Archive for agosto, 2011

A morte do pai.

sábado, agosto 20th, 2011

Pai é uma necessidade humana. Lógico que para existirmos fisicamente é necessário a existência de um pai. Porém, este pode ser apenas biológico ou simbólico. Assim acontece na comemoração do dia dos pais, que para muitos é apenas uma lembrança de uma existência biológica, conhecida ou não; ou simbólica.

Quando falamos do pais simbólico, isto é, daquele na qual depositamos  vínculo afetivo, na qual temos identificação, poderemos estar falando do pai biológico, do avô que se fez pai, do tio e até de um amigo da família. Pois a lembrança do pai simbólico é a representatividade de laços vividos ao longo da história pessoal de cada um.

Para ser pai, é necessário primeiro ser filho. A construção da identidade paterna, ou melhor dizendo, da capacidade para um dia se ser pai, passa pela relação direta que o homem estabeleceu com a pessoa na qual nomeou de pai. Primeiro por identificação projetiva, onde copia aquele que se faz de grande herói, e depois projeta no mundo esta relação. Por isso a criança pode se desenvolver no mundo e nas relações interpessoais de forma definida ou indefinida, isto é, com segurança de ter um porto seguro ou não. Com a possibilidade de um pai em que pode projetar-se, fica mais fácil de se encontrar com um mundo.

Nesta semana, conversando com uma linda jovem de 15 anos, dizia-me que gostava muito de estudar e não estava preocupada em encontrar logo um namorado. Falava de seu pai como um grande parceiro, carinhoso e atencioso a ela. Além disso, narrava que seu pai se relacionava muito bem com sua mãe. Campo fértil para filhas não escorarem tão sedo nos braços de um namorado por carências afetivas.

Mas para crescer, o menino cujo pai herói era imagem de identificação, deverá sofrer um abalo de imaginário. È quando o menino começa a ficar adulto e entrará em choque com a autoridade de um pai, do seu pai. Por isto o conflito salutar e inevitável de filhos homens com seus pais. Lógico que haverá vínculos onde não acontecerão confrontos ou crises, mas geralmente onde há um pai que entende a necessidade de seu filho construir sua própria identidade. Estes pais, ao invés de sofrerem com a busca de autonomia do filho que muitas vezes se manifesta na postura de rebeldia, tendem a acolher por que entendem que a rebeldia já é um sintoma de busca de independência.

Neste sentido, só é possível construir uma identidade paterna nos homens que conseguirem matar o pai, isto é, saírem da relação de dependência do herói para construírem seus próprios referenciais. Quando um filho é capaz de confrontar seu pai com argumentos e opiniões próprias, é sinal que um novo pais está sendo elaborado.

Matar o pai é  uma necessidade simbólica  para a continuidade do pai como referência na sociedade.

A Trindade como referência de uma relação madura entre pai e filho.

sábado, agosto 13th, 2011

O Pai se fez carne e habitou entre nós (Jo 1) . De Pai torna-se Filho, e ficam dois em um. Nesta relação de vínculo um terceiro se faz, que é a lucidez, o Espírito Santo.

Na Trindade Santa podemos ter a convivência de papéis diferentes que se relacionam em um patamar de igualdade. Pai, Filho e Espírito Santo.

Neste dia dos pais veio-me esta analogia para identificar a saudável relação de filhos adultos com seus pais. Os papeis diferenciados mas em um mesmo posicionamento de igualdade. De adulto para adulto pode nascer um relacionamento de amizade. Dissolve-se a dependência e estabelece a parceria. Assim, o pai deixa de ser o pai enquanto função, e o filho deixa seu papel de subordinado. Estabelecem trocas.

Feliz do filho que ao celebrar o dia dos pais esteja celebrando o dia de um de seus melhores amigos, quem sabe o maior de todos os amigos. Neste dia, os sentimentos são de alegria, jubilo, agradecimento, saudade. Do contrário, quando o filho ainda é filho mesmo tendo crescido e o pai ainda é o pai que domina com medo de perder sua posição, amargarão o dia dos pais como um dia de angústia.

Na fé acontece algo semelhante. Quando nos relacionamos com Deus na condição de filhos imaturos, só queremos pedir, sem muito a oferecer. Vemos deus como um Pai punitivo, que muitas vezes nos escondemos Dele, principalmente quando acreditamos estar no erro. Uma fé infrutífera. Mas se nossa relação com deus se dá na condição de adulto para adulto, faremos compromissos e parcerias, tornamo-nos missionários em construção do Reino. Somos parceiros. Fazemos acontecer o mistério da Santíssima Trindade, onde tornamo-nos um com o Pai sob a luz ( que é a maturidade das relações) o Espírito Santo.

Seleção Brasileira, corrupção e violência. Um pais em decadência.

quarta-feira, agosto 10th, 2011

“O tempo passa o tempo voa”. Este é o slogan de uma campanha publicitária do banco Bamerindus, que foi a falência mesmo depois do Governo Federal da época ter injetado muita grana para salvar o banco ( Década de 90). Meu amigo e irmão Urbano Medeiros, um dos maiores instrumentista  do Brasil, foi tema do programa “Gente que Faz”, deste período de ouro do Bamerindus.Mas ele tinha vergonha de colocar o certificado que recebeu do presidente do banco, na época ministro da agricultura – se não me engano – e um dos maiores latifundiários do País. Eu e minha esposa fomos solicitados para sermos tema de um programa “Gente que faz”, mas o banco já estava em decadência e não chegamos a gravar, isto foi em 1996.

Tudo bem , meu bem…

Mas hoje , ao chegar em casa, ouvi duas nobres notícias: Seleção brasileira no aniversário do Mano Corinthiano perde para a Alemanha. Antes já havia perdido na Copa América, e antes já estava entregando o ouro no Corinthians;

No Rio de Janeiro, uma quadrilha de bandidos realiza um seqüestro em ônibus urbano na principal avenida da cidade e graças aos policiais pouco preparados, vários passageiros ficaram feridos, além de uma linda cena de guerrilha urbana.

Tudo é lindo abaixo dos trópicos, e dizem que deus é brasileiro…meu amor!

Agora, a Dilma está em queda livre nas pesquisas de opinião, também pudera, mesmo depois da lei de responsabilidade fiscal, a corrupção anda a vento em polpa. Parece que depois desta lei a coisa piorou. Estamos assistindo o pais ser saqueado por políticos de diferentes partidos políticos, e nesta não sobra ninguém…infelizmente. Mesmo quem se diz Cristão fica conivente. Pelo menos não tenho visto nenhum deles fazendo manifestação…No fundo sabem e são coniventes. Provem que não, manifestem-se.

Em final de conversa, o último que sair, apague a luz!!!!

Ta vendo! Crise no futebol é sinônimo de decadência Nacional.

Pô meu… Fui mal. Na copa de 70, quando a nossa seleção brilhava, milhares de brasileiros estavam sendo assassinado pelos militares, veja isto no livro “ Brasil nunca Mais” de Dom Paulo Evaristo Airs.

Bispos, Padres e Diáconos negros de todo o Brasil em São Mateus-ES

terça-feira, agosto 2nd, 2011

Durante os dias 25 a 30 de julho, na cidade de São Mateus-Es, aconteceu o encontro nacional do Instituto Mariama, que congrega Bispos, Padres e  Diáconos negros de diferentes dioceses brasileiras.

O encontro refletiu sobre a cultura negra e os emergentes para a formação eclesiática no Brasil. E como não poderia negar a cultura Afro descentente, os participantes sempre que podiam entoavam as rodas de cantigas e o Jongo, que é muito tradicional em São Mateus-ES.

Dom Zanoni, o Bispo negro da Diocese de São Mateus estava todo orgulhoso e feliz em receber este importante evento para a Igreja.

Confira esta contagiante alegria:

Subscribe to RSS feed