11. fevereiro 2014 · 11 comments · Categories: Sem categoria

Ficou assustado (a) ao ler o título acima? Teve espanto ao encontrar algo do tipo em um site católico? Calma já te explico!

Estive em missão neste fim de semana e atendendo vários jovens, conversei com eles entrei em suas histórias, seus dramas, sofrimentos etc. Muitos deles traziam na conversa o desejo de ter uma vida mudada, uma vida pura, enfim como o acampamento era sobre afetividade e sexualidade e sempre eu falando de castidade, muitos deles diziam que gostariam de viver a castidade mais tinham muitas dificuldades, alguns tentavam mas não conseguiam manter uma vida pura.

E ali fui acolhendo-os, motivando-os, dizendo da misericórdia de Deus, do recomeço que podemos sempre viver em nossas vidas! Mas teve um momento que me retirei e fui rezar na capela, e ali ia dizendo para Deus destes jovens, de seus sofrimentos e desejos. Em certo momento perguntei a Deus:

“Porque é tão difícil o jovem hoje viver a castidade?”

Não demorou muito para Ele me dizer:

“Porque falta amor, falta experimentar o verdadeiro amor”.

Esta fala de Jesus gritou em meu coração e uma nova realidade me invadiu! Não dá para viver a castidade sem primeiro se fazer uma profunda experiência de amor, uma profunda experiência do amor de Deus!

Não dá para dizer a um jovem viva a castidade, sem antes fazer este mesmo jovem se sentir profundamente alcançado, seduzido e atingido pelo Amor de Deus! Sabe porque não dá para ele viver a castidade sem antes ter tido uma experiência concreta com o o Amor de Jesus? Pois a castidade é uma força que protege o amor contra o egoísmo e a agressividade e o conduz a plena realização como alguém pode proteger algo sem ao menos conhecer este “algo”, pior ainda, como ele conduzirá este “algo” a algum lugar? Impossível! Não dá!

É preciso conhecer o amor, é preciso experimentá-lo, saber o que ele é, se deixar envolver por ele. Só assim poderemos protege-lo e conduzi-lo à plenitude! Castidade é levar o amor as últimas consequências!

Viver castidade sem estar nas entranhas do amor de Deus é algo totalmente sem sentido!

Digo para você quanto maior for sua dificuldade em viver a castidade mais ainda você precisa se lançar no amor de Deus. Quanto mais experimentarmos deste divino amor mais teremos capacidade suficiente para viver a pureza!

Querer viver a castidade sem ter tido uma forte experiência de Deus é o mesmo que querer chegar a Roma sem mapa, sem dinheiro, e sem alimentação!!! Nunca chegará! Será desafio por desafio!

Quero dizer para você que tem tido fortes batalhas para viver a castidade, as vezes é hora de parar um pouco de lutar e render-se! Como assim? Calma! Parar de lutar somente e unicamente com suas forças e se render ao amor de Deus, reze peça a Ele que possa atrair seu coração de uma maneira total, que o amor Dele penetre o mais profundo de sua mente e sentimentos! Que de fato o amor dele possa vir preencher todo vazio e que toda tua vida possa ser pontualizada no Amor Maior! Que sua luta seja por ter um coração totalmente apaixonado por Jesus e assim a consequência será sua pureza e castidade, pois amor com amor se paga!

Castidade? Não dá para viver sem ter sido seduzido pelo Senhor!

Na luta pela pureza!

Tamujunto

Adriano Gonçalves

11 Comentários

  1. Gildete Libânio

    Quero faser parte dessa família, também boa tarde bjs

  2. Perfeito, só o amor de Deus pode nós da força para vencer todas as lutas.

  3. Aline Gomes

    Nossa Adriano, isso é muito verdade!
    Posso testemunhar que na minha vida, no meu namoro, a única coisa que me sustenta a não cair no pecado, é sem dúvidas, ter tido um encontro pessoal com o Amor de Jesus.Tenho o costume de dizer, que nos momentos de maior tentação no namoro, não nos lembramos que somos de grupo de oração, que somos de frente, que pessoas contam conosco…mas o que nos segura é o temor a Deus, saber que estamos traindo este amor Dele por nós, nos faz parar e não irmos adiante com aquele momento perigoso.Obrigada pela sua partilha, isso confirma ainda mais minha vontade de santidade no namoro e na minha vida.Sem dúvidas tamujunto =).Paz e Bem

  4. bruna hanna

    ola sou bruna gostei muito desse da reportagem e viver em castidade nao e dificil falo isso porque desde pequena fui criada na igreja e via as pessoas se relacionando sexualmente antes do casamento e disse pra mim mesmo que isso nao iria acontecer comigo namorei 1 ano noivei no segundo ano e hoje estou casada e muito feliz.. É SÓ TER FÉ EM DEUS QUE TUDO DA CERTO.

  5. leia.

    • Dalmo Moreira de Oliveira

      Fui abandonado pela minha esposa, ela foi ao Advogado e pediu o divórcio. Sou católico praticante encontrei uma Mulher muita católica, eu e ela participamos da Igreja, tenho o Catecismo e leio sempre. conversamos com o Padre e ele nos dá muito apoio, ele disse que Deus quer é a felicidade, e nós recebemos a comunhão todos os Domingos. em casa tenho o meu cantinho com várias Imagem onde rezo todos os dias. Quero sua opinião?

  6. Muito lindo o texto! Vivo isso no meu namoro, não é fácil, mas Deus vai nos dando a força para seguirmos em frente. Como já li na Canção Nova: CASTIDADE: DEUS QUER, VC CONSEGUE!! Vamos continuar lutando!!

  7. adenilton dourado carvalho

    Fiquei feliz pela sua esplanação, pois, de fato, sem antes vivenciar o amor de Deus na nossa vida não poderemos vencer as adversidades, prindcipalmente no tocante a sexualidade, principalmente na época em que vivemos, onde os meios de comunicação incentivam para a prática. Não sou jovem, no entanto, vejo que a castidade deve ser uma forma de vida a ser vivenciada para que tenhamos relacionaamentos frutíferos e duradoros e para tal precisamos como dissestes, experimentar o amor de DEus em nossa vidas.

    • Sr. Adenilton,também não sou mais jovenzinha e verdadeiramente não é nada fácil viver a castidade, porém somente o Amor verdadeiro nos dá esta força para conseguirmos.

  8. Olá,

    Gostei muito do seu texto. O problema é que parei na razão. Não tenho conseguido fazer a experiência do Amor de Deus (nem sei se verdadeiramente já vivi essa experiência). Peço suas orações. Não quero desistir…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *