Archive for setembro, 2009

Com muita Fé, mas Suicida

quarta-feira, setembro 30th, 2009

O suicídio é um problema que continua deixando muitas famílias apavoradas. Antigamente tinha-se a idéia que as pessoas que suicidavam iriam direto para o inferno, como se fosse um pecado mortal. Hoje, com o avanço dos estudos da psicologia e psiquiatria, esta visão de associar suicídio com pecado está ultrapassada. Pois sabemos que para uma pessoa suicidar-se, é preciso estar com grande perda de sua condição para raciocinar e agir adaptado ao cotidiano. Geralmente os que suicidam estão sem clareza do que realmente estão fazendo.

Hoje mesmo, deparei-me com um jovem que vive, mas apresenta vários tipos de condutas com seu próprio corpo que caracteriza um ato suicida. Este jovem escreveu com uma gilete em sua perna a frase “ eu sou um idiota” e se encheu de piercing pelo corpo e brincos de alargamento da orelha. Ele está se maltratando. Mas há casos de pessoas suicidas (com tendência suicida) que possuem este sintoma por transtorno comportamental. Lembro-me de uma paciente que era uma “jovem santa”, isto é, vivia profundamente o desejo de santidade, atuava na Igreja e em sua comunidade de vida cristã de forma intensa. Eu aprendi muito com a fé desta jovem. Mas ela tinha um forte impulso para o suicídio, e foi em crise de desejo de se matar que ela chegou até meu consultório. Na primeira entrevista de seu tratamento, perguntei o motivo que a levava a procurar minha ajuda e ela dizia que é por que seus familiares e membros de comunidade a trouxeram, pois por ela mesma já estaria morta. Mas no decorrer da conversa ela revelou que sofria muito com aqueles impulsos e que no fundo amava a vida e desejava viver. Perguntei a ela se eu seria um profissional que pudesse ajudá-la e ela confirmou que sim. Tive a agilidade de dizer-lhe que não havia me especializado em atender mortos, mas sim vivos, e que se quisesse receber a minha ajuda precisaria estar vida. Ela riu muito e estabelecemos um acordo, de quando ela tivesse impulso de morte, ligasse para mim; também que ela deveria manter a psicoterapia e o uso de medicação psiquiátrica.

Muitos episódios de intervenção desta jovem em crises suicida aconteceram durante o tratamento, mas ela acabava cumprindo o acordo e eu intervia solicitando a família que fosse ao encontro dela nos locais onde planejava realizar o suicídio. Fizemos um longo tratamento e aprendi muito com os conhecimentos religiosos desta jovem, o que levou-me a questionar se realmente eu tinha fé, diante de tamanha fé dela.

Hoje sei que esta jovem tornou-se mulher, esposa e tem filhos, vive a sua profissão e com certeza, de vez em quando deve ter suas crises suicidas. Mas no processo psicoterapêutico ela aprendeu a dominar seus impulsos e entender os motivos que a levavam ao desejo de morte. Por isto, não podemos associar este tipo de transtorno comercial com ausência de fé, ao contrário, além de tratamento que esta jovem realizou, a sua fé e prática religiosa, sua profissão e suporte familiar, conduziram-na para a vida.

Assim, o suicídio pode também habitar mentes com muita fé. 

Gerson Abarca

A Perigosa Voz do Coração

quarta-feira, setembro 30th, 2009

           

            Estava fazendo minha corrida periódica no circuito de um bairro próximo de casa e escutei duas senhoras conversando (coisa de psicólogo). A rotineira corrida neste circuito, que têm 1.100 metros ao redor do bairro faz-me ver pessoas e situações com freqüência em um mesmo dia de atividade física.

            A senhora falava para sua amiga que ela deveria decidir conforme o que seu coração falasse: “siga a voz do seu coração”.

            Lógico que temos aqui uma figura de linguagem e sabemos que esta senhora está dizendo: “siga sua vontade, aquilo que acha melhora para você”. Porém, fiquei pensando que este tipo popular de dizer sobre as decisões pessoais pode também revelar uma tendência inconsciente das pessoas agirem pelo impulso, realmente conforme bate no coração. Imaginei que as paixões funcionam mais ou menos assim, conforme reage as batidas cardíacas, vamos definir o grau e intensidade de sentimento ou do desejo despertado na relação com o outro, objeto de paixão!

            Conversando com uma cardiologista, ela relatava-me que a maioria dos pacientes em seu consultório chegam acreditando que estão com um grande problema de coração, por que apresentam alteração no ritmo dos batimentos cardíacos ou “muito acelerado ou quase parando”. Mas após exames observa-se que o quadro era de ansiedade e o problema está mais na ordem emocional.

            Se ficarmos ouvindo a voz do coração, poderemos cair em armadilhas de decisões movidas meramente à reações corporais.

            É melhor parar para pensar os motivos pelo qual o coração reagiu de forma que reagiu, e de fato, decidir com o pensamento.

Gerson Abarca

Formação Continuada no RCC

segunda-feira, setembro 28th, 2009

Uma das forças da Renovação Carismática Católica é seu processo contínuo de formação das suas lideranças. Este valor, coisa rara em muitos movimentos religiosos, é o que tem dado o diferencial do RCC no Brasil. Há 2 anos estou atuando neste movimento religioso e tenho descoberto muitos valores, como este da formação.

Não é diferente com o RCC da Diocese de São Mateus – ES, onde resido. Neste domingo passado, 27/09/2009 pude colaborar na formação do Ministério de Pregação. Falei sobre o tema Discípulos e Missionários a partir do Documento de Aparecida – CNBB. Após muita emersão no Espírito Santo e muito discernimento, os pregadores que ali estavam puderam sair mais fortalecidos para pregar Jesus, testemunhar Jesus e fazer o corpo a corpo com as pessoas nas suas diferentes realidades dentro de uma dimensão missionária. Que a exemplo do RCC, outros movimentos religiosos consigam apostar na formação continuada de seus membros. Com certeza, quem ganha é a Igreja, que terá cristãos leigos melhores pregados e uma ação missionária revitalizada no conhecimento e na alegria da manifestação de Jesus como “Pão da Vida”. Aquele que sabemos que tem palavra de vida eterna (Ev. Jo, 6).

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA - JOVENS DEBATEM O VALOR DA CASTIDADE

sábado, setembro 26th, 2009

Hoje à noite, minha querida esposa chegou em casa após um encontro promovido pelo Ministério jovem do Grupo de Oração Maria de Nazaré da Matriz da cidade de São Mateus-ES.

Veio irradiante e dizendo: ” Que legal, nos dias de hoje vermos jovens desejando viver a castidade em nome de uma vida em Cristo”. Ela falava sobre o debate e o quanto a moçada está desejosa em falar sobre este tema da sexualidade.

Logo em seguida, às 21hs, durante o Telejornal da TV Cultura, ouvia os índices de gravidez na adolescência no Brasil, que mesmo tendo havido queda de aproximadamente 31% nos últimos dez anos, ainda é elevado, quase meio milhão de gravidezes entre adolescentes de 10 a 18 anos. E o que eles mais reivindicam é encontros de formação. É que nesta semana acontece a “Semana de Prevenção à sexualidade do adolesente”.

Um dos dados mais interessantes do programa de acompanhamento de adolescentes grávidas da cidade de Sao Paulo, é que os adolescentes possuem informações suficientes, mas falta para eles apoio afetivo de pessoas na qual eles podem confiar, como por exemplo os pais.

Por tudo isto, que é muito louvável quando vemos jovens querendo pensar a castidade na juventude como um valor Cristão.

COM FÉ E DEPRIMIDO

sexta-feira, setembro 25th, 2009

Este breve texto é decorrente de um espanto meu após uma pregação que assisti em um grupo de oração. Sem muito conhecimento de causa, a pregadora chegou a dizer que as pessoas que possuem Fé em Cristo não adquirem depressão. Lógico que fiquei quieto diante da sua colocação, mas pensei: coitado dos que  estavam ouvindo esta pregaçãoas  e  estavam deprimidos tendo acompanhamento medicamentoso!

Após o grupo de oração, cheguei carinhosamente à pregadora e disse que durante meus 20 anos de Psicoterapêuta, Deus havia dado-me a graça de tratar a depressão de alguns Santos dos dias de hoje. Pessoas que até fizeram consagração em vida missionária e que entraram ao longo da vida em profunda depressão. E que estas pessoas com certeza tinham mais fé que eu.

A depressão é uma doença, que pode atingir a qualquer pessoa, com Fé ou não. Vários são os motivos que pode desencadear a doença. Com certeza, a Fé em Cristo pode fortalecer a alma humana, mas não é garantia de que a pessoa de Fé fique imune a ela. Há causas orgânicas; por estresse profissional ; fixações de vículos afetivos do passado; influências midiáticas;etc.

Tomemos cuidado quando falamos da Fé. Pois em nome de Deus podemos causar mais prejuizo às pessoas em sofrimento do que crescimento. Quando estiveres com alguém que apresente um transtorno emocional, indique que procure um Psicólogo para fazer uma boa avaliaçõa do sintoma. Desta forma  você estará ajudando e sendo muito mais Cristão.

HOJE É DIA DE SÃO MATEUS

segunda-feira, setembro 21st, 2009

EVANGELHO DE SÃO MATEUS 9,9-13

O cobrador de impostos Mateus recebe o chamado de Jesus:”Segue-me”. É a diferença com que Jesus estabeleceu seus relacionamentos. Em uma sociedade onde se priorizava o sacrifício e a punição do olho por olho dente por dente, os cobradores de impostos eram excluidos da vida social religiosa, pois tinham a fama de serem  ladrões. Mas Jesus novamente quebra paradigmas e diante dos ataques dos fariseus  responde-lhes:”Não são os que estão bem que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu quero a misericódia e não o sacrifício. Não vim chamar os justos, mas os pecadores”.

SÃO MATEUS, a partir de seu sim, e tendo sido incluido para a vida religiosa, torna-se um dos principais discípulos de Jesus.

CELEBRANDO 465 ANOS, A CIDADE DE SÃO MATEUS-ES REVIVE A DIMENSÃO MISSIONÁRIA DOS CRISTÃOS.

Catedral de São Mateus-ES

Catedral de São Mateus-ES

Na Celebração deste Domingo, na Catedral da Cidade de São Mateus-ES, o Bispo emérito  Diocesano Dom Aldo Gerna, realizou uma bela homilia, dando ênfase na dimensão discipulada e missionária dos Cristãos na vivência do Evangelho nos dias de hoje. Para Dom Aldo, a esperança deve estar na capacidade dos Cristãos em intervir à realidade social para que nas cidades a população possa viver com dignidade. Lembra do descaso sobre a saúde pública, onde uma pessoa em sofrimento as vezes precisa passar até um ano na fila por uma consulta. Dom Aldo enfatizou que não adianta comemorarmos sem vermos os administradores públicos estarem a serviço do bem estar no coletivo. Cita São Mateus que se transformou em um defensor das verdades de Jesus Cristo, defendendo os pequeninos, mesmo tendo sido no passado, antes do chamado de Jesus, cobrador de impostos e defensor do poder político da época. A transformação de São Mateus é um exemplo de mudança de atitude em relação às necessidades públicas.

Dom Aldo Gerna

Dom Aldo Gerna

Em São Mateus, Jesus atua politicamente. Apontando para mudança de postura sobre uma realidade social. Trás para perto de Si, um homem público.

PENA QUE NA CIDADE DE SÃO MATEUS-ES, NÃO VEJO MUITO O QUE COMEMORAR NA ÓTICA DA MELHORIA  DE QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO. E olha que muitos servidores e gestores públicos desta cidade se intitulam Cristãos.

MESMO ASSIM. PARABÉNS SÃO MATEUS-ES

Cidade de São Mateus-ES

Cidade de São Mateus-ES

MINHA FAMÍLIA É ASSIM - UM PROGRAMA QUE VALE A PENA ASSISTIR

sexta-feira, setembro 18th, 2009

Nesta terça passada, 15 de setembro, estive no programa “Minha família é assim”, com a apresentação do casal Presbítero Nelsinho e Márcia, pela Canção Nova.

Foi uma honra para mim, poder estar novamente neste programa com o tema publicidade infantil. Com amplo espaço para debates, o tema foi conversado livremente entre eu o Nelsinho e Márcia, como se estivessemos na mesa da cozinha de nossas casas. Aliás, esta é a grande sacada da produção deste programa, que simula o ambiente familiar.

O ponto forte da conversa foi quando falávamos sobre a capacidade que os pais possuem para serem os grandes publicitários da vida e do amor aos filhos. Muito mais do que os próprios pais imaginam.

Se em uma publicidade de 30 segundos  é capaz de fazer a cabeça de uma pessoa adulta, imagine de uma criança. Por isto que cabe aos pais a capacidade de controlar o que os filhos assistem na TV e quais os horários que assistem.

Você pode adquirir o DVD deste programa, é só entrar no call center da Canção Nova e solicitar. Vale a pena.

HOJE ESTAREI PREGANDO AO VIVO NA TV CANÇÃO NOVA

quinta-feira, setembro 17th, 2009

Hoje, durante a “Quinta de Adoração”, estarei realizando a pregação com o tema: “Só Tu tens palavra de vida Eterna”,

Esta é minha  primeira experiência de pregação pela TV Canção Nova, mas Deus coloca-me este desafio na qual prontamente me coloquei ao Seu Serviço.

Espero que você assista. Conto com suas orações.

Horário: 9:40 h

Pais, os Publicitários da Vida

sexta-feira, setembro 11th, 2009

Se a publicidade consegue atingir crianças de 2 meses a 2 anos sem muito esforço, pelo fato de nesta idade a criança necessitar de objeto transicional para estabelecer o processo de separação dele com a figura materna, a publicidade entra diretamente na alma da criança sem juízo de valores e sem bloqueio de censura pessoal. Assim, podemos pensar que os pais podem transformarem-se nos maiores publicitários da defesa pela vida na mente de seus filhos.

Se o ambiente familiar é de paz, tranqüilidade e aconchego, onde a música que se ouve dentro de casa; os conteúdos que se assiste na TV e a potencialização das trocas de afeto são uma freqüência, a vida estará sendo “vendida” no imaginário da criança, como um valor que ele desejará experimentar, defender e viver.

Cuidar para que a casa tenha ambiência de paz, bem e afeto, filtrando tudo o que entra na casa, desde pessoas até conteúdos televisivos e radiofônicos, como também estilos musicais; são fatores que construirão uma criança potencialmete desejosa de viver a paz e a vida na sua plenitude.

Aquilo que os pais desejam que seus filhos sejam, poderão interferir nos filhos desde bebês. Dizer conteúdos bons, mensagens positivas e alegres, são mecanismos que colocam os pais como os principais publicitários da vida junto aos filhos.

É preciso assumir assim a paternidade e maternidade responsável, e ter sobre a família o controle sobre o processo educacional dos filhos.

*Psicólogo – Psicoterapeuta – Autor do livro: “O Poder da TV no Mundo da Criança e do Adolescente”, Ed. Paulus – SP.

Após está breve reflexão, gostaria de saber se você também concorda que os pais são o principal veículo educacional dos filhos? Você têm alguma experiência neste sentido?

Deixe seu comentário abaixo:

Controle de Publicidade na Mídia Brasileira

sexta-feira, setembro 11th, 2009

O Governo Federal convocou a primeira Conferência Nacional de Comunicação (CONFECOM). Previsto para 3,4 e 5 de dezembro de 2009, a Conferência pretende criar mecanismos de controle para a mídia no Brasil. Dentre as temáticas que tem sido bastante debatidas entre os grupos que se organizam para influenciar nesta nova regulamentação está a questão da publicidade, principalmente a voltada para crianças e adolescentes como também a de bebidas alcoólicas.

O Conselho Federal de Psicologia tem participado deste debate e focado seu campo de interesse principalmente por estas duas formas de publicidade. Isto porque os psicólogos atuam na busca de melhor qualidade de vida emocional da população com teorias da psicologia, pesquisamos sobre o desenvolvimento infanto/juvenil e as tramas de construção de vínculo afetivo entre as pessoas.

Com o conhecimento da psicologia nas suas diversas áreas de função e campos teóricos, podemos certificar que a publicidade para crianças e adolescentes deve ter critérios bem estabelecidos, principalmente àqueles que não criam mecanismos ilusórios, fazendo penetrar idéias fantasiosas como verdades, em uma mente que ainda é desprovida da capacidade de pensar por si mesma e fazer juízo de valores sobre suas escolhas. A influência de publicidade para crianças e adolescentes é tão certeira, que há pesquisadores que indicam a eliminação de qualquer tema de publicidade para crianças e adolescentes. Já na questão da publicidade de bebidas alcoólicas o problema é ainda maior, pois crianças e adolescentes estão sendo introduzidos no vicio alcoólico com a ilusão de que a bebida alcoólica não causa dependência. O órgão que regula a questão da publicidade no Brasil CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) que é composto por empresários da mídia, criou a idéia de que bebida acima de 13º GL (Graus Gay – Lussac) é considerada alcoólica, pois querem associar a idéia de que o vinho (que geralmente é acima de 12°, é um alimento) para não dificultar a venda de vinhos dos produtores brasileiros. Porém a incoerência está lançada no ar, pois se um motorista beber uma única dose de bebida alcoólica ou até um copo de cerveja, será pego no bafômetro e será no enquadrado na Lei Seca. Pois é notório que pesquisas apontam que uma única dose de bebida alcoólica já altera a estrutura psicomotora do motorista.

*Psicólogo – Psicoterapeuta – Autor do livro: “O Poder da TV no Mundo da Criança e do Adolescente”, Ed. Paulus – SP.

Diante desta breve reflexão, você acredita que o Governo Federal deveria regulamentar melhor a publicidade de bebidas e as dirigidas à crianças e adolescentes?

De sua opinião nos comentários abaixo:

Subscribe to RSS feed