Deus.
Ao último garoto respondi que não somos perfeitos e temos os nossos conflitos e por isso que necessitamos da oração diária, pois sabemos que com Deus presente em nosso meio, é mais fácil superarmos as dificuldades. Dei um grande abraço nele e nos despedimos.
Meu filho mais velho na volta da rodoviária, quando levamos o segundo para nos despedirmos, referiu no carro que havia pecebido que os seus colegas ficaram tocados com o nosso jeito de rezar e participar da missa e procissão. Sem cara feia e com muita alegria e prazer.
Pois é, olha só a responsabilidade que nós pais temos com os nossos filhos em atraí-los para o coração de Deus e para a vida da Igreja!
Pense nisto…e continuemos orando para que Deus faça de nós pais uma ponte entre Ele e os nossos filhos amados! Amém.

sábado, junho 14th, 2008 filhos, religiao-e-familia 1 Comentário

Sobre o Namoro, em poesia

Um olhar, o encanto
Um sorriso, a atitude
Um encontro, a busca

O pedido, um compromisso
O conhecimento, um caminho
O amor, uma busca

Um corpo feminino, a Imagem e Semelhança de Deus
Um corpo Masculino, outra Imagem e Semelhança de Deus
Um encontro de afetos, a responsabilidade do limite

Enfim,
O Namoro, um crescer continuamente

terça-feira, junho 10th, 2008 namoro 1 Comentário

Educando os filhos através da Escrituras (2 Tm 3,16)

Este trecho bíblico de Timóteo para mim tem um significado fundamental para nós pais que desejamos fazer acontecer a educação dos nossos filhos embasado nos valores cristãos.
“Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar, para repreender, para corrigir, para educar na justiça”. ( 2Tm 3, 16).
Que sabedoria de texto! Que inspiração Divina!
Este texto deve ser a nossa “linha mestra” para a condução dos nossos filhos à consolidação de uma educação cristã que produza atitudes onde a ética, a justiça , a fraternidade serão garantidas ao longo de toda a vida humana dos mesmos e suas próximas gerações.
Tem pais que buscam tantas teorias para aprenderem a educar cada vez melhor e acabam muitas vezes se perdendo nestas diversas correntes que se dizem “favoráveis ao processo educativo “e se esquecem de que a Bíblia é fonte inesgotável da Palavra de Deus.
É Deus falando através de mãos humanas, demonstrando assim todo o Seu Amor por nós e os caminhos para se concretizar assim a Aliança definitiva entre Ele e a Humanidade.

samu-048.jpg

sexta-feira, junho 6th, 2008 religiao-e-familia Nenhum Comentário

Celebrando a Vida de Fabiana Azambuja - Amada Bia

Hoje, dia 4 de junho estamos felizes em poder celebrar o aniversário da nossa amada Bia!
Pessoa escolhida por Deus que faz surgir em nossos corações sentimentos como amizade, bondade, respeito, fidelidade e tantos outros.
Pedimos que a nossa Mãezinha Maria interceda pela vida da Bia junto a Jesus para que a cada dia ela continue este caminho do discipulado prol ao Reino de Deus.
Feliz Aniversário amada irmã e amiga!
Da família que te ama muito,
Celina, Gerson, Samuel, Davi e Hélder

quarta-feira, junho 4th, 2008 religiao-e-familia 1 Comentário