Dar tempo para o Tempo de Deus!

Que tempo é o meu diante de Deus? Qual é o espaço que ocupo?

TEMPO E ESPAÇO. Vocês já pararam para pensar em quanta coisa se esconde por detrás dessas duas palavras? Pois eu digo: nessa duziazinha exata de letras residem toda nossa mortalidade, insignificância e efemeridade diante do universo. E, também, podem apostar, toda a nossa grandiosidade. Tempo e espaço são nossos desafios supremos. Brigamos com eles desde que mastigávamos animais crus em cavernas escuras – e continuamos a enfrentá-los agora que já pusemos os pés na Lua e podemos enviar mensagens instantâneas para qualquer parte. Mas o que me fez pensar em coisas tão imensas e complicadas como essas. Às vezes me pego brigando com Deus a respeito do tempo… Quantas demoras. Passado que se torna presente e futuro incerto!

Tempo e espaço. Categorias tão distantes e próximas. Tão incertas e certas! Contrários que se encontram.

Quantas vezes reclamamos de algo ter saído diferente do que queríamos e mais tarde percebemos que foi melhor como aconteceu? Nosso Deus é sábio e quer o melhor para nós, quer que nossa alegria seja completa. O tempo para ele não está limitado no que conhecemos como noção de tempo: passado, presente e futuro. Ele tem planos para a eternidade. O eterno que me espera.

Hoje concluo que é preciso dar tempo ao tempo de Deus! Deus é atemporal! Quer dizer não tem tempo, é o mesmo ontem, hoje e sempre. Mas interessante mesmo sendo atemporal se encaixa no tempo e mexe na história. Se localiza em meu espaço e me lança no tempo…

Não tenha receio de dar tempo para o tempo de Deus.