«

»

set
19

Como posso ser curado?

Quero ser curado!

Jesus e o encontro com o Cego de  Jericó.

Não podemos nos acostumar a viver a beira do caminho da nossa vida sem perceber as várias formas em que Deus hoje está passando por nós.

A Palavra de Deus nos apresentam muitas experiências marcantes de Jesus visitando, caminhando, falando das realidades do céu, mas de forma pessoal na vida daqueles que corriam ao seu encontro ou aqueles que Jesus os encontravam nos caminhos. Tantas experiências, mas existe uma conhecida por nós e que se encontram nos Evangelhos de Marcos, Lucas e Mateus, o que chamamos de Evangelhos sinópticos, ou seja, possuem em seus escritos histórias em comum. Vemos a história do Cego de Jericó.

No Evangelho de Marcos diz assim: “E depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando. E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! tem misericórdia de mim. E Jesus, parando, disse que o chamassem; e chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama. E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus. E Jesus, falando, disse-lhe: Que queres que te faça? E o cego lhe disse: Mestre, que eu tenha vista. E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho.” (Marcos 10,46-52)

Fico pensando lendo estes versículos do Evangelho a imensa multidão que queria ver Jesus, ser tocado por Ele, e o Cego Bartimeu ouvindo o burburinho do que estava por chegar. Viva na beira do caminho, abandonado, sujo, sem lugar para ficar. Quantos hoje estão desta mesma forma as margens do caminho da própria vida, paralisados por alguma situação de decepção, de tristeza, de amargura que afeta o sentido da própria vida e assim queira desistir.

Não podemos nos acostumar a viver a beira do caminho da nossa vida sem perceber as várias formas em que Deus hoje está passando por nós, assim como passou perto do cego de Jericó, ele não enxergava mas gritava muito bem, a ponto dos discipulos ouvirem e do próprio Jesus, você que se encontra assim cego não consegue perceber os sinais, as manifestações amorosas do Senhor em sua vida, você hoje pode pedir, gritar, manifestar o desejo do seu coração e ser plenamente livre. Não é por acaso que os evangelistas apresentam esta iniciativa de um cego que com fé grita, insiste por Jesus em sua vida.

Aprendamos com o cego, a fé para ser a fé não precisa que eu veja com os olhos humanos, carnais, quantos de nós mesmo enxergando as manifestações de Deus ainda sim duvidamos, fé não é ver, aquele homem mesmo sendo cego a sua limitação não foi o seu impedimento talvez se acomodou naquela vida se comportando como um derrotado, mas a vitória o visitou e mudou completamente a sua vida, Jesus mudou!!

Use das suas limitações não como derrota, mas sim como uma via de súplica, de abandono, de coragem para a sua libertação, o seu milagre acontecer. Assista logo a baixo uma pregação que nos marcou do nosso querido Padre Léo. Esta pregação é exatamente sobre o cego de Jericó.

Print Friendly

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Network-wide options by YD - Freelance Wordpress Developer