Professor Felipe faz uma breve retrospectiva sobre as viagens do Papa Francisco em 2015

podcast_viagem_papa_franciscoAlessandra Borges
Da redação

Neste último dia do ano de 2015, o Portal Canção Nova preparou uma retrospectiva sobre as viagens apostólicas do Papa Francisco pelos continentes.

Convidamos o professor Felipe Aquino, apresentador do programa “Escola de Fé” da TV Canção Nova, para falar sobre as viagens do Santo Padre pelos seguintes países: Sri Lanka e Filipinas (12-19 de janeiro 2015) ; Sarajevo – Bósnia (6 de junho) ; Equador, Bolívia e Paraguai (5 a 13 de julho) ; Cuba e EUA (19 a 28 de setembro) e Quênia, Uganda e Republica Centro-Africana (25 a 30 de novembro).

Segundo professor Felipe Aquino, neste ano o Pontífice visitou os continentes como África, América Central, América do Norte, Europa e Ásia. Em cada uma dessas viagens, o Papa Francisco deixou sua mensagem de evangelização e missionariedade.

“É uma vontade muito grande do Papa cumprir o chamado munus petrino, o que Jesus disse a Pedro: ‘Apascenta as minhas ovelhas”. O Papa também não deixa de se encontrar com a comunidade muçulmana por onde vai, pedindo, inclusive, que eles não pratiquem as coisas do Estado Islâmico, essa loucura de matar cristão, ou seja, ninguém pode matar em nome de Deus. O Santo Padre sempre faz questão, nas viagens e encontros ecumênicos, de colocar assim: ‘Vamos viver a paz em nome de Deus’”, disse Aquino.

Ouça uma reflexão, na íntegra, com o professor Felipe Aquino sobre as viagens do Papa Francisco:

Leia também
.: Retrospectiva 2015: balanço do ano do Papa Francisco

Setembro é o ‘Mês da Bíblia’ e o início da primavera, um tempo de Deus na sua vida.

Reserve alguns minutos do seu dia, durante este mês, para meditar a Palavra de Deus e conhecer um pouco mais sobre a Sagrada Escritura.

Para ajudá-lo a refletir e conhecer um pouco mais sobre a Bíblia, a casa de missão de Brasília (DF) preparou uma série especial de podcasts com o professor Felipe Aquino, cujo título é: ‘A Bíblia escrita para você’. [continue lendo>>]

Nesta última semana do Mês de Maria, o podcast da redação preparou uma reportagem, com o professor Felipe Aquino, referente a carta apostólica ‘Mulieris Dignitatem’, escrita pelo Papa João Paulo II no ano de 1988.

A encíclica fala sobre a dignidade e a vocação da mulher, mas como essa carta é muito extensa e abrange muitos assuntos, durante entrevista com o professor, foi abordado apenas o capítulo VI: ‘Maternidade – Virgindade’.

Para Felipe Aquino, João Paulo II mostra que a mulher tem uma vocação extraordinária na vida da humanidade, porque é ela quem promove e gera a vida.

“A mulher é mãe e aquela que forma seu filho para Deus e para a sociedade. A mulher, na vida religiosa, também tem um papel extraordinário, pois entrega a vida para Deus no silêncio de uma vida de oração e contemplação a Ele”, disse Aquino.

Ouça a entrevista na íntegra:

Em sua encíclica, o Papa João Paulo II dedicou um dos capítulos exclusivamente para falar sobre a beleza e a riqueza da maternidade, ou seja, a mulher como mãe. Para o entrevistado, mais importante do que gerar a vida, é que a mulher saiba conservar, proteger e educar esta vida, porque uma criança sem o amor e educação da mãe pode sofre muito na juventude.

João Paulo II destaca duas vocações importantes da mulher:  maternidade e  virgindade consagrada. Segundo o professor, ambas propagam o amor, já que a maternidade provoca o amor incondicional aos filhos; e as religiosas são mulheres que dedicam sua vida pelo amor ao próximo.

A mulher tem um papel fundamental na construção do homem, pois ela é a companheira que Deus colocou na vida dele.

“A mulher ajuda muito o homem a ser feliz, pois o livro do Eclesiásticos – capítulo 26 – mostra isso muito bem. Lá diz que o homem, cuja esposa é bondosa,  duplica o número dos seus anos de vida. A mulher é muito importante na vida de um homem, porque, muitas vezes, aquilo que um médico não pode fazer pelo homem ela consegue ajudar, pois o conhece, está ao seu lado e o ama profundamente. Quando existe esse amor conjugal, a mulher é para o homem uma força extraordinária”, explicou Felipe.

Professor Felipe Aquino faz um convite a você internauta para que, a partir desta reportagem, procure ler a carta apostólica ‘Mulieris Dignitatem’ e reflita sobre tantas coisas bonitas que o beato João Paulo II fala sobre a mulher.

Veja também:

:: Futuras mãe participam de atividades na Fundação JPII

:: Mãe, manifestação do amor de Deus

:: Ser mãe é gerar o dom da vida

:: A beleza e a maturidade de ser mãe e de ser filho

No dia de Finados, “aos que visitarem o cemitério e rezarem, mesmo só mentalmente, pelos defuntos, concede-se uma Indulgência Plenária, só aplicável aos defuntos. Diariamente, do dia 1º ao dia 8 de novembro, nas condições costumeiras, isto é, confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Sumo Pontífice; nos restantes dias do ano, Indulgência Parcial (Enchr. Indulgentiarum, n.13)”.

“Ainda neste dia, em todas as igrejas, oratórios públicos ou semi-públicos, igualmente lucra-se uma Indulgência Plenária, só aplicável aos defuntos; a obra que se prescreve é a piedosa visitação à igreja, durante a qual se deve rezar o Pai-nosso e Creio, confissão sacramental, comunhão eucarística e oração na intenção do Sumo Pontífice (que pode ser um Pai Nosso e Ave-Maria, ou qualquer outra oração conforme inspirar a piedade e devoção).” (pg. 462 do Diretório Litúrgico da CNBB).

Mas, afinal, o que é indulgência? Para falar deste assunto tão comentado pelos fiéis da Igreja Católica, durante o Dia de Finados, o cancaonova.com conversou com o professor Felipe Aquino.

Leia a entrevista na íntegra e deixe seu comentário

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com