Archive for fevereiro, 2011

BBB - 11 - Esta é a cara do brasileiro?

segunda-feira, fevereiro 28th, 2011

A cada edição do BBB vemos o Brasil sendo exportado para diversos países do planeta, vendendo um tipo de comportamento entre seus participantes, que dá a sensação de sermos um povo de banalidades, sexualidade genitalizada e povo manipulado por uma ordem global. Ordem esta esteriotipada em um apresentador.

Mas falar de BBB na atual conjuntura, é quase que um tradicionalismo, pois as famílias estão assistindo mesmo. Lógico que sim, do contrário não estaria na edição 11.

Pior e decepcionante, é ver pessoas e famílias inteiras, até que aparentam ter consciência de vida, muitos com prática religiosa e princípios morais, e até intelectuais, que no horário do BBB se rendem à mediocridade. Criticar este programa é ficar com fama de chato.

Gostei do alerta do Dunga (CN), de fazermos uma corrente para mostrarmos ao mundo que o Brasil não é o reducionismo do BBB.

Se você também é um dos que gostariam de somar à onda de críticas ao BBB, não fique parado, manifeste-se.

O pobre tem raiva do rico, afirma Paulo lins.

quinta-feira, fevereiro 24th, 2011

No telejornal da TV Cultura desta quarta feira, 23/02/2011, o escritor e poeta Paulo Lins, autor do livro “Cidade de Deus”, afirma que estamos vivendo na época do “rancor social”, onde os empobrecidos (pobres), manifestam em atitudes raiva dos enriquecidos( ricos). Esta sua análise estava ligada a matéria sobre a violência dos ladrões no ato de um assalto. Lembra que antigamente o ladrão roubava e ainda deixava o dinheiro para a vítima pegar o ônibus para a casa.

Morador da favela Cidade de Deus no Rio de Janeiro, Paulo Lins ficou famoso quando seu livro virou roteiro para cinema. Escreveu este romance que se transformou em um belo filme ( bem dirigido, e real ). Revela que ele mesmo , ao conviver com moradores da favela, sente este rancor do pobre pelo rico. Atribui este comportamento pela questão da estrutura social consumista e capitalista, onde as pessoas existem se consomem. Assim, o sentimento do pobre é de não pertencre a esta sociedade.

A soluçaõ mais eficaz contra a violência, principalmente do roubo, está a longo prazo, na diminuição das diferenças materias entre as classes sociais, ou mesmo da eliminação total da pobreza.

Pelo visto, este rancor tende a aumentar. Poucos estão lutando ou fazerdo algo para transformar nossa realidade – das disputas de classes-.

Dona Ana, 99 anos. Minha querida Avó. Uma morte digna.

segunda-feira, fevereiro 21st, 2011

Nesta segunda feira, minha mãe Aurora liga chorando para dar a notícia do falecimento de sua mãe Dona Ana Abarca. Aos 99 anos, Dona Ana já estava há dois anos em rítimo de partida desta vida. Nos últimos dois mêses precisou ser internada em uma clínica especializada. Com dor, os familiares encararam esta realidade, pois na residência comum já faltava recursos.

Minha mãe sempre dizia que estava rezando para a Dona Ana ter uma morte dígna. E foi exatamente desta forma que faleceu, dormindo, como um passarinho. As lágrimas são pela sua história. Uma mulher de luta, que ficou viuva bem cedo, mas continuou fiel ao seu esposo José Abarca.

Mulher simples e de foco nos trabalhos domésticos, Dona Ana acompanhou o crescimento dos netos , bisnetos e tataraneta. Lembro-me que sempre dava um dinheirinho para todos os netos no dia de cada aniversário e no Natal. Uma marca afetiva sem igual.

Gostava de contar histórias de sua vida. Viveu lúcida até seus 97 anos, aos 98 anos começou a ter falhas de memória. Mas recentemente minha mãe escutou a Dona Ana falando do passado em espanhol.

Morrer dignamente é uma forma que Deus providencia para aqueles que vivem na retidão. Como foi a história de Dona Ana. Ela completou seu ciclo de vida e foi muito resistente. Há um ano quebrou o fêmur, foi para uma cirurgia de risco e superou rapidamente. O maior drama na casa é que ela queria ficar trabalhando, andando para lá e para cá.

Sei o quanto aqueles que estiveram próximo dela nestes últimos anos, acompanhando-na nos seus limítes corporais, estão sofrendo neste momento. Minha irmã Janete quem acolheu-na em sua residência por aproximadamente 10 anos, devemos nossos agradecimentos. Deus já está lhe recompensando.

Como é bom ter na história de vida pessoal uma  Vovó como Dona Ana.

Pela Graça de Deus eu sou quem sou, mas com as mãos afetivas de minha querida Vó Ana, Deu me proveu de muita força e entusiasmo para a vida.

Senhor, conceda-me vida plena para que no futuro, já bem idoso, eu possa ser conduzido para uma morte com dignidade, assim como destes a oportunidade a Dona Ana.

Gerson Abarca fala sobre Namoro Cristão no Trocando Idéias

sábado, fevereiro 19th, 2011

Na terça feira de 15/02/2011, o tema Namoro Cristão foi dedatido ao vivo no programa Trocando Idéias, confira parte deste belo debate, que aliás foi muito bem conduzido pelo apresentador Ricardo Sá, confira:

Abarca fala sobre dependência tecnológica no "Minha família é assim"

quarta-feira, fevereiro 16th, 2011

Veja o vídeo do programa exibido nesta terça feira pela TV Canção Novas, vale a pena conferir:

Entre no YouTube – Minha familia é assim. Como a dependência tecnológica afeta a sociedade?

Debate sobre dependência eletrônica no "Minha família é assim"

terça-feira, fevereiro 15th, 2011

Nesta terça feira, dia 15 de fevereiro, às 15:30h, o Programa “Minha família é assim” da Canção Nova, debaterá o tema mais que atual – dependência eletrônica-.

Com apresentação do Diácono Nelsinho Corrêa e sua esposa Marcia, estarei conversando sobre as novas formas de dependência e como fazer para processos preventivos.

Quando pensamos a dependência, logo ligamos com drogas, bebidas alcoólicas, etc. Pouca referências temos sobre as dependências eletrônica.

Vale a pena conferir. Daqui a pouquinho estaremos no ar. Fique ligado

Aprovados no Vestibular Público - Juventude sarada !!

sexta-feira, fevereiro 4th, 2011

da esquerda para direita: Ina, Marcia ,Marcelo, RODRIGO, Gerson, SAMUEL, ELISA, Josiane

Chegou fevereiro e a angústia de alguns começa a se transformar em alegria, e a de muitos, ou a maioria, se tranforma em depre mesmo…por não terem passado.

Neste ano estamos vivendo as graças por termos convivido em 2010 com três estudantes pré-vestibulandos que acreditaram e estudaram muito.

RESULTADO: foram aprovados nas Universidade que sonharam.

Samuel, meu filho; Elisa e Rodrigo, nossos amigos; estão curtindo a vitória no vestibular. Samuel passou na UNESP- ASSIS/SP, Elisa em Arquitetura na Federal de Viçosa e Rodrigo em Direito na UERJ-RJ.

Agora uma nova etapa começam a traçar.

A vitória dos três é o resultado de uma amizade solidária, onde quando um deles entrava em desespero logo tinha um ombro amigo, ou quando o desespero por uma matéria que não entrava na cabeça logo alguma outra possibilidade para o entendimento.

Eles não se isolaram, construiram relacionamento. Ganharam na força da união.

Vi e comprovei que a juventude ainda é motivo de orgulho.

Que todos os pré- vestibulandos que ainda não conseguiram atingir seu objetivo da aprovação, tenham confiança e continuem sonhando.

Mas é bom lembrar que o sonho é 1%, e a aprovação é 99% de ralo mesmo…muito estudo.

Subscribe to RSS feed