Missionários Canção Nova em Paulínia 2019

Na sábado (02/02), dia da Apresentação do Senhor, os missionários da Comunidade Canção Nova enucleados na missão de Paulínia se reunirão ao redor do altar para renovarem o seu compromisso com Deus através do carisma Canção Nova.

A celebração foi presidida pelo padre Uélisson Pereira, sacerdote e missionário da Comunidade Canção Nova.
Celebração em que se comemorou os 25 anos do 2º elo Canção Nova e contou com a participação dos missionário, vocacionados, amigos e familiares.

A missão da Canção Nova em Paulínia é composta por 9 membros do núcleo e 22 membros do segundo elo, totalizando 31 missionários à serviço da evangelização.

Desde já, fica o convite para você se aproximar e conhecer nossas atividades evangelizadoras na Arquidiocese de Campinas.

 

 

São Pedro e São Paulo

No dia 29 de junho, comemoramos em nossa Igreja o dia de dois grandes santos, os dois pilares da Igreja Católica Apostólica Romana: São Pedro e São Paulo.

São Pedro, chamado Simão, um dos doze apóstolos, era um pescador, que atraído pelo chamado de Jesus, passou a ser pescador de homens. Jesus o chamou “Pedro”, que se significa “pedra”, sobre a qual Cristo edificou a sua Igreja. São Pedro se tornou o chefe da Igreja, e com a sucessão apostólica, temos hoje o Papa Francisco, sucessor de Pedro.

São Paulo, chamado Saulo, era um perseguidor de cristãos, fariseu e grande cumpridor da lei judaica. Não conheceu Jesus fisicamente, mas o Senhor veio-lhe ao encontro, fazendo-o mudar de vida radicalmente. São Paulo foi uma peça chave na divulgação do Evangelho aos povos pagãos, e escreveu muitas cartas às comunidades primitivas dos cristãos.

Por serem de tal importância para a nossa Igreja é que os temos como pilares da Igreja.

Neste dia também comemoramos o dia do Papa, por ser este o sucessor de Pedro, o chefe da Igreja Católica, a quem devemos todo respeito e amor!

Neste dia 29, o Papa Francisco, durante o Angelus, falou-nos da importância e testemunho destes dois santos. Clique aqui para ler na íntegra, o Angelus com Papa Francisco.

São Pedro e São Paulo, Rogai por nós!

 

Deus abençoe você!

 

saojoaob

Hoje comemoramos na Igreja o dia do nascimento de São João Batista.

João foi primo de Jesus, filho de Izabel e Zacarias. Conhecido como o precursor de Jesus, sua missão foi preparar o caminho do Senhor.

Batizava os fiéis arrependidos nas águas do Rio Jordão, e o próprio Jesus pediu para ser batizado por ele. Seu batismo era um batismo de conversão, onde ele próprio exclamou:  “Eu vos batizo na água, em vista da conversão; mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu: eu não sou digno de tirar-lhe as sandálias; ele vos batizará no Espírito Santo” (Mateus 3,11).

Por conta de anunciar a verdade e denunciar os pecados do povo de sua época, João incomodava muito. Por ordem do Rei Herodes, a pedido de Salomé, mulher de Herodes, João foi preso e decapitado.

João Batista viveu uma vida de santidade, austeridade e sobriedade. Jesus diz a seu respeito: “Em verdade eu vos digo, dentre o que nasceram de mulher, não surgiu ninguém maior que João, o Batista” (Mt 11,11)

Santo de grande devoção popular, a ele são dedicadas as festividades “joaninas”, realizadas no mês de junho, são marcadas por muita alegria, danças e brincadeiras.

São João Batista, Rogai por nós!

Deus abençoe você!

Estado e religião

Como antidoto para essa distorcida visão, é preciso reconhecer a importância da fé cristã católica como elemento que sustenta

Cn Paulínia

Cn Paulínia

crescimentos, avanços e configurações culturais de muita importância para o nosso país. Certamente, nesse horizonte de compreensão, é que se afirma como um dito incontestável “que o Estado é laico, mas o povo é religioso”. E o povo constitui a nação à qual o Estado está a serviço, com o compromisso de edificar e manter uma sociedade justa e solidária.A laicidade do Estado tem sido um tema recorrente nos debates e abordagens. As necessárias evoluções no entendimento sobre o Estado e a realidade religiosa justificam essas reflexões. No caso da sociedade brasileira, a religiosidade é constitutiva, independentemente das singularidades confessionais. Não se pode desconhecer e desconsiderar as raízes cristãs no nascedouro e nos desdobramentos da história da nossa sociedade. Ignorar essa importância é uma postura preconceituosa, que considera a religião como elemento descartável ou de pouca valia. Trata-se de uma avaliação que revela estreitamentos da racionalidade.

Povo é mais do que Estado, que é uma configuração sociopolítica a serviço do bem comum de uma nação, em respeito e obediência a princípios advindos da justiça, da verdade, do amor e do bem de todos. Nessa direção, portanto, não é inteligente confrontar como opostas e inconciliáveis as categorias Estado e religiosidade. A distinção é benéfica e necessária para não incorrer em misturas indevidas. Contudo, colocar essas dimensões como antagônicas é confrontar-se diretamente com o povo, a partir de uma perspectiva preconceituosa. Ler mais

Outubro mês das missões na Igreja

cn PauliniaComeça o mês de outubro. E começa com a comemoração de Santa Teresinha do Menino Jesus, a padroeira das missões, para a parte de oração e intercessão. Para o lado de ação missionária o padroeiro é S. Francisco Xavier, apostolo dos Países da Ásia Sul – Oriental.

Neste mês de outubro, Mês das Missões, a Igreja Católica celebra, no próximo dia 19, o Dia Mundial das Missões. Assim, em todo o mundo, são intensificadas as iniciativas de informação, formação, animação e cooperação em prol da missão universal.

O objetivo do Dia Mundial das Missões é promover e despertar a consciência e a vida missionária cristã, as vocações missionárias, bem como promover uma Coleta Mundial para as Missões, para o sustento de atividades de promoção humana e evangelização nos cinco continentes, sobretudo em países onde os cristãos são ainda uma minoria e as necessidades materiais, mais urgentes. Ler mais

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com