qualidade-de-vida-familiar

FÉ E QUALIDADE DE VIDA

picasso.jpg

Lidar com a perda repentina de um ente querido, uma doença grave e inesperada, uma situação extrema na qual você nunca poderia imaginar que vivenciaria é sempre traumático e perigoso, pois a saúde física e emocional, fica comprometida e nestes momentos poucas coisas ajudam.
Porém a Fé é uma grande aliada.
Hoje a ciência não nega os efeitos provocados pela força da fé e da espiritualidade na saúde e no comportamento humano.
Podemos presenciar verdadeiros milagres de pessoas doentes ou em situações difíceis que a partir de sua fé conquistaram sentimentos de bem estar, consciência e motivação para o enfrentamento da mesma conquistando a superação, a cura ou mesmo uma morte serena e em paz e a família ao lado não desesperada, mas compreendendo que a morte faz parte da vida humana e que além dela , existe a VIDA ETERNA E PLENA COM QUALIDADE .
Falar de qualidade de vida não é somente querer a cura física, mas também a cura emocional e da alma em algumas situações da nossa vida humana. A Valorização da Fé , vista até então com um certo preconceito, está começando a ser amplamente aceita pela comunidade médica e pelos pacientes nesta década.

Uma ajuda incrível! Você estuda a Palavra de Deus?

A prática diária do estudo da Palavra de Deus através da Bíblia promove em nós competência e qualidade de vida espiritual, emocional, física e social, restitui às pessoas valores morais e éticos obscurecidos por esses tempos atribulados, de excessivas competições, de ideologias falsas e desvalorização do Dom Sagrado da Vida.
Desenvolve em nós a Fé e a consistente Perseverança para a construção da Civilização do Amor e falar de civilização do amor é falar de qualidade de vida integral, para todos.

Deus quer que sejamos Felizes, todos sem distinção e que tenhamos Vida em Abundância. Lembremos do Evangelho de João no capítulo 10 e versículo 10.

Viver bem e com qualidade é o desejo de todos! Faça parte deste mutirão de pessoas que querem construir uma sociedade mais fraterna e com dignidade!

AMAR A DEUS SOBRETUDO! E A FORMA MAIS CONCRETA DE DEMONSTRAR ESTE AMOR É CUIDANDO-SE E CUIDANDO DAQUELES MAIS PRÓXIMOS PARA QUE A VIDA SEJA PROMOVIDA EM TODOS OS MOMENTOS E DESAFIOS DESTE MUNDO CONTEMPORÂNEO.

quinta-feira, julho 10th, 2008 qualidade-de-vida-familiar, religiao-e-familia 3 Comments

Prevenindo as doenças cardiovasculares em família

Morrem anualmente no Brasil, 430 mil pessoas por Doenças Cardiovasculares , segundo O INCOR – Instituto do Coração e de acordo com a colocação do Dr. Luis César, médico do Instituto .
“Se as pessoas mudassem seus hábitos de vida, estas mortes seriam reduzidas em 50%”.
Lembrando que entre A década de 50 A 80 , os maiores óbitos no país eram decorrentes de doenças infecto¬contagiosas e apenas um número mais reduzido de óbitos decorrentes de doenças cardiovasculares,
Porém, a partir da década de 90, os índices tornaram-se menores para as moléstias infecto¬contagiosas e iniciou-se UM AUMENTO para as doenças cardiovasculares, tornando aparente a inversão de suas proporções Dentre estas últimas, a cardiopatia isquêmica, o acidente vascular cerebral, a insuficiência cardíaca e a hipertensão arterial sistêmica, são as mais significativas
Conforme dados do DATASUS, as doenças cardiovasculares constituem a maior causa de mortalidade no Brasil atualmente, superando as causas externas como acidentes de trãnsito e outros( as neoplasias e as doenças pulmonares).
Enfim, A grande prevalência de moléstias cardiovasculares e morbimortalidade em nosso meio, justificam a identificação de fatores de risco para procurar reverter este problema de saúde pública.

ENTÃO SE FAZ NECESSÁRIO FAZERMOS COMO ROTINA, além da Alimentação saudável e adequada, da Atividade física regular , do Sono saudável, do Combate ao Estresse , deve-se realizar periodicamente as Medidas de prevenção: clínica e laboratorial

A medida clínica para controle de sinais e sintomas relacionado a doenças cardiovasculares e outras. E a medida laboratorial através de exames que estarão sinalizando para cada um de nós como está a nossa condição fisiológica e consequentemente nossa saúde física

As Medidas de prevenção: clínica e laboratorial SÃO NECESSÁRIAS PARA EVITARMOS AS DOENÇAS CARDIOVASCULARES consideradas crônicas isto é que requer um acompanhamento pelo resto de sua vida e degenerativa isto é , que se não bem controlado estará interferindo de forma significativa em seu organismo e saúde .Visitas periódicas ao médico para controle dos exames laboratoriais é regra fundamental para quem tem histórico na família de doenças cardio vasculares , para quem já tem um diagnóstico feito pelo profissional médico e para quem tem estes hábitos que são considerados como VILÕES para a vida saudável, como:Tabagismo; excesso do padrão de drinque alcoólico; o Alcoolismo; a Obesidade; a Inatividade Física e a Alimentação inadequada ( em especial com o uso constante de gordura saturada)

Procure ajuda com o seu médico de confiança ou na Unidade de Saúde da Família mais próxima. Agende uma consulta e se organize para combater o seu mau hábito e com certeza estará colhendo no futuro frutos de boa saúde física e mental e maior expectativa de vida.
Pense nisto e tome atitude a favor de sua vida e de sua família!

terça-feira, junho 24th, 2008 qualidade-de-vida-familiar Nenhum comentário

Combatamos a hipocrisia do Big Brother Brasil (BBB)!

bbb.jpg

Mais uma edição de BBB – a cultura da hipocrisia e alienação !

NÃO É POSSÍVEL, NÓS FAMÍLIAS CRISTÃS, ACEITARMOS ESTE TIPO DE PROGRAMA EM NOSSOS LARES!

Precisamos sim, construir em nosso filhos e filhas ,em especial na fase da adolescência e juventude, uma consciência crítica de que este tipo de Programa está a serviço de uma cultura alienante e hipócrita onde o “mais valia” é o sentimento de individualidade (egocêntrismo), competitividade e distorção da realidade.

Este tipo de programa motiva ,a qualquer custo , a necessidade do participante se destacar diante do grupo, nem que para isso é necessário criar as “intrigas internas”.

Além também das questões referentes a sexualidade voltada ao erotismo e puro prazer.

Em casa, assistimos uma noite com o filho adolescente e debatemos juntos estes aspectos o que foi muito bom, pois para ele ficou claro que este tipo de programa não vale a pena perder otempo que lhe resta para continuar curtindo as suas férias de maneira muito mais inteligente.

Sejamos coerente com a nossa fé cristã e católica ! Sejamos presença positiva e de qualidade na vida dos nossos filhos e desta forma poderemos garantir um crescimento físico, emocional e espiritual de acordo com o desejo de Deus, nosso Pai que, que nos ama e quer a Vida Plena para cada um de nós!.

quarta-feira, janeiro 9th, 2008 qualidade-de-vida-familiar 3 Comments

ALERTA AOS PAIS COM FILHOS ACIMA DE 14 ANOS

ado.jpg

Atenção Senhores pais com filhos acima de 14 anos !

Dos 14 aos 18 anos, “a galera” entra na fase do “pode tudo”. O caminho é LIMITAR COM LIBERDADE, isto é,deixar com que desenvolvam suas atividades de forma monitorada.

Agora mesmo,meu filho Samuel acabou de me ligar:” – Pai, já estou indo, vamos pegar o ônibus. Estou esperando o cara, se daqui a pouco ele não aparecer,já vou comunicar-me com ele. Isto por que o acordo foi de que chegasse em casa às 23H.

Mas se os amigos deles pressionarem e chegar só às 2h da madrugada? Acordo descumprido, regra estabelecida, vai ficar um bom tempo sem sair.

Poxa! mas este controle é complicado,esta moçada pega pesado cheios de argumentos, será que consigo? Se você é o responsável direto do filho, é em você que ele terá que confiar.
Vai por mim, esta galera sente-se argulhosa por terem pais firmes. O discurso da intransigência é um mecanismo para tentarem transgredir as regras,no final, o que vale é a LEI DOS PAIS.

Olha, se o controle não existir, você poderá estar entragando seu filho a experiências sem volta.

Um caso “Infeliz”: um garoto de 14 anos ( filho de casal engajado na igreja) foi convidado a ir em uma festa de uma república de mulheres solteiras com idade média de 25 anos. Estas festas de “pipóca com guaraná”.
Elas convidaram só 4 jovens sarados . Este garoto teve sua primeira experiência sexual com uma mulher de 25 anos ( pedofilia?), e depois disto sua necessidade sexual nunca mais parou, para alegria desta ninfeta e muita tristeza dos pais deste garoto….

E aí, vale a pena vigiar?alerta1.jpg

sábado, novembro 3rd, 2007 qualidade-de-vida-familiar Nenhum comentário

PROGRAMA NOTA 10!

img_1077.jpg
Foto: Gerson e Celina em gravação no programa MINHA FAMÍLIA É ASSIM

O programa “MINHA FAMÍLIA É ASSIM” da T.V. Canção Nova é simplesmente nota 10.

O casal apresentador, Nelsinho e Marcia , estão no lugar certo.

Eles possuem o carísma adequado para o programa.Tivemos a oportunidade de participar de alguns programas e na semana passada ( de 16 à 21 de outubro 2007), gravamos mais dois que irão ao ar em novembro.

O legal é ver que o casal conversa sobre diferentes temas com muita alegria e sem querer ficar dizendo aos telespectadores como agir.

Eles colaboram para que as famílias pensem as suas escolhas a partir de uma reflexão consciente.

Vale a pena ficar ligado neste programa, maiores informações entre no blog.cancaonova.com/minhafamiliaeassim .

Bebida alcoólica e vida conjugal

bebida.jpg
Este tema é de grande relevância se queremos garantir um ambiente saudável no seio familiar.
Recebo centenas de qeixas de mulheres que já não “suportam mais” o excesso de bebida do marido, o que acaba provocando , além do desequilíbrio da harmonia familiar, um distanciamento “quilométrico” entre o casal e aí inicia outras dificuldades como a perda do desejo sexual da mulher, o desafeto do casal no trato do dia a dia, a agressividade na educação das crianças ( que acabam sempre levando a pior), o distanciamento na vida comunitária e religiosa e outros sentimentos e atitudes tão ruins e nocivas para a qualidade de vida conjugal e familiar.
A bebida alcoólica é ,sem dúvida ,considerada uma das maiores “vilãs” para as famílias brasileiras! E não me refiro somente as famílias que não estão inseridas na vida religiosa, mas há aquelas que utilizam os momentos de lazer ou festa religiosa da comunidade e sustentam este excesso.
Ouço com muita frquênciaa seguinte frase, nosatendimentos:”Parece que ele não sabe se divertir, sem o uso da bebida”.
O Bispo da minha Diocese, mandou liberar a cerveja nas festas religiosas e com a seguinte justificativa: ” Como o vinho é para o Italiano, a cerveja é para o brasileiro”.
E aí? Qual é a sua opinião?
Continuemos depois…..Celina

quinta-feira, agosto 30th, 2007 qualidade-de-vida-familiar Nenhum comentário

A solidariedade na rotina familiar

images1.jpg

Uma  das queixas que os casais fazem, durante as nossas palestras, é de que seus filhos não ajudam nas atividades de casa e querem “tudo na mão”. Então, perguntamos aos casais de quem é esta responsabilidade de ter criado filhos tão exigentes e egoístas?

Nós pais e adultos  responsáveis , temos uma responsabilidade de garantir no dia a dia da rotina familiar, a experiência do Amor  que se faz Solidário!

Nossos filhos   precisam crescer num ambiente onde , o hábito da cooperação mútua é parte da rotina  diária. Então, respeitando a faixa etária de cada filho e filha, deve haver entre os membros da família,  pequenos acordos de ajuda e contribuição.Isto vale também para outros membros da família que convivem conosco, como vovó , vovô e outros, respeitando sempre a faixa etária e a condição física.

A nossa casa tem que se tornar um espaço contínuo  de formação dos valores que garantam uma relação humana digna e respeitosa, como Imagem e Semelhança de Deus!

Por exemplo, os meninos precisam  fazer a sua contribuição na manutenção da higiene da cozinha, do banheiro, aprendendo assim a pegar numa vassoura , na buchinha e detergente para lavar os pratos, arrumar a mesa da refeição,  ajudar em alguns momentos no cuidado do irmão ou irmã mais novo e outras atividades que são consideradas normalmente “para as meninas”. Cuidado criarmos pequenos “machinhos” ou “princesinhas” dentro das nossas casas!.

Uma experiência muito positiva que estamos fazendo em casa é o lixo reciclado. Desde pequenos, os nossos filhos precisam aprender o valor da contribuição de cada um ao meio ambiente. Não adianta aprenderem teoricamente na escola e não viverem na prática diária em seu ambiente familiar. Os pais preciam estar atentos para proporcionarem estas experiências.

Mesmo que em casa tenha uma pessoa para contribuir nos serviços gerais, em função de uma rotina familiar  intensa durante a semana, é necessário motivarmos nossos filhos para esta cooperação, pois uma forma de valorizarmos esta pessoa que contribui para a manutenção do nosso ambiente familiar é manter o que foi limpo e organizado. E não podemos esquecer dos finais de semana e feriado que proporciona momentos mais juntos entre os seus membros , o que facilita as atividades comuns.

Mas, para que aconteça de fato  esta experiência do Amor Solidário no ambiente familiar, o casal  precisa garantir que cada um será testemunho também para os seus filhos e que ambos estão em acordo sobre a importância desta ajuda mútua. E isto é um desafio na vida a dois! Pois, os hábitos pessoais herdados de suas famílias podem gerar conflitos e desacordos sobre a quetão da educação dos filhos.

Porém, não há outro caminho além do diálogo respeitoso, da capacidade de renunciar os seus maus hábitos para gerar novas atitudes e condutas e muita oração a dois para que o Espírito Santo possa fazer brotar no coração de ambos a sabedoria, o discernimento e a perseverança de superarem as suas diferenças prol a família.

Que a Sagrada Família de Nazaré abençoe você e a sua família , ajudando para que  se tornem um Santuário de Amor e Vida!

Casal Celina e Gerson – pais de Samuel (15 anos), Davi (10 anos) e Hélder (5 anos) – Família Sócia da Comunidade Canção Nova

  

Reeducando os Hábitos para uma Vida Saudável

blog-par.jpg

Falarmos de reeducação de hábito não é das tarefas mais fáceis. Quantos de nós  e por várias vezes , fizemos promessas em realizar mudanças de rotina em função de uma vida mais saudável e não teve o sucesso esperado, porque os “afazeres” tomaram conta de toda a agenda?

Mas, a vontade e a persistência em se reeducar devem ser as nossas aliadas para , de fato , transformarmos o nosso dia a dia uma grande oportunidade de conquistarmos a nossa qualidade de vida!
Hoje temos facilidade, através dos meios de Comunicação Social escrita e falada,  em obtermos informações sobre dicas de um consumo alimentar saudável, da importância de se manter em atividade física e como fazê-la de maneira adequada, das opções de um acompanhamento com profissionais de saúde que colaborem com a reorganização de uma rotina mais saudável de vida e tantos outros conhecimentos. Porém, mesmo  com toda essa facilidade,  ainda a maioria de nós sente a dificuldade de se reeducar e se planejar a nivel individual e familiar.
Para contribuir com você e sua família,  citaremos dicas que consideramos importantes e que deveriam ser introduzidas com o máximo de esforço em seu hábito diário individual e familiar.

Talvez algumas dicas não sejam novidades, mas insistimos em citá-las para que elas possam ser assimiladas e praticadas. Lembramos que a reeducação acontece pela persistência da mudança que se pretende fazer até que a mesma se torne um HÁBITO. Estas são as nossas dicas:

1- No seu carrinho de compras deve ter espaços para todos os tipos de alimentos.
2- Organize uma rotina de horário das refeições.
3- Cuidados com as guloseimas. A rotina deve ser sucos ou frutas e a sobremesa, eventualmente.
4- Evite o hábito de gorduras saturadas, de aquecimento excessivo, e a reutilização de frituras.
5- Varie os alimentos, substituindo a quantidade dos mesmos por qualidade.
6- Ensine os teus filhos adquirirem um hábito saudável na alimentação, começando com o seu testemunho e se houver dificuldades, procure um profissional habilitado para contribuir com você.
7- Valorize a atividade física, evitando o sedentarismo.
8- Não esqueça do lazer. A saúde mental agradece.
9- Cultive em si e no ambiente familiar o bom humor, a alegria, o prazer e a criatividade.
10- Observe a natureza e considere que o ser humano não é o todo, mas parte integrante.

Com essas dicas desejamos que você tenha sucesso na reeducação daquilo que você acredita que precisa ser modificado.

Enf. Celina – Programa Qualidade de Vida/ Instituto Pensamento – São Mateus/ES

segunda-feira, junho 25th, 2007 qualidade-de-vida-familiar 4 Comments

E O TAL DO MAU HUMOR...

           mau-humor.jpg

     Hoje vamos falar sobre o mau humor! Quantas vezes fomos vítimas ou ao contrário, fizemos vítimas com este “tal” de mau humor .

     Nada melhor que as cenas do cotidiano para que possamos certificar as “vitimizações” provocadas por ele, é lógico o mau humor, que atingem os colegas de trabalho, um funcionário, um amigo, um parente, um vizinho e enfim qualquer pessoa que esteja na nossa “mira”.

    Quantas relações comprometidas, quantos finais de dias mal acabados e quantas famílias vivendo um clima tenso e pesado em função do mau humor.

     Hoje , existem estudos comprovando que o mau humor contribui com a produção de substâncias nocivas ao corpo, facilitando assim a prevalência de doenças orgânicas e psíquicas. Alguns estudos até arriscam dizendo que o mau humor é uma doença e que precisa ser tratada com medicamento e uma psicoterapia.

     As maiores vítimas do  mau humor, são as  crianças, por não terem autonomia para se defender e  sofrem muito.Na maioria das vezes os adultos não percebem como poderiam aperfeiçoar  as  horas com as crianças e produzirem   um tempo  com qualidade onde ambas as partes sairiam satisfeitas e felizes! Presenciei na praia, num destes domingos, uma cena muito triste de dois casais que ao chegarem, “depositaram’ as suas quatro crianças com a idade entre três e no máximo cinco anos de idade, sozinhas, na beira do mar , enquanto os mesmos ficaram numa mesa de bar” bebendo todas” .É óbvio que estas crianças na idade que apresentam não possuem uma   percepção clara do que significa   perigo  e risco  e na medida que estavam brincando com as ondas acabavam indo mais ao fundo do mar e aí vinha um dos pais e com “aquele” mau humor  fazia um discurso interminável, além de alguns momentos  corrigir batendo fisicamente, não porque estavam brigando e sim por que saiam do espaço combinado por eles (pode?)  E foi assim o tempo todo, esta tortura desnecessária e sem afeto. Ao invés de se despojarem naquele momento do seu lazer pessoal para realizar o lazer coletivo com estas crianças, pois na idade que estão, a presença dos pais são o maior tesouro que podem desfrutar nesta fase da infância e tanto as crianças como os casais ficaram mau humorados!

    Nesta sociedade em que vivemos o prazer pessoal é o que tem “mais valia” e quando precisamos dividir este prazer com mais pessoas a gente logo se aborrece e com os filhos pequenos a situação piora, porque os mesmos solicitam  carinho, atenção, afeto, vontade de brincar juntos, porém as nossas preocupações diárias, o ritmo do dia a dia, acaba criando em nós uma dificuldade de relaxarmos, de ficarmos “inteiros” na relação com os filhos no  brincar e estendendo também  nas relações do convívio diário.

      Precisamos combater  esta  tendência do negativismo e mau humor no dia a dia, com disciplina e controle e substituindo por uma boa dose de bom humor, alegria e despojamento para que as nossas relações, em todos os ambientes que vivenciamos , tenha qualidade relacional, mas também a qualidade  física e emocional  proporcionada por sentimentos positivos. Por isto é bom sempre se perguntar: como vai o meu humor no dia a dia? .

       O Amor , fonte de Deus Pai,  provoca em nós a alegria de viver, o prazer  de estar com o outro e o mau humor é antagônico a isto.   

       Então, xô mau humor!!!E salve o bom humor!!!Promova o seu ambiente familiar com muita alegria, esperança e fé!?!. Isto é Qualidade de Vida!

 

         Enfermeira Celina –  Coordenadora do Programa Qualidade de Vida/Instituto Pensamento .

quarta-feira, junho 20th, 2007 qualidade-de-vida-familiar 1 comentário