Junho Vermelho: doe sangue e ajude a salvar vidas

 

Junho Vermelho: doe sangue e ajude a salvar vidas

A doação de sangue é um ato caridoso e totalmente voluntário. É imprescindível para pacientes que irão se submeter a tratamentos planejados, cirurgias de urgência e de grande porte, transplantes, procedimentos oncológicos e os portadores de doenças crônicas graves.

Durante o inverno, é comum que os bancos de sangue do país fiquem desfalcados, já que essa é a temporada de doenças respiratórias e também quando as pessoas menos saem de casa. Com isso foi criada a Campanha Junho Vermelho com o objetivo de alertar para a importância de fazer a doação mesmo nessa época do ano. Também nesse mês celebrou o Dia Mundial do Doador de Sangue, no dia 14 de Junho. A data foi criada por iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) para homenagear os doadores de sangue e sensibilizar as pessoas sobre a importância desse gesto que salva vidas.

Requisitos para a doação de sangue:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos precisam de autorização);
  • Pesar no mínimo 50 quilos;
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
  • Estar descansado (Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
  • Apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial;
  • Intervalo para as doações: Homens – 60 dias (máximo de 04 doações por ano)
  • Mulheres – 90 dias (máximo de 03 doações por ano).

De acordo com a Fundação Pró-Sangue, os estoques estão cerca de 35% do nível considerado ideal. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 3 a 5% seriam o ideal para ficarmos tranquilos, porém a média é inferior a 2%. Com uma única doação é possível salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado que podem ser utilizados em diversas situações clínicas.

O sangue é insubstituível e sem ele é impossível viver. E quem precisa só consegue graças à generosidadedos doadores. Ao doar sangue, você aumentará as chances de manter alguém vivo e se recuperar rapidamente.

Para realizar uma doação basta procurar o Hemocentro mais perto da sua região e checar se você atende aos requisitos necessários. E estar movido pelo desejo de ajudar o próximo.

 

Doe sangue! Sua boa ação vai te fazer bem e salvar muitas vidas.

Joyce Cristiane do Amaral Assis

Bióloga, Coordenadora do Laboratório de Análises Clínicas do Posto Médico Padre Pio