Archive for the ‘educacao’ Category

Agora, estou de volta.

segunda-feira, março 26th, 2012

Não sei se ainda alguém têm lido artigos de blogs após o face. Mas parei de escrever por um bom tempo neste blog por motivos técnicos de reatualização de senhas, proposto pela CN. Quem sabe, depois deste tempo sem escrever, já não recupere pessoas que estavam entrando nos meus artigos com frequência. Mas sei que a mídia online é uma ferramenta que para a atual conjuntura parece não fidelizar ninguém a nada. Posso estar errado, mas tenho a percepção que ninguém lê nada de ninguém. Conversando com o Professor Pós Doutorado Edgard Rebolças, ele compartilhava dos mesmos sentimentos, tanto que revelou-me não ter nenhuma página de relacionamentos.

Agora vamos ver como este blog poderá contribuir com formação de opiniões para alguém,

Gerson lança seu primeiro livro infantil

sexta-feira, dezembro 2nd, 2011

Gerson Abarca autografa seu livro

O psicólogo Gerson Abarca, Diretor do Instituto Pensamento está lançando o seu primeiro livro infantil: “Festa na praia alegria no mar”, que constitui uma literatura sócio/histórica a partir das realidades do Brasil Colônia onde a região de São Mateus-ES é seu principal foco, por estar entre as regiões de maior importância da colonização brasileira. Também trás reflexão de consciência ecológica a partir das tartarugas marinhas e do Projeto Tamar.

O psicólogo e escritor propôs um livro que coloque as crianças dentro de uma percepção lúdica de nossa história de Brasil e ao mesmo tempo desperta-las para a perspectiva de consciência ecológica. Para tal contou  com a arte de Denílson Coelho de Vitória-ES, um artista plástico de primeira qualidade, além das análises criticas favoráveis dos técnicos do Projeto Tamar -base de Guriri.

No lançamento fará uma breve palestra lúdica com o tema: Literatura, fantasia e criança – O papel dos pais. Com objetivo de despertar nas famílias a importância da iniciação ao mundo literário para as crianças. Durante o lançamento acontecerá uma  apresentação musical da Escola de Música Clarin e encenação participativa dos teatrólogos Oscar Ferreira e Cida Negris, fechando com debate.

O evento é de caráter solidário, onde serão doados  33% do valor do convite ao Asilo Lar dos Velhinhos de São Mateus.

Os convites podem ser adquiridos no Instituto Pensamento, no Asilo Lar dos Velhinhos ou no dia do evento, no município de São Mateus.

O telefone para contato é 3763-2370.

Endereço do Instituto Pensamento: Av. José Tozzi, 2311 – centro

DIA : 07 DE DAZEMBRO DE 2011

Local: Lions Clube de São Mateus

Horário: 19:30H

Valor do convite: R$ 30,00 e mais 1 kg de alimento não perecível a ser entregue no dia do evento em prol das campanhas sociais do Lions de São Mateus-ES. O convite dá o direito de toda a família participar.

Algo mais.

segunda-feira, novembro 7th, 2011

Davi Taynã Abarca*

Ás vezes eu paro e penso, será que vou acabar como todos os outros? Viver buscando algo maior, talvez a glória, e morrer frustrado pela vida monótona que teve. Eu não quero terminar assim, não quero a glória, mas sim a liberdade, quero conhecer a energia envolvida nas coisas belas desse mundo, que, para muitos é a riqueza, o prazer de ter belas casas, carros, etc. Tudo o que eu quero é viver com as pessoas que eu amo isolado do resto, da ganância, da obrigação de ser melhor que os outros , de se destacar !

O mundo é belo, e nós estamos transformando ele em um lugar monótono, onde cada um segue a SUA vida de cabeça erguida e peito estufado, eu quero ser mais! Pra mim a verdadeira riqueza não é o dinheiro, mas a capacidade de sentir a energia que cerca as coisas boas da vida. Eu quero amar e ser amado. Quero ser independente, não depender da sociedade para ser alguém!

Vai ver eu sou como os outros, em busca de algo mais, mas penso que esse algo mais pode ser encontrado no simples ato de ver o céu azul as arvores verdes , sentir o vento batendo em seu rosto dando aquela sensação de liberdade e a irresistível vontade de voar!

Também vejo que para conseguir esse algo mais, eu tenho que ser algo mais! Coisa difícil, diante dessa sociedade que nos puxa e nos obriga a seguirmos os SEUS padrões. Se a sociedade te acha legal, tudo bem! Mas se você não é aceito, é isolado de tudo e de todos! Sofre todos os tipos de chacotas, até que siga os padrões aceitos.

Lendo isso você deve ter pensado “é, a sociedade é um saco!”, mas pare pra refletir, a sociedade somos nós! Enquanto agente não perceber que a vida é mais que riqueza e popularidade, seremos escravos de nós mesmos!

A vida deve ser aproveitada a cada momento!

Pare pra pensar, as guerras, a desgraça, o sofrimento no mundo é causado pela ganancia, pela vontade de ter poder e riqueza, de estar acima de todos! Quando você pensa nisso (guerras, ganancia, etc, etc) com certeza sente raiva de quem financias essa p**, mas perceba, que o algo mais que muitas pessoas procuram, são as causas dessas guerras! A vontade de se destacar, de ser melhor de ter riquezas, etc.

O que eu quero pra minha vida não é isso. É algo mais.

Qual é o seu “algo mais”?

*Davi Taynã  Abarca é filho de Gerson Abarca, estuda na 7ª série (8º ano) da Escola Alternativa de São Mateus/ES

Cooperativa Educacional de Linhares - pais participantes.

sábado, julho 2nd, 2011

O projeto coordenado pelo Instituto Pensamento na CEL ( Cooperativa Educacional de Linhares/ES ) : “Construindo  a cultura cooperativista e uma escola inclusiva” , já está em franco andamento. Nesta quinta próxima passada, dia30/06, ministrei uma breve palestra para pais dos sextos anos, e a participação dos pais foi muito positiva. No final, terminamos com uma bela ola! gritando -“Viva o Cooperativismo”. Este projeto continua até dezembro deste ano. Veja este breve vídeo:

O vídeo vem depois…

Pais durante a palestra:"Construindo o cooperativismo"

Escola inova com cooperativismo

quarta-feira, junho 1st, 2011

equipe em debate

Teve início nesta terça feira, 31/05, o projeto: “Construindo a cultura cooperativista e uma educação inclusiva“, na Cooperativa Educacional de Linhares-ES ( CEL). O projeto visa ampliar a percepção no coletivo educacional do conceito cooperativismo e inclusão educacional, para que os cooperados tenham sonhos de construção permanemte de uma escola onde todos são seus proprietários. Também idealiza fazer ser a CEL um centro de referência educacional a partir da expressão do cooperativismo.

Na abertura do projeto, o Psicólogo Gerson Abarca realizou o primeiro encontro de formação para professores, equipe técnica pedagógica,funcionários e conselho administrativo. O tema gerador foi a leitura e debate do projeto e a potencialização do cooperativismo como elemento de identificação afetiva na CEL.

O projeto é financiado pela OCB-ES, realização da CEL e assessoria do Instituto Pensamento. Seguirá durante o ano letivo de 2011, com intensão de fazer permanecer na cultura organizacional da CEL.

um encontro dinâmico

Noite Literária em escola, enaltece o livro

sábado, maio 28th, 2011


O meu filho Hélder Manacô recebe o autografo da Escritora Neusa Jordem Possatti

Nesta sexta feira, dia 27/05, aconteceu a “Noite Literária” em comemoração ao dia do livro, na Escola Alternativa da cidade de São Mateus/ES. O evento contou com a participação da Escritora capixaba, a premiadíssima Neusa Jordem Possatti, autora do livro infantil “Ciça”, Ed. Paulinas/SP e também do Psicólogo Gerson Abarca, autor do livro “Sexualidade na contramão”,Ed Paulus/SP. Também a Livraria Conceito de Vitória-ES fez exposição de livros, onde os alunos puderam levar seus pais para comprarem as indicaçães da escola, e a escola Clarim de Música apresentou jovens talentos no piano, que são alunos na escola Alternativa.

A coordenadora do evento bibliotecária Marly, vem inovando dentro da escola Alternativa com a integração da biblioteca da escola nas diferentes disciplinas dos alunos em sala de aula.Uma boa iniciativa , tendo em vista que em muitas escolas a biblioteca mais parece deposito empoeirado.

Gerson Abarca ressaltou que o livro literário é o melhor instrumento de ampliação de conhecimento. Disse que insentiva sua equipe de Psicólogos no Instituto Pensamento a lerem muita literatura, pois isto melhora o potencial de escrita. Para Abarca, as escolas poderiam assumir a meta de se transformarem no grande centro para transformação da cultura de leitores no Brasil. “Se as escolas tivessem como projeto pedagógico a exigência de os alunos lerem pelo menos dois livros por mês, inculindo as férias, em um  ano,  cada aluno teria lido 24 livros, e estaríamos chegando aos índices de leitura de alguns países Europeus”, afirma Abarca.

Gerson Abarca e Neusa Jordem Possatti

Cunha/SP, uma cidade bem cuidada.

segunda-feira, maio 23rd, 2011

Cidade de Cunha-SP

Estive na cidade de Cunha/SP, nos dias 12 e 13 de maio por ocasião do evento “Emflora em Ação” ( Empresa prestadora de serviços do ramo silvicultura na região de Taubaté S/P). Na oportunidade proferi uma palestra sobre o Bullying para pais e professores de diferentes escolas do município.

Uma das coisas que mais me chamou a atenção foi o cuidado com a urbanidade daquele município. Além de terem o patrimônio histórico do centro da cidade vitalizado.

Ao conversar com os professores e pais, enfatizei a idéia que cidades como esta, favorecem para o projeto não bullying, pois colaboram para o bem estar dos cidadãos e trás auto estima positiva.

Sabemos o quanto é difícil vermos cidades no Brasil onde a administração pública gesta a urbanidade com carinho, cuidando dos detalhes das praças, da coleta do lixo, e mantendo as ruas limpas. Outro aspecto que dificilmente vemos nas cidades de interior e pequenas como Cunha, é o espaço cultural. Lá, o evento aconteceu no anfiteatro municipal com belíssima estrutura.

Vale a pena visitar Cunha. Fica no Vale do Paraíba, como quem segue à Parati-RJ.

Confira mais sobre o Emflora em ação no site www.emflora.com.br



Jovens, drogas e Universidades

segunda-feira, março 21st, 2011

Jovens recém chegados à Universidade deparam com um mundo de festas, álcool e drogas que pouco se vê no cotidiano da juventude brasileira que está no mercado de trabalho ou que estudam em faculdades próximas à suas casas por não terem condições de viverem plenamente para os estudos.

Mas que estudo? Diante de uma demanda enorme de universitários que convivem quase diariamente com festas e mais festas tocadas por drogas e álcool. Pior é quando a Universidade é Federal, onde as intervenções de segurança só podem ser realizadas pela Polícia Federal, pelo menos é o que dizem. E ao chegar em campus mais antigos e estruturados, é muito comum ver a droga rolando solta.

Mas, muitos intelectuais estão defendendo a liberação das drogas, e alguns até imprimem um discurso da liberdade, até revelando que são usuários de drogas. Mas se perguntarmos a eles quem são os traficantes que os fornecem, vão ficar caladinhos.

Desde quando entrei na Universidade, este discurso da liberação é corrente, e quem for contra é quase “frito” do meio intelectual. Muitos dos professores de universidades que não são usuários ou são contra a liberação, acabam se omitindo para sobreviver no meio.

O paradoxo disto, é quando os graduandos vão para o mercado de trabalho e dependendo da formação terão que atuar em programas de prevenção e recuperação de drogatitos. Antes, na graduação tudo era liberado e estranho era aqueles que não se alinhavam ao discurso do tudo pode, depois terão que colaborar na recuperação.

No livro “A insustentável leveza do ser”, a leveza fica insustentável. Assim como na vida universitária, onde a leveza da liberdade e da possibilidade dos jovens estarem distantes do controle dos pais, a graduação pode ficar insustentavel. E depois de um tempo na liberdade, muitos abandonam o curso e voltam para casa dos pais pedindo apoio.

O certo é: entrar na Universidade é difícil, permanecer nela com princípios morais e éticos norteados na família de origem, é uma missão quase impossível. Muitos conseguem entrar e sair iteiros, com a identidade própria ileso, crescidos no conhecimento. Também, muitos se perdem na identidade de terceiros, a principal parceira as drogas. Lógico que outros chegam já dependentes e usam o tempo da universidade para liberar geral.

E olha que têm aqueles que nunca mais saem, pois descobriram que na universidade vender drogas rende muito, com a diferença de estarem em um ambiente que a sociedade  não colocará como referência de tráfico de drogas, a sociedade nomeou as favelas como  bode espiatório.

A Universidade precisa rever e ver que referência é para os seus alunos.

Aos pais, vale a pena estar próximo. Não é pelo simples fato de uma pessoa chegar na Universidade que ela já está autônoma. Principalmente quando o jovem ainda é plenamente sustentado pelos pais.

Quantas são as famílias que  vão descobrir que o filho se quer ia às aulas só depois do terceiro ano de graduação. Pior são aqueles universitários que forjam a formatura, mas na verdade estão recebendo um cartucho sem nenhum documento.

É melhor estar atento…

Aprovados no Vestibular Público - Juventude sarada !!

sexta-feira, fevereiro 4th, 2011

da esquerda para direita: Ina, Marcia ,Marcelo, RODRIGO, Gerson, SAMUEL, ELISA, Josiane

Chegou fevereiro e a angústia de alguns começa a se transformar em alegria, e a de muitos, ou a maioria, se tranforma em depre mesmo…por não terem passado.

Neste ano estamos vivendo as graças por termos convivido em 2010 com três estudantes pré-vestibulandos que acreditaram e estudaram muito.

RESULTADO: foram aprovados nas Universidade que sonharam.

Samuel, meu filho; Elisa e Rodrigo, nossos amigos; estão curtindo a vitória no vestibular. Samuel passou na UNESP- ASSIS/SP, Elisa em Arquitetura na Federal de Viçosa e Rodrigo em Direito na UERJ-RJ.

Agora uma nova etapa começam a traçar.

A vitória dos três é o resultado de uma amizade solidária, onde quando um deles entrava em desespero logo tinha um ombro amigo, ou quando o desespero por uma matéria que não entrava na cabeça logo alguma outra possibilidade para o entendimento.

Eles não se isolaram, construiram relacionamento. Ganharam na força da união.

Vi e comprovei que a juventude ainda é motivo de orgulho.

Que todos os pré- vestibulandos que ainda não conseguiram atingir seu objetivo da aprovação, tenham confiança e continuem sonhando.

Mas é bom lembrar que o sonho é 1%, e a aprovação é 99% de ralo mesmo…muito estudo.

Dica para os vestibulandos no controle da ansiedade.

segunda-feira, dezembro 20th, 2010

Galera, agora que chegou a hora das provas, principalmente as de segunda fase, não dá mais. O que você tinha que elaborar em termos de conteúdos, já foi. Não vai adiantar em nada os plantões de dúvidas ou aquelas aulas de cursinhos onde os professores ficam tentando adivinhar questões. Esta busca por conhecimento no atual “andar da carruagem”, já não dará o resultado esperado.

O caminho é acreditar em tudo o que você estudou ao longo deste ano. Confie, e saiba que os vestibulares não medem conhecimento. É uma forma “sacana” para dizer que houve uma seleção. Há poucas vagas para muitos candidatos. Infelizmente, nosso país abandona seus filhos nesta etapa da vida, pior ainda é quando saem da Universidade, pela falta de emprego.

Tudo bem, esta é uma questão que ainda não lhe pertence, pois você quer é passar no Vestibular. Desta forma, utilize de suas capacidades de “malandragem”, tente ler bem a questão antes de sair respondendo, e verá que parte da resposta está na própria pergunta. Esta é uma estratégia do comportamento humano, que podemos constatar da seguinte forma: por de trás de uma pergunta está sempre uma resposta já entendida. Isto é assim mesmo, quando você pergunta algo para alguém, é como você já tivesse a resposta e apenas queria certificar-se dela. Desta forma, enfrente as questões do vestibular não como inimigas ,mas sim como suas amiguinhas. Extraia delas o máximo que puder. Lembre-se, coloque nas respostas das discursivas tudo o que der para colocar. As avaliações valorizam tudo.

Com ansiedade e muita preocupação, seu cérebro não vai pensar.

Subscribe to RSS feed